Posts arquivados em: Tag: 4 estrelas

07dez • 21 Ficção, Literatura Nacional, Lu Fonseca, resenha, Resenha Publicitária, Resenhas de Livros

Resenha #388 Meu Campeão

Título: Meu Campeão
Série: Caminhos da Vida
Ordem: 1
Autor: Lu Fonseca
Editora: Uiclap
Gênero: Literatura Brasileira/ Romance/ Literatura Nacional
Páginas: 409
Ano: 2021
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Vinny Ferraz é um atleta, campeão e recordista brasileiro em medalhas olímpicas. Um acidente no auge de sua carreira provoca a perda de seus sonhos, seus objetivos e muito mais.

Ele precisa se reerguer das cinzas e recomeçar. Nem todo recomeço é fácil, mas é possível.

Ísis é uma mulher rica e bem realizada profissionalmente. Quando encontra Vinny pensa que sua vida está perfeita, mas uma perda desestabiliza sua vida equilibrada.

Duas almas machucadas que enfrentam as dificuldades e encontram no amor a força para recomeçar e construir novos sonhos. Juntos, aprendem que é possível seguir em frente e ser felizes!

Uma história que vai mexer com suas emoções.

Olá pessoal! Como vocês estão?
Hoje vim apresentar para vocês o livro Meu Campeão, da autora nacional Lu Fonseca. A história é sobre Vinny e Isis, eles se conhecem de uma forma bem inusitada, mas antes, me permitam fazer um recap até chegar o momento desse encontro.

O livro começa nos apresentando Vinny, ele é um jovem campeão olímpico na natação, um verdadeiro herói nacional que, com pouca idade, conquistou muitas medalhas e fama mundial, porém tudo muda em uma noite quando ele sofre um acidente que acaba de vez com a sua carreira. O carro que ele dirigia é atingido por um caminhão e ele acaba ficando preso nas ferragens. Quando Vinny recobra a consciência, ele está no hospital e com uma perna amputada.

O acidente é um divisor de águas na vida de nosso mocinho, mas esse é só o start para a verdadeira história, esse não é um livro para lamentar e sofrer pelas perdas e tragédias da vida, esse livro é sobre botar em prática aquele ditado, se a vida te dá limões… pelamor, faça uma bela de uma boa limonada!!!

Continue lendo
04dez • 21 AllBook Editora, Devney Perry, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #387 Desejos de Aniversário

Título: Desejos de Aniversário
Série: Maysen Jar
Ordem: 1
Autor: Devney Perry
Editora: AllBook Editora
Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance/ Literatura Americana
Páginas: 324
Ano: 2021
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: UM ROMANCE SOBRE SEGUNDAS CHANCES.
Poppy Maysen carrega um diário na bolsa. As páginas foram preenchidas há muito tempo por um homem que desejava aventuras e que viveu plenamente e nunca deixou de fazê-la sorrir. Esse diário é a lista de desejos de aniversário dele, uma que Poppy prometeu completar.
Ela fará as coisas que ele mais desejou, porque, quem sabe, se conseguir finalizar a lista, talvez possa voltar a viver.
Poppy sabe que será difícil. Doloroso. Mas o que não imagina é que Cole entrará em sua vida.
Será que o homem que presenciou seu coração ser despedaçado será capaz de curá-lo de novo?

Hey galera, prontos para se apaixonarem por essa história emocionante? Então prepare-se e continue a leitura.

Desejos de Aniversário nos apresenta a história de Poppy, ela é uma jovem mulher que ficou viúva muito cedo. Ela perde seu marido após apenas um ano de casamento, ele é assassinado em um assalto, e esse acontecimento leva nossa mocinha a um estado profundo de depressão. Os anos passam, Poppy aos poucos vai se reerguendo e ela decidiu que esse era o ano de seguir em frente. Para isso ela resolve honrar os desejos de seu falecido marido, Jamie.

Jamie era um cara muito engraçado, amigo de todos e muito querido, ele vivia por suas boas ideias e em um ano, ele decidiu montar uma lista de desejos de aniversário, nada mais era do que pequenos (alguns nem tanto assim rs) desejos que ele gostaria de realizar em determinada idade. As ideias eram muitas, desde nadar em uma piscina de gelatina verde até dar um restaurante para Poppy.

Continue lendo
04nov • 21 Clichê, comédia romantica, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Sarah Adams

Resenha #384 The Cheat Sheet

Título: The Cheat Sheet
Autor: Sarah Adams
Editora: Independente
Páginas: 306
Ano: 2021
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: É tarde demais para sair da friend zone?
Olá, meu nome é Bree Camden, e estou perdidamente apaixonada por meu melhor amigo e quarterback estrela Nathan Donelson (assim como metade da América, a julgar pelos tablóides e por quanto o cara namora).
O primeiro passo é admitir, certo?
Exceto que nunca posso admitir para ele, porque ele claramente não me vê dessa forma, e a última coisa que eu quero é que as coisas fiquem estranhas entre nós.
Nada além da boa e antiquada amizade platônica para nós!
Tudo está exatamente como eu gosto! Sim. Bem. (Não estou chorando, estou apenas descascando uma cebola.)
Nossa amizade está indo muito bem até que acidentalmente derramo meu feijão para um repórter depois de muita tequila, e agora o mundo parece pensar que Nathan e eu pertencemos um ao outro. Ah, e eu mencionei que temos que namorar publicamente por três semanas até depois do Super Bowl porque assinamos um contrato com… oops, esqueci que não posso contar a ninguém sobre isso!
O ponto principal é que agora meu melhor amigo está borrando todas as linhas e agindo de forma nada platônica, e estou apenas tentando evitar que meu corpo queime em chamas cada vez que ele me toca.
Como vou sobreviver a várias semanas de namoro falso com Nathan sem que nada mude entre nós?
Especialmente, quando quase meio que parece que ele está lutando por um resultado completamente diferente?
Envie ajuda.
XO Bree

Hey galera, tudo bem por aí?

Li The Cheat Sheet e durante a leitura eu só conseguia pensar o quanto gostaria de compartilhar as minhas impressões sobre esse livro com vocês. Vou fazer um pequeno resumo sobre a história, e já vou logo avisando, vocês que gostam de um clichê friends to lovers, vão amar essa história. Bora lá?

O livro vai contar a história de Bree e Nathan. Eles são amigos desde os tempos do colégio e não simplesmente bons amigos, mas melhores amigos. Um conta com o outro, confia no outro e são a pessoa mais importante da vida do outro. Isso te soa como amizade ou casamento? Kkk
Enfim, eles se importam e se amam de verdade, ao ponto de que se alguma namorada do Nathan não gostasse de Bree e pedisse para ele escolher entre as duas, a escolha seria a Bree sem pensar duas vezes. Pois é, esse é o nível rs.

Nathan é um jogador profissional de futebol americano, um quarterback, e após o fim dramático de um dos seus muitos relacionamentos aleatórios com garotas aleatórias, ele se vê em uma grande confusão. A garota vai para os jornais e revistas de fofoca falar mal do desempenho do nosso mocinho como amante kkk, Nathan pouco se importa, mas Bree se sente muito ofendida pelo seu amigo kkk.

Continue lendo
11set • 21 12 livros para 2021, Colleen Hoover, Galera Record, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #378 Essa Garota

Título: Essa Garota
Série: Slammed
Ordem: 3
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Gênero: Romance /New Adult /Literatura Americana
Páginas: 336
Ano: 2014
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: O amor de Will e Layken enfrentou — e venceu — proibições, impedimentos, ciúme, tragédia. Mas, agora casados, os dois se sentem seguros do sentimento que os une.

Lake e Will estão em plena lua de mel, encantados com o futuro que têm pela frente. Lake quer saber tudo que há para saber sobre o marido — mesmo quando este se torna reticente quanto a despertar memórias dolorosas. Pouco a pouco, Lake convence Will a desembaraçar os nós da própria história e, pela primeira vez, seus mais íntimos sentimentos e pensamentos ganham voz.
Sob a ótica de Will, revisitamos os bons e maus momentos. E conhecemos alguns fatos chocantes. O futuro de Will e Lake agora depende de como os dois lidarão com essas revelações…

Hey galera, tudo bem com vocês? Hoje trago minhas impressões sobre o livro Essa Garota, terceiro da série Slammed. Se você não leu os primeiros livros, te aconselho a lê-los para entender a história desse livro e já aviso que você corre um leve risco de pegar spoiler aqui rs.

Com isso dito, vamos a um resumo da história.

Essa Garota vai nos apresentar os principais momentos do relacionamento entre Lake e Will, com a vantagem dessa vez, a história estar sendo contada por nosso mocinho poeta rs. Will e Lake acabaram de se casar, o tempo passou e as coisas estão encaminhadas na vida de ambos, eles finalmente podem desfrutar de uma vida a dois. É durante a lua de mel que o livro vai se passar, enquanto passam o dia juntos, nosso casal amorzinho vai relembrar momentos importantes e marcantes da história deles.

Continue lendo
07ago • 21 12 livros para 2021, Biblioteca Azul, clássico, distopia, Ficção, Literatura Americana, literatura estrangeira, Ray Bradbury, resenha, Resenhas de Livros

Resenha #375 Fahrenheit 451

Título: Fahrenheit 451
Autor: Ray Bradbury
Editora: Biblioteca Azul
Páginas: 215
Ano: 2012
Gênero: Distopia / Literatura Americana/ Literatura Estrangeira/ Clássico
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Escrito após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1953, Fahrenheit 451, de Ray Bradubury, revolucionou a literatura com um texto que condena não só a opressão anti-intelectual nazista, mas principalmente o cenário dos anos 1950, revelando sua apreensão numa sociedade opressiva e comandada pelo autoritarismo do mundo pós-guerra. Agora, o título de Bradbury, que morreu recentemente, em 6 de junho de 2012, ganhou nova edição pela Biblioteca Azul, selo de alta literatura e clássicos da Globo Livros, e atualização para a nova ortografia.

A singularidade da obra de Bradbury, se comparada a outras distopias, como Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley, ou 1984, de George Orwell, é perceber uma forma muito mais sutil de totalitarismo, uma que não se liga somente aos regimes que tomaram conta da Europa em meados do século passado. Trata-se da “indústria cultural, a sociedade de consumo e seu corolário ético – a moral do senso comum”, segundo as palavras do jornalista Manuel da Costa Pinto, que assina o prefácio da obra. Graças a esta percepção, Fahrenheit 451 continua uma narrativa atual, alvo de estudos e reflexões constantes.

O livro descreve um governo totalitário, num futuro incerto, mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura, prevendo que o povo possa ficar instruído e se rebelar contra o status quo. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TVs instalados em suas casas ou em praças ao ar livre. A leitura deixou de ser meio para aquisição de conhecimento crítico e tornou-se tão instrumental quanto a vida dos cidadãos, suficiente apenas para que saibam ler manuais e operar aparelhos.

Fahrenheit 451 tornou-se um clássico não só na literatura, mas também no cinema. Em 1966, o diretor François Truffaut adaptou o livro e lançou o filme de mesmo nome estrelado por Oskar Werner e Julie Christie.

Olá para todos, hoje vim comentar com vocês as minhas impressões sobre o livro Fahrenheit 451. Um clássico distópico da literatura, e como boa fã de distopia que conheceu o gênero através de Jogos Vorazes, Divergente e semelhantes, decidi que era o momento de beber das fontes originais, e Fahrenheit 451 é um desses livros.

O livro começa com uma introdução do meu querido escritor Neil Gaiman, ele vai nos apresentar a história e dizer que ali vamos encontrar uma declaração de amor aos livros, mas que não é apenas isso. O livro é composto de diversos fatores e ele é muito mais do que uma pessoa possa te explicar. Fahrenheit 451 nos convida a uma reflexão e te exige interpretação de um mundo onde os livros são proibidos, onde bombeiros são pagos para incendiar e destruir aquilo que consideramos precioso: os livros.

Continue lendo
26jul • 21 K A Linde, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #371 On the Record

Título: On the Record
Série: Record
Ordem: 2
Autor: K. A. Linde
Editora: Independente
Gênero: Romance /Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 384
Ano: 2014
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Para a repórter política Liz Dougherty, o dia após a eleição era um novo dia de olhar para o futuro e dizer adeus ao passado, parece ser um momento adequado para iniciar um novo relacionamento.Mas sentimentos por seu ex ainda continuam…

18 anos +

Livro dois da série Record na área! Bora falar sobre ele, mas cuidado se você não leu o primeiro, vai encontrar leves spoilers sobre o final do livro anterior por aqui.

Vamos lá galera, o primeiro livro terminou com Liz decidindo que não era uma boa ideia continuar com Brady, o relacionamento às escondidas tinha potencial para acabar com as chances de eleição do jovem e promissor senador. Nas primarias está tudo acabado e o segundo livro começa no dia do resultado das eleições oficiais, é bem óbvio que Brady vai ganhar e após essa vitória, Liz coloca uma tampa no caixão desse relacionamento intenso e decide seguir em frente.

Nossa mocinha está em seu penúltimo ano na faculdade, com várias propostas boas para o futuro e iniciando um novo relacionamento com seu colega de jornal, Hayden. Ele era o editor do jornal da faculdade e estava ali no radar da Liz, mas ele nunca deixou claro que gostaria de investir em algo a mais com ela, e olha que nossa mocinha sempre teve uma quedinha por ele, mas após Brady, Hayden ficou meio que eclipsado.

Continue lendo
25maio • 21 drama, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Tara Sivec, Verus

Resenha #363 O Farol de Fisher

Título: O Farol de Fisher
Autor: Tara Sivec
Editora: Verus
Páginas: 294
Ano: 2020
Gênero: Romance/Drama/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Para conseguir o fim que desejam, Lucy e Fisher terão de voltar ao início… Lucy e Fisher se conheceram no último ano do ensino médio, no mesmo dia em que ele se juntou aos fuzileiros navais. As únicas certezas na vida de Fisher são o serviço ao seu país e o amor por Lucy. Após o casamento, eles vão viver em uma pequena ilha na costa Leste. Lucy já aceitou a profissão do marido, apoiando-o e tentando tolerar seu comportamento errático toda vez que ele volta de uma missão. Fisher, no entanto, é profundamente afetado pela experiência em zonas de guerra. Um dia, Fisher conclui que está se tornando um perigo para aqueles ao redor, especialmente para sua mulher, e deixa a ilha em busca de curar suas feridas. Mas agora ele está de volta, determinado a convencer Lucy de que nunca deixou de amá-la. Por meio das memórias ― boas e ruins ― de seu relacionamento, Lucy e Fisher vão precisar lembrar por que sempre conseguiram voltar um para o outro. E por que, não importa o que aconteça, esta pode ser a última vez.

Olá pessoal, aqui estou para falar de um dos meus temas favoritos em livros: segundas chances nos relacionamentos. O Farol de Fisher vai nos apresentar um casal que passou por altos e baixos e precisam decidir como seguir em frente, juntos ou não.

O livro conta a história de Lucy e Fisher, eles são moradores da Ilha Fisher – sim, a família do Fisher foi quem fundou a ilha e é dona dos maiores empreendimentos locais. Ainda adolescente, Lucy se muda para a ilha junto com seus pais para cuidarem da pousada que os avós dela administravam, é quando ela conhece Fisher na escola. Eles se apaixonam e logo se tornam namorados e inseparáveis. Porém Fisher tinha um compromisso patriótico, a época é pouco depois do 11 de setembro de 2001, e os EUA estavam em guerra e Fisher se voluntariou para ser um dos soldados.

Muitos anos se passam e sabemos que Fisher e Lucy estão divorciados há um ano. Ele não está mais morando na ilha, ela está tentando reconstruir a própria vida e investindo em um novo relacionamento. O tempo passou, a vida mudou e o casal que parecia perfeito não está mais junto.

Continue lendo
08abr • 21 adulto, Anna Zaires, Erótico, ficção científica, Literatura Americana, literatura estrangeira, Mozaika Publications, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #358 Encontros Íntimos

Título: Encontros Íntimos
Série: As Crônicas dos Krinars
Ordem: 1
Autor: Anna Zaires
Editora: Mozaika Publications
Gênero: Ficção Científica/ Romance Erótico/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 386
Ano: 2015
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um romance sombrio e intrigante que atrairá fãs de relacionamentos eróticos e turbulentos…

No futuro próximo, os krinars governam a Terra. Uma raça avançada de outra galáxia, eles ainda são um mistério para nós e estamos completamente à mercê deles.

Tímida e inocente, Mia Stalis é uma universitária na cidade de Nova Iorque que sempre teve uma vida muito comum. Como a maioria das pessoas, ela nunca teve qualquer interação com os invasores. Até que um dia no parque muda tudo. Tendo atraído o olhar de Korum, ela agora deve lidar com um krinar poderoso e perigosamente sedutor que quer possuí-la e nada o impedirá de tê-la para si.

Até onde você iria para recuperar a liberdade? Quando sacrificaria para ajudar seu povo? O que escolheria ao começar a se apaixonar pelo inimigo?

Olha eu me jogando no mundo dos aliens novamente! Kkk

Gente, há algum tempo eu pedi em um dos vídeo do canal que me indicassem livros dentro desse gênero que eu tinha acabado de conhecer, umas das inscritas do canal, a Adriana, me fez uma lista com várias indicações e Encontros Íntimos foi o que me chamou mais a atenção. Alguns de vocês já leram minha experiência nada positiva com Ice Planet Barbarians, então comecei a leitura desse com dois pés atrás rs.

Bom, pela avaliação já deu pra notar que a experiência foi muito melhor nesse né! Rs. Mas deixa eu fazer um resumo sobre a história.

O livro começa com Mia, nossa protagonista, estudando no Central Park em um dia ensolarado. Ela é uma universitária e vive uma vida comum. O mundo mudou, há alguns anos o planeta Terra foi invadido por seres de outro planeta, mas nesse atual momento, as pessoas já se “acostumaram” com a presença deles.

Continue lendo
13mar • 21 It, It: A Coisa, literatura estrangeira, Outros, palhaço, Pennywise, resenha, Resenhas de Livros, Stephen King, Suma de Letras, Terror, thriller, you'll fly too

Resenha #355 It: A Coisa

Título: It: A Coisa
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 1.103
Ano: 2014
Gênero: Suspense e Mistério; Terror, Horror
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em ‘It – A Coisa’, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

“Vá embora e tente continuar a sorrir. Ouça um pouco de rock-and-roll no rádio e vá em direção a toda vida que existe com toda a coragem que você consegue reunir e toda a crença que tem. Seja verdadeiro, seja corajoso, enfrente. Todo o resto é escuridão.”

Já faz um tempinho que li It, mas desde então venho tentando contar um pouco do que este livro significa para mim. Então se segure porque, por mais estranho que pareça, esta será, provavelmente, uma declaração de amor a esta história do King.

Este livro me leu em Agosto de 2019 (é isso mesmo que eu quis dizer). Eu estava passando por um período meio sombrio na minha vida e precisava enfrentar meu próprio Pennywise, por assim dizer. Foi então que, junto com duas de minhas melhores amigas, resolvi me jogar de cabeça no mundo das bizarrices de Stephen King.

Continue lendo
30jan • 21 adulto, Dicas da Ba, Elle Kennedy, Esportes, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, Paralela, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #350 The Play

Título: The Play
Série: Briar U
Ordem: 3
Autor: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 376
Ano: 2020
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: No terceiro spin-off da série Amores Improváveis, Elle Kennedy entrega o que tem de melhor: humor, um romance cativante e personagens viciantes e inesquecíveis.

O que eu aprendi depois de as distrações do ano passado terem custado ao meu time de hockey toda a temporada? Não ficar com mais ninguém. Como o novo capitão do time, eu precisei de uma nova filosofia: hockey e faculdade agora, mulheres depois. O que significa que eu, Hunter Davenport, estou oficialmente iniciando o celibato… não importa o quanto isso torne as coisas mais difíceis.

Mesmo assim, não há nada no livro de regras que me impeça de ser amigo das mulheres. E eu não vou mentir: minha nova amiga Demi Davis é uma garota legal. É inteligente e gostosa pra caramba, mas o fato de ela ter um namorado elimina a tentação de tocá-la. Exceto que, três meses depois de nos conhecermos, Demi está solteira e buscando carne fresca. E eu sou sua presa. Evitá-la é impossível. Nós fomos colocados para trabalhar em dupla durante o ano todo num projeto da faculdade, mas estou confiante de que posso resistir a ela. Ficar com ela é uma péssima ideia, eu só preciso convencer o meu corpo ― e o meu coração.

CONTEÚDO ADULTO

Chama os apaixonados por New Adult e corre aqui, porque chegou a hora de conhecermos a história de Hunter!

Lá no primeiro livro da série Briar U nós conhecemos o Hunter e a treta do triângulo amoroso que ele se envolveu com a Summer e o Fitz. No segundo livro ele estava mais solto que pipa avoada, tentando curar suas mágoas com todas as meninas da Briar e de qualquer outra universidade que estivesse disponível. Agora em seu livro o nosso mocinho amadureceu e decidiu mudar! Chega de ciscar por aí, agora o foco é totalmente no hockey e em ser um bom capitão para sua equipe, chegou a fase da abstinência.

Sim, você não leu errado, Hunter agora é oficialmente um monge rs.

Continue lendo
10nov • 20 adulto, drama, Kate Stewart, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #333 Method

Título: Method
Autor: Kate Stewart
Editora: KLS Press
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Drama
Páginas: 410
Ano: 2019
Classificação: 4 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Hollywood é uma sedutora, uma trapaceira, um demônio que rouba almas. Casei com um ator de sucesso consciente que eu viria depois do seu ofício. Mas Lucas e eu somos um casal de ouro, um conto de fadas moderno.
Eu nunca duvidei do que nós construímos… Até a morte repentina do melhor amigo de Lucas provocar um escândalo e abalar a base do nosso relacionamento.
Eu escolhi Lucas como meu porto seguro… ele escolheu o papel de uma vida.
Nos próximos três meses, vou compartilhar minhas noites com um estranho, observando enquanto ele enterra sua dor, imerso em seu papel e vivendo como outra pessoa.
Já fizemos isso antes. Eu digo a mim mesma que é apenas outro filme, e ele vai voltar para mim.
Eu deveria saber que desta vez seria diferente.
Para ter meu marido de volta, vou precisar da força de dez homens. Acontece que vou ter que passar dois.

Depois que li meu primeiro livro da Kate Stewart, sabia que iria querer muito mais dela rsrs. Dito e feito! Cá estou eu para contar minha opinião sobre Method.

Comecei a leitura após conversar com as GeLs sobre esse estilo de atuação. O Método nada mais é que um estilo que muitos atores adotam quando vão compor seus personagens. Eles literalmente passam a viver como se fossem aquelas pessoas e por um período de tempo, abandonam suas personalidades para assumir a de seus personagens. Quando ouvi falar a primeira vez sobre o tema, achei bem interessante e muito louco, e após a conversa com as meninas, decidi investir e conhecer na “prática” como acontecia.

Lucas e Mila são casados há alguns anos, eles tem um relacionamento sólido, tranquilo e apaixonado. Lucas é uma estrela de Hollywood, já está entre os mais requisitados atores de sua geração e é considerado um grande artista. Já Mila não veio do mundo artístico, mesmo tendo crescido em LA, ela nunca se envolveu com esse lado glamoroso da cidade, até conhecer Lucas.

Continue lendo
11ago • 20 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, drama, intrínseca, Liane Moriarty, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Suspense

Resenha #325 Até que a Culpa nos Separe

Título: Até que a culpa nos separe
Autor: Liane Moriaty
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Ficção/ Suspense
Páginas: 464
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Amigas de infância, Erika e Clementine não poderiam ser mais diferentes. Erika é obsessivo-compulsiva. Ela e o marido são contadores e não têm filhos. Já a completamente desorganizada Clementine é violoncelista, casada e mãe de duas adoráveis meninas. Certo dia, as duas famílias são inesperadamente convidadas para um churrasco de domingo na casa dos vizinhos de Erika, que são ricos e extravagantes.

Durante o que deveria ser uma tarde comum, com bebidas, comidas e uma animada conversa, um acontecimento assustador vai afetar profundamente a vida de todos, forçando-os a examinar de perto suas escolhas – não daquele dia, mas da vida inteira.

Em Até Que a Culpa Nos Separe, Liane Moriarty mostra como a culpa é capaz de expor as fragilidades que existem mesmo nos relacionamentos estáveis, como as palavras podem ser mais poderosas que as ações e como dificilmente percebemos, antes que seja tarde demais, que nossa vida comum era, na realidade, extraordinária.

Chegamos ao sexto livro do desafio dos 12 livros para 2020. Eu comprei Até que a Culpa nos Separe na última Bienal do Rio em 2019, estava empolgada por ter lido O Que Alice Esqueceu e não via a hora de ler mais um título da autora. Confesso que fugi da hype dos livros que viraram série, e por esse motivo foi que Até que a Culpa, me chamou a atenção.

Tudo começa em um belo dia de sol. Um churrasco na casa de uns amigos, os adultos se divertindo e as crianças também. Tudo era muito comum e normal, o dia poderia acabar assim também, mas não é o que acontece.

Continue lendo
1 2 3 4