dragão

Resenha 444 O Despertar

Por Raquel em 23 ago • 2023
Arqueiro

Resenha 438 Graça Fatal

Por Barbara em 12 maio • 2023

Categoria: Literatura Nacional

23maio • 23 Carla Madeira, drama, Ficção, Literatura Brasileira, Literatura Nacional, Record, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 439 Véspera

Título: Véspera
Autor: Carla Madeira
Editora: Record
Páginas: 280
Ano: 2021
Gênero: Romance/ Literatura Brasileira/ Literatura Nacional/ Ficção
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Carla Madeira cria personagens que parecem estar vivos diante de nós. As emoções que sentem são palpáveis e suas reações, autênticas. Temos a sensação de conhecê-los de perto, inclusive as contradições e os pontos cegos. Tal virtude é evidente em seu livro de estreia e grande sucesso, Tudo é rio (2014), mas também no livro seguinte, A natureza da mordida (2018).

Os personagens de Véspera, este seu novo romance, possuem a mesma incrível força vital. Mas se em Tudo é rio Carla os criou com poucas pinceladas e traços incisivos, aqui, para delinear suas personalidades, ela opta por uma superposição de camadas psicológicas. Se antes eles primavam por temperamentos drásticos ― capazes de extremos de paixão, ciúme, ódio e perdão ―, aqui a estratégia gradativa de composição confere-lhes uma dose maior de mistério, sugerindo ao leitor antecipações que só aos poucos se confirmam, ou não. A força emocional continua existindo, porém está menos visível, o que deixa a atmosfera ainda mais carregada de suspense e tensão.

A narrativa começa com a pergunta: como se chega ao extremo? Vedina, uma mulher destroçada por um casamento marcado pelo desamor, em um momento de descontrole abandona seu filho e, imediatamente arrependida, volta para o lugar onde o deixou e não encontra quaisquer vestígios de sua presença. Este é o acontecimento nuclear da trama que expõe as entranhas de uma família – pai alcóolatra, mãe controladora, irmãos gêmeos tensionados pelas diferenças – que, como tantas outras famílias, torna-se um lugar onde as singularidades de cada um não são acolhidas, criando rachaduras por onde a violência se infiltra.

Contada em dois tempos, o dia do abandono e os dias que vieram antes dele, o romance avança como duas ondas até que elas se chocam e se iluminam. O leitor se vê diante de um espantoso presente que expõe o quanto as palavras são capazes de inventar a verdade.

“O tempo flutua invisível e em espesso presente. Nada apodrece sem ele. Nada floresce. Nada se torna amável. Nenhum ódio viceja. Nenhuma umidade seca. Nenhuma sede cede. As tempestades não inquietam nele ventos, as avalanches não podem soterrá-lo, a perplexidade não o paralisa, o mal não o ameaça e o bem não faz com que se demore. Mas eis que um acontecimento, um único acontecimento, captura o tempo e o aprisiona.”

Hey meus amores, como vocês estão? Hoje vim contar um pouco sobre a minha experiência lendo o livro Véspera, da autora Carla Madeira. Vamos nessa?

Bom, o livro vai contar a história de vida dos irmãos gêmeos idênticos Caim e Abel. Tudo começa com a definição dos nomes de ambos, a mãe, dona Custódia, tinha o sonho de engravidar e sempre foi muito frustrada no casamento. Ela acaba se apegando à religião e finalmente engravida dos gêmeos, mas isso não faz com que a relação com o marido se suavize, e quando ela estava perto de dar à luz aos filhos, eles acabam tendo uma grande discussão que faz com que o pai, como um ato de vingança, nomeie os filhos como Caim e Abel.

Inocência ou falta de noção, raiva ou mesquinharia momentânea, a verdade é que a escolha desses nomes iria governar a vida desses meninos. Para quem não sabe, Caim e Abel são os primeiros filhos de Adão e Eva na Bíblia, e eles também são os personagens principais do primeiro homicídio no mundo. Um irmão matando o outro e gêmeos recebendo o mesmo nome não é lá muito auspicioso. Dona Custódia concorda, como boa religiosa que é, e decide que seus filhos se chamarão Abel e Abelzinho, mas essa decisão só perdura até as crianças entrarem na escola e ali o que vale é a certidão de nascimento.

Continue lendo
30mar • 23 Carla Madeira, Ficção, Literatura Brasileira, Literatura Nacional, Record, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 435 Tudo é Rio

Título: Tudo é Rio
Autor: Carla Madeira
Editora: Record
Páginas: 210
Ano: 2021
Gênero: Romance/ Literatura Brasileira/ Literatura Nacional
/ Ficção
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Tudo é rio é o livro de estreia de Carla Madeira.

Com uma narrativa madura, precisa e ao mesmo tempo delicada e poética, o romance narra a história do casal Dalva e Venâncio, que tem a vida transformada após uma perda trágica, resultado do ciúme doentio do marido, e de Lucy, a prostituta mais depravada e cobiçada da cidade, que entra no caminho deles, formando um triângulo amoroso.

Na orelha do livro, Martha Medeiros escreve: “Tudo é rio é uma obra-prima, e não há exagero no que afirmo. É daqueles livros que, ao ser terminado, dá vontade de começar de novo, no mesmo instante, desta vez para se demorar em cada linha, saborear cada frase, deixar-se abraçar pela poesia da prosa. Na primeira leitura, essa entrega mais lenta é quase impossível, pois a correnteza dos acontecimentos nos leva até a última página sem nos dar chance para respirar. É preciso manter-se à tona ou a gente se afoga.”

A metáfora do rio se revela por meio da narrativa que flui – ora intensa, ora mais branda – de forma ininterrupta, mas também por meio do suor, da saliva, do sangue, das lágrimas, do sêmen, e Carla faz isso sem ser apelativa, sem sentimentalismo barato, com a habilidade que só os melhores escritores possuem.

Hey galera, dia de livro nacional aqui no blog e livro polêmico também! Vamos lá conversar sobre Tudo é Rio?

Comecei a leitura por indicação de amigos meus, já tinha visto esse livro aparecer lá no nosso instagram como indicação de melhor leitura de uma das nossas seguidoras. Quando o burburinho começou entre os meus amigos, eu naturalmente me interessei rs. O livro é curto e a leitura foi intensa.

A história nos apresenta três personagens principais, vamos acompanhar o enredo de amor e desamor de Lucy, Venâncio e Dalva. Conhecemos primeiro Lucy, ela é a prostituta mais cobiçada da cidade onde todos vivem, fica bem claro logo de cara que ela ama o que faz e sente prazer na profissão. Conforme conhecemos mais da Lucy, é fácil perceber que ela utiliza o sexo como forma de poder e manipulação. Venâncio era um dos frequentadores do bordel onde Lucy trabalha, é também o primeiro homem que rejeita Lucy e isso desperta nela um sentimento de obsessão.

Continue lendo
13out • 22 lançamento, Literatura Nacional, Lu Fonseca, Publi Post, resenha, Resenha Publicitária, Romance

Resenha #424 Uma nova vida para Helena

Título: Uma nova vida para Helena
Série: Irmãos de Coração
Ordem: 1
Autor: Lu Fonseca
Editora: Independente
Gênero: Romance /Literatura Nacional
Páginas: 378
Ano: 2022
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A Série Irmãos de Coração fala sobre segredos, traição e principalmente sobre perdão. O Volume 1 conta a história de Helena.

Helena é uma jovem gaúcha que sonha em cursar Medicina. Filha de uma família classe média do interior do RS, cresceu em um lar cheio de amor, junto aos pais e sua irmã. Na adolescência conheceu Rodrigo e se apaixonou. Vivia feliz, estudando para conquistar seu objetivo, mas em um piscar de olhos, seus sonhos viram pesadelos, pois, ela é traída da pior forma por todos que amava.

Decepcionada com sua família, Helena decide recomeçar sua vida na longínqua cidade de Belo Horizonte e buscar a realização de seu sonho.

Na Universidade ela conhece Rafael e Saulo. Eles estão sozinhos, cada um enfrentando suas dificuldades, mas com o mesmo objetivo de se formarem em Medicina. Eles se adotam como “irmãos de coração”. Juntos se apoiam financeira e psicologicamente, e constroem uma nova família.

Durante a residência em Pediatria, Helena conhece Theo, um empresário que trabalha com investimentos, viúvo e pai solo de duas crianças. Ela sofreu várias decepções amorosas e não acredita mais no amor, mas Theo parece realmente disposto a conquistá-la. Dois seres magoados e traídos conseguirão superar seus receios e se entregar ao amor?

Até onde há perdão? Até onde o amor supera tudo?

Você seria capaz de perdoar uma traição?

E se essa traição viesse daqueles que deveriam te amar acima de tudo?

Hey meu povo, como estamos?

Hoje é dia de literatura nacional aqui no blog e eu vou comentar as minhas impressões sobre o mais recente lançamento da autora Lu Fonseca, curiosos para conhecer Helena? Continua lendo aí.

Bom, o livro nos apresenta Helena, uma jovem gaúcha, recém-formada na escola e estudante muito dedicada com foco e objetivo de entrar em uma faculdade para cursar medicina. Todos sabemos o quão concorrido é o curso de medicina e ainda mais em uma faculdade pública, por isso nossa mocinha se dedica totalmente a esse objetivo.

Aparentemente a vida estava perfeita, ela tinha um namorado amoroso, pais dedicados e uma irmã mais nova. Tudo ia bem, até que um dia ela chega em casa e encontra o namorado “amoroso” aos beijos com a irmã mais nova dela. O mundo de Helena gira completamente, mas como tudo que está ruim pode piorar, ela ainda descobre que a irmã está grávida e que os pais decidiram apoiar o casal de traíras… tenso!

Continue lendo
08set • 22 Fantasia, Literatura Nacional, Publi Post, Rafael Martins, resenha, Resenha Publicitária, Resenhas de Livros

Resenha #421 A História de Yvytu

Título: A História de Yvytu
Autor: Rafael Martins
Editora: Independente
Páginas: 88
Ano: 2022
Gênero: Fantasia/ Ficção histórica/ Literatura Brasileira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Acompanhe a transformação de Eva, uma garota guarani que vivia em uma redução jesuítica, em Yvytu, a guardiã que guiará seu povo em direção à Terra Sem Males. Conhecendo sua história e a si mesmo, ela enfrentará uma grande ameaça: os bandeirantes paulistas, dispostos a destruir e escravizar em nome do dinheiro.

Olá pessoas bonitas! Hoje é dia de resenha nacional aqui no blog e esse é um livro que você precisa conhecer, continua lendo aí e vem conhecer a história de Yvytu.

Tudo começa quando Yvytu, ainda bebê, é entregue para ser criada por um padre jesuíta. Sua aldeia tinha sido acometida por uma praga e apenas ela e seu avô, que era o líder da tribo, sobreviveram. Ele decide que o melhor seria se ela fosse criada pelos homens de “vestido preto”, porque aí ela teria uma chance de sobreviver.

É o que acontece, ela passa a ser criada em uma redução jesuíta, juntos com outros indígenas que decidiram que a qualidade de vida naquele lugar seria melhor. Ela cresce, passa a se chamar Eva, é ensinada de acordo com os princípios cristãos, se casa e aparentemente está levando uma vida tranquila, mas ela sente que existe algo a mais e o chamado de suas origens é difícil de ignorar.

Continue lendo
17jun • 22 A. Hanuc, Editora Palavra e Verso, Fantasia, Ficção, Literatura Nacional, Publi, resenha, Resenha Publicitária, Romance

Resenha #413 O Diário de Eliz

Título: O Diário de Eliz
Série: Saga Multiverso
Ordem: 1
Autor: A. Hanuc
Editora: Palavra e Verso
Gênero: Literatura Nacional/Fantasia
Páginas: 200
Ano: 2022
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A melhor amiga de Queen é assassinada em um parque próximo a sua residência. Três dias depois do enterro, ainda no calor das investigações e em luto, ela recebe uma encomenda contendo um diário assinado pela melhor amiga morta, e descobre que criaturas não-humanas estão entre os homens, e uma delas estava crescendo em seu ventre.
Sua única opção é obedecer as instruções do diário para salvar a própria alma, e desta forma, permitir que Eliz possa descansar em paz. E com isso, Queen acaba descobrindo a verdade sobre a existência humana, o Multiverso – a vida e a morte, se metendo no meio de uma guerra apocalíptica entre as forças da criação e o mal supremo.
Algumas de suas habilidades humanas são desbloqueadas, e ela recebe a árdua missão de proteger a única criança capaz de unir criaturas aprimoradas de todas as galáxias para sucumbir com o inimigo que persegue a humanidade desde os primórdios da existência.

Continue lendo
07dez • 21 Ficção, Literatura Nacional, Lu Fonseca, resenha, Resenha Publicitária, Resenhas de Livros

Resenha #388 Meu Campeão

Título: Meu Campeão
Série: Caminhos da Vida
Ordem: 1
Autor: Lu Fonseca
Editora: Uiclap
Gênero: Literatura Brasileira/ Romance/ Literatura Nacional
Páginas: 409
Ano: 2021
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Vinny Ferraz é um atleta, campeão e recordista brasileiro em medalhas olímpicas. Um acidente no auge de sua carreira provoca a perda de seus sonhos, seus objetivos e muito mais.

Ele precisa se reerguer das cinzas e recomeçar. Nem todo recomeço é fácil, mas é possível.

Ísis é uma mulher rica e bem realizada profissionalmente. Quando encontra Vinny pensa que sua vida está perfeita, mas uma perda desestabiliza sua vida equilibrada.

Duas almas machucadas que enfrentam as dificuldades e encontram no amor a força para recomeçar e construir novos sonhos. Juntos, aprendem que é possível seguir em frente e ser felizes!

Uma história que vai mexer com suas emoções.

Olá pessoal! Como vocês estão?
Hoje vim apresentar para vocês o livro Meu Campeão, da autora nacional Lu Fonseca. A história é sobre Vinny e Isis, eles se conhecem de uma forma bem inusitada, mas antes, me permitam fazer um recap até chegar o momento desse encontro.

O livro começa nos apresentando Vinny, ele é um jovem campeão olímpico na natação, um verdadeiro herói nacional que, com pouca idade, conquistou muitas medalhas e fama mundial, porém tudo muda em uma noite quando ele sofre um acidente que acaba de vez com a sua carreira. O carro que ele dirigia é atingido por um caminhão e ele acaba ficando preso nas ferragens. Quando Vinny recobra a consciência, ele está no hospital e com uma perna amputada.

O acidente é um divisor de águas na vida de nosso mocinho, mas esse é só o start para a verdadeira história, esse não é um livro para lamentar e sofrer pelas perdas e tragédias da vida, esse livro é sobre botar em prática aquele ditado, se a vida te dá limões… pelamor, faça uma bela de uma boa limonada!!!

Continue lendo
30ago • 21 adulto, Literatura Nacional, Lu Fonseca, Publi Post, resenha, Resenha Publicitária, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #377 Despertando para o amor

Título: Despertando para o amor
Série: Família Martin
Ordem: 1
Autor: Lu Fonseca
Editora: Independente
Gênero: Romance /Literatura Nacional
Páginas: 194
Ano: 2021
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Este é o primeiro livro de uma quadrilogia que conta a história de quatro irmãos que encontraram o verdadeiro amor. São histórias de pessoas como você, passadas em Belo Horizonte com um conteúdo levemente erótico, que prendem a atenção do leitor do início ao fim.
Raul é um professor de ginástica que se envolve com uma aluna em sua academia e a engravida. Luíza o abandona com o bebê e ele desiste das mulheres. Três anos depois, um incidente o faz conhecer Joana. Ela o desperta e o faz acreditar novamente no amor.
Raul é um homem forte, que tem que abrir mão de sua juventude, e suas aventuras para aprender a lidar com um bebê e ser pai. Joana é uma nutricionista, de bem com a vida que foi pega de surpresa pelo amor em um acaso do destino. No entanto, para ficar com Raul, ela terá que aceitar o pacote completo. Ela estará pronta para assumir uma criança que não é sua?

+18 anos

Hey galera! Hoje é dia de livro nacional aqui no blog, espero que vocês se interessem pela história e leiam esse livro amorzinho.

Bora lá para um breve resumo.

Despertando para o amor é o primeiro livro de uma série que vai contar a história dos irmãos Martins, nas sequencias vamos conhecer cada um deles, mas nesse primeiro a história se foca em Raul e Joana. Ambos são mineiros, bem sucedidos, jovens e bonitos, o resultado seria a união perfeita né. Mas a vida não é perfeita nem nos livros, e esses dois nos provam isso.

Raul é pai de uma garotinha de 3 anos. Melissa foi uma grata surpresa na vida desse homem, ele definitivamente não tinha planejado engravidar a mulher com quem tinha um relacionamento casual, mas aconteceu e ele resolveu assumir a responsabilidade, mesmo quando a mãe de Mel disse que não queria fazer parte da vida da filha. Tenso, mas isso não impediu nosso mocinho de se esforçar para oferecer uma vida boa e cheia de amor para sua garotinha. Como consequência, Raul ficou sem vontade e sem tempo para investir em novos relacionamentos, seu foco estava em sua filha e se dependesse dele, iria continuar assim por muito tempo rs… Mas aí esse livro não seria um romance e é romance que nós queremos rs.

Continue lendo
20fev • 21 Balada Literária, literatura estrangeira, Literatura Nacional, Romance, romance histórico

Balada Literária #5

Hey galera! Fim de semana aí e eu preparei uma seleção de leituras pra você se jogar na melhor balada de todas, a literária! Então confere aí esse especial só com romances históricos.

O Cavaleiro de Bronze

A primeira indicação é O Cavaleiro de Bronze, um romance ambientado na Rússia durante o período da II Guerra Mundial. É para deixar todos nós de coração na mão e completamente apaixonados por Tatiana e Alexander. Clique aqui para ler a resenha

Sinopse: A Segunda Guerra Mundial ainda não havia alcançado a cidade de Leningrado, onde as duas irmãs Tatiana e Dasha Metanova viviam, dividindo um pequeno cômodo com seu irmão, seus pais e avós.
Tudo muda quando as tropas de Hitler atacam a União Soviética e ameaçam invadir a grande, mas decadente, cidade. Fome, desespero e medo tomam conta de Leningrado, durante o terrível inverno no qual a cidade foi submetida ao cerco alemão. No entanto, a luz do amor é sempre capaz de iluminar a mais profunda escuridão. Tatiana conhece Alexander, um jovem e corajoso oficial do Exército Vermelho. O rapaz, forte, confiante e guardando um passado misterioso e problemático, e sente-se atraído por Tatiana — e ela por ele. O amor impossível de Tatiana e Alexander ameaça agora dividir a família Metanova. E que segredo é esse que se esconde no passado do soldado, tão devastador quanto a própria guerra?

Continue lendo
16jan • 21 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, José de Alencar, L&PM, Literatura Nacional, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #342 Senhora

Título: Senhora
Autor: José de Alencar
Editora: L&PM
Gênero: Romance/ Literatura Brasileira
Páginas: 272
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: José de Alencar publicou Senhora em 1875, quando o Romantismo vivia já seus últimos anos de glória. Ao lado de Diva e Lucíola, Alencar completa com Senhoraa trilogia com que se propôs a traçar “perfis” de mulher. São perfis marcados pela romântica passionalidade de mulheres que movem os romances urbanos de Alencar, ambientados no Rio de Janeiro do Segundo Império.

Em Senhora, Alencar tematiza o casamento por interesse, envolvendo Aurélia e Fernando num desgaste emocional que instigará o leitor até a situação final dos acontecimentos em nível da paixão humana.

É dia de clássico da literatura nacional por aqui. Senhora foi um dos livros que escolhi para o desafio de 12 livros para 2020, confesso que sempre quis ler essa história, mas acabei enrolado por N motivos, seu eu soubesse que iria gostar tanto com certeza teria lido mais cedo.

O livro vai nos contar a história de Aurélia, uma jovem que acabou de debutar na sociedade fluminense e é cercada de mistérios. De uma beleza ímpar, a jovem era órfã e ninguém sabia muito a seu respeito, mas logo fica claro que além da beleza ela era dotada de muita inteligência e uma fortuna enorme.

Continue lendo
04jun • 20 Chick Lit, Literatura Nacional, Patrícia BR, Publi, Publi Post, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #317 Só Um Cara: O Que Notting Hill Não Te Contou

Título: Só Um Cara: O Que Notting Hill Não Te Contou
Autor: Patrícia BR
Editora: Independente
Páginas: 535
Ano: 2019
Gênero: Chick Lit/ Romance/ Literatura Nacional
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Bruna Linhares tem uma vida bem normal: trabalho, cerveja com os amigos, problema em ser a única solteira da família, grilos com a balança… Coquetéis chiques em hotéis cinco estrelas não fazem parte do seu dia-a-dia, então quando sua chefe a obriga a participar do lançamento de um bestseller, Bruna decide fazer uma social e sair o mais rápido que conseguir. Mas ela não sabe que Joshua Thayer, a estrela do filme baseado no livro, estará presente. Depois de um jantar e uma inusitada partida de pôquer, ela se vê nos braços de um dos homens mais bonitos de Hollywood. Bruna e Josh sabem que estão correndo contra o relógio, afinal há mais do que um continente os separando. Divertido, romântico e cheio de referências cinematográficas, Só um cara captura o sentimento de que vale a pena se arriscar. Como diria Ferris Bueller “a vida passa muito rápido…”

Hey pessoal, todos bem? Hoje é dia de resenha de livro nacional #comemora.

O livro Só Um Cara foi uma grata surpresa, ele tem todos os elementos que nós, que amamos romances, adoramos encontrar em um livro. Ele tem uma clara inspiração no filme Um Lugar Chamado Notting Hill, mas eu já vou falar sobre isso, antes, vamos a um breve resumo do enredo.

Tudo começa quando nossa protagonista, Bruna, conhece Josh. Ela é tradutora de livros e acabou de traduzir um título que seria adaptado para o cinema. No dia do lançamento do livro aqui no Brasil, Joshua Thayer – o homem que protagonizaria o filme e um dos atores mais talentosos e lindos de Hollywood, vem participar do evento de lançamento.

Continue lendo
22out • 19 Astral Cultural, Literatura Nacional, Marina Carvalho, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #283 Um Dorama Para Chamar de Meu

Título: Um Dorama Para Chamar de Meu
Autor: Marina Carvalho
Editora: Astral Cultural
Páginas: 320
Ano: 2019
Gênero: Romance/ Literatura Nacional
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Mariana Pena orgulha-se de seu trabalho como assessora de comunicação. É tão dedicada que foi transferida para a sede da agência, a Comunicarte, em São Paulo, onde acaba recebendo maior reconhecimento profissional. Não poupa esforços para realizar suas tarefas com competência e dedicação, característica adquirida durante os anos em que treinou boxe com o pai, com quem aprendeu a ter disciplina e muita força de vontade. Não é qualquer pancada da vida que a derruba.

Nem mesmo a nova missão à que foi designada: assessorar o fotógrafo sul-coreano, radicado no Brasil desde a infância, autor de coletâneas de fotografias que registram o ser humano inserido em suas rotinas, durante a turnê do último lançamento, Retratos. Além de talentoso, Joaquim Matos – ou Yoo Hwa-In – é uma personalidade bastante reconhecida por seu trabalho artístico. Um tanto introspectivo e cheio de mistério no que diz respeito a sua cultura, a missão de Mariana acaba se apresentando mais trabalhosa do que ela imaginava.

E tudo complica mais um pouco quando, de repente, mensagens anônimas surgem, destinadas ao fotógrafo, todas com ameaças explícitas à vida dele. No começo Joaquim e Mariana acreditam que se trata de algum hater, do tipo que late sem morder. Porém, à medida que as abordagens vão se tornando mais concretas, surgem novas hipóteses e uma possibilidade vinda do passado, lá da Coreia do Sul ainda.

Em meio a eventos literários, autógrafos, estadias em inúmeros hotéis, voos cancelados, coquetéis, discussões, nasce um vínculo entre artista e assessora que vai evoluindo para uma relação cada vez mais forte e intensa, incontrolável até. Mariana usa suas habilidades esportivas para garantir a segurança de Joaquim, mesmo que viva se colocando em risco por isso.
Nessa história ainda há espaço para referências culturais coreanas, amizades fiéis, uma família para lá de eclética e um romance de tirar o fôlego.

Alô, alô dorameiras de plantão? Temos alguma por esse blog? Rsrs

A onda asiática aos poucos tem dominado o mundo ocidental, começou com os desenhos, agora as músicas estão muito em alta, as séries estão se tornando cada vez mais populares e na literatura não poderia ser diferente né!

Como toda criança, eu tive a minha fase com os desenhos japoneses, já adulta não revisitei esse mundo até em meados de 2016/2017 quando uma amiga me apresentou ao mundo dos doramas. Foi um caminho sem volta, já até perdi as contas de quantas séries já assisti. Quando o Kpop (música pop sul coreana) começou a bombar aqui no Brasil, muitos livros foram lançados sobre os artistas e guias para entender essa cultura tão diferente, cheguei a ver o lançamento de um romance dentro desse mundo, mas não senti confiança de ler, até descobrir que a Marina Carvalho lançaria um livro com esse tema. No dia 7 de setembro, estive no lançamento do livro na Bienal do Livro Rio, poucos dias depois não aguentei de curiosidade e comecei a leitura.

Tudo começa quando Mariana Pena, uma assessora de comunicação, é contratada para assessorar um fotografo famoso, que estaria lançando um novo livro, durante sua turnê pelo país. Joaquim Matos ou Yoo Hwa-In ganhou fama com seu trabalho, mas ele tem uma personalidade mais fechada, um tanto taciturno, tipo um Mr. Darcy da vida rs. Nascido na Coreia do Sul, ele veio muito jovem com a família para o Brasil, então ele tem raízes fortes em sua cultura, mas também é aberto ao estilo brasileiro.

Continue lendo
08abr • 19 Fantasia, Literatura Nacional, Publi, R. Silva, resenha

Resenha #269 O Prenúncio da Tempestade

Título: O Prenúncio da Tempestade
Autor: R. Silva

Série: As Crônicas do Amanhecer #2
Editora: Independente
Páginas: 277
Ano: 2017
Gênero: Fantasia/ Literatura Nacional
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Por todo o Império, Lordes e famílias poderosas vão à guerra uns contra os outros. Traições e sede por poder darão início a uma guerra sangrenta, prenunciando a grande tempestade que atingirá o Império.

Hey galera, temos nacional na área! Hoje vim falar com vocês sobre o segundo livro da série As Crônicas do Amanhecer, do autor R. Silva. Há um tempo atrás fizemos resenha aqui do primeiro livro e agora é hora de conhecer a sequência.

Ao final de O Ninho Envenenado, nós ficamos com o coração na mão e sem acreditar que viriam mais traições logo nas páginas finais, sim meus caros, é um final eletrizante que te deixa ansioso pela sequência. Ao iniciar O Prenúncio, somos lançados novamente no mundo do império dos Scliros, onde a guerra tomou uma proporção muito maior. A paz esperada com o anúncio do acordo entre os irmãos caiu por terra após o assassinato do imperador legitimo, seu herdeiro e o desaparecimento de João, o filho mais novo e agora o Imperador por direito.

Continue lendo
1 2 3 4