adulto

Resenha #218 Big Rock

Por Barbara em 03 maio • 2018

Posts arquivados em: Tag: romance

18maio • 18 best book, desafio, Desafio das GeLs, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #219 A Garota que Perseguiu a Lua

Título: A Garota que Perseguiu a Lua
Autor: Sarah Addison Allen
Páginas: 243
Editora: Planeta do Brasil
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Como você pode achar seu caminho? Seguindo as nuvens ou a lua? Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida. Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo. Em Mullaby nada é o que parece.

 

Sabe aquelas pessoas que tem um abraço tão bom, mas tão bom que dá vontade de morar ali? Transfira esse sentimento para um livro e você vai entender quão bom é A Garota que Perseguiu a Lua.

Eu ganhei esse livro no natal de 2014 da Mi, como eu tinha gostado de O Pessegueiro, ela apostou que eu gostaria desse título que é da mesma autora. O tempo foi passando e o livro foi ficando na estante até que esse ano eu o escolhi como um dos livros para o desafio de 12 livros para 2018.

Agora em maio resolvi ler e não consegui parar.

Há uma promessa de felicidade por aí. Eu sei disso. Até sinto às vezes. Mas é como perseguir a lua: bem na hora em que você acha que a tem, ela some no horizonte.

Após a morte de sua mãe, Emily se muda para Mullaby, uma cidade da Carolina do Norte, para viver com o avô que até então não sabia que existia. Lá ela descobre que a cidade é cheia de peculiaridades, descobre ainda que sua mãe no passado, não era exatamente a melhor das pessoas.

Continue lendo

03maio • 18 adulto, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #218 Big Rock

Título: Big Rock
Série: Big Rock
Volume: 1
Autor: Lauren Blakely
Páginas: 224
Editora: Faro Editorial
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A maioria dos homens não entendem as mulheres Spencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam.

E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?”

Quer dizer, a vida ERA assim.

Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente – comprometedor… pelo menos durante esse processo.

Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado… até agora.

 

Tá precisando de um livro bem clichê, fofo, confortável e com uma dose sexy? Então leia Big Rock.

Eu fui tão inundada com fotos desse livro no Instagram nos últimos meses que não aguentei e tive que conferir. De cara tive uma surpresa, o livro é todo narrado por Spencer, o protagonista masculino e logo você percebe que ele é um playboy.

Um cara bem resolvido, rico, confiante, engraçado, bonito e pasmem, nada babaca! Isso aí galera, esse é um livro clichê, mas nem tanto assim rs. Ele tem um bar em sociedade com sua amiga Charlotte e os dois são uma ótima dupla, ambos muito bem confortáveis com a friendzone.

Mas não por muito tempo…

Continue lendo

23abr • 18 adulto, new adult, resenha, Romance

Resenha #216 A Conquista (Amores Improváveis #4)

Título: A Conquista
Autor: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Gênero: New Adult/Romance/Adulto
Páginas: 336
Ano: 2017
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila- esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.

Aviso 1: Esse é um livro indicado para +18

Aviso 2: Pode conter spoilers para quem não leu os livros anteriores

Chegamos ao quarto e último livro dessa série que é só amor <3. Elle Kennedy nos proporcionou ótimos momentos de diversão com esses jogadores né!?

Em A Conquista é hora de conhecer a história de Tucker e Sabrina, o livro anterior terminou de forma chocante com Tucker revelando que seria papai em breve, agora é o momento de voltar um pouco no tempo e entender como tudo começou.

O Tucker, diferente dos amigos, é aquele cara que toda garota sonha. Bonito, charmoso, educado e cavalheiro aka um verdadeiro príncipe. Em uma noite num bar ele conhece Sabrina, uma garota de atitude, linda, um tantinho má e que não tem tempo para mimimi. No momento que os olhares se cruzam é game over galera.

Continue lendo

18abr • 18 adulto, book, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #215 Uma Esposa Confiável

Título: Uma Esposa Confiável
Autor: Robert Goolrick
Editora: Ponto de Leitura
Gênero: Romance
Páginas: 359
Ano: 2009
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um amor capaz de superar as piores traições. Sucesso de crítica e vendas nos EUA – primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times, o romance Uma Esposa Confiável, estreia literária de Robert Goolrick, autor do aclamado livro de memórias The End of the World as We Know It, conta uma história de paixão, desejos proibidos e morte.

Já lançado em mais de dez países, o livro narra um caso amoroso que supera as piores traições e pecados da vida. Tudo começa em 1907, numa cidadezinha gelada no interior do Wisconsin. Ralph Truitt, o homem mais poderoso da região, aguarda o trem que trará Catherine Land, sua nova esposa. Em sua bagagem, ela traz mais do que roupas e poucos pertences: uma garrafa azul, cujo conteúdo servirá para cumprir uma antiga promessa de vingança. O que nenhum deles espera, no entanto, é que forças do desejo e do amor mudassem seus planos traçados com tanto cuidado.

Uma esposa confiável é inspirado nas memórias de infância do autor, que cresceu ouvindo de seus pais e amigos as histórias dramáticas do sul dos Estados Unidos.

 

Eu comprei esse livro numa promoção na Livraria Leitura, tinham vários livros de bolso por lá e esse, pela sinopse, foi o que me ganhou. No mesmo dia comecei a leitura e não parei mais. O livro tem uma pegada de mistério que vai te instigando a continuar lendo e te prende totalmente à história. Ao mesmo tempo, senti um tom erótico que confesso, não esperava.

O livro gira em torno de três pessoas. Ralph é um homem muito rico, lá nos seus 50 e tantos anos e muito entristecido pelas tragédias que ocorreram ao longo de sua vida. Após 20 anos viúvo, ele decide que é o momento de dar uma nova chance para a felicidade. Ele quer se redimir do passado e recomeçar, para isso ele coloca um anúncio no jornal em busca de uma esposa. Estamos nos EUA de 1907, numa cidadezinha do interior de Wisconsin. Essa era uma prática muito comum e não difere muito dos aplicativos de encontro atuais né rs.

“Às vezes havia uma bondade sussurrada porque havia algo em Ralph, mesmo imóvel e em silêncio, capaz de comover um coração compassivo.”

Através desse anúncio ele conhece Catherine, uma mulher misteriosa que em suas cartas afirmava ser uma pessoa tranquila e sem pretensões e ao primeiro encontro, Ralph percebe que não é.

Continue lendo

14mar • 18 internacional, new adult, resenha, Romance

Resenha #213 On a Tuesday

Título: On a Tuesday
Autor: Whitney G
Editora: WGW Books
Páginas: 216
Gênero: New Adult, Romance
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Em uma terça-feira
Nos conhecemos em uma terça-feira.
Nos tornamos melhores amigos, e então amantes em uma terça-feira.
E tudo se desfez em uma terça-feira

Charlotte Taylor tem três problemas sérios em minha opinião:
1) Ela me odeia. Ela também afirma que eu sou um idiota dominador com um ego enorme, arrogante. (Eu tenho algo enorme. Não é o meu ego, no entanto).
2) Ela leva nossas sessões de estudos de reforço muito a sério.
3) Ela é super sexy … E virgem.
Pelo menos, esses eram seus problemas antes
das nossas sessões de estudo começarem a
durar mais tempo do que deveriam.
Até que um beijo inocente se tornou em uma
centena de beijos indecentes, e até que ela se
tornou a primeira mulher que eu já me apaixonei.
O nosso futuro junto após a graduação deveria ser:
Futebol profissional para mim.
Faculdade de direito para ela.
Mas ela me deixou no final do semestre sem
Nenhuma explicação, e então desapareceu
completamente da minha vida.
Até hoje à noite.

Nós conhecemos em uma terça-feira.
Tornou-se tudo, então nada, em uma terça-feira.
E agora sete anos mais tarde, em uma terça-feira…

 

Hey galera! New Adult na área \o/

Eu comecei a ler esse livro muito aleatoriamente, tava fuxicando no kindle, lendo sinopses e aí decidi ler o primeiro capítulo de On a Tuesday… isso era por volta de 1 da manhã, eu só desliguei o kindle às 5 da manhã após finalizar a leitura kkk.

A história me prendeu já no primeiro capítulo. O casal que ficou separado por sete anos, o mocinho ainda apaixonado por ela e sem saber onde a garota estava, o mistério por trás dessa separação… Ih, me ganhou logo nas primeiras páginas!

Continue lendo

19fev • 18 Chick Lit, desafio, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Verus

Resenha #211 A Pequena Livraria dos Corações Solitários #1

Título: A Pequena Livraria dos Corações Solitários
Série: A Livraria dos Corações Solitários
Ordem: 1
Autor: Annie Darling
Editora: Verus
Gênero: Chick Lit/Romance
Páginas: 308
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

 

Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

 

Hey pessoal, como vocês estão?

Hoje a resenha é desse livro que só pela capa já dá pra perceber que é fofo né?!

A Pequena Livraria dos Corações Solitários, conta a história de Posy, uma jovem mulher que acabou de herdar uma livraria centenária, a Bookends. Essa livraria estava na família de sua antiga dona há muitos anos, mas seus tempos de glória se foram há tempos.

Em seu testamento, Lavinia – antiga dona, deixa para Posy, que era como uma neta para Lavinia, a missão de reformar a Bookends e fazer com que ela tivesse sucesso novamente. Em um prazo de dois anos, Posy deveria fazer a livraria gerar lucro ou então ela passaria para Sebastian, neto de Lavinia e ex-crush da nossa mocinha.

Continue lendo

15jan • 18 best, best book, Fantasia, jovem adulto, literatura estrangeira, mistério, new adult, Romance

O Melhores de 2017 #Top3

Chegou o momento de elegermos os melhores de 2017, então se liga aí no top 3 das nossas melhores leituras do ano!

 

 

1. Estrela da Manhã

Esse livro, essa trilogia… é simplesmente sensacional! Eu lia e surtava a cada página e novo acontecimento, é uma trilogia que você definitivamente precisa dar um chance. Quer emoção? Então leia a trilogia Red Rising. Ah, tem resenha dos três livros aqui no blog. Clica no link aí confere.

2. Uma Tocha na Escuridão

Esse livro está aqui por motivos de Helene Aquilla. Sério, eu lia os caps dela e só queria aplaudir de pé, amo com força! Também tem resenha e você precisa ler e conhecer a série Uma Chama Entre as Cinzas.

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
08jan • 18 jovem adulto, literatura estrangeira, Novo Século, resenha dupla, Resenhas de Livros

Resenha #208 Eleanor & Park

Título: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Páginas: 328
Ano: 2014
Classificação: Barbara 4 estrelas / Michelli 3 estrelas

Sinopse: Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivo caótico e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e, aos olhos de Eleanor, impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder. Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor e Park é chocante, engraçado, triste e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor.

Oi pessoal! 2018 chegou e o primeiro post é resenha dupla! Só para lembrar, cor roxa são palavras da Ba e vermelho de Mi. Enjoy!

Rainbow Rowell! Ainda não acredito que tenha um livro seu que eu não goste! rsrs. Sabe aquele livro que você abre e tem uma sensação estranha… tipo um desastre de trem e você está de fora sem poder fazer nada para impedir? Foi assim que me senti quando comecei a ler Eleanor e Park. – Barbara

Eleanor e Park me lembrou um pouco da música Eduardo e Monica de Legião Urbana kkk, dois opostos que se atraem. Um carinha que parece ter saído de uma banda de K-pop somando com uma gordinha cacheada e ruiva.
Quem aí se lembra do primeiro amor, aquele amor inocente e avassalador? É bem disso que se trata esse livro. Eu comecei a leitura com um pressentimento bem ruim em relação ao final, sorte que não foi a tragédia que eu esperava, mas também foi bem diferente do que eu tinha em mente. – Michelli

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
29dez • 17 best, best book, distopia, ficção científica, Globo Alt, resenha

Resenha #208 Estrela da Manhã (Red Rising #3)

Título: Estrela da manhã
Série: Red Rising
Ordem: 3
Autor: Pierce Brown
Editora: Globo Alt
Gênero: Sci-Fi/Distopia/Fantasia/Ficção Científica
Páginas: 632
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Darrow teria vivido em paz , mas seus inimigos trouxe-lhe guerra. Os senhores de ouro exigiram sua obediência, enforcaram sua esposa, e escravizou seu povo. Mas Darrow está determinado a revidar. Arriscando tudo para transformar a si mesmo e violar a sociedade dos Ouros, Darrow tem lutado para sobreviver as rivalidades acirradas ás quais reproduzem os mais poderosos guerreiros da Sociedade, ascendeu as fileiras, e esperou pacientemente para desencadear a revolução que vai rasgar a hierarquia por dentro.

Finalmente, chegou a hora .

Mas a devoção à honra e a sede de vingança são profundas em ambos os lados . Darrow e seus companheiros de armas enfrentam inimigos poderosos sem escrúpulos ou piedade . Entre eles estão alguns que Darrow uma vez considerou amigos. Para vencer, Darrow terá de inspirar aqueles acorrentados na escuridão para quebrar suas correntes , desfazer o mundo que seus mestres cruéis construíram, e reivindicar um destino há muito tempo negado – e glorioso demais para abandonar.

“Se seu coração está acelerado e sua calça molhada, é por ter o Ceifeiro chegado, pra receber sua dívida não paga.”

Uma aula de como encerrar uma trilogia com chave de ouro, isso é o que Pierce Brown fez em Estrela da Manhã. O livro já começa de forma tensa, nove meses após o final de Filho Dourado, tudo já tinha sido jogado no ventilador, Darrow preso, traições a torto e a esquerdo e mortes para deixar George Martin orgulhoso…

Filho Dourado nos deixou desamparados. Não tenho outra palavra para definir, e tenho certeza de que iria sofrer igual uma louca se tivesse que esperar o lançamento de Estrela da Manhã. Fãs que tiveram que esperar, vocês tem todo o meu respeito.

Continue lendo

24nov • 17 jovem adulto, literatura estrangeira, Romance

Resenha #206 Mil Beijos de Garoto

Título: Mil Beijos de Garoto
Autor: Tillie Cole
Editora: Outro Planeta
Gênero: Romance, Jovem Adulto, Ficção
Páginas: 400
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse:  Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.

 

Atenção, preparem os lencinhos porque esse livro é de chorar rios…
Mil beijos de garoto da Tillie Cole foi um livro escolhido e comprado baseado apenas no tanto que as pessoas nas minhas redes sociais falavam sobre ele. Eu sabia que seria um livro emocionante e que provavelmente me levaria às lágrimas, mas eu não li a sinopse nem resenhas sobre, então foi realmente um salto no precipício literário.

E não me arrependi.

 

Continue lendo

24out • 17 Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiros Beijos #13

Chegamos a edição de número 13 da coluna mais beijoqueira desse blog! Se você é novo por aqui, a Sobre Primeiros Beijos reúne os trechos dos primeiros beijos dos casais dos livros que as GeLs já leram. Nem todos tem resenha, mas os que tiverem vou deixar o link. Pode ser que esses casais fiquem juntos ou não… então não se preocupem com spoilers 😉

Ah, temos trilha sonora, então dá play aí e vem se apaixonar!

 

Wilson se virou para mim de repente, as suas mãos seguraram o meu rosto, seus dedos deslizando em meu cabelo. Com seus olhos nos meus, ele abaixou a cabeça e roçou os lábios contra a minha boca, uma vez e novamente, como se tivesse medo que Alice começasse a puxar um coro de “Droga” se ele se afastasse. Seus lábios eram firmes e sua respiração fez cócegas em meus lábios. Meu coração batia forte na minha garganta e minha mente gritou para mim, pedindo-me para arquivar todos os detalhes do evento que eu tinha sonhado, mas nunca ousei esperar. Wilson estava me beijando! E então eu não conseguia pensar em nada. Seus lábios estavam insistentes, suas mãos me puxando para a frente, para ele, quando sua boca se movia contra a minha, e depois abrindo os lábios suavemente com sua língua buscando a entrada. E eu deixei-a entrar, então seus braços estavam ao meu redor, e o beijo tornou-se algo mais. Não era um jogo, não era um show, era nosso e a sala ao nosso redor não existia.

Blue e Wilson – A Different Blue

 

Continue lendo

13out • 17 Literatura Nacional

Resenha #205 Nunca Olhe Para Dentro

Título: Nunca Olhe Para Dentro
Autor: Amanda Ághata Costa
Editora: Independente
Gênero: Romance 
Páginas: 482
Classificação: 4 estrelas
Formato: Ebook

Adquira: http://amzn.to/2xCaqKR

Sinopse: Nem sempre a vida é colorida como um quadro ou suave como uma pincelada, às vezes é o contrário de tudo isso. Depois de perder os pais em um acidente de carro aos oito anos, a única coisa que Betina precisa fazer é encontrar o responsável por ter destruído sua família na noite que daria início à sua próspera carreira como pintora. Agora, longe dos pincéis e das paletas, ela está focada em terminar a primeira graduação e procurar na justiça um pouco de consolo para o caos que o seu passado ainda traz. Ao lado de seus amigos e sob o teto de uma tia que a detesta, ela perceberá de que cores as pessoas são feitas, e do quanto é realmente necessário olhar para dentro de tudo aquilo que a assombra, mesmo que para isso precise passar por uma inesperada decepção.
“A vida pode ser um belo quadro, 
se você souber pintá-lo com o pouco que tem.”
 Esta é a história de Betina, uma estudante de psicologia que perdeu seus pais muito nova e enfrenta as consequências do desastre até hoje. Ela era um prodígio, com um futuro brilhante à frente como pintora, mas após a morte dos pais, sua vida muda drasticamente e as cores foram roubadas de sua vida à força. Nossa mocinha tem uma tia, seu único parente vivo, que considera sua existência uma afronta à humanidade e faz de tudo para que a vida da garota seja um inferno. E ainda acha que isso é muito pouco perto do que Betina realmente merecia.

Continue lendo

1 2 3 10