Clichê

Resenha 459 Lugar Feliz

Por Barbara em 16 maio • 2024

Posts arquivados em: Mês: março 2023

30mar • 23 Carla Madeira, Ficção, Literatura Brasileira, Literatura Nacional, Record, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 435 Tudo é Rio

Título: Tudo é Rio
Autor: Carla Madeira
Editora: Record
Páginas: 210
Ano: 2021
Gênero: Romance/ Literatura Brasileira/ Literatura Nacional
/ Ficção
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Tudo é rio é o livro de estreia de Carla Madeira.

Com uma narrativa madura, precisa e ao mesmo tempo delicada e poética, o romance narra a história do casal Dalva e Venâncio, que tem a vida transformada após uma perda trágica, resultado do ciúme doentio do marido, e de Lucy, a prostituta mais depravada e cobiçada da cidade, que entra no caminho deles, formando um triângulo amoroso.

Na orelha do livro, Martha Medeiros escreve: “Tudo é rio é uma obra-prima, e não há exagero no que afirmo. É daqueles livros que, ao ser terminado, dá vontade de começar de novo, no mesmo instante, desta vez para se demorar em cada linha, saborear cada frase, deixar-se abraçar pela poesia da prosa. Na primeira leitura, essa entrega mais lenta é quase impossível, pois a correnteza dos acontecimentos nos leva até a última página sem nos dar chance para respirar. É preciso manter-se à tona ou a gente se afoga.”

A metáfora do rio se revela por meio da narrativa que flui – ora intensa, ora mais branda – de forma ininterrupta, mas também por meio do suor, da saliva, do sangue, das lágrimas, do sêmen, e Carla faz isso sem ser apelativa, sem sentimentalismo barato, com a habilidade que só os melhores escritores possuem.

Hey galera, dia de livro nacional aqui no blog e livro polêmico também! Vamos lá conversar sobre Tudo é Rio?

Comecei a leitura por indicação de amigos meus, já tinha visto esse livro aparecer lá no nosso instagram como indicação de melhor leitura de uma das nossas seguidoras. Quando o burburinho começou entre os meus amigos, eu naturalmente me interessei rs. O livro é curto e a leitura foi intensa.

A história nos apresenta três personagens principais, vamos acompanhar o enredo de amor e desamor de Lucy, Venâncio e Dalva. Conhecemos primeiro Lucy, ela é a prostituta mais cobiçada da cidade onde todos vivem, fica bem claro logo de cara que ela ama o que faz e sente prazer na profissão. Conforme conhecemos mais da Lucy, é fácil perceber que ela utiliza o sexo como forma de poder e manipulação. Venâncio era um dos frequentadores do bordel onde Lucy trabalha, é também o primeiro homem que rejeita Lucy e isso desperta nela um sentimento de obsessão.

Continue lendo
25mar • 23 Chick Lit, Clichê, comédia romantica, Literatura Americana, literatura estrangeira, Rachel Lynn Solomon, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Rua do Sabão

Resenha #434 Conversando com o Ex

Título: Conversando com o Ex
Autor: Rachel Lynn Solomon
Editora: Rua do Sabão
Páginas: 400
Ano: 2022
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira/ Chick Lit
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Shay Goldstein é produtora na rádio pública de Seattle há quase uma décadas e não consegue se imaginar trabalhando em outro lugar. Porém, seu mais novo colega de trabalho, Dominic Yun, tem sido um aborrecimento. Recém-formado no mestrado em jornalismo, ele está convencido de que sabe tudo sobre a área.

Quando a rádio passa por dificuldades e precisa de um novo conceito, Shay faz uma proposta que empolga a equipe. No Conversando com o Ex, dois ex-namorados vão dar conselhos de relacionamento ao vivo. Seu chefe decide que Shay e Dominic são os apresentadores perfeitos, justamente porque eles estão em conflito permanente. Nenhum dos dois gosta da ideia, principalmente porque terão que enganar o público, mas é isso ou o desemprego. Os ouvintes adoram, e não demora para que Conversando com o Ex se torne um programa importante e um dos podcasts mais escutados.

Porém, à medida que o programa cresce, também os problemas se multiplicam. Shay e Dominic começam a se apaixonar. Como explicar para os ouvintes que eles mentiram ser ex-namorados? Em uma indústria que valoriza a verdade, suas carreiras, e seu relacionamento, poderiam sobreviver a esta revelação?

Hello pessoas bonitas, hoje trago para vocês as minhas impressões sobre o livro aí do título da resenha rs. Foi uma escolha aleatória entre as minhas muitas leituras e pela sinopse achei que seria um bom passatempo, leve e divertido. Foi sim e vou te contar os detalhes!

O livro conta a história de Shay e Dominic, eles trabalham juntos em uma rádio pública. A Shay está ali há anos, é produtora de um dos programas da rádio e ama o que faz, além de ser muito competente. O Dom acabou de ser contratado, ele é jornalista e acabou de terminar um mestrado, então o sonho dele é fazer grandes reportagens dignas de prêmios rs.

Bom, os dois não se batem, e sim, temos um enemies to lovers aqui galera rs. A Shay acha que o Dom é privilegiado pelos chefões da rádio e a gente não sabe muito o que o Dom pensa sobre ela porque o livro é narrado em primeira pessoa e na visão da Shay, mas é fato que esses dois não se bicam.

Continue lendo
14mar • 23 Amy Harmon, Ficção, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance histórico, Verus

Resenha #433 O que o vento sussurra

Título: O que o vento sussurra
Autor: Amy Harmon
Editora: Verus
Páginas: 378
Ano: 2022
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira/ Ficção Histórica
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Em uma história de amor inesquecível, O que o vento sussurra narra a jornada impossível de uma mulher através do tempo, que pode mudar tudo… Anne Gallagher é uma escritora rica e famosa que vive em um lindo apartamento em Manhattan. Ela sempre sentiu verdadeiro fascínio pelas histórias de seu avô sobre a Irlanda, mas nunca teve a chance de conhecer o país. Até agora. Arrasada com a morte do avô, Anne viaja para a terra onde ele passou a infância para espalhar suas cinzas. Lá, dominada pelas lembranças do homem que ela adorava e consumida por uma história que nunca conheceu, Anne é puxada para outro tempo. A Irlanda de 1921, à beira da guerra, é um lugar perigoso onde despertar. Mas é ali que Anne se encontra, ferida, desorientada e sob os cuidados do dr. Thomas Smith, guardião de um menino estranhamente familiar. Confundida com a mãe desaparecida do menino, Anne adota sua identidade, convencida de que o sumiço da mulher está ligado ao seu. À medida que as tensões aumentam, Thomas se junta à luta pela independência da Irlanda e Anne é arrastada para o conflito ao lado dele. Presa entre a história e seu coração, ela deve decidir se está disposta a abrir mão da vida que conhecia por um amor que nunca pensou que encontraria. Mas será que a escolha é realmente dela?

“Eu o conhecia e amava. Desesperadamente. Amá-lo e conhecê-lo, porém, era tão impossível quanto amar um rosto em uma tela. Nós éramos impossíveis. Em um momento, em um suspiro, tudo poderia acabar.”

Hey pessoas bonitas, muitos de vocês sabem o quanto amo a Amy Harmon e não poderia deixar de trazer mais um livro dela que foi felizmente publicado aqui no Brasil, então vamos embarcar nessa viagem no tempo juntos?

O livro vai nos apresentar a história de Anne, ela é uma escritora americana muito famosa e que recentemente perdeu o avô. Eles eram a única família um do outro e antes de falecer ele a fez prometer que iria levar suas cinzas de volta para sua terra natal, a Irlanda. Muito abatida pelo luto, Anne faz a viagem para o país onde seu avô nasceu e cresceu, lá ela acaba tendo um encontro com suas raízes e conhecendo um pouco sobre a própria história. Logo em seguida ela vai cumprir a promessa feita ao avô e quando está prestes a jogar as cinzas dele no lago, ela simplesmente desaparece na neblina.

Continue lendo