drama

Resenha #271 Dear Aaron

Por Barbara em 29 maio • 2019
drama

Resenha #268 Bad Boy Brody

Por Barbara em 03 abr • 2019

Posts arquivados em: Mês: novembro 2018

20nov • 18 drama, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #239 Verão no Lago

Título: Verão no Lago
Autor: Susan Wiggs
Série: Diários do Lago #1
Editora: Harlequin Books
Páginas: 420
Ano: 2009
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Drama
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: É possível superar a magia do primeiro amor?
Olivia Bellamy é uma das mais talentosas decoradoras de Manhattan. Agora, sua avó quer contratá-la para restaurar um lugar muito importante na história da família: o acampamento Kioga.
Olivia sabe que terá muito trabalho pela frente, e precisará contratar um empreiteiro para realizar a grande reforma. Porém, o único profissional disponível é Connor Davis, o menino que roubou seu coração em um dos verões no Kioga. Tendo como cenário um acampamento rodeado pelas montanhas Catskills, Verão no lago é o primeiro livro da coleção Diários do Lago, uma saga sobre os Bellamy, uma família cujo passado precisa ser superado para que juntos possam encontrar a felicidade. Ao utilizar ingredientes como amores perdidos, lembranças da infância, intrigas e redenção, Susan Wiggs cria uma narrativa que, tal qual o lago, espelha a paisagem e a alma de seus personagens a cada página e a cada linha.

 

Sabe aquele livro que vai te deixar nostálgico e desejar ter passado férias de verão em um acampamento? Verão no Lago é esse livro.

“Às vezes, bastava ser feliz, sem nenhum motivo aparente.”

Eu conheci a Susan Wiggs através do livro Mesa para Cinco, uma história familiar emocionante que me fez derramar muitas lágrimas rs, desde então li outros títulos da autora e gostei muito do seu estilo, por isso resolvi ler Verão No Lago, primeiro livro da trilogia Diários do Lago.

O livro conta a história de Olivia Bellamy e Connor Davis. Eles se conheceram, se tornaram amigos e se apaixonaram durante os anos que passaram no Acampamento Kioga. O tempo passou, ambos se tornaram adultos e não sabemos bem o que aconteceu pra afastar o casal. Agora Olivia está de volta ao Kioga, que há muito tempo já não é aberto ao público, com a missão de reformar o lugar para o aniversário de casamento de seus avós.

Continue lendo

06nov • 18 Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiro Beijos #16

Olá para todos! A coluna mais beijoqueira desse blog está de volta \o/ #comemoraaaa

Então solta o play e vem conhecer e se apaixonar por esses casais e seus primeiros beijos comigo <3

 

 

“E os lábios dele… tocaram os dela.
Era um beijo.
Ela havia sido beijada.
Ela. Lucy. Dessa vez, tratava-se dela. Ela mesma estava no centro do seu mundo. Era a vida, acontecendo com ela.
Era incrível, porque aquilo parecia algo tão importante, tão transformador. E ainda assim era só um simples beijo – suave, apenas um roçar de lábios, tão leve que quase fazia cócegas. Lucy sentiu um calor, um arrepio, uma leveza no peito. Seu corpo parecia ter ganhado vida e, ao mesmo tempo, ficado paralisado, como se tivesse medo de que o movimento errado pudesse fazer tudo desaparecer.
Mas ela não queria que desaparecesse. Santo Deus, Lucy queria aquilo. Aquele momento, aquela lembrança, aquele…
Ela só queria.”

Lucy e Gregory – A Caminho do Altar

Continue lendo

02nov • 18 Amy Harmon, best book, drama, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #238 The Law of Moses

Título: The Law of Moses
Autor: Amy Harmon

Série: The Law of Moses #1
Editora: CreateSpace Independent Publishing Platform
Páginas: 332
Ano: 2014
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Se eu te contar logo de cara, desde o início, que eu o perdi, será mais fácil para você suportar. Você saberá o que está por vir, e irá doer. Mas você será capaz de se preparar.
Alguém o encontrou em um cesto de roupa suja de uma lavanderia, enrolado em uma toalha, com apenas algumas horas de vida e próximo da morte. Eles o chamavam de bebê Moses quando compartilharam sua história no noticiário das dez, o pequeno bebê deixado em um cesto, numa lavanderia suja, nascido de uma viciada em crack e destinado a ter todos os tipos de problemas. Imaginei esse filho do crack, Moses, com uma rachadura gigante percorrendo seu corpo, como alguém que fora quebrado no momento de seu nascimento. Eu sabia que não era o que o termo significava, mas a imagem ficou na minha mente. Talvez o fato de ele ser quebrado seja o me atraiu desde o início.
Tudo aconteceu antes de eu nascer, e quando eu conheci Moses minha mãe já havia me contado tudo sobre ele, a história já era notícia velha e ninguém queria qualquer ligação com ele. As pessoas adoram bebês, até mesmo bebês doentes. Inclusive bebês do crack. Mas bebês crescem e se tornam crianças, e as crianças crescem e viram adolescentes. Ninguém quer um adolescente confuso.
E Moses estava confuso. Ele fazia sua própria lei. Mas também era estranho, exótico e bonito. Estar com ele mudaria a minha vida de maneiras que eu nunca poderia ter imaginado. Talvez eu devesse ter ficado longe. Talvez eu devesse ter escutado. Minha mãe me avisou. Até Moses me avisou. Mas eu não queria ficar longe.
E assim começa uma história de sofrimento e promessa, de mágoa e cura, de vida e de morte. Uma história de antes e depois, de novos começos e sem final. Mas acima de tudo… uma história de amor.

 

Olá meu povo! Hoje é dia de Amy Harmon por aqui \o/

Quem acompanha o blog há um tempinho já sabe do meu amor pela autora, sim, sou super fã e estava bem ansiosa para ler mais um título dela. O escolhido da vez foi The Law of Moses, um livro que ainda não foi lançado no Brasil, mas oremos para que chegue logo, e é o primeiro da duologia homônima ao título.

Bom, a história é um tanto peculiar, diferente dos romance a que estava acostumada, em The Law, a Amy nos apresenta seu lado fantástico e nos faz caminhar pelo sobrenatural. Confesso que estranhei no início, mas adorei no final. Agora vou explicar os motivos.

Em The Law of Moses, nós conhecemos Moses, um jovem rapaz que tem uma habilidade especial. Ele consegue ver fantasmas e mais do que isso, eles só desaparecem após Moses pintar o que eles mostram pra ele. Sim, muito perturbador!

Imaginem viver sendo atormentado com visões de pessoas que se foram, mas que ainda tem uma mensagem a transmitir para seus entes queridos. É realmente um tormento para Moses, ainda mais por ele não conseguir controlar as visões e suas ações. Ele cresce e se torna um encrenqueiro rs, por isso ele é enviado para morar com a bisavó, a única que ainda tinha paciência e carinho para lidar com nosso menino problema rs.

Continue lendo