Clichê

Resenha 459 Lugar Feliz

Por Barbara em 16 maio • 2024
19jul • 22 12 livros para 2022, Desafio das GeLs, Haper Collins Brasil, Karin Slaughter, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Suspense, thriller

Resenha #416 A Boa Filha

Título: A Boa Filha
Autor: Karin Slaughter
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 464
Ano: 2018
Gênero: Suspense/ Thriller/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Quando eram adolescentes, a vida tranquila de Charlotte e Samantha Quinn foi destruída por um terrível ataque em sua casa. Sua mãe foi assassinada. Seu pai um famoso advogado de defesa de Pikeville, Geórgia ficou arrasado. E a família foi dividida por anos, para além de qualquer conserto, consumida pelos segredos daquela noite terrível. Vinte e oito anos depois, Charlie seguiu os passos de Rusty, seu pai, e se tornou advogada mas está determinada a ser diferente dele.

Quando outro caso de violência assombra Pikeville, Charlie acaba embarcando em um pesadelo que a obriga a olhar para trás e reviver o passado. Além de ser a primeira testemunha a chegar na cena, o caso também revela as memórias que ela passou tanto tempo tentando esconder. Agora, a verdade chocante sobre o crime que destruiu sua família há quase trinta anos não poderá mais permanecer enterrada e Charlotte precisa se reencontrar com Samantha, não apenas para lidar com o crime, mas também com o trauma vivido.

A Boa Filha é mais uma obra-prima de Karin Slaughter, um enredo sólido, com caracterizações fortes e reviravoltas extraordinárias, um misto de drama e terror que faz arrepiar até os leitores mais corajosos.

Suspense na área! Bora conhecer mais um livro da Karin Slaughter?

Bom galera, desde que li o primeiro livro da Karin, me tornei fã. Desde então já foram 4 leituras finalizadas e A Boa Filha é o quinto, por sorte ela já lançou muita coisa, então material inédito é o que não me falta rs. Vou contar um pouco sobre a minha experiência de leitura de A Boa Filha.

Continua lendo aí rs.

O livro vai contar a história de duas irmãs, Samantha e Charlotte. Elas se veem envolvidas em uma tragédia quando a mãe de ambas é assassinada em casa, na frente delas. O pai das meninas era um advogado famoso na cidade por se envolver em casos polêmicos, ele sempre acabava defendendo os piores criminosos e isso obviamente o transformou em persona non grata.

Em uma atitude de vingança, invadem a casa dele e acabam matando a esposa e levando as duas filhas sequestradas. Uma consegue fugir e então 28 anos se passam e nós estamos em outra fase da vida. Charlotte também se transformou em advogada e está vivendo uma fase conturbada da vida. Ela se vê envolvida com outra tragédia ao presenciar uma atiradora na escola local.

O acaso coloca Charlie na cena central desse crime e novamente ela presencia uma tragédia de grande comoção, e adivinhem quem vai defender a atiradora? Isso mesmo! Charlie’s daddy rs. O caso é todo curioso e com muitas peças soltas, o que levanta muitas suspeitas e a dúvida, a atiradora é realmente culpada?

O crime atual vai entrar em paralelo com o passado de Charlie e o que aconteceu com sua família 28 anos atrás, vai trazer à tona muitas lembranças e questões que não foram encerradas. É tenso!

Eu gostei muito do livro, é brutal e muito descritivo. Precisa ter estômago para ler algumas cenas, nada novo na escrita da Karin. A principal diferença é que achei esse muito mais carregado de drama, a Charlie está separada do marido, ela fica um bom tempo se lamuriando das decisões erradas e travada ao ponto de não conseguir mudar. Ela tem uma relação tensa com a irmã, o que também é um ponto de tensão na história. Confesso que essa carga dramática me desanimou um pouco rs, queria mais foco no crime atual. O outro motivo do livro ter perdido uma estrela foi porque matei logo a charada, o ponto de ligação entre os crimes.

Lembro que conversei com as GeLs e contei minha teoria, páginas a frente ela se confirmou, ou seja, achei um tanto previsível. Não significa que a experiência de leitura tenha sido ruim, foi ótima. Há tempos eu não lia tão rápido e com tanto gosto um livro, desde janeiro pouca coisa segurou minha atenção com empolgação e aconteceu com esse livro. Indico demais a leitura, se você gosta de suspense, deveria começar a ler Karin Slaughter

Fica a dica e até breve!

Confira a resenha em vídeo

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário