Categoria: Desafio das GeLs

12jul • 18 Arqueiro, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance de época, Romance de Época

Resenha #227 A Caminho do Altar (Os Bridgertons #8)

Título: A Caminho do Altar
Autor: Julia Quinn
Série: Os Bridgertons #8
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Ano: 2016
Gênero: Romance de Época/ Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.

O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.

Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?

A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.

 

Hey galera! Temos amantes de romance de época por aqui. Eu sei que tem rsrs.

Como estamos?

Hoje vim trazer para vocês as minhas impressões do livro A Caminho do Altar, oitavo da série Os Bridgertons da Julia Quinn. Aqui conhecemos a história de Gregory e Lady Lucinda.

Gregory é o sétimo filho de Violet, depois de ver todos os seus irmãos casados e muito felizes, era impossível nosso mocinho não acreditar em amor ou até mesmo topar um casamento de conveniência. Se não for amor verdadeiro, pra ele não serve. E essa era a maior certeza da vida de Gregory, um dia ele encontraria sua alma gêmea e tudo mudaria para sempre.

Continue lendo

30maio • 18 Desafio das GeLs, Fantasia, Globo Alt, jovem adulto, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros

Resenha #221 A Rosa e a Adaga (A Fúria e a Aurora #2)

Título: A Rosa e a Adaga
Autor: Renée Ahdieh
Série: A Fúria e a Aurora #2
Editora: Globo Alt
Páginas: 364
Ano: 2017
Gênero: Fantasia, Jovem Adulto
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Inspirada nos clássicos contos do livro As mil e uma noites, produzidos entre os séculos XII e XVI, Renée Ahdieh criou uma história que conquistou leitores e chegou ao topo da lista de best-sellers do New York Times. A rosa e a adaga conclui o enredo de romantismo, traição, intrigas e mistério iniciado em A fúria e a aurora.

A jovem Sherazade chegou a acreditar que seu marido, Khalid, o califa de Khorasan, fosse um monstro. Mas por trás de seus segredos, ela descobriu um homem amável, atormentado pela culpa e por uma terrível maldição, que agora pode mantê-los separados para sempre. Refugiada no deserto com sua família e seu antigo amor, Tariq, ela concentra forças para quebrar a maldição e voltar a viver com seu verdadeiro amor.

Com uma narrativa envolvente e repleta de referências à cultura árabe, a autora desenvolve um universo de intriga política, magia negra e relações complexas. Os personagens, que em A fúria e a aurora já haviam conquistado o coração dos leitores, tornam-se ainda mais marcantes, profundos e sedutores.

 

Hey pessoal, chegou a hora de finalizar mais uma história… aaaahhhhh

Pois é, se você leu e amou A Fúria e a Aurora, com certeza vai se sentir muito satisfeito com o desfecho, mas prepare-se! Muitas tretas, mortes, revelações e novos personagens aparecem por aqui…

Então vamos para um breve resumo do enredo.

A sequência começa logo após os eventos finais de A Fúria com Khalid e Sherazade separados. Ele tentando reconstruir sua cidade que foi praticamente reduzida a pó após a tempestade, reorganizar seu exército e ainda lidar com tretas familiares. Já nossa mocinha está refugiada em um acampamento no deserto junto com sua família e o ex, Tariq. As situação está muito complicada para ambos. Uma guerra se aproxima e pode trazer fim ao reinado de Khalid, mas Sherazade não seria ela mesma se já não tivesse um plano em andamento rs.

Continue lendo

18maio • 18 best book, desafio, Desafio das GeLs, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #219 A Garota que Perseguiu a Lua

Título: A Garota que Perseguiu a Lua
Autor: Sarah Addison Allen
Páginas: 243
Editora: Planeta do Brasil
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Como você pode achar seu caminho? Seguindo as nuvens ou a lua? Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida. Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo. Em Mullaby nada é o que parece.

 

Sabe aquelas pessoas que tem um abraço tão bom, mas tão bom que dá vontade de morar ali? Transfira esse sentimento para um livro e você vai entender quão bom é A Garota que Perseguiu a Lua.

Eu ganhei esse livro no natal de 2014 da Mi, como eu tinha gostado de O Pessegueiro, ela apostou que eu gostaria desse título que é da mesma autora. O tempo foi passando e o livro foi ficando na estante até que esse ano eu o escolhi como um dos livros para o desafio de 12 livros para 2018.

Agora em maio resolvi ler e não consegui parar.

Há uma promessa de felicidade por aí. Eu sei disso. Até sinto às vezes. Mas é como perseguir a lua: bem na hora em que você acha que a tem, ela some no horizonte.

Após a morte de sua mãe, Emily se muda para Mullaby, uma cidade da Carolina do Norte, para viver com o avô que até então não sabia que existia. Lá ela descobre que a cidade é cheia de peculiaridades, descobre ainda que sua mãe no passado, não era exatamente a melhor das pessoas.

Continue lendo

19fev • 18 Chick Lit, desafio, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Verus

Resenha #211 A Pequena Livraria dos Corações Solitários #1

Título: A Pequena Livraria dos Corações Solitários
Série: A Livraria dos Corações Solitários
Ordem: 1
Autor: Annie Darling
Editora: Verus
Gênero: Chick Lit/Romance
Páginas: 308
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

 

Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

 

Hey pessoal, como vocês estão?

Hoje a resenha é desse livro que só pela capa já dá pra perceber que é fofo né?!

A Pequena Livraria dos Corações Solitários, conta a história de Posy, uma jovem mulher que acabou de herdar uma livraria centenária, a Bookends. Essa livraria estava na família de sua antiga dona há muitos anos, mas seus tempos de glória se foram há tempos.

Em seu testamento, Lavinia – antiga dona, deixa para Posy, que era como uma neta para Lavinia, a missão de reformar a Bookends e fazer com que ela tivesse sucesso novamente. Em um prazo de dois anos, Posy deveria fazer a livraria gerar lucro ou então ela passaria para Sebastian, neto de Lavinia e ex-crush da nossa mocinha.

Continue lendo

22jan • 18 Desafio das GeLs

Desafio 12 Livros para 2018

Hey galera! 2018 já está bombando, mas ainda dá tempo de apresentar para vocês nossas escolhas do desafio das GeLs. Quem nos acompanha no Instagram, já sabe o que pretendemos ler esse ano, mas aqui nesse post, juntamos tudo pra você ficar ligadinho e claro, nos contar sua TBR para 2018.

Então, vem com a gente!

 

 

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
06jan • 16 desafio, Desafio das GeLs

Desafio de Leitura 2015 + Desafio 2016

Chegamos a um novo ano e também com mais desafios de leitura! Mas não poderíamos deixar de comentar primeiro sobre o desafio do ano passado. Será que conseguimos cumprir a meta? E como foi a experiência? Vem conferir… Lembrando que nossas cores são: Roxo/Barbara, Vermelho/Michelli e Rosa/Raquel. Esse desafio foi inspirado na proposta da página Devolva meu livro, por favor .

 


Desafio de Leitura 2015 – Recap!

1.Um livro que você possui, mas ainda não leu.

Barbara: O Hipnotista – Lars Kepler.
Um dos melhores livros de suspense que já li. Recomendo para quem gosta do gênero, é uma leitura genial.

Michelli: A Fera Interior – Lotte, Søren Hammer. 
Fiquei ansiosa pela leitura desse livro desde que vi a vídeo resenha de uma blogueira. Acabei me iniciando nos thrillers policiais através dele, uma pena porque a premissa era ótima mas o livro foi cansativo e um pouco confuso. Não simpatizei com nenhum personagem, principalmente com o detetive que no caso, por ser uma série com ele, acho obrigatório ter alguma simpatia. Antes fosse a ausência de uma, mas o que aconteceu foi o contrário, eu senti uma repulsa e raiva enorme do personagem. No fim eu só recomendo se a pessoa for muito fã de policiais e que não ache necessário se identificar, se apegar ou simpatizar com as pessoas envolvidas na investigação. É aquele caso em que torci pelo vilão.

Raquel: O Silmarillion – J. R. R. Tolkien
Nossa, por que eu demorei tanto para ler esse livro? Este livro me fez fantasiar com a Terra Média nível hard. É muito mágico! Se você é fã de Tolkien e ainda não leu, não espere mais nenhum minuto. Vale cada segundo! <3

Continue lendo

Garotas Livros
GeL