adulto

Resenha #350 The Play

Por Barbara em 30 jan • 2021

Categoria: Suspense

23fev • 21 12 livros para 2021, Agatha Christie, Desafio das GeLs, Dicas da Ba, Harper Collins Brasi, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, romance policial, Suspense

Resenha #352 A Casa Torta

Título: A Casa Torta
Autor: Agatha Christie
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 207
Ano: 2017
Gênero: Mistério/ Suspense/ Romance Policial/ Literatura Estrangeira/ Literatura Inglesa
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Primeiro a guerra faz com que Charles Hayward adie seu pedido de casamento. Alguns anos depois, ele se vê obrigado a adiar o próprio matrimônio em razão de um mistério – Sophia Leonides, sua noiva, acaba de perder o avô Aristide de forma súbita e um tanto suspeita. Teria sido um assassinato?

O escândalo poderia arruinar o nome da família.

Instruido pelo pai e pelo inspeto-chefe Taverner – ambos da Scotland Yard -, Charles decide se hospedar na residência dos Leonides (A Casa Torta) para descobrir se, entre aqueles familiares tão únicos e motivados a matar seu patriarca, não estaria a prova do crime capaz de colocar o culpado atrás das grades. Porém, uma nova reviravolta promete abalar todas as suas certezas sobre o assunto.

Mais um Agatha Christie pra conta #comemora

Oi galera, hoje é dia de falarmos sobre A Casa Torta, segundo livro do desafio 12 livros para 2021.

Em A Casa Torta nós somos apresentados a Charles, um jovem que trabalha a serviço do governo inglês durante o pós segunda guerra mundial. Ele volta para Londres disposto a finalmente pedir sua namorada de longa data em casamento, porém ele logo descobre que a família dela está envolvida em um caso de assassinato.

Continue lendo
23jan • 21 Colleen Hoover, internacional, lançamento, literatura estrangeira, Montlake, Paranormal, Suspense, thriller

Resenha #344 Layla

Título: Layla
Autor: Colleen Hoover
Editora:Montlake
Páginas: 299
Ano: 2020
Gênero: Thriller, Paranormal
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Quando Leeds conhece Layla, acredita que passará o resto de sua vida com ela… até que um ataque inesperado a deixa entre a vida e a morte. Após semanas internada, Layla se recupera fisicamente, mas as cicatrizes emocionais e mentais transformaram a mulher por quem Leeds se apaixonou. Para recuperar seu relacionamento, ele a leva até o hotel onde se conheceram. Quando chegam, o comportamento de Layla se torna bizarro. E essa é apenas uma dos vários acontecimentos inexplicáveis.

Sentindo-se distante de Layla, Leeds logo encontra conforto em Willow – outra hóspede do hotel com quem ele sente uma conexão através das preocupações compartilhadas. Com o aumento de sua curiosidade por Willow, sua decisão de ajudá-la a encontrar respostas cria um conflito direto com o bem-estar de Layla. Ele logo percebe que precisa fazer uma escolha, pois não pode ajudar ambas. Porém, se fizer a escolha errada, será prejudicial para todos.

“Este é o momento em que, verdadeiramente, questiono quem sou como namorado, cuidador, ser humano. Não sei porque me importo tanto em ficar, ou porque acredito que  devo manter Layla comigo. Meu comportamento neste exato momento vai contra qualquer moral que tenho, mas nunca senti tamanha certeza em meu coração.”

Continue lendo
19jan • 21 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, Karin Slaughter, literatura estrangeira, Record, resenha, romance policial, Suspense, thriller

Resenha #343 Destroçados

Título: Destroçados
Série: Will Trent
Ordem: 4
Autor: Karin Slaughter
Editora: Record
Gênero: Romance Policial/ Suspense/ Literatura Estrangeira
Páginas: 448
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Existem segredos que não podem ser levados para túmulo
O corpo de uma jovem é encontrado no fundo do gélido lago Grant, e um bilhete deixado sob uma pedra à sua margem sugere que ela tirou a própria vida. Mas, em questão de minutos, fica claro que aquilo não foi suicídio. Trata-se de um assassinato brutal, cometido a sangue-frio. Sara Linton, ex-médica legista do condado de Grant, hospedada na casa dos pais para passar o feriado de Ação de Graças, vê-se envolvida no caso quando o principal suspeito pede desesperadamente para falar com ela. Porém, quando ela chega à delegacia local, depara-se com uma tenebrosa cena na cela do prisioneiro: ele está morto, e as palavras “Não eu” foram rabiscadas na parede. Algo na confissão dele não faz sentido, então Sara convoca o Georgia Bureau of Investigation. Imediatamente, o agente especial Will Trent interrompe suas férias para se unir à equipe de investigação. No entanto, o que ele encontra é apenas uma muralha de silêncio no condado de Grant, uma comunidade extremamente unida, cujos habitantes possuem elos profundos. E a única pessoa que poderia contar a verdade sobre o que realmente aconteceu está morta.

Meu favorito da série Will Trent até o momento!
Ok, eu sei que só li um outro livro, Esposa Perfeita, não tenho como julgar toda a série, mas em comparação, Destroçados é de longe o melhor.

Quem me acompanha por aqui sabe que eu estou numa fase de suspenses, eu tenho lido bastante esse gênero nos últimos anos e conhecer a Karin Slaughter foi um incentivo a mais para o meu novo “vício”. A série do Will Trent vai contar os casos que esse investigador está envolvido, todos sempre muito cabulosos e sangrentos.

Destroçados vai nos levar para uma cidade do interior do Sul dos EUA, a cidade natal de outra personagem da série, a Sara. Sara é médica e legista em Atlanta, mas está de volta a sua cidade para passar o feriado com a família. Há anos que ela não volta para lá por conta das muitas lembranças ruins que a cidade evoca, ela era casada com o chefe de polícia local que foi assassinado enquanto cumpria seu dever. Uma tragédia que a afastou do local e de todos os seus amigos de lá.

Continue lendo
11ago • 20 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, drama, intrínseca, Liane Moriarty, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Suspense

Resenha #325 Até que a Culpa nos Separe

Título: Até que a culpa nos separe
Autor: Liane Moriaty
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Ficção/ Suspense
Páginas: 464
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Amigas de infância, Erika e Clementine não poderiam ser mais diferentes. Erika é obsessivo-compulsiva. Ela e o marido são contadores e não têm filhos. Já a completamente desorganizada Clementine é violoncelista, casada e mãe de duas adoráveis meninas. Certo dia, as duas famílias são inesperadamente convidadas para um churrasco de domingo na casa dos vizinhos de Erika, que são ricos e extravagantes.

Durante o que deveria ser uma tarde comum, com bebidas, comidas e uma animada conversa, um acontecimento assustador vai afetar profundamente a vida de todos, forçando-os a examinar de perto suas escolhas – não daquele dia, mas da vida inteira.

Em Até Que a Culpa Nos Separe, Liane Moriarty mostra como a culpa é capaz de expor as fragilidades que existem mesmo nos relacionamentos estáveis, como as palavras podem ser mais poderosas que as ações e como dificilmente percebemos, antes que seja tarde demais, que nossa vida comum era, na realidade, extraordinária.

Chegamos ao sexto livro do desafio dos 12 livros para 2020. Eu comprei Até que a Culpa nos Separe na última Bienal do Rio em 2019, estava empolgada por ter lido O Que Alice Esqueceu e não via a hora de ler mais um título da autora. Confesso que fugi da hype dos livros que viraram série, e por esse motivo foi que Até que a Culpa, me chamou a atenção.

Tudo começa em um belo dia de sol. Um churrasco na casa de uns amigos, os adultos se divertindo e as crianças também. Tudo era muito comum e normal, o dia poderia acabar assim também, mas não é o que acontece.

Continue lendo
19maio • 20 12 livros para 2020, Buddy Read, Haper Collins Brasil, Karin Slaughter, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, romance policial, Suspense, thriller

Resenha #314 Esposa Perfeita

Título: Esposa Perfeita
Série: Will Trent
Ordem: 8
Autor: Karin Slaughter
Editora: Harper Collins
Gênero: Suspense/ Romance Policial/ Literatura Estrangeira
Páginas: 464
Ano: 2017
Classificação: 3 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Maridos e esposas. Mães e filhas. Passado e futuro.
Segredos os unem. E segredos podem destruí-los.

Com a descoberta de um corpo de um ex-policial em um canteiro de obras, o detetive Will Trent é chamado para resolver um caso muito perigoso. Ao analisar o cadáver, Sara Linton – nova investigadora forense e amante de Will – nota que parte do sangue do presente na cena do crime é de outra pessoa. Há uma outra vítima: uma mulher, que desapareceu… E que vai morrer se não for encontrada logo.
Para piorar, o terreno pertence a um atleta rico, poderosos, com amigos no Congresso e um dos advogados mais inescrupulosos que existem. Um homem que já escapou de acusações de estupro, apesar dos esforços de Will para colocá-lo na cadeia.
Mas o pior ainda está por vir. Evidências conectam o passado turbulento de Will com o crime… E as consequências vão despedaçar sua vida, colocando Will em conflito com todos ao seu redor, incluindo seus colegas de trabalho, sua família, seus amigos e, acima de tudo, o suspeito que ele tanta procura: sua ex-mulher.

Faz um tempinho que entrei na vibe dos livros de suspense. Já lia antes, mas agora a frequência aumentou, e desde que li o primeiro da Karin Slaughter eu sabia que tinha encontrado uma autora para entrar para os “queridinhos”.

Vocês já conhecem a minha experiência com Flores Partidas e o quanto achei sensacional o livro. Comprei Esposa Perfeita logo em seguida e apesar das capas semelhantes, as histórias são completamente distintas. Flores Partidas é um standalone e Esposa Perfeita é o oitavo livro da série Will Trent.

Sim, eu comecei uma nova série pelo oitavo livro. Não, não foi intencional.

Eu comecei a ler o livro em um Buddy Read junto com a Mi e o Jão, e depois do livro decidido e já ter lido as primeiras páginas, pesquisamos um pouco e fomos descobrir a ordem correta dos dessa série. Vou falar mais sobre isso a seguir, mas antes deixa eu resumir a história, e assim poder fundamentar as minhas críticas mais corretamente.

Continue lendo
28abr • 20 Agatha Christie, Buddy Read, Haper Collins Brasil, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, romance policial, Suspense

Resenha #311 Assassinato na Casa do Pastor

Título: Assassinato na Casa do Pastor
Autor: Agatha Christie
Editora: Haper Collins Brasil
Páginas: 253
Ano: 2017
Gênero: Policial/ Mistério/ Suspense/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: St. Mary Mead, um pacato vilarejo onde há quinze anos não ocorre um homicídio e onde as pessoas discutem a vida alheia tomando chá. Quando um sangrento crime acontece em plena casa do pastor, o alvoroço é grande. O arrogante inspetor Slack é escalado para investigar o caso. O mistério também intriga uma discreta moradora que gosta de jardinagem e de observar pássaros de binóculo, mas cujo principal hobby é o estudo do comportamento humano: Miss Marple. A estreia da sagaz velhinha, o aparecimento de personagens inusitados e a engenhosidade da trama fazem deste romance de 1930 um dos clássicos de Agatha Christie.

Miss Marple é a melhor!

Assassinato na Casa do Pastor é de um primor… Esse é o livro em que conhecemos a nova personagem da Agatha Christie, uma velhinha solteirona, que mora numa vila pequena e com bastante tempo livre aka vizinha fofoqueira rs.

A verdade é que Miss Marple é muito observadora e sabe ler muito bem as pessoas, por esse motivo ela acaba ficando “famosinha” na sua região por sua perspicácia. Vocês já acompanharam minha primeira experiência com ela em Um Corpo na Biblioteca, nesse livro eu já tinha tomado uma volta em toda a investigação, mas com AnCP fui enganada em outro nível.

Continue lendo
11nov • 19 12 livros para 2019, Desafio das GeLs, Fantasia, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Suspense, thriller, Única, William Ritter

Resenha #286 Jackaby

Título: Jackaby
Autor: William Ritter

Série: Jackaby #1
Editora: Única
Gênero: Mistério/ Fantasia/ Literatura Estrangeira
Páginas: 256
Ano: 2015
Classificação: 5 estrelas

Compre aqui

Sinopse: “Eu sou um homem de razão e da ciência. Acredito no que vejo e posso provar, e o que vejo geralmente é difícil para os outros compreenderem. Até onde eu descobri, tenho um dom ímpar. Isso me permite ver a verdade quando os outros só enxergam ilusão. E há muitas ilusões, muitas máscaras e fachadas. Como dizem, o mundo todo é um palco e parece que eu tenho a única poltrona da casa, com vista para os bastidores.” Abigail Rook deixou sua família na Inglaterra para encontrar uma vida mais empolgante além dos limites de seu lar. Entre caminhos e descaminhos, no gelado janeiro de 1892 ela desembarca na cidade de New Fiddleham. Tudo o que precisa é de um emprego de verdade, então, sua busca a leva diretamente para Jackaby, o estranho detetive que afirma ser capaz de identificar o sobrenatural. Contratada como assistente, em seu primeiro dia de trabalho Abigail se vê no meio de um caso emocionante: um serial killer está à solta na cidade. A polícia está convencida de que se trata de um vilão comum, contudo, para Jackaby, o assassino com certeza não é uma criatura humana. Será que Abigail conseguirá acompanhar os passos desse homem tão excêntrico? Ela finalmente encontrou a aventura com a qual tanto sonhara. Prepare-se para desvendar este mistério! Um livro destinado aos fãs de Sherlock Holmes e Doctor Who. Eleito o melhor livro jovem 2014 pela Kirkus Review e um dos 40 melhores YA da estação pela CNN e vencedor do prêmio Pacific Northwest 2015.”

Eu não sabia que precisava desse livro até começar a leitura.

Jackaby foi uma aquisição aleatória da Bienal de 2017, passei no estande, estava abaixo da faixa da pobreza e tinha uma sinopse interessante, comprei. Mas só agora fui ler o livro que ficou por bons dois anos encostado na estante. Mal sabia eu o que estava perdendo…

Esse é o primeiro livro de uma série que acompanha o detetive Jackaby. Ele é especializado em resolver casos extraordinários, só mistérios inacreditáveis e com seres que acreditamos viver apenas nos contos de fadas.

Continue lendo
12out • 19 Ficção, Greer Hendricks, literatura estrangeira, Paralela, resenha, Sarah Pekkanen, Suspense

Resenha #281 A Mulher Entre Nós

Título: A Mulher Entre Nós
Autor: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Editora: Paralela
Páginas: 352
Ano: 2018
Gênero: Suspense/ Ficção/ Literatura Estrangeira
Classificação: 2,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um livro de suspense que explora as complexidades do casamento e as verdades perigosas que ignoramos em nome do amor.

Aos 37 anos, a recém divorciada Vanessa está no fundo do poço. Deprimida, morando no apartamento de sua tia, ela não tem filhos, dinheiro ou amigos verdadeiros. Ao descobrir que Richard, seu rico e carismático ex-marido, está prestes a se casar de novo, algo dentro de Vanessa se quebra. A partir de agora, sua vida irá revolver em torno de uma única obsessão: impedir esse matrimônio. Custe o que custar.
Na superfície, Nellie se parece com qualquer outra jovem bela e sonhadora que veio para Manhattan começar sua tão sonhada vida adulta. Mas a personalidade tranquila que ostenta é apenas uma fachada. Em sua mente, perdura um segredo que a fez fugir de sua cidade natal e que a impede de caminhar em paz quando está sozinha.
Ao conhecer Richard – bem sucedido, protetor, o homem dos sonhos – ela finalmente começa a sentir-se segura. Ele promete protegê-la de todos os males, para o resto de sua vida. Mas, de repente, ela começa a receber ligações misteriosas. Fotografias em seu quarto são movidas de lugar. O lenço que ela planejava usar em seu casamento desaparece. Alguém está perseguindo-a, alguém quer o seu mal. Mas quem?

Olá! Como vocês estão???

Hoje vamos conversar um pouco sobre A Mulher Entre Nós, um suspense que me deixou muito curiosa e louca para ler. Mal sabia eu a decepção que seria…

A mulher entre nós, conta a história de duas mulheres em paralelo, Nellie e Vanessa. Vanessa acabou de se divorciar e o fim de seu casamento não ocorreu de um jeito muito bom, diversos problemas no matrimônio levaram à sua dissolução, mas inicialmente tudo é muito confuso, não entendemos direito como tudo chegou ao fim, ainda mais quando percebemos que Vanessa ainda não superou o que aconteceu. Agora seu ex marido Richard, está de casamento marcado com uma nova mulher, mais jovem, muito bonita e aparentemente mais estável psicologicamente que Vanessa.

Continue lendo
27fev • 19 12 livros para 2019, Agatha Christie, literatura estrangeira, mistério, Nova Fronteira, Policial, resenha, Suspense

Resenha #256 Um Corpo na Biblioteca

Título: Um Corpo na Biblioteca
Autor: Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 184
Ano: 2014
Gênero: Policial/ Mistério/ Suspense/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Ruby Keene, uma bela jovem, é encontrada morta na biblioteca da mansão do casal Bantry, aparentemente estrangulada. Dolly Bantry, a dona da mansão, chama sua amiga, a detetive amadora Miss Marple, para tentar descobrirem juntas quem é a garota, como foi parar lá, quem a matou e qual foi o motivo.

Tudo se complica ainda mais quando chega até eles a notícia de outra adolescente morta, carbonizada dentro de um carro incendiado em uma pedreira. Qual será a possível conexão entre os dois incidentes?

Agatha Christie na área meu povo!

Um Corpo na Biblioteca, minha segunda experiência com a rainha do mistério e primeiro encontro com Miss Marple.

Em UCnB, nós somos apresentados a um mistério fascinante. Uma jovem é encontrada morta na biblioteca de uma família de destaque na sociedade, os Bantry. Eles então chamam a polícia para investigar o caso e logo descobrem se tratar de uma jovem dançarina de um hotel próximo da região onde o corpo foi encontrado.

Continue lendo
02nov • 18 Amy Harmon, best book, drama, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #238 The Law of Moses

Título: The Law of Moses
Autor: Amy Harmon

Série: The Law of Moses #1
Editora: CreateSpace Independent Publishing Platform
Páginas: 332
Ano: 2014
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Se eu te contar logo de cara, desde o início, que eu o perdi, será mais fácil para você suportar. Você saberá o que está por vir, e irá doer. Mas você será capaz de se preparar.
Alguém o encontrou em um cesto de roupa suja de uma lavanderia, enrolado em uma toalha, com apenas algumas horas de vida e próximo da morte. Eles o chamavam de bebê Moses quando compartilharam sua história no noticiário das dez, o pequeno bebê deixado em um cesto, numa lavanderia suja, nascido de uma viciada em crack e destinado a ter todos os tipos de problemas. Imaginei esse filho do crack, Moses, com uma rachadura gigante percorrendo seu corpo, como alguém que fora quebrado no momento de seu nascimento. Eu sabia que não era o que o termo significava, mas a imagem ficou na minha mente. Talvez o fato de ele ser quebrado seja o me atraiu desde o início.
Tudo aconteceu antes de eu nascer, e quando eu conheci Moses minha mãe já havia me contado tudo sobre ele, a história já era notícia velha e ninguém queria qualquer ligação com ele. As pessoas adoram bebês, até mesmo bebês doentes. Inclusive bebês do crack. Mas bebês crescem e se tornam crianças, e as crianças crescem e viram adolescentes. Ninguém quer um adolescente confuso.
E Moses estava confuso. Ele fazia sua própria lei. Mas também era estranho, exótico e bonito. Estar com ele mudaria a minha vida de maneiras que eu nunca poderia ter imaginado. Talvez eu devesse ter ficado longe. Talvez eu devesse ter escutado. Minha mãe me avisou. Até Moses me avisou. Mas eu não queria ficar longe.
E assim começa uma história de sofrimento e promessa, de mágoa e cura, de vida e de morte. Uma história de antes e depois, de novos começos e sem final. Mas acima de tudo… uma história de amor.

 

Olá meu povo! Hoje é dia de Amy Harmon por aqui \o/

Quem acompanha o blog há um tempinho já sabe do meu amor pela autora, sim, sou super fã e estava bem ansiosa para ler mais um título dela. O escolhido da vez foi The Law of Moses, um livro que ainda não foi lançado no Brasil, mas oremos para que chegue logo, e é o primeiro da duologia homônima ao título.

Bom, a história é um tanto peculiar, diferente dos romance a que estava acostumada, em The Law, a Amy nos apresenta seu lado fantástico e nos faz caminhar pelo sobrenatural. Confesso que estranhei no início, mas adorei no final. Agora vou explicar os motivos.

Em The Law of Moses, nós conhecemos Moses, um jovem rapaz que tem uma habilidade especial. Ele consegue ver fantasmas e mais do que isso, eles só desaparecem após Moses pintar o que eles mostram pra ele. Sim, muito perturbador!

Imaginem viver sendo atormentado com visões de pessoas que se foram, mas que ainda tem uma mensagem a transmitir para seus entes queridos. É realmente um tormento para Moses, ainda mais por ele não conseguir controlar as visões e suas ações. Ele cresce e se torna um encrenqueiro rs, por isso ele é enviado para morar com a bisavó, a única que ainda tinha paciência e carinho para lidar com nosso menino problema rs.

Continue lendo

04set • 18 12 livros para 2018, Arqueiro, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, romance policial, Suspense

Resenha #233 Alta Tensão

Título: Alta Tensão
Autor: Harlan Coben
Série: Myron Bolitar #10
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2011
Gênero: Romance Policial/ Suspense/ Mistério/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um dos autores mais lidos no mundo, Harlan Coben traz uma nova história com seu personagem mais premiado. Myron Bolitar ficará frente a frente com um passado de mentiras e traição.

Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto.

Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família.

Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron.

Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.

 

Minha primeira experiência com Harlan Coben e seu mais famoso protagonista, Myron Bolitar. E foi…

O livro traz mais um episódio da vida de Myron e seus amigos, dessa vez ele está investigando o desaparecimento de Lex Ryder, uma estrela do rock, casado com Suzze T., ex-tenista muito famosa, e que faz parte da agência de Myron. Lex sumiu deixando a esposa grávida após uma mensagem anônima levantar suspeitas a respeito da paternidade da criança.

O que Myron não esperava é que durante a investigação e busca por Lex, fosse cruzar com pessoas do seu passado ou que sua família poderia estar envolvida de alguma forma. Quando Myron encontra sua cunhada Kitty, que não via há muitos anos, a possibilidade de reencontrar também o irmão Brad, e fazer as pazes com ele, é o que move nosso protagonista ainda mais para desvendar o mistério que envolve Lex e Suzze, e agora Kitty e Brad.

Continue lendo

21ago • 18 adulto, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Suspense

Resenha #231 Tight

Título: Tight
Autor: Alessandra Torre
Editora: Independente
Páginas: 300
Ano: 2015
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Adulto/ Suspense
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Eu estava feliz em minha pequena cidade, em minha vida como uma mulher de 32 anos de idade, solteira. Eu tinha um bom trabalho, amigos maravilhosos, minha independência.

Eu também não ficava com alguém há três anos. Não tinha tido um encontro a dois. Tinha parado de contar calorias e de usar maquiagem… uns tempo atrás.

Então Brett Jacobs agitou isso. Acariciou minha coxa, cavou os dedos ásperos no meu cabelo, baixou sua boca macia na minha pele, assumiu o controle sexual da minha mente e agitou tudo ao redor com o que ele guardava em suas calças. Ele virou minha vida tranquila de cabeça para baixo e se arrastou para um lugar no meu coração que eu pensava estar morto.

O problema é o seu segredo.

O problema é ela.

O problema é que eu nem sei se ela existe mesmo, e ele acha que ela está morta.

O problema é que a merda está prestes a bater no ventilador e eu não consigo segurar-me nele firme o suficiente.

 

Esse livro me tirou o sono!
Sério galera!

Tight da Alessandra Torre é um livro totalmente diferente de tudo o que eu já tinha lido e já vou logo avisando que vou contar o mínimo do enredo porque qualquer coisa pode ser spoiler.

A história começa com Riley numa despedida de solteira com suas amigas, nessa viagem ela conhece Brett, um homem encantador e de cara a atração entre eles explode. Para Riley aquilo parecia ser só uma aventura de fim de semana, um sonho que acabaria assim que ambos voltassem para suas casas. Ela para sua vida simples de bancária numa cidade pequena e ele para o que quer que ele fizesse rs.

Continue lendo

1 2