adulto

Resenha #305 Vicious

Por Barbara em 27 fev • 2020

Categoria: resenha

06abr • 20 L J Shen, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #309 Broken Knight

Título: Broken Knight
Série: All Saint High
Ordem: 2
Autor: L. J. Shen
Editora: Independente
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 450
Ano: 2019
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Nem todas as histórias de amor são escritas da mesma maneira. A nossa tinha capítulos rasgados, parágrafos faltando e um final agridoce.

Luna Rexroth é a garota introvertida que todos adoram.
Doce.
Carinhosa.
Caridosa.
Quieta.
Falsa.

Debaixo do jeito moleque e manso que todo mundo ama (e tem piedade), há uma garota que sabe exatamente o que e quem ela quer – especificamente, o garoto da casa da árvore que a ensinou a dizer palavrões usando a linguagem de sinais.

Que a ensinou a sorrir.
A viver.
A amar.

Knight Cole é o herói do futebol que todos adoram.

Lindo.
Atlético.
Bruto.
Popular.
Mentiroso.

Esse encrenqueiro dos infernos poderia te derrubar somente com o olhar, mas ele só tem olhos para a garota do outro lado da rua: Luna.

Mas Luna não é mais quem costumava ser. Ela não precisa mais de sua proteção.

Quando a vida apresenta um obstáculo para o garoto de ouro de All Saints, ele é forçado a perceber que nem todos os cavaleiros são heróis.

Às vezes, as maiores histórias de amor florescem de uma tragédia.

Chegamos ao segundo livro da série All Saint High, spin-off de Sinners os Saint. Confesso para vocês que estava bem curiosa para ler a história do Knight e Luna. Um mocinho mulherengo e uma mocinha muda… melhores amigos desde sempre, mas que aparentemente nunca rolou nada. Sim, se você leu o primeiro livro sabe que essa relação levantava muitas suspeitas e finalmente chegou o momento de conhece-la em detalhes.

Continue lendo
31mar • 20 Aventura, Fantasia, jovem adulto, literatura estrangeira, Maggie Stiefvater, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha #308 Lírio Azul, Azul Lírio

Título: Lírio Azul, Azul Lírio
Série: A Saga dos Corvos
Ordem: 3
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Gênero: Fantasia/ Aventura/ Jovem Adulto/ Literatura Estrangeira
Páginas: 347
Ano: 2015
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: A complexa teia de intrigas, magia e ação torna-se ainda mais enigmática no terceiro volume da série

Blue Sargent encontrou coisas. Pela primeira vez na vida, ela tem amigos em quem pode confiar e um grupo ao qual pertencer. Os ¬garotos corvos a acolheram como se ela fosse um deles. Os infortúnios deles tornaram-se dela e vice-versa.
O problema de coisas encontradas, porém, é a facilidade com que podem se perder. Amigos podem trair. Mães podem desaparecer. Visões podem iludir. Certezas podem se desfazer.
Em Lírio azul, azul lírio, o leitor vai descobrir para onde Blue, Gansey, Adam, Ronan e Noah serão levados em sua jornada para encontrar o lendário rei galês Glendower.

Chegamos ao terceiro livro da Saga dos Corvos, se você não leu os anteriores, pode ser que encontre pequenos spoilers por aqui. Continue a leitura por sua conta e risco.

Bom, finalizamos Ladrões de Sonhos com a notícia chocante do desaparecimento de Maura, mãe de Blue. Lírio Azul começa alguns dias após o sumiço de Maura, todos acreditam que ela voltará em breve, mas isso não acontece e não temos notícias dela ainda. Com as aulas prestes a voltar, o tempo de exploração de nossos jovens aventureiros está mais curto e a verdade é que todos querem é encontrar Maura.

Tudo indica que o desaparecimento tem relação com todos os eventos extraordinários ocorridos após o despertar das linhas Ley, e a chegada do professor e mentor de Gansey leva-os a crer que em breve encontrarão as respostas que tanto buscam e possivelmente, Glendower.

Continue lendo
26mar • 20 adulto, Charme, literatura estrangeira, Penelope Ward, resenha, Romance, Vi Keeland

Resenha #307 Piloto Playboy

Título: Piloto Playboy
Série: Cocky Bastard
Ordem: 3
Autor: Penelope Ward e Vi Keeland
Editora: Charme
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 273
Ano: 2019
Classificação: 3 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Dinheiro ou amor? Qual você escolheria?
Você provavelmente acabou de responder a pergunta na sua mente pensando que é uma decisão fácil.
Para mim, não é. Eu já disse que é bastante dinheiro? Muito mesmo.
Eu precisava ir para longe para pensar nisso.
Quando embarquei em uma viagem impulsiva, mudei o rumo ao conhecer o sexy Carter no lounge do aeroporto. Nos envolvemos em uma conversa acalorada.
Depois, ele foi embora.
Pensei que nunca mais fosse vê-lo.
Mas o destino tinha outros planos.
Surpresa! Ele era o piloto do meu voo.
A surpresa maior foi a aventura que aconteceu depois que o avião pousou.
Carter era perigoso e estava sempre viajando.
Embora nossa conexão fosse magnética, eu sabia que era apenas temporária.
Ele me dava passagens, e eu o seguia pelo mundo para lugares exóticos.

Um bando de aeromoças ex dele e boatos sobre a reputação de Carter sempre estavam nos rodeando.
Eu não sabia no que acreditar.
Mas estava viciada. Nada mais importava. E eu ia me magoar. Porque parte de mim queria ser a garota que finalmente faria o piloto playboy se aquietar.
Pelo menos, ele estava me levando para um passeio emocionante.
Todas as coisas boas acabam, certo?
Só que não previ como seria o nosso final.

Existem algumas histórias que só dá pra acreditar em livros mesmo. Imaginem a seguinte situação: Mocinha conhece mocinho no aeroporto. Mocinha está passando por conflitos internos. Mocinho fala para ela qual, em teoria, seria seu próximo destino. Mocinha resolve apostar no mocinho e embarcar em uma aventura. Mocinho tem certeza que seus destinos estão ligados. Isso tudo após uma bebida na área de espera do aeroporto!

Clichê galera, vocês podem imaginar como termina, mas digo para vocês, essa foi uma viagem interessante rs.

Continue lendo
03mar • 20 12 livros para 2020, Agatha Christie, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, mistério, Nova Fronteira, resenha, Resenhas de Livros, romance policial

Resenha #306 Morte no Nilo

Título: Morte no Nilo
Autor: Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 256
Ano: 2014
Gênero: Policial/ Mistério/ Suspense/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Bela, rica e inteligente, a jovem herdeira Linnet Ridgeway parece conseguir tudo o que quer. No entanto, quando rouba o noivo de sua melhor amiga e se casa com ele sem pensar duas vezes, talvez Linnet esteja indo longe demais…
Em sua viagem de lua de mel num cruzeiro pelo rio Nilo, no Egito, o casal apaixonado se depara com uma série de antagonistas interessados em sua fortuna e em provocar sua infelicidade. Então alguém é encontrado morto, com um tiro na cabeça. O detetive Hercule Poirot, que por acaso também estava no navio, entra em ação para tentar montar mais esse quebra-cabeça.

Agatha Christie na área! Mais um livro da rainha do mistério finalizado, o segundo do desafio 12 livros para 2020.

Em Morte no Nilo nós temos uma trama muito interessante. Um triângulo amoroso formado ainda na Inglaterra, um assassinato aparentemente sem explicação, vários personagens de índole duvidosa – e por isso muito suspeitos, e por fim uma viagem pelo Egito.

Linnet e Simon Doyle acabaram de se casar e saíram em lua de mel pelo Egito, durante a viagem eles conhecem outras pessoas e nesse meio está o detetive mais famoso da Agatha, Poirot.

Continue lendo
27fev • 20 adulto, L J Shen, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #305 Vicious

Título: Vicious
Série: Sinners of Saint
Ordem: 1
Autor: L. J. Shen
Editora: Independente
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 328
Ano: 2016
Classificação: 1,5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse:
Emilia
Dizem que o amor e o ódio são os mesmos sentimentos experimentados sob diferentes circunstâncias, e é verdade. O homem que vem a mim em meus sonhos também me assombra em meus pesadelos. Ele é um advogado brilhante. Um criminoso habilidoso. Um lindo mentiroso. Um valentão e um salvador, um monstro e um amante.
Dez anos atrás, ele me fez fugir da pequena cidade onde vivíamos. Agora, ele veio atrás de mim em Nova York, e não vai embora até que me leve com ele.

Vicious
Ela é uma artista faminta. Bonita e evasiva como a flor de cerejeira. Dez anos atrás, ela invadiu minha vida sem avisar e virou tudo de cabeça para baixo. Ela pagou o preço.
Emilia Leblanc é completamente proibida, a ex-namorada do meu melhor amigo. A mulher que sabe o meu segredo mais obscuro, e a filha da ajudante barata que contratamos para cuidar da nossa propriedade. Isso deve impedir-me de persegui-la, mas não o faz. Então ela me odeia. Grande merda de negócio. É melhor ela se acostumar comigo.

Esse livro exigiu muita força de vontade para suportar esse protagonista. Mesmo alcançando a redenção no final, foi tenso e vou explicar os motivos.

Vicious é o primeiro livro da série Sinners of Saint, como eu comecei pelo spin-off e amei, resolvi dar uma chance para a série principal mesmo não tendo gostado das sinopses. Todos os livros tratam de algum tipo de tabu e nesse nós conhecemos a história de Vicious e Emilia.

Quando mais novos, eles frequentaram o mesmo colégio. Vicious fazia parte da galera popular, nunca foi o mais simpático dos amigos, mas mesmo assim era um dos reis de All Saint High. A verdade é que ele era um jovem muito violento, principalmente com as palavras. Os pais de Millie passam a trabalhar para a família de Vicious e ele logo transforma a garota em um alvo para suas maldades. Sim, o Vicious praticava tanto bullying que seria o exemplo perfeito de como não se comportar.

Continue lendo
25fev • 20 12 livros para 2020, drama, jovem adulto, Kasie West, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha #304 Ao Seu Lado

Título: Ao Seu Lado
Autor: Kasie West
Editora: Verus
Páginas: 280
Ano: 2019
Gênero: Jovem Adulto/ Romance / Literatura Estrangeira

Compre o Livro

Sinopse: Depois de se ver trancada acidentalmente na biblioteca pelo fim de semana inteiro, Autumn Collins não acha que as coisas podem piorar. Mas ela percebe que não está sozinha. Dax Miller está trancado com ela.

Autumn não sabe muito sobre Dax, só que ele é problema. Entre os rumores sobre uma briga em que ele se meteu (e o breve período no reformatório que veio a seguir) e sua fama de antissocial, ele não é exatamente a melhor companhia para um fim de semana. Ainda assim, Autumn tenta manter a calma e lembrar que é apenas uma questão de tempo até Jeff, seu quase namorado, perceber que a deixou na biblioteca e vir resgatá-la.

Mas Jeff não aparece. Ninguém aparece.
Diante disso, fica claro que Autumn terá que passar o fim de semana se alimentando de barrinhas de cereal e tentando conversar com um garoto que claramente não quer nada com ela. Até ela perceber que há muito mais em Dax do que ele deixa transparecer.
Conforme Autumn e Dax vão se abrindo um para o outro, ela fica impressionada com a conexão entre eles. Mas será que os sentimentos vão sobreviver quando o fim de semana acabar e a vida de Autumn voltar ao normal?

Primeiro livro finalizado do desafio 12 livros para 2020 e já posso afirmar que as coisas começaram muito bem. Tive sorte nessa escolha e já adianto que esse livro é pra te deixar com o coração quentinho e com esperança de que as coisas podem e vão melhorar.

Em Ao Seu Lado, nós conhecemos a história de Autumn e Dax, por conta de uma pequena confusão ambos acabam presos dentro da biblioteca pública da cidade. A pior parte é que nessa confusão toda, Autumn não ficou com o próprio celular e não tinha como entrar em contato com família e amigos. Mas para coroar a situação toda, o dia seguinte era feriado, então a biblioteca não abriria e em pleno inverno, não tinham muitas pessoas passeando pela região.

Continue lendo
20fev • 20 Autoajuda, intrínseca, literatura estrangeira, Mark Manson, Não Ficção, resenha, Resenhas de Livros

Resenha #303 A Sutil Arte de Ligar o F*da-se

Título: A Sutil Arte de Ligar o F*da-se
Autor: Mark Manson
Editora: Intrínseca
Páginas: 224
Ano: 2017
Gênero: Autoajuda/ Não Ficção/ Literatura Estrangeira

Compre o Livro

Sinopse: Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.

Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva – sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o f*da-se.

Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão.

Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.

A escolha do livro como a primeira leitura do ano de 2020 foi equivocada. Devo confessar que não sou muito afeto a livros de autoajuda, mas o hype em cima desse livro (ele foi o livro mais vendido no Brasil no ano passado) me fizeram dar uma chance.

Durante a leitura alguns pontos me incomodavam, os privilégios do autor ficam escancarados e quando ele começa a falar que bens materiais não trazem felicidade e que o intelectual é mais importante que o material, acaba caindo no senso comum e se delonga nisso em muitas páginas.

Continue lendo
18fev • 20 adulto, drama, J R Rogue, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #302 Kiss me like You mean it

Título: Kiss me like You mean it
Autor: J. R. Rogue
Editora: Independente
Páginas: 146
Ano: 2018
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Dark Romance
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Meu amor é veneno. O beijo dele é o meu. “A primeira vez que ele me viu, eu fui despedaçada, e ele era uma sombra. Se eu tivesse ficado, ele teria desaparecido.” É estranho como é fácil contar nossas histórias aos olhos de um estranho. A verdade sobre Connor Stratford e eu sempre foi uma história triste. Mais de dez anos de perseguição, lágrimas, mentiras, votos e partida. Duas pessoas que nunca se amavam ao mesmo tempo, mas não podiam se deixar ir.

Agora aqui estava eu contando nossa história durante um drinque ao meio-dia em um bar do aeroporto, com meu velho diário na mão. Contando alguma versão da nossa história, de qualquer maneira. Eu o deixei uma vez sem me despedir. Agora eu estava voltando para casa para dar a ele o que ele precisava para seguir em frente. “É importante. É o que você está pensando. ” Eu sabia o que a mensagem dele significava, enviada no meio da noite depois que acordei de um sonho febril. Ele estava finalmente pronto, e eu também. Eu só precisava finalmente lhe dar o beijo que ele implorava. O que significava adeus.

Alerta de livro manipulador na área…

Eu vi comentários sobre esse livro e um dos muitos grupos de leitores que participo, achei interessante a sinopse e decidi que valeria o risco ler. Valeu, mas a experiência foi bem diferente do que eu esperava.

Kiss me… conta a história de Gwen e Connor, eles estão casados mas vivendo separados, com ela em outra cidade. Ao receber uma ligação dele pedindo que ela retorne, supomos que seja para acabar legalmente com o casamento. Ela volta, mas no aeroporto encontra com uma escritora e no bar elas começam a conversar. Gwen, então vai contando sua história e voltando no tempo para relembrar o que a levou até aquele ponto em seu relacionamento com Connor.

Continue lendo
05fev • 20 Cherish Book Br, Leddy Harper, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #301 Entre o Certo e o Errado

Título: Entre o Certo e o Errado
Autor: Leddy Harper
Editora: Cherish Book Br
Páginas: 354
Ano: 2019
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 2 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: “Salve-me e me cure, me cure e eu serei sua.”
O que você faz quando pega o seu noivo com outra mulher? Bem, se você for como eu, vai fugir com um tatuador sexy, com o corpo todo tatuado, que atende pelo nome Wrong.

Então você se casa com ele depois de uma semana.

Esta não é uma história de amor à primeira vista – o amor só entrou na jogada depois que eu estraguei tudo. É a realidade do que é certo e o que é errado quando se trata de almas gêmeas.

Olha, confesso para vocês que iniciei esse livro pensando que fosse explodir de amor de tão romântico que ele seria. A verdade é que quis agredir a protagonista.

Entre o Certo e o Errado conta a história de Mercy Right e Brogan, também conhecido por Wrong. Eles se conhecem na saída de uma boate/bar onde nossa mocinha acabou de pegar o noivo quase copulando com outra mulher na pista de dança.

Continue lendo
27jan • 20 12 livros para 2019, Desafio das GeLs, distopia, literatura estrangeira, Margaret Atwood, Record, resenha, Resenhas de Livros

Resenha #300 O Conto da Aia

Título: O Conto da Aia
Autor: Margaret Atwood
Editora: Rocco
Páginas: 368
Ano: 2017
Gênero: Distopia/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Escrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, o a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump. Em meio a todo este burburinho, O conto da aia volta às prateleiras com nova capa, assinada pelo artista Laurindo Feliciano.

Um aviso, se você viu a série antes de ler o livro, provavelmente irá se decepcionar.

O Conto da Aia é o último livro do desafio dos 12 livros para 2019. Confesso que estou explodindo de alegria por finalmente conseguir finalizar esse desafio, mas esse comentário à parte, vamos falar sobre o livro.

Em O Conto da Aia nós temos o relato de uma mulher em sua vida cotidiana. Ela conta sobre sua alimentação, os serviços feitos na casa onde trabalha e fora dela, suas observações sobre os outros empregados, seus patrões e sua vida antes de chegar ali.

Continue lendo
21jan • 20 adulto, L J Shen, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #299 Defy

Título: Defy
Série: Sinners of Saint
Ordem: 0,5
Autor: L. J. Shen
Editora: Independente
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 165
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse:
Meu nome é Melody Greene, e tenho uma confissão a fazer. Eu dormi com meu aluno, um sênior no ensino médio.
Várias vezes.
Eu tive orgasmos múltiplos.
Em várias posições.
Eu dormi com meu aluno e gostei.
Dormi com meu aluno e faria tudo de novo se pudesse voltar no tempo.
Meu nome é Melody Greene, e fui expulsa da minha posição de professora e fiz meu passeio de vergonha à la Cersei Lannister do escritório do diretor, minutos depois de o diretor me ameaçar chamar os policiais de mim.
Meu nome é Melody Greene, e fiz algo ruim porque isso me fez sentir bem.
Por isso, valeu totalmente a pena.

Existem alguns temas em livros que eu evito, não gosto mesmo e por isso não leio, salvo algumas exceções dependendo do autor. Relação de professor com aluno não é um tema que me atraia, maaaaaaaaaas abri uma exceção por motivos de Pretty Reckless. Leiam a resenha e vocês vão entender melhor rs.

Defy é um conto da série Sinners of Saint, ele conta a história de Melody e Jaime. Eu gostei muito do casal quando os conheci em Pretty Reckless e, mesmo com todos os meus receios, resolvi dar uma chance. Aviso: o livro é merecia uma sinopse melhor.

Continue lendo
16jan • 20 Fantasia, jovem adulto, literatura estrangeira, Maggie Stiefvater, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha #298 Ladrões de Sonhos

Título: Ladrões de Sonhos
Série: A Saga dos Corvos
Ordem: 2
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Gênero: Fantasia/ Aventura/ Jovem Adulto/ Literatura Estrangeira
Páginas: 429
Ano: 2014
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Ladrões de sonhos, o segundo volume da Saga dos Corvos, traz de volta a imaginação selvagem e as reviravoltas eletrizantes que somente uma autora original como Maggie Stiefvater é capaz de criar.

Ao lado de Blue, os garotos corvos — o privilegiado Gansey, o torturado Adam, o espectral Noah e o sombrio e perigoso Ronan — continuam sua busca pelo lendário rei galês Glendower. Mas suas explorações enfrentam um duro contratempo conforme segredos, sonhos e pesadelos começam a enfraquecer a linha ley — um canal invisível de energia que conecta lugares sagrados e que pode levá-los até o rei.

Será por isso que a floresta mística de Cabeswater sumiu inexplicavelmente? Quem é o misterioso Homem Cinzento e por que ele está procurando o Greywaren, uma relíquia que permite tirar objetos de sonhos? E o que isso tem a ver com o indecifrável Ronan?

Conforme Blue e os garotos corvos procuram respostas a essas e outras questões, o perigo que os envolve se torna cada vez mais real, e será preciso apostar todas as fichas nessa aventura enigmática.

Maggie, como você termina o livro desse jeito???? Ainda bem que já tenho o próximo, porque com certeza enlouqueceria esperando a continuação…

Oi pessoal, depois desse desabafo rsrs, vim comentar com vocês as minhas impressões sobre Ladrões de Sonhos, segundo livro da série A Saga dos Corvos da maravilhosa e muito querida Maggie Stiefvater.

O primeiro livro foi explosivo e me conquistou já nas primeiras páginas, como não ficar fascinada por esse grupo de garotos em busca de um rei galês há muito esquecido e teoricamente morto. Com toda a magia recém despertada na cidadezinha de Henrietta, e todas as peculiaridades envolvendo a personalidade de cada um? Nem vou falar do romance que meu coração já acelera rsrsrs.

“Naquele momento, Blue estava um pouco apaixonada por todos eles. Pela magia deles. Pela busca deles. Pela voracidade e pela estranheza deles. Seus garotos corvos.”

Continue lendo
1 2 3 21