Posts arquivados em: Tag: suspense

21jun • 18 intrínseca, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Suspense

Resenha #225 Objetos Cortantes

Título: Objetos Cortantes
Autor: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Páginas: 254
Ano: 2015
Gênero: Suspense/Thriller/Literatura Estrangeira
Classificação: 2,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.

Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

 

Hey pessoas! Prontos para um suspense de leve?

Então vem comigo rs.

A leitura de Objetos Cortantes foi proposta pelo Jão, nosso Snow aqui do blog. Ele comentou sobre a série que vai estrear pela HBO e antes da estreia resolvemos fazer um Buddy Read do livro. Então eu, a Mi e o Jão começamos a leitura.

Eu confesso que não consegui respeitar o cronograma de leitura, comecei o livro de manhã e terminei a noite. Foi impossível parar! O que eu considero um ponto positivo quando uma história te prende dessa forma.

O livro traz Camille, uma jornalista mediana de um jornal mediano de Chicago, como protagonista. Quando o desaparecimento de uma adolescente acontece em sua cidade natal, o chefe de Camille acredita ser essa a chance que ela precisa para fazer a matéria investigativa de sua vida.

Continue lendo

24maio • 18 literatura estrangeira, mistério, resenha, Suspense

Resenha #220 Assassinato no Expresso do Oriente

Título: Assassinato no Expresso do Oriente
Autor: Agatha Christie
Páginas: 200
Editora: Nova Fronteira
Gênero: Literatura Estrangeira, Mistério, Suspense
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano.
O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.

 

Eu juro que tentei não criar teorias e descobrir quem era o assassino, não tinha a intenção de me sentir boba quando chegasse às páginas finais, mas foi impossível!!!

Impossível!

Provavelmente muitos de vocês já leram Agatha Christie, essa foi a minha primeira experiência com a autora, eu sabia que iria gostar do livro, mas não imaginava que seria tanto. Mas vou deixar pra falar mais sobre isso já já, vamos para um breve resumo sobre a história.

A História começa com Poirot sendo chamado com urgência para voltar à Londres, ele voltava da solução de um caso em Aleppo, e o modo mais breve de se chegar ao seu destino era tomando o trem conhecido como Expresso do Oriente.

Durante a viagem ele se depara com vários indivíduos diferente, um grupo bastante eclético. Um em especial chama a sua atenção, um homem chamado Rachett, que exalava uma vibe no mínimo suspeita.

Continue lendo

18abr • 18 adulto, book, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #215 Uma Esposa Confiável

Título: Uma Esposa Confiável
Autor: Robert Goolrick
Editora: Ponto de Leitura
Gênero: Romance
Páginas: 359
Ano: 2009
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um amor capaz de superar as piores traições. Sucesso de crítica e vendas nos EUA – primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times, o romance Uma Esposa Confiável, estreia literária de Robert Goolrick, autor do aclamado livro de memórias The End of the World as We Know It, conta uma história de paixão, desejos proibidos e morte.

Já lançado em mais de dez países, o livro narra um caso amoroso que supera as piores traições e pecados da vida. Tudo começa em 1907, numa cidadezinha gelada no interior do Wisconsin. Ralph Truitt, o homem mais poderoso da região, aguarda o trem que trará Catherine Land, sua nova esposa. Em sua bagagem, ela traz mais do que roupas e poucos pertences: uma garrafa azul, cujo conteúdo servirá para cumprir uma antiga promessa de vingança. O que nenhum deles espera, no entanto, é que forças do desejo e do amor mudassem seus planos traçados com tanto cuidado.

Uma esposa confiável é inspirado nas memórias de infância do autor, que cresceu ouvindo de seus pais e amigos as histórias dramáticas do sul dos Estados Unidos.

 

Eu comprei esse livro numa promoção na Livraria Leitura, tinham vários livros de bolso por lá e esse, pela sinopse, foi o que me ganhou. No mesmo dia comecei a leitura e não parei mais. O livro tem uma pegada de mistério que vai te instigando a continuar lendo e te prende totalmente à história. Ao mesmo tempo, senti um tom erótico que confesso, não esperava.

O livro gira em torno de três pessoas. Ralph é um homem muito rico, lá nos seus 50 e tantos anos e muito entristecido pelas tragédias que ocorreram ao longo de sua vida. Após 20 anos viúvo, ele decide que é o momento de dar uma nova chance para a felicidade. Ele quer se redimir do passado e recomeçar, para isso ele coloca um anúncio no jornal em busca de uma esposa. Estamos nos EUA de 1907, numa cidadezinha do interior de Wisconsin. Essa era uma prática muito comum e não difere muito dos aplicativos de encontro atuais né rs.

“Às vezes havia uma bondade sussurrada porque havia algo em Ralph, mesmo imóvel e em silêncio, capaz de comover um coração compassivo.”

Através desse anúncio ele conhece Catherine, uma mulher misteriosa que em suas cartas afirmava ser uma pessoa tranquila e sem pretensões e ao primeiro encontro, Ralph percebe que não é.

Continue lendo

24jan • 18 mistério, resenha, romance policial, Suspense

Resenha #209 Flores Partidas

Título: Flores Partidas
Autor: Karin Slaughter
Editora: Harper Collins
Gênero: Romance Policial/Suspense
Páginas: 400
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Irmãs. Estranhas. Sobreviventes.
Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se prova uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Claire percebe que o drama de sua família tem muitas camadas, que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona.

 

E as definições de psicopata foram atualizadas com sucesso!

Flores Partidas foi um dos livros finalizados em 2017, a Mi comprou na Bienal e como eu não conhecia nada da autora, deixei a oportunidade passar. Um tempo depois numa das minhas idas à livraria, a curiosidade foi mais forte, acabei comprando e logo iniciei a leitura.

Tudo começa quando Claire vê seu marido Paul sendo assassinado após uma tentativa de assalto. Isso abala a vida de Claire, uma mulher milionária, com uma vida aparentemente estável e completamente apaixonada pelo marido. Só que essa não é a primeira tragédia que aconteceu na vida de Claire.

Continue lendo

28set • 17 intrínseca, resenha

Resenha #201 Tony & Susan

Título: Tony & Susan
Autor: Austin Wright
Editora: Intrínseca
Gênero: Suspense/Thriller
Páginas: 334
Ano: 2011
Classificação: 3,5 estrelas
Compre o Livro

Sinopse: Há vinte e cinco anos, Susan Morrow deixou Edward Sheffield, seu primeiro marido. Certo dia, instalada confortavelmente na casa em que mora, com os filhos e o segundo marido, inesperadamente ela recebe, pelo correio, um embrulho que contém o manuscrito do primeiro romance escrito por Edward. Ele lhe pede que leia seu livro: Susan sempre foi sua melhor crítica, justifica. Tony e Susan, de Austin Wright, publicado originalmente nos Estados Unidos em 1993, ganha nova edição, dezoito anos depois de seu lançamento, por se tratar, segundo seus editores, da “mais impressionante obra de arte da ficção americana desde Revolutionary Road, de Richard Yeats”, publicado no Brasil como Foi apenas um sonho.
Ao iniciar a leitura, Susan é arrastada para dentro da vida do personagem Tony Hastings, um professor de matemática que leva a família de carro para a casa de veraneio no Maine. Quando a vida comum e civilizada dos Hastings é desviada de seu curso de forma violenta e desastrosa, Susan se vê novamente às voltas com seu passado, obrigada a encarar a própria escuridão e a dar um nome para o medo que corrói seu futuro e que vai mudar sua vida.

Tony e Susan foi um livro que comprei na bienal de 2013 ou 2015 numa promoção bem boa e acabei deixando o tempo passar sem ler, recentemente ele foi o escolhido para a leitura do mês das GeLs e fui com bastante sede ao livro porque esperava um suspense grandioso rsrs.

Tudo estava indo muito bem, história fluindo, narrativa sagaz e inteligente. Eu sentia que o livro ia em um crescente e me preparava para um desfecho no mínimo digno! E, bom…

Continue lendo

07jul • 17 resenha

Resenha #193 Valsa Maldita

Título: Valsa Maldita
Autor: Tess Gerritsen
Editora: Record
Páginas: 238
Ano: 2016
Gênero: Romance, Thriller
Classificação: 5 estrelas


Sinopse: Uma linda melodia poderia despertar o que há de mais sombrio no ser humano? Um thriller eletrizante da autora de O cirurgião e Jardim dos ossos 


No ambiente frio e sombrio de um antiquário em Roma, a violinista americana Julia Ansdell depara com uma partitura intrigante — a valsa Incendio — e é imediatamente atraída pela peculiar composição. Carregada de paixão, tormento e de uma beleza arrepiante — e aparentemente inédita aos olhos do mundo —, a valsa com seu tom menor fúnebre e seus arpejos febris parece ter vida própria. Determinada a dominar a obra complexa, Julia decide ser o instrumento que fará com que sua melodia seja ouvida. Já de volta à Boston, no instante em que o arco de Julia começa a ser deslocado pelas cordas do violino, desenhando no ar aquelas notas intensas, algo sinistro é despertado — e a vida de Julia fica sob ameaça iminente. A música parece exercer um efeito inexplicável e macabro sobre sua filha pequena, que se mostra drasticamente transformada. Convencida de que a melodia hipnótica de Incêndio está desencadeando uma maldição, Julia decide investigar a história por trás da partitura e encontrar a pessoa que a compôs. Suas buscas a levam à milenar cidade de Veneza, onde Julia descobre um segredo sinistro de várias décadas envolvendo uma família perigosamente poderosa que fará de tudo para impedir que ela revele a verdade ao mundo — custe o que custar.

Em a Valsa Maldita conhecemos Julia, uma violinista que, ao se apresentar com seu quarteto em Roma, compra um livro de músicas ciganas muito antigo, que contém uma valsa chamada Incendio.
Ela se apaixona pela melodia desconhecida de cara e a leva para casa. Quando resolve tocá-la, Julia parece ter acordado algo sombrio e que se apodera de sua filha de 3 anos.

Continue lendo

25mar • 16 literatura estrangeira, romance policial

#01 Viagem Literária: Finlândia

Oi gente!

Já falei aqui sobre um dos projetos pra vida né?

A volta ao mundo em 198 livros, falo pra vida porque não faço ideia de quando irá terminar. Então vou contar como foi a experiência de leitura do primeiro livro desse projeto, e o país “visitado” é a FINLÂNDIA o

 

Bem, eu disse que não iria fazer sorteio então a escolha se deu porque era um livro que estava na estante desde 2014 e que eu queria muito ler, mas acabava passando outros na frente, e por ser de uma escritora finlandesa. Quem me conhece, sabe que desde que eu conheci a banda finlandesa HIM a muitos anos atrás e depois outros artistas, inclusive que cantam em finlandês, foi que passei a admirar o país.

Continue lendo

30jan • 16 intrínseca, resenha, Suspense, Terror

Resenha #132 Caixa de Pássaros

Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Gênero: Suspense, Terror
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
Antes de começarmos, eu te convido a apertar o play e embarcar comigo nessa viagem louca.
“Melhor enfrentar a loucura com um plano do que ficar parado
e deixar que ela nos alcance aos poucos.”

 

Tenso, meus amigos, tenso. Usando as palavras do próprio autor: “Era puro suspense, horrível”. Em Caixa de Pássaros, você dá de cara com umasociedade completamente imersa na loucura. E se um dia você não pudesse mais confiar em seus olhos? Esse é o mundo em que Malorie e seus dois filhos vivem.
Continue lendo
28set • 15 jovem adulto, lançamento, resenha

Resenha #113 172 Horas na Lua

Título: 172 Horas na Lua
Autor: Johan Harstad
Editora: Novo Conceito 
Ano: 2015
Páginas: 288
Classificação: 4,5 estrelas
Sinopse: O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez.
Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 – um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano.
Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua.
Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer…
Prepara-se para a contagem regressiva.

Quando eu vi 172 Horas na Lua entre os lançamentos da Novo Conceito, fui logo dar uma olhada no Goodreads pra ter uma ideia a respeito do livro. A sinopse me deixou intrigada e de início não tinha ideia do que esperar, mas os comentários no Goodreads aguçou a minha curiosidade e eu tive que conferir. Ainda estou me esgueirando na leitura desse tipo de ficção, já adquiri um lançamento da Aleph então esse lançamento da Novo Conceito também me atraiu por sair um pouco da minha zona de conforto.

Continue lendo

17set • 15 mistério, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #111 Neve na Primavera


Título: Neve na Primavera
Autor: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 336
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.
Na manhã seguinte, o dia 2 de Maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.
Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.
Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de Maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,
Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.

De inicio tanto a capa quanto o título não chamaram muito minha atenção. Se o título tivesse ficado igual ao original Blackberry Winter eu teria corrido direto pra ele rs, adoro amoras. Lendo a sinopse acabei gostando por ser narrado em duas épocas diferentes, esse tipo de história também sempre tem algo que conecta os personagens e o interessante é descobrir o que é e como isso acontece.

Deixo aqui um clipe da musica que inspirou a autora a escrever esse livro.

Continue lendo

18maio • 15 Colleen Hoover, resenha, resenha dupla

Resenha #92 Never Never – Part Two

Título: Never Never – Part Two
Autor: Colleen Hoover, Tarryn Fisher
Editora: Hoover Ink
Páginas: 100
Gênero: Young Adult
Classificação:  5 estrelas
Sinopse: “’Jamais esqueça que eu fui seu primeiro beijo verdadeiro. 
Jamais esqueça que você será meu último. 
E jamais pare de me amar entre todos eles.
 Jamais pare, Charlie. 
Jamais esqueça.’
Silas corre contra o tempo quando mais verdades se desenrolam, enquanto outras se enrolam mais ainda. E agora, o risco é ainda maior quando o controle de Silas começa a desaparecer e os outros começam a apontar o dedo. Charlie está em perigo, ele precisa ser aquele que erguerá uma ponte entre seu passado e seu presente, porque em algum lugar entre os ‘eu te amo’ e ‘jamais jamais’ e ‘nunca mais’, uma verdade que eles nem imaginam, implora para ser descoberta.

‘Onde está você, Charlie?’”

Resenha dupla! Isso mesmo galera, nós adoramos resenhar juntas e voltamos agora com a resenha da parte 2 de Never Never! Segurem os forninho porque está incrível! Lembrando que Roxo para Barbara e Pink para Raquel. Enjoy!

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
09jan • 15 Colleen Hoover, lançamento, literatura estrangeira, resenha

Resenha #72 Never Never

Título: Never Never
Autor: Colleen Hoover, Tarryn Fisher
Editora: Hoover Ink
Páginas: 140
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Melhores amigos desde a infância. Apaixonados desde os 14. Completos estranhos desde esta manhã. Ele fará o que for preciso para lembrar. Ela fará qualquer coisa para esquecer.

 

 

 

“Ela é familiar. A única coisa familiar para mim 
em um mundo inconsistente e confuso.”
WOW! HOLY CRAP ON A CRACKER! Que livro maluco foi esse?
O que você faria se, de repente, não conseguisse mais lembrar quem é, onde está, e nada mais fosse reconhecido por você? E, além disso, se descobrisse que seu namorado também está passando por isso? Entraria em choque? Começaria a gritar? Sairia andando sem direção? Qual seria sua reação? Gostaria de saber o que aconteceu e por quê? É exatamente assim que Charlie e Silas se encontram: confusos, sem saber quem são ou lembrar o que aconteceu na noite passada.
O livro narra sua busca pela verdade e pelas lembranças de sua vida. O livro é narrado por Charlie e por Silas, alternando capítulos entre eles, e termina deixando você com um grito de “NÃO! EU PRECISO DE MAIS!”. A cada página virada eu formava uma teoria nova, determinada a encaixar todas as peças desse quebra-cabeça junto com os dois.

Continue lendo

1 2