Clichê

Resenha 459 Lugar Feliz

Por Barbara em 16 maio • 2024

Categoria: Literatura Americana

16maio • 24 Clichê, drama, Emily Henry, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha 459 Lugar Feliz

Compre aqui

Lugar feliz, mas não tanto assim…

Hey meus amores, tudo bem com vocês? Hoje vim comentar um pouco sobre a minha leitura de Lugar Feliz, bora para um resuminho?

O livro vai nos contar a história de Harriet, ela está indo encontrar os amigos de longa data em uma casa de praia onde tradicionalmente eles passavam as férias. A casa será vendida e essa é a última oportunidade de todos passarem um tempo juntos no lugar onde viveram tantos momentos bons, porém a vida mudou e eles já não são os jovens que se conheceram na faculdade, cada um tem suas vidas e responsabilidades, mas ainda sim estão se esforçando para se verem.

Continue lendo
25abr • 24 Conto, ficção científica, Literatura Americana, literatura estrangeira, Morro Branco, resenha, Ursula K Le Guin

Resenha 458 Aqueles que abandonam Omelas

Quer um conto pra explodir sua mente? Te apresento esse aqui.

A minha leitura foi puro incentivo de Michelli e sempre serei grata a você por isso, amiga kkk. Um conto que a gente lê tão rápido, mas que fica com a gente pra sempre. Vou fazer um resumo já colocando a minha opinião no meio e com o mínimo de spoilers possíveis, juro!

O conto vai nos apresentar Omelas, uma cidade que está prestes a iniciar um festival e onde todas as pessoas estão felizes e animada. Omelas parece ser perfeita, todos são amigos e não parece haver espaço para tristeza ou maldade, sabe aquele lugar onde logo se acha solução para os problemas e falhas da humanidade? Mas tudo tem um preço, e para a felicidade externamente emitida pela população de Omelas ele é bem alto, e todos em algum momento descobrem qual é.

Continue lendo
30mar • 24 12 livros para 2023, Bertrand Brasil, clássico, desafio, Ernest Hemingway, Ficção, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 457 O Sol Também Se Levanta

Compre o Livro

Olá! Tudo bem com vocês?

Meu segundo Hemingway e como eu estava animada para ler esse livro, mas confesso que dei com os burros n’água rsrs. Eu gostei tanto da minha primeira experiência com o autor e imaginei que essa seria tão boa quanto, mas não foi bem assim.

Em seu livro de estreia, Hemingway nos apresenta o mundo das touradas. Jake é o personagem principal, um jornalista que vivia na Europa depois do período da segunda guerra onde ele sofreu um ferimento de guerra e isso o deixou com uma deficiência física não visível. A princípio ele está vivendo ali com seus amigos na França como um bon vivant, preso entre as confusões deles, muitas festas e bebida em excesso, até que chega o período das touradas e ele vai para a Espanha na companhia de alguns amigos e de Lady Brett, a mulher por quem ele nutre uma paixão e apesar da reciprocidade, a deficiência de Jake o impede de viver esse amor, fora que ela era uma mulher comprometida, não que isso fosse um grande impedimento para ela rs.

Continue lendo
22fev • 24 12 livros para 2023, Desafio das GeLs, Fantasia, jovem adulto, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Sabaa Tahir, Verus

Resenha 454 Um céu além da tempestade

E finalmente chegamos ao fim dessa série, cheia de altos e baixos e não sendo a minha favorita, mas que me surpreendeu com o final.

Eu comecei a ler a série Uma Chama Entre as Cinzas completamente fascinada com o universo e a trama que a Sabaa tinha criado, achei emocionante, envolvente e que tinha tudo para ser umas das minha favoritas da vida. O livro de estreia é sensacional, logo a gente se pega vivendo o mundo de Elias e Helene na academia, os desafios de Laia e encantados com os seres extraordinários que vão aparecendo, mas o fascínio acabou junto com o primeiro livro. As continuações me decepcionaram, mas ainda sim eu dei uma chance e segui com série e felizmente o último livro foi muito bom.

Aqui nós vamos ter os nossos protagonistas vivendo vidas separadas, cada um em uma missão e comprometidos a salvar a humanidade. Laia está em busca de uma forma para destruir o Portador da Noite, o grande vilão e que está tocando o terror na terra, claro que é uma tarefa bem complicada e ela vai estar a frente de um grupo disposto a ajudar nessa missão, afinal a vida de toda a humanidade depende deles.

Continue lendo
28dez • 23 Fantasia, Infantojuvenil, intrínseca, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Rick Riordan

Resenha 452 Percy Jackson e o Cálice dos Deuses

Compre o Livro

Percy Jackson e os Olimpianos foi o que me aproximou da leitura. Droga, acho que fiz um editorial. Então, bom avisar que isso aqui vai ter spoilers de todas as outras sagas. Leia por sua conta e risco. 

A nostalgia é uma porta para a juventude. 

Acho que já falei isso algumas outras vezes, mas eu já havia lido, na adolescência, alguns livros da Agatha Christie que eram da coleção do meu falecido e saudoso tio Helton, mas ainda faltava algo para estreitar minha relação com a leitura. Adorava, e ainda adoro, a maneira como Agatha desenvolve as situações, embolando os acontecimentos para tentar surpreender o leitor, mas o ano era 2009 e eu, no auge de meus 13 anos, não possuía tanto apreço pelo que lia. Ainda assim, Morte no Nilo e Assassinato no Expresso do Oriente me marcaram demais. 

Mas então chega o ano de 2010 e nos cinemas está em cartaz o filme Percy Jackson e o Ladrão de Raios (dirigido por Chis Columbus que dirigiu também os dois primeiros filmes da franquia Harry Potter). Mitologia Grega sempre foi um chamariz para mim, filmes como Tróia, 300, Fúria de Titãs e tantos outros me instigavam, então uma promessa de repaginação nas histórias, modernização delas, me pareceu encantadora. E foi, saí da sala de cinema obcecado, insisti com minha mãe que passássemos na livraria para vermos se tinha o livro lá. Eu precisava de mais, precisava saber o que acontecia. Passamos e eu levei para casa um livro com capa verde e letras brilhantes. 

Continue lendo
02nov • 23 12 livros para 2023, Desafio das GeLs, Harper Collins Brasi, Karin Slaughter, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Suspense, thriller

Resenha 450 Falsa Testemunha

Título: Falsa Testemunha
Autor: Karin Slaughter
Editora: Haper Collins
Páginas: 432
Ano: 2021
Gênero: Suspense/ Literatura americana
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: UMA VIDA COMUM PODE ESCONDER UM PASSADO DEVASTADOR.

Leigh Collier trabalhou muito para construir o que parece ser uma vida comum. Ela tem um bom emprego como advogada criminal, uma filha adolescente que apenas finge não gostar dela, e até mesmo sua separação é relativamente amigável. Mas a vida normal de Leigh esconde uma infância repleta de segredos, traições e violência. Até que ela é designada para defender um homem abastado, Andrew Tenant, de uma acusação de estupro, e esse pode ser o maior caso de sua carreira; caso ela vença.

Quando se encontra com Andrew pela primeira vez, Leigh percebe que não é uma coincidência ter sido escolhida para representá-lo. Eles se conhecem. E, mais importante: ele sabe o que aconteceu há vinte anos, e a razão pela qual Leigh passou duas décadas tentando esquecer seu passado. Agora, a única pessoa que pode ajudá-la é também a última para quem ela gostaria de pedir ajuda: sua irmã, Callie.

Em seu novo livro, Karin Slaughter continua a escrever sobre os problemas sociais e políticos contemporâneos, e, desta vez, também as questões levantadas pela pandemia global do Covid-19. Falsa testemunha é uma obra brutal e eletrizante sobre o que acontece quando o que achávamos ter deixado para trás volta para nos assombrar.

Aviso de gatilho: violência contra mulher, uso de drogas e violência infantil.

Falsa testemunha vai nos apresentar a história de Leigh e Callie, quando jovens elas se envolveram em um crime aparentemente perfeito. A vida seguiu, os anos passaram e agora estamos em 2021 em plena pandemia da Covid 19.

Leigh se tornou uma advogada criminalista, ela trabalha para um grande escritório, está casada e tem uma filha adolescente, vive uma vida aparentemente comum e tranquila na medida que uma pandemia permite, até que ela recebe um caso. Seu chefe delega que ela faça a defesa de um homem que está sendo acusado de estupro, ele alega ser inocente e seu julgamento está prestes a acontecer, Leigh acha muito estranho porque o cliente é um VIP cheio de dinheiro e principalmente porque o homem pede especificamente por Leigh como advogada.

Continue lendo
26out • 23 Clichê, Galera Record, jovem adulto, Literatura Americana, literatura estrangeira, Rachel Lynn Solomon, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 449 Hoje, depois, amanhã

Título: Hoje, depois, amanhã
Autor: Rachel Lynn Solomon
Editora: Galera Record
Páginas: 382
Ano: 2023
Gênero: Romance/ Jovem Adulto/ Literatura americana
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: É o último dia do ensino médio. Rowan Roth e Neil McNair são rivais ferrenhos desde… bem, desde sempre. Os dois disputam por notas, concursos de redação, eleições do conselho estudantil e até mesmo nas aulas de educação física. E mesmo que Rowan esteja ansiosa pelo que o futuro tem reservado para ela, de uma coisa está certa: precisa derrotar o insuportável Neil antes.

E depois que o garoto é nomeado o orador da turma, Rowan só tem mais uma chance: o Uivo, um jogo para os formandos que os fará percorrer Seattle enquanto decifram enigmas. Isso é, se os demais alunos não atrapalharem. Quando Rowan e Neil descobrem que alguns de seus colegas de turma estão dispostos a se unir para derrotá-los, decidem então somar forças para que sejam os finalistas e, assim, possam competir apenas entre si.

Contudo, quanto mais tempo passam juntos nessa espécie de passeio de despedida da cidade que tanto ama, mais Rowan percebe que Neil é bem mais do que o nerd desajeitado com quem competiu durante todo o ensino médio. E percebe que ele, a quem sempre afirmou desprezar, talvez seja na verdade o cara dos seus sonhos.

Hoje, depois, amanhã é um romance arrebatador que fará todos se apaixonarem.

Hoje, ela o odeia.

Depois, ela o tolera.

Amanhã… ela talvez já esteja apaixonada por ele.

Olá galera! Tudo bom com vocês? Hoje é vim comentar um pouco sobre as minhas impressões do livro que dá título a essa resenha, bora lá?

Tudo vai começar no último dia de aula do ensino médio de Rowan, ela está prestes a encerrar um ciclo em sua vida estudantil e tudo o que ela mais deseja é finalizar com chave de ouro, e isso seria conseguindo se tornar oradora da turma, porém ela tem um grande rival a essa vaga, Neil.

Neil e Rowan sempre estudaram juntos e nunca se deram bem, ambos viviam disputando sobre qualquer questão, desde as mais simples como ser o melhor em N matérias e até mesmo ser o presidente do conselho estudantil. Bom, eles tinham disputas épicas e que ficaram bem conhecidas em toda a escola e agora no final de tudo, obviamente isso não iria mudar.

Continue lendo
31ago • 23 comédia romantica, Dicas da Ba, intrínseca, Literatura Americana, literatura estrangeira, Lynn Painter, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 445 Melhor do que nos filmes

Título: Melhor do que nos filmes
Autor: Lynn Painter
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2023
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Jovem Adulto/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Elizabeth Buxbaum sempre soube que seu vizinho não seria um bom namorado. Apesar de todos acharem Wesley Bennett simpático e muito bonito, Liz tinha certeza de que, na verdade, ele era um chato de galochas.

Mas Michael Young era diferente. O amor de infância de Liz estava à altura dos protagonistas das comédias românticas que ela tanto gostava, só que havia se mudado para longe quando os dois ainda eram crianças. Dez anos depois, ele estava de volta, mais lindo e charmoso do que nunca.

Esbarrar com o garoto na escola foi como um sinal do universo. O último ano do ensino médio clamava por acontecimentos grandiosos, um baile inesquecível e momentos apaixonantes. Por isso, como uma boa romântica incurável, Liz estava determinada a fazer qualquer coisa para conquistar o verdadeiro amor. Até mesmo pedir ajuda ao vizinho irritante.

O plano era infalível: fazer com que Michael notasse sua existência e a convidasse para o tão sonhado baile de formatura. Mas à medida que Wes e Liz se aproximam, ela vai questionar tudo o que sabe sobre o amor e descobrir que talvez seu “felizes para sempre” seja surpreendente – e melhor do que ela poderia imaginar.

Eu jurava que não tinha mais paciência para jovens adultos que não fossem do gênero fantasia, bom, Melhor do que nos filmes chegou para provar o contrário.

O livro vai contar a história de Liz e Wes, eles são vizinhos e estudam na mesma escola, mas o que poderia ser uma boa relação de amizade ou ao menos de conhecidos que se dão bem é o contrário. Esses dois vivem em pé de guerra por vários motivos e o mais recente é por conta de uma vaga de estacionamento na rua em que ambos moram.

Liz é uma garota sonhadora e apaixonada por filmes de romance, ela sonha em viver o próprio romance na vida real, ao estilo “Uma linda mulher”, “10 coisas que odeio em você” ou “O diário de Bridgert Jones”. Ela aprendeu a amar os filmes por causa de sua mãe que também era amante desse gênero e que infelizmente faleceu quando ela ainda era criança.

Continue lendo
19jun • 23 Clichê, comédia romantica, Emily Henry, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha 440 Loucos por Livros

Título: Loucos por Livros
Autor: Emily Henry
Editora: Verus
Páginas: 434
Ano: 2023
Gênero: Romance/ Ficção/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Os livros são a vida de Nora Stephens – e ela definitivamente não é o tipo de heroína dos livros. Não é a garota impulsiva, nem a descontraída e especialmente não a meiga. Na verdade, as únicas pessoas para quem Nora pode ser considerada uma heroína são seus clientes, para os quais ela consegue contratos polpudos como agente literária, além de sua amada irmã mais nova, Libby.
E é por isso que Nora concorda em passar o verão em Sunshine Falls, Carolina do Norte, quando LIbby implora por uma viagem de irmãs. Secretamente, Libby espera que uma autêntica experiência no interior transforme a vida de Nora, que a irmã está convencida de que precisa se tornar a heroína de sua própria história. Mas, em vez de piqueniques no campo ou encontros inesperados com um belo médico, ou quem sabe com um barman musculoso, Nora esbarra em Charlie Lastra, um editor ranzinza que ela conhece de Nova York. Seria um daqueles encontros fofos se não fosse o fato de que eles já se viram antes – e nunca foi fofo. Se Nora sabe que não é a heroína ideal, Charlie também sabe que não é o herói de ninguém. Mas, à medida que se veem juntos repetidas vezes – em uma série de coincidências que nenhum editor que se preze permitiria – o que eles descobrem pode acabar por deslindar as histórias cuidadosamente elaboradas que eles escrevem sobre si mesmos.

Hey meu povo, como vocês estão?

Hoje é dia de conversar com vocês sobre a leitura de loucos por livros, bora que vou contar minha experiência de leitura dele.

O livro vai contar a história de Nora, ela é uma agente literária de sucesso, é apaixonada pelo trabalho e por livros, tem uma irmã mais nova e sobrinhas que ama demais, mas ela tem as características físicas das vilãs de livros clichês rs.

O livro já começa com ela tomando um fora do atual namorado, o boy faz uma viagem para o interior e lá encontra uma doce mocinha local, se apaixona e larga a namorada fria e elegante da cidade grande porque agora ele realmente se encontrou. A Nora é a namorada fria e elegante da cidade grande e ela não foi abandonada nem uma ou duas vezes, mas algumas… levemente traumático, certo?

Continue lendo
25mar • 23 Chick Lit, Clichê, comédia romantica, Literatura Americana, literatura estrangeira, Rachel Lynn Solomon, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Rua do Sabão

Resenha #434 Conversando com o Ex

Título: Conversando com o Ex
Autor: Rachel Lynn Solomon
Editora: Rua do Sabão
Páginas: 400
Ano: 2022
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira/ Chick Lit
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Shay Goldstein é produtora na rádio pública de Seattle há quase uma décadas e não consegue se imaginar trabalhando em outro lugar. Porém, seu mais novo colega de trabalho, Dominic Yun, tem sido um aborrecimento. Recém-formado no mestrado em jornalismo, ele está convencido de que sabe tudo sobre a área.

Quando a rádio passa por dificuldades e precisa de um novo conceito, Shay faz uma proposta que empolga a equipe. No Conversando com o Ex, dois ex-namorados vão dar conselhos de relacionamento ao vivo. Seu chefe decide que Shay e Dominic são os apresentadores perfeitos, justamente porque eles estão em conflito permanente. Nenhum dos dois gosta da ideia, principalmente porque terão que enganar o público, mas é isso ou o desemprego. Os ouvintes adoram, e não demora para que Conversando com o Ex se torne um programa importante e um dos podcasts mais escutados.

Porém, à medida que o programa cresce, também os problemas se multiplicam. Shay e Dominic começam a se apaixonar. Como explicar para os ouvintes que eles mentiram ser ex-namorados? Em uma indústria que valoriza a verdade, suas carreiras, e seu relacionamento, poderiam sobreviver a esta revelação?

Hello pessoas bonitas, hoje trago para vocês as minhas impressões sobre o livro aí do título da resenha rs. Foi uma escolha aleatória entre as minhas muitas leituras e pela sinopse achei que seria um bom passatempo, leve e divertido. Foi sim e vou te contar os detalhes!

O livro conta a história de Shay e Dominic, eles trabalham juntos em uma rádio pública. A Shay está ali há anos, é produtora de um dos programas da rádio e ama o que faz, além de ser muito competente. O Dom acabou de ser contratado, ele é jornalista e acabou de terminar um mestrado, então o sonho dele é fazer grandes reportagens dignas de prêmios rs.

Bom, os dois não se batem, e sim, temos um enemies to lovers aqui galera rs. A Shay acha que o Dom é privilegiado pelos chefões da rádio e a gente não sabe muito o que o Dom pensa sobre ela porque o livro é narrado em primeira pessoa e na visão da Shay, mas é fato que esses dois não se bicam.

Continue lendo
14mar • 23 Amy Harmon, Ficção, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance histórico, Verus

Resenha #433 O que o vento sussurra

Título: O que o vento sussurra
Autor: Amy Harmon
Editora: Verus
Páginas: 378
Ano: 2022
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira/ Ficção Histórica
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Em uma história de amor inesquecível, O que o vento sussurra narra a jornada impossível de uma mulher através do tempo, que pode mudar tudo… Anne Gallagher é uma escritora rica e famosa que vive em um lindo apartamento em Manhattan. Ela sempre sentiu verdadeiro fascínio pelas histórias de seu avô sobre a Irlanda, mas nunca teve a chance de conhecer o país. Até agora. Arrasada com a morte do avô, Anne viaja para a terra onde ele passou a infância para espalhar suas cinzas. Lá, dominada pelas lembranças do homem que ela adorava e consumida por uma história que nunca conheceu, Anne é puxada para outro tempo. A Irlanda de 1921, à beira da guerra, é um lugar perigoso onde despertar. Mas é ali que Anne se encontra, ferida, desorientada e sob os cuidados do dr. Thomas Smith, guardião de um menino estranhamente familiar. Confundida com a mãe desaparecida do menino, Anne adota sua identidade, convencida de que o sumiço da mulher está ligado ao seu. À medida que as tensões aumentam, Thomas se junta à luta pela independência da Irlanda e Anne é arrastada para o conflito ao lado dele. Presa entre a história e seu coração, ela deve decidir se está disposta a abrir mão da vida que conhecia por um amor que nunca pensou que encontraria. Mas será que a escolha é realmente dela?

“Eu o conhecia e amava. Desesperadamente. Amá-lo e conhecê-lo, porém, era tão impossível quanto amar um rosto em uma tela. Nós éramos impossíveis. Em um momento, em um suspiro, tudo poderia acabar.”

Hey pessoas bonitas, muitos de vocês sabem o quanto amo a Amy Harmon e não poderia deixar de trazer mais um livro dela que foi felizmente publicado aqui no Brasil, então vamos embarcar nessa viagem no tempo juntos?

O livro vai nos apresentar a história de Anne, ela é uma escritora americana muito famosa e que recentemente perdeu o avô. Eles eram a única família um do outro e antes de falecer ele a fez prometer que iria levar suas cinzas de volta para sua terra natal, a Irlanda. Muito abatida pelo luto, Anne faz a viagem para o país onde seu avô nasceu e cresceu, lá ela acaba tendo um encontro com suas raízes e conhecendo um pouco sobre a própria história. Logo em seguida ela vai cumprir a promessa feita ao avô e quando está prestes a jogar as cinzas dele no lago, ela simplesmente desaparece na neblina.

Continue lendo
21fev • 23 12 livros para 2023, Clichê, desafio, Desafio das GeLs, Fantasia, Galera Record, Literatura Americana, literatura estrangeira, Pássaro e Serpente, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Shelby Mahurin

Resenha #431 Pássaro & Serpente

Título: Pássaro & Serpente
Série: Pássaro & Serpente
Volume: 1
Autor: Shelby Mahurin
Páginas: 504
Editora: Galera Record
Gênero: Jovem Adulto/ Fantasia/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Juntos como um só, para amar, honrar ou queimar. Pássaro e serpente é o primeiro livro de uma trilogia deslumbrante que une bruxaria, fantasia, perigos e um amor proibido. A pré-venda acompanha um lindo pingente de serpente e um marcador de páginas. Há dois anos, Louise le Blanc precisou fugir de seu clã e se escondeu na cidade de Cesarina, deixando para trás toda a magia e vivendo de tudo que pudesse roubar.

No entanto, a cidade é cheia de perigos e mistérios para alguém como ela. Na região, caçadores da Igreja caminham pela cidade, venerados como verdadeiros homens santos. E o arcebispo, o rigoroso patriarca da Igreja, parece ser violento. Lá, bruxas como Lou são temidas, caçadas… e, então, queimadas. Reid Diggory vive sua vida com base em um versículo: não permitirás que uma bruxa viva. Fanático caçador de bruxas para a igreja, Reid dedicou toda sua vida erradicando o ocultismo e fazendo com que o arcebispo da cidade, seu pai, ficasse orgulhoso de suas ações.

Mas quando chega o momento e a oportunidade de capturar uma bruxa, um ladrão o engana e seu alvo consegue escapar. Com a intenção de levá-la a julgamento, Reid acredita que ela não escapará novamente. Mas quando Lou dá um golpe perverso e o engana outra vez, em um escândalo público, os dois são forçados a uma situação inimaginável: o casamento. O casamento com um caçador poderia proporcionar uma proteção verdadeira às bruxas – se Lou conseguisse convencê-lo de que não é uma.

No entanto, à medida que o tempo passa, seu segredo se torna cada vez mais difícil de ser mantido escondido. Apesar do perigo que Reid representa à sua sobrevivência, complexos sentimentos de Lou por Reid começam, lentamente, a nascer. Incapaz de mudar o que realmente é, Lou precisará fazer uma escolha.

Hey galera, hora da fantasia por aqui!

Bom, esse livro tá super famosinho por aí, eu caí no golpe/hype e acabei comprando. Gostei muito da premissa e me joguei na leitura achando que seria sensacional, mas na verdade quebrei a cara. Vou fazer um resumo para vocês.

O livro vai nos contar a história de Lou, uma bruxa que abandonou seu coven inicialmente por um motivo desconhecido, só sabemos que a vida dela estava correndo risco e por isso ela caiu fora. Ela vive durante alguns anos tentando esconder sua magia, até porque ela vive em uma cidade onde as bruxas são perseguidas, presas e mortas em fogueiras, então ser quem é não é o melhor para nossa mocinha.

Continue lendo
1 2 3 7