Posts arquivados em: Tag: apaixonante

18fev • 19 Colleen Hoover, Garotos entre Livros, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #252 Maybe Now

Título: Maybe Someday (Maybe #2)
Autor: Colleen Hoover
Editora: Hoover Ink, Inc.
Páginas: 296
Ano: 2018
Gênero: New Adult
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: O que é mais importante: amizade, lealdade ou amor?
Colleen Hoover e Griffin Peterson estão juntos novamente e trazem para os fãs de Maybe Someday de volta ao mundo musical de Sydney e Ridge.
E Maggie.
E Warren e Bridgette.

 “Quando estamos juntos, simplesmente funciona. É como se fossemos melhores juntos do que sozinhos.”

Se você nunca leu Maybe Someday e detesta spoilers, é melhor evitar ler esta resenha. Caso escolha continuar, é melhor ler a resenha do primeiro livro. Então, clique aqui.

Continue lendo
11jan • 19 Esportes, Indicação, literatura estrangeira, Mariana Zapata, resenha, Romance

Resenha #242 From Lukov With Love

Título: From Lukov With Love
Autor: Mariana Zapata

Editora: Kindle Edition
Páginas: 493
Ano: 2018
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Se alguém pedisse a Jasmine Santos para descrever os últimos anos de sua vida com uma única palavra, seria definitivamente uma de quatro letras.

Depois de dezessete anos – e incontáveis ossos quebrados e promessas quebradas – ela sabe que sua janela para competir na patinação artística está chegando ao fim.

Mas quando a oferta de uma vida inteira vem de um idiota arrogante que ela passou a última década sonhando em empurrar no caminho de um ônibus em movimento, Jasmine pode ter que reconsiderar tudo.
Incluindo Ivan Lukov.

A pergunta que não quer calar, por que não conheci Mariana Zapata antes?!?!

Sim, eu sei que sou a rainha dos livros random nesse blog, e por isso mesmo fiquei chocada por nunca ter nem ouvido falar dela, até um belo dia em que estava passando tempo no facebook, vi a indicação do livro que apresento para vocês hoje. De cara eu sabia que ia gostar, adoro livros com esportistas e nunca tinha lido nada sobre patinação artística, apesar de amar o esporte. Comecei e não consegui parar de ler até acabar. Amei esse livro com força!

A história é sobre a Jasmine, uma patinadora profissional que não está em seu melhor momento na carreira. Ela patinava em duplas e foi abandonada por seu par, como uma esportista muito competitiva, isso a abalou totalmente e agora, um tempo depois, ela precisa decidir se insiste e encontra outra dupla ou se aposenta.

Continue lendo
05dez • 18 adulto, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #240 O Jogador

Título: O Jogador
Autor: Vi Keeland
Editora: Charme
Páginas: 304
Ano: 2017
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Adulto
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Na primeira vez que encontrei Brody Easton ele estava no vestiário masculino. Foi a minha primeira entrevista como jornalista esportiva profissional. O famoso quarterback decidiu me mostrar tudo. E, por tudo, não quero dizer que ele me disse algum de seus segredos. Não. O idiota arrogante decidiu deixar cair a toalha quando fiz a primeira pergunta. Na frente da câmera. E o famoso ganhador do Super Bowl rapidamente adotou um novo hobby: me provocar.
Quando o afastei, ele desistiu de só me provocar e resolveu que queria transar comigo. Mas eu não saio com jogadores. E não é porque sou uma das poucas mulheres que trabalham no mundo do futebol profissional. Eu posso namorar um jogador. É outro tipo de jogador que eu não namoro. Você conhece o tipo: boa aparência, forte, arrogante, sempre querendo ficar com alguém.
Brody Easton era um verdadeiro jogador. Toda mulher queria ser a que iria mudá-lo. Mas a verdade era que tudo que ele precisava era de uma garota por quem valesse a pena mudar.
De repente, eu era essa garota.
Simples, certo?
Vamos encarar, nunca é.
Há uma história entre o era uma vez e o viveram felizes para sempre…
E esta é a nossa.

 

Hey pessoas! Resenha nova na área!

Hoje trago para vocês as minhas impressões de O Jogador, um romance da Vi Keeland.

A princípio pensei que seria mais uma história simples e clichê, não esperava gostar tanto e me surpreender com a qualidade. O livro nos apresenta Delilah e Brody. Ela é uma repórter esportiva, acompanha vários jogos e está sempre atualizada com tudo relacionado a esse mundo, nossa mocinha é muito competente e por isso logo cresce na emissora onde trabalha. No momento ela tem a chance de fazer a cobertura dos jogos do Steel, time que Brody  é a principal estrela e quarterback.

Continue lendo

06nov • 18 Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiro Beijos #16

Olá para todos! A coluna mais beijoqueira desse blog está de volta \o/ #comemoraaaa

Então solta o play e vem conhecer e se apaixonar por esses casais e seus primeiros beijos comigo <3

 

 

“E os lábios dele… tocaram os dela.
Era um beijo.
Ela havia sido beijada.
Ela. Lucy. Dessa vez, tratava-se dela. Ela mesma estava no centro do seu mundo. Era a vida, acontecendo com ela.
Era incrível, porque aquilo parecia algo tão importante, tão transformador. E ainda assim era só um simples beijo – suave, apenas um roçar de lábios, tão leve que quase fazia cócegas. Lucy sentiu um calor, um arrepio, uma leveza no peito. Seu corpo parecia ter ganhado vida e, ao mesmo tempo, ficado paralisado, como se tivesse medo de que o movimento errado pudesse fazer tudo desaparecer.
Mas ela não queria que desaparecesse. Santo Deus, Lucy queria aquilo. Aquele momento, aquela lembrança, aquele…
Ela só queria.”

Lucy e Gregory – A Caminho do Altar

Continue lendo

20set • 18 literatura estrangeira, Pandorga, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #235 O Contrato

Título: O Contrato
Autor: Melanie Moreland
Série: O Contrato #1
Editora: Pandorga
Páginas: 371
Ano: 2017
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um tirano de dia, um playboy de noite. Essa é a reputação de Richard VanRyan. Ele vive a vida do jeito que quer, sem se preocupar com a opinião dos outros. Ele não se importa com ninguém, é completamente impenitente e não tem vontade de mudar seus modos.
Katharine Elliott trabalha para Richard como sua assistente. Ela despreza a ele e seus modos questionáveis, mas aguenta todo o lixo que ele joga em seu caminho, porque ela precisa do trabalho. Seu objetivo final é muito mais importante do que o abuso diário e exige que ela tolere seu chefe tirano e desagradável.
Até o dia em que ele lhe pede algo que ela nunca esperou. Um novo papel com um contrato pessoal – noiva, em vez de assistente.
O que acontece quando duas pessoas que se detestam, têm de viver juntos e agir como se eles estivessem apaixonados?
Faíscas.
Isso é o que acontece.
O poder do amor pode realmente mudar uma pessoa?
Será que eles vão sobreviver ao contrato?
O que você faz quando a pessoa que mais odeia torna-se a única que você não pode viver sem?

 

Tá precisando de um super clichê? Então você está na resenha certa kkk

Eu conheci esse livro através de um grupo de leitores, uma moça comentou que tinha lido e adorado, que era um romance um tanto diferente do que estamos acostumados. Eu fui atrás da sinopse e era um dos meus clichês favoritos: Casamento de Conveniência rsrs.

Fato que eu precisava ler!

Continue lendo

05jun • 18 Atria Books, drama, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #222 Before We Were Strangers

Título: Before We Were Strangers
Autor: Renée Carlino
Editora: Atria Books
Páginas: 320
Ano: 2015
Gênero: Romance, Drama, New Adult
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Para LovebirdGreen-eyed. Nos conhecemos há quinze anos, quase no mesmo dia que mudei minhas coisas do dormitório da NYU para perto do seu, na Senior House.Você nos chamou de amigos. Gosto de pensar que era mais.Não tivemos nada, mas a emoção de encontrar-nos através da música (você estava obcecada com Jeff Buckley), fotografia (não conseguia parar de tirar fotos suas), sair em Washington Square Park e todas as coisas estranhas que fizemos para ganhar dinheiro. Aprendi mais sobre mim nesse ano, do que em qualquer outro. No entanto, de alguma forma, tudo se desfez. Perdemos contato no verão depois da formatura, fui para a América do Sul trabalhar na National Geographic. Quando voltei, você não estava mais lá. Uma parte de mim ainda se pergunta se eu empurrei muito duro após o casamento… Eu não a vi novamente até um mês atrás. Era uma quarta-feira, você estava balançando para trás em seus saltos, equilibrando-se na faixa amarela da plataforma do metrô, esperando o trem. Não sabia quem era, até que fosse tarde demais, e, em seguida, você se foi. Mais uma vez. Você disse o meu nome,o vi em seus lábios. Eu quis fazer o trem parar, apenas para que pudesse dizer olá. Depois de vê-la, todos os sentimentos da juventude e memórias vieram à tona para mim, e agora depois de um mês, tenho me perguntado a maior parte do tempo, como está a sua vida. Posso estar totalmente fora da sua mente, mas você gostaria de ter uma bebida comigo e falar da última década e meia?

Era uma vez um eu e você.
Fomos amantes.
Nós éramos amigos.
Antes de a vida mudar.
Antes de nos tornarmos estranhos.
Você ainda pensa em mim?

Se preparem porque tá vindo resenha apaixonada pela frente kkk

Sim galera, esse livro me fez suspirar e terminar completamente apaixonada pela história, seus protagonistas e a autora com uma nova fã!

Eu descobri sobre Before… em um grupo no facebook. Uma garota tentava encontrar um livro só que não lembrava o nome nem autor, só sabia um pouco do enredo. Na mesma hora o pouco que ela descreveu já chamou minha atenção e acompanhei o post esperando que alguém descobrisse o tal do livro. Descobriram, mas minha maior surpresa foi ver que ele estava no meu kindle há séculos e eu nunca tinha parado para ler!

Sério, foi um choque enorme rs.

Continue lendo

13abr • 18 beijos, Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiros Beijos #14

Para tudo que a coluna mais beijoqueira e apaixonante desse blog está de volta! Com saudades da SPB? Então dá play aí e vem se apaixonar comigo <3

 

 

 

 

 

“Ele então se inclinou na sua direção e a beijou, um beijo cálido, afetuoso, com sabor de rum, café, manteiga, noz-pecã, cigarro e homem inglês.” – Harper e John, Mestre das Chamas

 

 

 

 

 

Continue lendo

08jan • 18 jovem adulto, literatura estrangeira, Novo Século, resenha dupla, Resenhas de Livros

Resenha #208 Eleanor & Park

Título: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Páginas: 328
Ano: 2014
Classificação: Barbara 4 estrelas / Michelli 3 estrelas

Sinopse: Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivo caótico e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e, aos olhos de Eleanor, impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder. Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor e Park é chocante, engraçado, triste e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor.

Oi pessoal! 2018 chegou e o primeiro post é resenha dupla! Só para lembrar, cor roxa são palavras da Ba e vermelho de Mi. Enjoy!

Rainbow Rowell! Ainda não acredito que tenha um livro seu que eu não goste! rsrs. Sabe aquele livro que você abre e tem uma sensação estranha… tipo um desastre de trem e você está de fora sem poder fazer nada para impedir? Foi assim que me senti quando comecei a ler Eleanor e Park. – Barbara

Eleanor e Park me lembrou um pouco da música Eduardo e Monica de Legião Urbana kkk, dois opostos que se atraem. Um carinha que parece ter saído de uma banda de K-pop somando com uma gordinha cacheada e ruiva.
Quem aí se lembra do primeiro amor, aquele amor inocente e avassalador? É bem disso que se trata esse livro. Eu comecei a leitura com um pressentimento bem ruim em relação ao final, sorte que não foi a tragédia que eu esperava, mas também foi bem diferente do que eu tinha em mente. – Michelli

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
24jul • 17 Amy Harmon, drama, new adult, resenha

Resenha #196 A Different Blue

Título: A Different Blue
Autor: Amy Harmon
Editora: Spencer Hill Press
Gênero: Romance, Nem Adult
Páginas: 454
Ano: 2013
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro

Sinopse: Blue Echohawk não sabe quem é. Ela não sabe seu nome verdadeiro ou quando nasceu. Abandonada aos dois anos de idade foi criada por um vagabundo, ela não frequentou a escola até que tivesse dez anos de idade. Aos dezenove anos, quando a maioria das pessoas de sua idade está frequentando a faculdade ou seguindo em frente com a vida, ela está apenas no último ano do ensino médio. Sem mãe, nem pai, nem fé, nem futuro, Blue Echohawk é uma aluna difícil, para dizer o mínimo. Resistente, dura e abertamente sexy, ela é o oposto completo do jovem professor britânico que decide que está pronto para o desafio, e coloca a encrenqueira sob sua asa. Esta é a história de um joão-ninguém que se torna alguém. É a história de uma amizade improvável, onde promove a esperança de cura e a redenção se torna amor. Mas se apaixonar pode ser difícil quando você não sabe quem é. Apaixonar-se por pessoas que sabem exatamente quem são, é o que torna impossível de retribuir.

Se você está numa maré de leituras ruins e precisa dar um up ou se quer continuar lendo ótimos livros um atrás do outro, então leia qualquer coisa da Amy Harmon! Após meu terceiro livro dela, posso afirmar que ela entrou no meu top 10 de melhores escritoras! Até o momento ela não me decepcionou e tenho fé de que vai continuar assim rsrs.

Mas vamos falar de A Different Blue, o motivo de vocês estarem lendo essa resenha! Pela sinopse eu tinha um pouco de receio de ler esse livro, não estava com vontade de ler sobre relações aluna/professor por ser um tema que não me atrai. Funcionou com Métrica, mas não com Loving Mr. Daniels, desde então evitei livros com essa premissa. Mas como era um livro da Amy, resolvi dar um chance e acertei!

Continue lendo

13jun • 17 beijos, Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiros Beijos #12

E esse dia dos namorados não poderia ficar sem a coluna mais apaixonante e beijoqueira desse blog! Se apaixone comigo por esses casais e pelo inicio de suas histórias de amor. Com vocês, Sobre Primeiros Beijos especial dia dos namorados.

 

 

Então sua boca se apoderou da de Lillian e ele começou a beijá-la como se sua vida dependesse disso. Era a primeira vez que um homem beijava Lillian sem pedir permissão. Ela se contorceu e tentou se libertar até Westcliff abraça-la com mais força. Ele cheirava a terra, cavalos e luz solar… e havia algo mais… um cheiro seco e doce que lembrava feno recém-moído. A pressão da boca do conde aumentou, procurando ardentemente os lábio de Lillian até abri-los. Ela nunca tinha imaginado beijos como aqueles, profundos, carícias ternas e impacientes que pareceram lhe tirar as forças, fazendo com que fechasse os olhos e apoiasse no peito duro de Westcliff.

Lillian e Marcus – Era uma vez no outono

Continue lendo

11jan • 17 literatura estrangeira

Resenha #179 As Cordas Mágicas

Título: As Cordas Mágicas
Autor: Mitch Albom
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance / Música
Classificação: 6 estrelas

Sinopse: Francisco Presto nasceu numa pequena cidade da Espanha em plena guerra civil. Com a infância marcada por tragédias, Frankie se torna pupilo de um professor de música cego, que se dedica a lhe ensinar tudo o que sabe.Ao completar 9 anos, ele foge para os Estados Unidos carregando consigo apenas seus bens mais preciosos: um violão e seis cordas mágicas.

Com um talento fora do comum para tocar e cantar, Frankie rapidamente alcança o estrelato e influencia o cenário musical do século XX, apresentando-se ao lado de nomes consagrados como Elvis Presley e Little Richards.

No entanto, seu dom se transforma em um terrível fardo quando ele percebe que pode afetar o futuro das pessoas: uma corda de seu violão fica azul cada vez que uma vida é alterada.

No auge do sucesso, assombrado por seus erros e por seu estranho poder, Frankie sai de cena por anos, apenas para ressurgir para um espetacular e misterioso adeus.


Gente, primeiro livro do ano (e da meta!) concluído! Não poderia ter começado melhor, porque meu coração foi arrebatado! Olha, que livro sensacional! Sei que vai soar estranho dizer isso mais, foi música para os meus ouvidos. E não, eu não enlouqueci… ou talvez sim!

 

 “Aquele rapaz e seu violão 
só precisam de alguns minutos para mudar sua vida.”

 

“A chave para aprender música é a humildade, entende? Se você quiser que eu fale sobre Frankie Presto, tenho que começar daí”. Assim começo essa resenha, e prepare-se, pois ela será apaixonada, pois ainda não consigo definir o que estou sentindo após essa leitura fantástica além disso.

Continue lendo

02jan • 17 literatura estrangeira, resenha, romance histórico

Resenha #178 A Irmandade Perdida

Título: A Irmandade Perdida
Autor: Anne Fortier
Editora: Arqueiro
Páginas: 528
Gênero: Romance Histórico, Ficção Histórica, Mitologia
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando sua excêntrica avó alegou ser uma amazona – e desapareceu sem deixar vestígios.
No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém-encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto.
Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a decifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heroica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos.
Seguindo os rastros dessas guerreiras, Diana e Nick se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito – algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas.
Entrelaçando passado e presente e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Troia, A irmandade perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.
 

 

“Está tudo lá – dissera ela, como se estivesse respondendo a uma pergunta minha.
– Debaixo da superfície. Basta encontrar.”

 

What a breath of fresh air! Sim, meus queridos, a empolgação foi tanta com esse livro, que não encontrei palavras em português. Essa foi mais uma de nossas leituras conjuntas, na qual eu demorei a embarcar, e quase fiz a Mi vir lá de JF pra Sampa pra puxar minha orelha pessoalmente e me fazer largar a releitura.
Confesso que 2016, para mim, foi muito fail na questão de leituras, tanto que reli muitos livros, mas A Irmandade Perdida foi o último livro do ano que se passou e, meu Deus, não poderia ter terminado o ano melhor.
Mas vamos ao que interessa!

Continue lendo

1 2 3 5