Posts arquivados em: Tag: ficção

12out • 19 Ficção, Greer Hendricks, literatura estrangeira, Paralela, resenha, Sarah Pekkanen, Suspense

Resenha #281 A Mulher Entre Nós

Título: A Mulher Entre Nós
Autor: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Editora: Paralela
Páginas: 352
Ano: 2018
Gênero: Suspense/ Ficção/ Literatura Estrangeira
Classificação: 2,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um livro de suspense que explora as complexidades do casamento e as verdades perigosas que ignoramos em nome do amor.

Aos 37 anos, a recém divorciada Vanessa está no fundo do poço. Deprimida, morando no apartamento de sua tia, ela não tem filhos, dinheiro ou amigos verdadeiros. Ao descobrir que Richard, seu rico e carismático ex-marido, está prestes a se casar de novo, algo dentro de Vanessa se quebra. A partir de agora, sua vida irá revolver em torno de uma única obsessão: impedir esse matrimônio. Custe o que custar.
Na superfície, Nellie se parece com qualquer outra jovem bela e sonhadora que veio para Manhattan começar sua tão sonhada vida adulta. Mas a personalidade tranquila que ostenta é apenas uma fachada. Em sua mente, perdura um segredo que a fez fugir de sua cidade natal e que a impede de caminhar em paz quando está sozinha.
Ao conhecer Richard – bem sucedido, protetor, o homem dos sonhos – ela finalmente começa a sentir-se segura. Ele promete protegê-la de todos os males, para o resto de sua vida. Mas, de repente, ela começa a receber ligações misteriosas. Fotografias em seu quarto são movidas de lugar. O lenço que ela planejava usar em seu casamento desaparece. Alguém está perseguindo-a, alguém quer o seu mal. Mas quem?

Olá! Como vocês estão???

Hoje vamos conversar um pouco sobre A Mulher Entre Nós, um suspense que me deixou muito curiosa e louca para ler. Mal sabia eu a decepção que seria…

A mulher entre nós, conta a história de duas mulheres em paralelo, Nellie e Vanessa. Vanessa acabou de se divorciar e o fim de seu casamento não ocorreu de um jeito muito bom, diversos problemas no matrimônio levaram à sua dissolução, mas inicialmente tudo é muito confuso, não entendemos direito como tudo chegou ao fim, ainda mais quando percebemos que Vanessa ainda não superou o que aconteceu. Agora seu ex marido Richard, está de casamento marcado com uma nova mulher, mais jovem, muito bonita e aparentemente mais estável psicologicamente que Vanessa.

Continue lendo
04set • 19 intrínseca, Liane Moriarty, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #277 O que Alice Esqueceu

Título: O que Alice Esqueceu
Autor: Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Páginas: 416
Ano: 2018
Gênero: Ficção/ Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Alice tinha certeza de que era feliz: aos 29 anos, casada com Nick, um marido lindo e amoroso, aguardando o nascimento do primeiro filho rodeada pela linda família formada por sua irmã, a mãe atenciosa e a avó. Mas tudo parece ir por água abaixo quando ela acorda no chão da academia… dez anos depois!

Enquanto tenta descobrir o que aconteceu nesse período, Alice percebe que se tornou alguém muito diferente: uma pessoa que não tem quase nada em comum com quem ela era na juventude e, pior, de quem ela não gosta nem um pouco.

Ao retratar a vida doméstica moderna provocando no leitor muitas risadas e surpresas, Liane Moriarty constrói uma narrativa ao mesmo tempo ágil e leve sobre recomeços, o que queremos lembrar e o que nos esforçamos para esquecer.

Que livro galera! Que livro!

Nunca tinha lido nada da Liane Moriarty, até o dia em que a Mi comentou sobre um livro aleatório que tinha começado. Enquanto ela falava do enredo, fui me interessando cada vez mais, porém como tinha outras leituras em andamento, deixei esse para depois. Bom, quando comecei não consegui mais parar. Passei um dia e virei uma noite lendo esse livro, foi impossível pausar a leitura até chegar ao desfecho!

O Que Alice Esqueceu conta a história de uma mulher que perde a memória após sofrer um acidente. Alice desmaia e acorda com dez anos de memórias perdidas. Ela acredita estar em 1998, grávida do primeiro filho e loucamente apaixonada pelo marido, quando na verdade está em 2008, mãe de três filhos e no meio de um processo de divórcio tenso!

Continue lendo
04mar • 19 As Brumas de Avalon, Fantasia, literatura estrangeira, Marion Zimmer Bradley, Planeta, resenha, resenha tripla

Resenha #258 A Senhora da Magia

Título: A Senhora da Magia
Autor: Marion Zimmer Bradley

Série: As Brumas de Avalon #1
Editora: Planeta
Páginas: 260/968
Ano: 2017
Gênero: Fantasia/ Ficção/ Literatura Estrangeira
Classificação: Barbara 4/ Michelli 5/ Raquel 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Por séculos, as lendas arturianas povoaram o imaginário de leitores de todo o mundo. As brumas de Avalon é considerado por muitos a versão literária definitiva do mito e muitas gerações de mulheres se deixaram arrebatar pela escrita envolvente de Marion Zimmer Bradley.
Pelos olhos de mulheres complexas e poderosas como Morgana das Fadas, Viviane, a Senhora do Lago, Igraine, Morgause e Gwenhwyfar, os reinos de Camelot e de Avalon são revisitados neste clássico, repleto de magia, sensibilidade e intrigas.

Hey galera, eis o resultado da minha primeira experiência com as Brumas de Avalon e admito, não sabia nem 10% do enredo, só aquele básico do básico da lenda de Artur, mas nada de acordo com a visão e através da escrita da Marion Zimmer Bradley. – Barbara

Tudo começou quando a Mi propôs um Buddy Read e eu me joguei nessa fantasia. Fiquei mais do que surpresa com a velocidade em que li esse primeiro livro, não esperava que seria tão rápido, fluido e fascinante. – Barbara

Comecei esse livro em dezembro do ano passado, mas a pedido da Mi, esperei para continuar a leitura com as meninas. Confesso que não tinha muita ideia do enredo, apenas o básico. – Raquel

Essa é uma das muitas versões para a lenda do Rei Artur e não vou mentir que das que eu conheço essa é minha favorita. Eu cresci com a imagem da Morgana sendo uma bruxa má que seduz o próprio irmão, dando à luz um filho dele e o colocando contra o pai, foi o filme Excalibur (1981) que fixou essa imagem. Então, me deparar com essa versão da Morgana foi um presente, tanto que ela entrou para minha lista de personagens femininas favoritas depois disso. Eu ainda não li a trilogia de Bernard Cornwell e já vi muitos elogios, acredito que seja uma versão mais realista e muito bem escrita, mas sei que as Brumas ganhou meu coração de vez. – Michelli

Continue lendo
Garotas Livros
GeL
30abr • 18 Cassandra Clare, Fantasia, jovem adulto, literatura estrangeira, resenha, Shadowhunters

Resenha #217 Senhor das Sombras (Os Artifícios das Trevas #2)

Título: Senhor das Sombras
Série: Os Artifícios das Trevas
Volume: 2
Autor: Cassandra Clare
Páginas: 602
Editora: Galera Record
Gênero: Jovem Adulto, Fantasia, Literatura Estrangeira
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A ensolarada Los Angeles pode ser um lugar sombrio na continuação de Dama da Meia-Noite, de Cassandra Clare. Emma Carstairs finalmente conseguiu vingar a morte dos pais e pensou que com isso estaria em paz. Mas se tem uma coisa que ela não encontrou foi tranquilidade. Dividida entre o amor que sente pelo seu parabatai Julian e a vontade de protegê-lo das graves consequências que um relacionamento entre os dois pode trazer, ela começa a namorar Mark Blackthorn, irmão de Julian. Mark, por sua vez, passou os últimos cinco anos preso no Reino das Fadas e não sabe se um dia voltará a ser o Caçador de Sombras que já foi. Como se não bastasse, as cortes das fadas estão em polvorosa. O Rei Unseelie está farto da Paz Fria e decidido a não mais ceder às exigências dos Nephlim. Presos entre as exigências das fadas e as leis da Clave, Emma, Julian e Mark devem encontrar um modo de proteger tudo aquilo que mais amam — juntos e antes que seja tarde.

Aviso: Contém spoiler do livro anterior.

Não pensei que fosse dizer isso em um futuro próximo, mas Cassandra Clare me decepcionou, e nessa resenha você vai conhecer os motivos.

Porém antes um breve resumo sobre a história.

Senhor das Sombras é a continuação de Dama da Meia-Noite, lá no primeiro livro começamos a acompanhar a saga do Blackthorne em Los Angeles e os eventos que culminaram na descoberta da traição do feiticeiro Malcolm Fade, e seus planos para trazer seu antigo amor de volta à vida.

Continue lendo

06out • 14 Bienal 2014, lançamento, Literatura Nacional, resenha, Talentos da Literatura Brasileira

Resenha #58 A Redoma

Título: A Redoma 
Autor: Felipe Benichio 
Editora: Novo Século – Talentos da Literatura Brasileira 
Páginas: 376
Classificação: 5 estrelas


Sinopse: Gerações após o colapso da Terra, a humanidade vaga pelo espaço em busca de um novo lar. E, quando finalmente encontra o planeta Vetter, se depara com uma população inteligente, passando a enfrentar o dilema decorrente de sua pretensa superioridade: seria legítimo dizimar a população do planeta encontrado em nome da preservação da própria espécie? Em um cenário inóspito, guerras e conflitos interpessoais se descortinam do ponto de vista da equipe responsável pela exploração do lado escuro de Vetter, e também da perspectiva de 7814, um vetteriano desajustado, exilado pouco antes da invasão. Dinâmico e envolvente, A Redoma contrapõe o instinto de preservação às inquietações morais que afligem o espírito humano e nos apresenta uma tentativa de quebra da “redoma” que construímos em torno de nós mesmos e que, em muitos momentos, nos impede de enxergar o outro.

“Um grupo eminentemente coletivista que acaba se fechando 
não só fisicamente mas também intelectual e filosoficamente em uma redoma 
só pode sucumbir quando se depara com uma ameaça externa 
tão ou mais inteligente, porém movida por interesses egoísticos.”

 

Me faltam palavras para descrever o porque, exatamente, de esse livro ser espetacular em todos os sentidos possíveis da palavra. Felipe Benichio conseguiu me surpreender muito mais do que eu já esperava com A Redoma, eu não sei dizer se estava preparada para me separar dessa história.
A Redoma é uma história muito original, “a breath of fresh air” (uma lufada de ar fresco), como diriam os falantes da língua inglesa. Uma ficção científica muito bem construída, e finalizada sem deixar nenhuma ponta solta. SIMPLESMENTE BRILHANTE!

Continue lendo

17set • 14 Bienal 2014, lançamento, Literatura Nacional, Talentos da Literatura Brasileira

#nowreading A Redoma

Hoje trazemos um gostinho de um dos lançamentos da Novo Século, A Redoma, de Felipe Benichio.

 

Título: A Redoma
Autor: Felipe Benichio
Editora: Novo Século – Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 376

Sinopse: Gerações após o colapso da Terra, a humanidade vaga pelo espaço em busca de um novo lar. E, quando finalmente encontra o planeta Vetter, se depara com uma população inteligente, passando a enfrentar o dilema decorrente de sua pretensa superioridade: seria legítimo dizimar a população do planeta encontrado em nome da preservação da própria espécie? Em um cenário inóspito, guerras e conflitos interpessoais se descortinam do ponto de vista da equipe responsável pela exploração do lado escuro de Vetter, e também da perspectiva de 7814, um vetteriano desajustado, exilado pouco antes da invasão. Dinâmico e envolvente, A Redoma contrapõe o instinto de preservação às inquietações morais que afligem o espírito humano e nos apresenta uma tentativa de quebra da “redoma” que construímos em torno de nós mesmos e que, em muitos momentos, nos impede de enxergar o outro.
GENTE, QUE LIVRO TENSO É ESSE? MEU DEUS! Vou ficar louca sem saber o que acontece. Cheguei em um momento da história onde CADA MÍNIMO DETALHE é importante. Palmas para o Sr. Felipe por conseguir me deixar tão tensa e não desgrudar desse livro! E claro, obrigada por disponibilizar o livro para que eu pudesse ler. Foi muita gentileza sua! 🙂
Eu e Felipe, o autor, no stand da Novo Século,
na Bienal do Livro de São Paulo 2014
Bem, vamos ao que interessa!

Continue lendo