adulto

Resenha #324 Drive

Por Barbara em 28 jul • 2020

Posts arquivados em: Tag: romance

15set • 20 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, Dicas da Ba, drama, intrínseca, Lauren Groff, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #328 Destinos e Fúrias

Título: Destinos e Fúrias
Autor: Lauren Groff
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Drama
Páginas: 368
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro
Sinopse: Toda história tem dois lados. Todo relacionamento tem duas perspectivas. E às vezes a chave para um grande casamento não está em suas verdades, mas em seus segredos.

Aos 22 anos, Lotto e Mathilde são jovens, perdidamente apaixonados e destinados ao sucesso. Eles se conhecem nos últimos meses da faculdade e antes da formatura já estão casados. Seguem-se anos difíceis, mas românticos: reuniões com amigos no apartamento em Manhattan; uma carreira que ainda não paga as contas; uma casa onde só cabem felicidade e sexo bom. Uma década depois, o caminho tornou-se mais sólido. Ele é um dramaturgo famoso e ela se dedica integralmente ao sucesso do marido. A vida dos dois é invejada como a verdadeira definição de parceria bem-sucedida.
Porém, nem tudo é o que parece; toda história tem dois lados, e em um casamento essa máxima se faz ainda mais verdadeira. Se em Destinos somos seduzidos pela imagem do casal perfeito, em Fúrias a tempestuosa raiva de Mathilde se revela fervendo sob a superfície. Em uma reviravolta emocionalmente complexa, o que começou como uma ode a uma união extraordinária se torna muito mais.
Com profundidade e um emaranhado de tramas, a prosa vibrante e original de Destinos e fúrias comove, provoca e surpreende. Um romance sobre os muitos casamentos possíveis entre o amor, a arte e o poder e sobre os diferentes pontos de vista pelos quais essas combinações podem ser enxergadas.

Romance finalista do National Book Award de 2015 e do Kirkus Prize, eleito livro do ano pela Amazon e diversos veículos de imprensa, entre eles The Washington Post, Time, Slate e Kirkus Reviews.
Best-seller do The New York Times, Destinos e fúrias teve direitos de publicação vendidos para mais de 20 países.

Olá galera! Essa resenha é para todos que gostam de um bom romance com altas doses de realidade, que poderia muito bem ser a história de vida dos seus vizinhos ou até de seus pais. Sim, Destinos e Fúrias trabalha com a realidade e todos os segredos e verdades que envolvem um casamento.

Comprei esse livro na Bienal, numa promoção boa na Intrínseca. Creio que por não ter feito tanto sucesso, o livro ficou encalhado e eles baratearam para vender. O título de cara me chamou atenção e eu gosto de dramas familiares, desde que pus as mãos nele, eu senti uma vibe positiva de que eu iria gostar. Confesso que enrolei para começar a ler, mas não me arrependo. Foi no momento certo e valeu a expectativa.

Destinos e Fúrias conta a história de Mathilde e Lotto, suas infâncias, como se conheceram, se casaram e todas as peculiaridades que envolve um casamento. A primeira parte é narrada pela perspectiva de Lotto, e apesar do livro não ser em primeira pessoa, conseguimos facilmente entende-lo.

Continue lendo
10set • 20 Bookmarks, Heidi McLaughlin, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #327 Proposta Irrecusável

Título: Proposta Irrecusável
Autor: Heidi McLaughlin
Editora: Bookmarks
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 263
Ano: 2020
Classificação: 3 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Não chamam aquela rua de Strip à toa…

Morando na Cidade do Pecado, Finn McCormick costuma ter encontros casuais, mas a última pessoa que ele espera encontrar perdendo muito dinheiro no cassino é uma ex-namorada da escola. Embora Macey Webster esteja visivelmente com pouca sorte, ela continua uma gata e está vestida como uma stripper… porque é uma. Entorpecido com uma mistura de luxúria, piedade e compaixão, Finn se oferece para pagar as dívidas de Macey se ela sair com ele… e fizer o que ele quiser entre os lençóis.

Macey veio a Vegas só por um motivo: ganhar dinheiro. Ela tem uma filha pequena para criar e as gorjetas são bem maiores em Las Vegas. Mas quando perde tudo o que ganhou no blackjack, seu anjo da guarda é o garoto rico que roubou seu coração e nunca mais a procurou. Embora Macey adoraria dizer não a Finn, ela não pode se dar ao luxo de recusar sua proposta… e logo ela está se divertindo muito mais que gostaria de admitir.

Macey está acostumada a exibir seu corpo, mas vai precisar de muito mais coragem para exibir sua alma.

Hey pessoal! Hoje trago para vocês esse romance da Heidi McLaughlin. Minha primeira experiência com a autora não foi das mais satisfatórias, não gostei de Para Sempre Minha Garota, tanto que abandonei a leitura, mas resolvi apostar novamente e ler Proposta Irrecusável.

O livro conta a história de Macey, ela é mãe de uma garotinha e ambas estão passando por muitas dificuldades financeira. Por ter sido mãe jovem, nossa protagonista acabou abrindo mão de muitas coisas em favor de sua filha, ela faz de tudo para dar o melhor para a menina, porém a vida da uma rasteira atrás da outra nela.

Continue lendo
20ago • 20 Christina Lauren, comédia romantica, Dicas da Ba, Gallery Books, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #326 My Favorite Half-Night Stand

Título: My Favorite Half-Night Stand
Autor: Christina Lauren
Editora: Gallery Books
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 384
Ano: 2018
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Millie Morris sempre foi “uns dos caras”. Uma professora da UC Santa Barbara, ela é uma especialista em assassinos em série, rápida com uma piada para mudar de assunto desvio e péssima em se relacionar. E ela, assim como seus quatro melhores amigos e colegas professores, é solteira.

Assim, quando uma função universitária de rotina se transforma em uma festa de gala, Millie e seu círculo fazem um pacto para que eles participem de um serviço de encontros on-line e encontrem mais pessoas para o evento. Há apenas um problema: depois de fazer o pacto, Millie e um dos caras, Reid Campbell, secretamente passam a meia-noite mais sexy de suas vidas juntos, mas decidem que a amizade seria melhor estritamente platônica.

Mas namoro on-line não é para os fracos de coração. Enquanto os caras são inundados com candidatas de qualidade e possíveis encontros, a primeira tentativa de perfil de Millie não traz nada além de fotos de pau e estranhos. Ai entra “Catherine” – a personalidade do perfil ficcional de Millie, em cujos sapatos de mentirinha ela pode ser mais vulnerável do que jamais foi em pessoa. Logo, “Catherine” e Reid viram amigos virtuais… mas Millie também não pode resistir à tentação na vida real. Em breve, Millie terá que enfrentar seu pior medo – intimidade – ou arriscar perder seu melhor amigo, para sempre.

Alô alô, temos clichê na área!!

Christina e Lauren são mestres em transformar clichês e uma história refrescante. Você provavelmente, como eu, já leu muitos livros com melhores amigos que se apaixonam, mas é um tema que sempre acabamos voltando. É fofo e encantador quando bem escrito, e esse é o caso desse livro.

Millie é uma professora universitária, ela faz parte de um grupo de mais quatro professores, todos homens: Chris, Ed, Alex e Reid. Eles são um grupo muito unidos e cada um tem sua personalidade, mas funcionam como amigos. Com um baile importante da faculdade chegando, todos pensam em arrumar acompanhantes, afinal é uma festa muito importante para eles irem como um grupo. Quando o método tradicional de arrumar um encontro não funciona para nenhum deles, a alternativa é o namoro online. Todos se inscrevem em um site de namoros e começam a conhecer possíveis pares por ali.

Continue lendo
11ago • 20 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, drama, intrínseca, Liane Moriarty, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Suspense

Resenha #325 Até que a Culpa nos Separe

Título: Até que a culpa nos separe
Autor: Liane Moriaty
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Ficção/ Suspense
Páginas: 464
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Amigas de infância, Erika e Clementine não poderiam ser mais diferentes. Erika é obsessivo-compulsiva. Ela e o marido são contadores e não têm filhos. Já a completamente desorganizada Clementine é violoncelista, casada e mãe de duas adoráveis meninas. Certo dia, as duas famílias são inesperadamente convidadas para um churrasco de domingo na casa dos vizinhos de Erika, que são ricos e extravagantes.

Durante o que deveria ser uma tarde comum, com bebidas, comidas e uma animada conversa, um acontecimento assustador vai afetar profundamente a vida de todos, forçando-os a examinar de perto suas escolhas – não daquele dia, mas da vida inteira.

Em Até Que a Culpa Nos Separe, Liane Moriarty mostra como a culpa é capaz de expor as fragilidades que existem mesmo nos relacionamentos estáveis, como as palavras podem ser mais poderosas que as ações e como dificilmente percebemos, antes que seja tarde demais, que nossa vida comum era, na realidade, extraordinária.

Chegamos ao sexto livro do desafio dos 12 livros para 2020. Eu comprei Até que a Culpa nos Separe na última Bienal do Rio em 2019, estava empolgada por ter lido O Que Alice Esqueceu e não via a hora de ler mais um título da autora. Confesso que fugi da hype dos livros que viraram série, e por esse motivo foi que Até que a Culpa, me chamou a atenção.

Tudo começa em um belo dia de sol. Um churrasco na casa de uns amigos, os adultos se divertindo e as crianças também. Tudo era muito comum e normal, o dia poderia acabar assim também, mas não é o que acontece.

Continue lendo
28jul • 20 adulto, AllBook Editora, Kate Stewart, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #324 Drive

Título: Drive
Autor: Kate Stewart
Editora: AllBook Editora
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 332
Ano: 2020
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Música… a melhor biblioteca do coração.
Em média, as músicas têm três minutos e meio de duração; esses três minutos e meio poderiam levar a uma piscada lenta, a um vislumbre do passado ou levar a alma à nostalgia do coração se despedaçando.
No ponto alto de minha carreira, eu tinha a vida que queria, a vida que sempre imaginara. Encontrara meu momento, meu ritmo. Então recebi um telefonema que me tirou o chão.
Sabe, minhas músicas preferidas tinham um jeito de tocar simultaneamente. Eu estava apaixonada pelas batidas de um homem e pelas letras de outro. Mas, quando se tratava da trilha sonora da vida, como alguém poderia escolher uma música preferida? Então, a fim de apagar qualquer dúvida, desisti da minha passagem de primeira classe e resolvi dirigir, concentrada no retrovisor.
Dois dias.
Uma playlist.
E o longo caminho para casa em direção ao homem que estava me esperando.

Preparados para uma resenha apaixonada?

Gente, eu conheci esse livro muito na sorte. Eu sou meio aleatória quando quero ler algo diferente, e entre tantos livros no meu kindle, acabei parando nesse e nossa! Que livro bom!

Drive conta a história de Stela, uma jovem jornalista que está alcançando o auge do sucesso. Ela é especializada no seguimento musical, e acabou de conseguir uma exclusiva com um fenômeno da música. Por causa dessa entrevista, seu podcast está entre os mais acessados e com um número estrondoso de visualizações. Sério, ela está vivendo O momento.

E as coisas poderiam continuar perfeitas assim durante um bom tempo, porém ela recebe uma ligação que desfaz toda a bolha de alegria que nossa mocinha estava vivendo. Sua melhor amiga está em um encontro, e é justamente no casamento do ex de Stela, como boa amiga que é, Lex liga e conta para Estela que seu ex está se casando.

Continue lendo
23jul • 20 Bookmarks, Chick Lit, comédia romantica, Elizabeth Grey, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #323 Apenas Amigos

Título: Apenas Amigos
Série: A Agência
Ordem: 1
Autor: Elizabeth Grey
Editora: Bookmarks
Gênero: Chick Lit/ Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 344
Ano: 2020
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Violet Archer tem o emprego dos sonhos em uma das principais agências de publicidade de Londres. O fato de trabalhar com Ethan Fraser todos os dias o torna ainda mais especial. Ele é o melhor amigo que uma garota poderia ter. E ela nem percebeu como ele é gostoso. Não. Com certeza, não.

Quando uma noite incrível se transforma em uma grande confusão, o mundo de Violet começa a oscilar como uma girafa bêbada andando com pernas de pau. Ela se vê presa em uma teia de segredos, mas nenhum deles é seu. E talvez ela esteja começando a perceber o quanto Ethan é gostoso. E fofo, e gentil e… ah, caramba.

Será que Violet se apaixonou pelo melhor amigo? Essa amizade pode sobreviver a outro segredo? E a pergunta que Violet tem mais medo de fazer: será que Ethan também sente algo por ela?

Chick Lit na área!

Apenas Amigos é o primeiro livro da série “A Agência” da Elizabeth Grey, ele vai nos apresentar a primeira parte do romance entre Violet e Ethan. Eles trabalham em uma agência de publicidade e são uma dupla dinâmica, a verdadeira equipe perfeita onde um complementa o outro. O melhor de tudo? São melhores amigos!

Sim, desde que começaram a trabalhar juntos, Ethan e Violet viraram uma dupla de sucesso. É durante uma festa da empresa, após uma premiação que ambos ganharam, que as coisas ficam fora do prumo. Um fato importante acontece na festa que acaba se tornando uma grande confusão e colocando Violet no centro de tudo.

Continue lendo
16jul • 20 comédia romantica, L.H. Cosway, literatura estrangeira, Penny Reid, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #322 The Player and The Pixie

Título: The Player and The Pixie
Série: Rugby
Ordem: 2
Autor: L.H. Cosway e Penny Reid
Editora: Independente
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 364
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Como alguém tão gostoso pode ser tão ruim na cama? Quero dizer, Sean Cassidy é um lixo absoluto. LIXO. Ele é o epítome de andar, falar de falsa publicidade e quero um reembolso! Além disso, ele é um idiota. Então… o que há de errado comigo que não consigo parar de pensar nele?

PIXIE: Lucy Fitzpatrick não gosta de rugby. Como a irmã mais nova do famoso jogador de rúgbi da Irlanda, Lucy parece não conseguir escapar da sombra do campeonato do seu irmão mais velho, ou das frequentes tentativas de sua mãe de micro gerenciar seu futuro. Seu cabelo de arco-íris é como espírito livre quanto a sua busca pela paz interior, mas as expectativas dominantes continuam a derrubá-la. E quando está deprimida, seu pequeno problema compulsivo a coloca em sérios problemas.

PLAYER: Sean Cassidy é um bruto sem coração… ou assim dizem a ele. Com frequência. Por todos. Seus cabelos loiros, olhos azuis e corpo duro fazem as mulheres do mundo babarem de desejo. Como o segundo jogador mais infame do mundo do rugby, ele devia aquecer seu sucesso. Mas Sean nunca se conformou com o segundo lugar, e seus frequentes confrontos com o irmão mais velho de Lucy o deixa indiferente. E quando fica indiferente, seu pequeno problema compulsivo o coloca no colo de Lucy Fitzpatrick.

O PLANO: Sean tem um problema que só Lucy pode resolver. Lucy tem um problema que só Sean pode consertar. A solução parece óbvia: você coça as minhas costas e vou libertá-lo da prisão. Mas quando esse negócio inesperadamente deixa Sean quente e Lucy no precipício da paz interior, eles podem convencer o mundo – e o irmão mais velho de Lucy em particular – que é sério? De qualquer maneira, tanto o Player quanto a Pixie estão prestes a ensinar um ao outro algumas lições bastante monumentais sobre família, vida, mas o mais importante, amor.

Hey pessoal, quem me acompanha sabe que amo ler histórias sobre esportistas e quando fiquei sabendo dessa série, não resisti e fui logo ler o primeiro livro. Mas quebrei a cara porque o primeiro era bem chatinho rsrs, por isso abandonei e segui para o segundo porque as críticas eram mais positivas rs.

E todos estavam certos, The Player and The Pixie é ótimo!

Aqui nós temos a história e Sean e Lucy, ela é a irmã do protagonista do primeiro livro e ele o arqui inimigo do mesmo rs. Imaginem um Romeu e Julieta no mundo do Rugby e adicionem aí uma moça cleptomaníaca e um cara com a reputação de pegador, porém péssimo na cama… Muitas risadas, romance clichê e tudo o que mais gostamos nesses livros é o que vocês encontrarão aqui rs.

Continue lendo
30jun • 20 12 livros para 2020, Annie Darling, Chick Lit, comédia romantica, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha #321 Amor Verdadeiro na Livraria dos Corações Solitários

Título: Amor Verdadeiro na Livraria dos Corações Solitários
Série: A Livraria dos Corações Solitários
Ordem: 2
Autor: Annie Darling
Editora: Verus
Gênero: Chick Lit/ Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 336
Ano: 2018
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Este é mais um romance delicioso da série A Livraria dos Corações Solitários, sobre a vida dos funcionários da livraria, um “alegre bando de desajustados”, que por uma razão ou outra desistiram do amor e, ainda assim, o encontram quando menos esperam. É uma verdade universalmente conhecida que uma mulher solteira, em posse de um bom emprego, quatro irmãs mandonas e um gato carente, deve estar em busca do seu verdadeiro amor. Será? Verity Love — fã de carteirinha de Jane Austen e uma introvertida em um mundo de extrovertidos — está perfeitamente feliz sozinha, muito obrigada. E seu namorado fictício, Peter Hardy, é muito útil para ajudá-la a escapar de eventos sociais indesejados. Mas, quando um mal-entendido a obriga a apresentar um total estranho como namorado para suas amigas, a vida de Verity de repente se torna muito mais complicada. Uma namorada fictícia também pode ser bem útil para Johnny. Indo contra todos os instintos de Verity, ela se deixa convencer a fazer uma parceria com ele para um único verão recheado de casamentos, aniversários e festas no jardim, com apenas uma promessa: não se apaixonarem um pelo outro. Mas isso não tem nem chance de acontecer, pois Verity jurou nunca mais ter um namorado, e o coração de Johnny já tem dona…

Chegamos ao quinto livro do desafio dos #12livrospara2020. Ah se eu soubesse que essa história era tão gostosinha, já teria lido faz tempo rs. Amor Verdadeiro na Livraria dos Corações Solitários é o segundo livro da série, e sinceramente? Um amor! Você pode conferir a resenha do primeiro aqui ou na barra das resenhas mais acessados do blog <3

Mas vamos falar sobre o livro!

Tudo começa com Verity, uma das funcionárias da livraria mais fofa de Londres, a Felizes Para Sempre. Ela é uma solteira convicta, que está de saco cheio de ter seus amigos convencidos de que não era possível ela ser feliz sozinha e que por isso precisa de um par. Eles viviam arrumando encontros para ela e nenhum era bem sucedido kkk. Ela resolve então criar um namorado fake, mas o que era para durar poucos dias, acaba durando meses! E tudo o que seus amigos querem é conhecer Peter Hardy, oceanógrafo. Porém ele não existe!!! Como faz?

Continue lendo
23jun • 20 12 livros para 2020, Bernard Cornwell, Desafio das GeLs, Ficção, literatura estrangeira, Record, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #320 O Rei do Inverno

Título: O Rei do Inverno
Série: As Crônicas de Artur
Ordem: 1
Autor: Bernard Cornwell
Editora: Record
Gênero: Romance/ Ficção/ Literatura Estrangeira
Páginas: 546
Ano: 2015
Classificação: 4 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: O Rei do Inverno conta a mais fiel história de Artur, sem os exageros míticos de outras publicações. A partir de fatos, este romance genial retrata o maior de todos os heróis como um poderoso guerreiro britânico, que luta contra os saxões para manter unida a Britânia, no século V, após a saída dos romanos. “O livro traz religião, política, traição, tudo o que mais me interessa,” explica Cornwell, que usa a voz ficcional do soldado raso Derfel para ilustrar a vida de Artur. O valoroso soldado cresce dentro do exército do rei e dentro da narrativa de Corwell até se tornar o melhor amigo e conselheiro de Artur na paz e na guerra.

Finalmente mais um livro do desafio #12livrospara2020 foi finalizado! Sim, esse demorou, mas acabou e agora vou contar as minhas impressões sobre a leitura.

Eu ganhei o box “As Crônicas de Artur” há algumas bienais passadas, calhou de anos depois eu começar a ler muitos livros sobre o universo mítico de Artur, vocês podem conferir minhas resenhas aqui, aqui e aqui. Esse ano decidi que queria conhecer uma nova perspectiva dessa lenda. Foi minha segunda tentativa de ler o livro, a primeira vez abandonei porque não estava na vibe certa, mas dessa vez foi e vou contar um pouco do enredo desse livro 1.

Tudo começa com Derfel, o narrador da história e um padre já idoso, ele está contando para sua rainha Igraine, algumas das história de quando era guerreiro. Ela tinha muita curiosidade sobre Artur, e como Derfel tinha sido um dos guerreiros mais próximos de Artur, ele começa a escrever sobre seus dias naqueles tempos há muito passados, como um favor para ela.

Continue lendo
18jun • 20 Christina Lauren, comédia romantica, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #319 The Unhoneymooners

Título: The Unhoneymooners
Autor: Christina Lauren
Editora: Gallery Books
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Comédia Romântica
Páginas: 432
Ano: 2019
Classificação: 3 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Olive é sempre foi azarada: em sua carreira, na vida amorosa, em… bem, tudo. Sua irmã gêmea idêntica Ami, por outro lado, é provavelmente a pessoa mais sortuda do mundo. Seu encontro fofo com o noivo é algo de uma comédia romântica (mordaça) e ela conseguiu financiar todo o seu casamento vencendo uma série de concursos na Internet (mordaça dupla). O pior de tudo é que ela está forçando Olive a passar o dia com seu inimigo jurado, Ethan, que por acaso é o padrinho.

Olive se prepara para passar 24 horas no inferno antes de poder voltar à sua vida confortável e infeliz. Mas quando toda a festa de casamento passa mal por comer mariscos ruins, as únicas pessoas que não são afetadas são Olive e Ethan. E agora há uma lua de mel com todas as despesas pagas no Havaí.

Deixando de lado seu ódio mútuo por férias grátis, Olive e Ethan seguem para o paraíso, determinados a evitar um ao outro a todo custo. Mas quando Olive encontra seu futuro chefe, a pequena mentirunha que ela diz a ele repentinamente corre o risco de se tornar muito maior. Ela e Ethan agora têm que fingir estar amando a vida de recém-casados, e sua sorte parece pior do que nunca. Mas o mais estranho é que ela não se importa de fingir. Na verdade, ela se sente meio… sortuda.

E uma das duplas de maior sucesso da literatura estão de volta com esse livro clichê (adoooro) e muito gostosinho.

A premissa é clássica. Casal que se odeia, mas são forçados a conviverem por algum motivo importante. No caso, Olive e Ethan são o casal, a irmã gêmea dela e o irmão mais novo dele estão se casando, como família é óbvio que ambos os apoiam, mas quando todo mundo passa mal na festa de casamento, incluindo os noivos, e uma lua de mel totalmente gratuita no Hawaii fica dando sopa, nosso casal cão e gato não dariam esse mole de perder né rs.

Depois já dá pra entender para onde as coisas se encaminham certo? O clichê nos diz que existe uma atração e que dividir um quarto com certeza os levariam a outras coisas… Sim, poderia ser muito simples e esse ser mais um livro que te lembra outro livro e que lembra aquele filme e assim por diante. Não, The Unhoneymooners tem suas peculiaridades e personagens muito bem construídos, e claro, um drama pra lá de interessante que não deve em nada às novelas mexicanas rs, e vou explicar o porquê.

Continue lendo
13jun • 20 Anna Katmore, comédia romantica, Editora Bezz, jovem adulto, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #318 Drible do Amor

Título: Drible do Amor
Série: Grover Beach Team
Ordem: 1
Autor: Anna Katmore
Editora: Editora Bezz
Gênero: Romance/ Jovem Adulto/ Literatura Estrangeira
Páginas: 238
Ano: 2020
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse:
No amor e no futebol vale tudo, certo?

Lisa Matthews espera ansiosamente pelo retorno de seu melhor amigo – e sua paixão secreta – Tony Mitchell. Mas quando ele volta de sua viagem só tem olhos… para outra garota. Linda, popular e que faz parte do time de futebol da escola.
Não querendo perder espaço, Lisa toma a pior decisão da vida: entra para o time.

O que começa num ímpeto, torna-se um pesadelo quando na manhã seguinte à festa de seleção, Lisa acorda nos braços do capitão do time de futebol. Simplesmente, o cara mais gostoso da escola… Ryan Hunter.
É amor ou Paixão?
Coincidência ou Armação?

Eu jurava que não tinha mais paciência para dramas ou clichês adolescentes kkk. Drible de Amor provou que não é bem assim, toda história bem escrita vale a leitura independente da faixa etária ou gênero!

Lisa sempre foi apaixonada por Tony, eles são melhores amigos, vizinhos, o casal que todo mundo aposta que vai ficar junto em algum momento e como uma boa jovem sonhadora, Lisa já tem o casamento perfeito de ambos planejado rs. Só que o provável noivo precisa concordar também, certo?

Bom, parece que esse é o momento das coisas mudarem. Lisa está decidida a sair da friendzone assim que Tony voltasse do acampamento de futebol. Pois bem, ele volta um pouco diferente, e com um novo interesse amoroso. Uma nova garota popular, bonita e que ainda joga futebol! Lisa definitivamente precisa tomar uma atitude. É quando ela decide entrar para o time, mesmo odiando o esporte rs. O que uma garota não faz para conquistar o boy né rs.

Continue lendo
04jun • 20 Chick Lit, Literatura Nacional, Patrícia BR, Publi, Publi Post, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #317 Só Um Cara: O Que Notting Hill Não Te Contou

Título: Só Um Cara: O Que Notting Hill Não Te Contou
Autor: Patrícia BR
Editora: Independente
Páginas: 535
Ano: 2019
Gênero: Chick Lit/ Romance/ Literatura Nacional
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Bruna Linhares tem uma vida bem normal: trabalho, cerveja com os amigos, problema em ser a única solteira da família, grilos com a balança… Coquetéis chiques em hotéis cinco estrelas não fazem parte do seu dia-a-dia, então quando sua chefe a obriga a participar do lançamento de um bestseller, Bruna decide fazer uma social e sair o mais rápido que conseguir. Mas ela não sabe que Joshua Thayer, a estrela do filme baseado no livro, estará presente. Depois de um jantar e uma inusitada partida de pôquer, ela se vê nos braços de um dos homens mais bonitos de Hollywood. Bruna e Josh sabem que estão correndo contra o relógio, afinal há mais do que um continente os separando. Divertido, romântico e cheio de referências cinematográficas, Só um cara captura o sentimento de que vale a pena se arriscar. Como diria Ferris Bueller “a vida passa muito rápido…”

Hey pessoal, todos bem? Hoje é dia de resenha de livro nacional #comemora.

O livro Só Um Cara foi uma grata surpresa, ele tem todos os elementos que nós, que amamos romances, adoramos encontrar em um livro. Ele tem uma clara inspiração no filme Um Lugar Chamado Notting Hill, mas eu já vou falar sobre isso, antes, vamos a um breve resumo do enredo.

Tudo começa quando nossa protagonista, Bruna, conhece Josh. Ela é tradutora de livros e acabou de traduzir um título que seria adaptado para o cinema. No dia do lançamento do livro aqui no Brasil, Joshua Thayer – o homem que protagonizaria o filme e um dos atores mais talentosos e lindos de Hollywood, vem participar do evento de lançamento.

Continue lendo
1 2 3 17