Clichê

Resenha #360 Bossman

Por Barbara em 01 maio • 2021
adulto

Resenha #356 The Dare

Por Barbara em 18 mar • 2021
It

Resenha #355 It: A Coisa

Por Raquel em 13 mar • 2021

Posts arquivados em: Tag: literatura estrangeira

12maio • 21 Fantasia, Galera Record, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Sarah J. Maas

Resenha #361 Casa de Terra e Sangue

Título: Casa de Terra e Sangue
Série: Cidade da Lua Crescente
Ordem: 1
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 896
Ano: 2020
Classificação: 2 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Metade feérica e metade humana, Bryce Quinlan ama sua vida. Durante o dia, ela trabalha para um negociante de antiguidades, vendendo artefatos mágicos ilegais. À noite, ela se diverte com os amigos, saboreando todos os prazeres que Lunathion – também conhecida como Crescent City – tem a oferecer. Mas tudo desmorona, quando um assassino implacável abala as estruturas da cidade – e do mundo de Bryce.

Dois anos mais tarde, seu trabalho se tornou um beco sem saída, e ela agora busca o esquecimento nas casas noturnas mais famosas da cidade. Mas quando o assassino ataca novamente, Bryce se vê arrastada para uma investigação e juntamente com um infame anjo Caído, cujo próprio passado brutal assombra todos os seus passos.

Hunt Athalar, assassino pessoal dos Arcanjos, não quer ter nada a ver com Bryce Quinlan, apesar de ter recebido ordens para protegê-la. Ela defende tudo o que ele, uma vez, se rebelou contra e parece mais interessada em se divertir do que resolver o assassinato. Não importa o quão perto de casa ela possa estar. Mas Hunt logo percebe de que há muito mais em Bryce do que aparenta, e que ele vai ter que encontrar uma maneira de trabalhar com ela, se quiser resolver o caso.

Enquanto Bryce e Hunt correm para desvendar o mistério, eles não têm como saber das ameaças que envolvem a cidade através do submundo, através dos continentes em guerra, até os níveis mais escuros do inferno, onde as coisas que estão dormindo durante milênios começam a despertar…

Com suspense e personagens inesquecíveis, essa nova série de fantasia ricamente criativa de Sarah J. Maas, explora a dor da perda, o preço da liberdade e o poder do amor.

Hey galera, finalmente vamos conversar sobre esse livro. A hype da Sarah está nas nuvens, a capa desse livro é linda e a promessa de uma fantasia mais madura me convenceram a iniciar a leitura de Casa de Terra e Sangue.

Vou fazer um breve resumo da história.

O livro vai nos apresentar a Bryce, uma semifeérica que trabalha em uma galeria de arte bem peculiar, na verdade, toda a vida da Bryce é bem peculiar rs. Ela é a melhor amiga de Danika, a alfa da matilha de lobos que patrulha a cidade em que vivem. Aí você me pergunta, que mundo é esse que mistura lobos, fadas e muito mais? É um mundo bem diverso e eu vou tentar explicar um pouco.

Bom, há muito tempo atrás os Asteri invadiram esse universo e passaram a dominá-lo. Como consequência, os humanos que lá existiam, em grande parte se tornaram escravos e ainda lutam pela libertação de seu universo. Junto com os Asteri chegaram os Vanir, que são toda a classe de seres sobrenaturais como Anjos, Feéricos, Bruxas, Lobos, Metamorfos, Sereias e muito mais.

Continue lendo
01maio • 21 Clichê, comédia romantica, EverAfter Romance, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Vi Keeland

Resenha #360 Bossman

Título: Bossman
Autor: Vi Keeland
Editora: EverAfter Romance
Páginas: 326
Ano: 2016
Gênero: Romance/Literatura Americana/ Literatura Estrangeira/ Comédia Romântica
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A primeira vez que encontrei Chase Parker, eu não fiz exatamente uma boa impressão. Eu estava me escondendo no corredor do banheiro de um restaurante, deixando uma mensagem para a minha melhor amiga me salvar do meu encontro horrível.
Ele ouviu e disse que eu era uma cadela, então começou a me oferecer alguns conselhos de namoro. Então eu disse-lhe para se preocupar com seu próprio maldito negócio, seu próprio, lindo, cheio de si maldito negócio, e voltei para o meu miserável encontro.
Quando ele passou pela minha mesa, ele sorriu, e eu vi sua arrogante, sexy bunda caminhar de volta para o seu encontro. Eu não poderia evitar espiar o idiota condescendente do outro lado da sala. Claro, ele me pegou em mais de uma ocasião, e piscou. Quando o estranho lindo e seu encontro igualmente quente de repente apareceram na nossa mesa, eu pensei que ele ia me dedurar. Mas em vez disso, ele fingiu que nos conhecíamos e se juntou a nós, contando elaboradas histórias embaraçosas sobre a nossa falsa infância.
Meu encontro de repente foi de chato a bizarramente emocionante. Quando acabou e nos separamos, eu pensei sobre ele mais do que eu jamais iria admitir, embora eu soubesse que nunca o veria novamente. Quer dizer, quais eram as chances de eu esbarrar com ele novamente em uma cidade com oito milhões de pessoas? Então de novo… Quais eram as chances de um mês depois ele acabar sendo meu novo chefe sexy?

Romance no escritório? Quero!

Esse livro vai contar a história muito engraçada e levemente dramática de Chase e Reese. Ela estava em um encontro terrível enquanto ele estava na mesa ao lado, também em um encontro, mas muito ligado no que acontecia na mesa da nossa mocinha. Até que num ato muito bem pensado, Chase acaba se sentando com Reese e seu “date”, finge que a conhece e eles desenvolve uma história de um passado em comum dos dois. Tudo mentira, obviamente, mas que serviu para animar a noite de ambos.

Depois desse interlúdio a vida segue, até que novamente Reese e Chase esbarram na academia. Já podemos dizer que desde o primeiro momento tinha pintado uma atração bem forte, mas entre piadas e trocas de histórias fakes, nada evolui. O tempo passa novamente e Reese estava em busca de um novo emprego, e o lugar onde ela acaba parando é justamente na empresa de Chase. Sim, nosso mocinho é um CEO gato e podre de rico rs #adooooro.

Continue lendo
10abr • 21 12 livros para 2020, Autobiografia, Biografia, C S Lewis, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, William Collins

Resenha #359 Surprised by Joy

Título: Suprised by Joy
Autor: C. S. Lewis
Editora: William Collins
Páginas: 304
Ano: 207
Gênero: Autobiografia/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Surpreendido pela Alegria não é uma autobiografia comum. Não é uma confissão. No entanto, é certamente um dos mais belos e inteligentes relatos da caminhada de uma pessoa em direção à fé cristã.

C. S. Lewis, um dos pensadores e escritores mais influentes do século 20, foi ateu por muitos anos. Em Surpreendido pela Alegria, ele descreve de maneira fascinante sua jornada espiritual, com o foco na sua crise de fé, que determinaria o caráter de toda a sua vida e carreira. Um livro de memórias extremamente pessoal e arguto, no qual Lewis guia o leitor em direção à alegria e à surpresa que aguardam todo aquele que busca uma vida além do esperado.

Hey pessoal, tudo bom com vocês?
Hoje vim compartilhar a minha experiência lendo Surprised by Joy, a autobiografia do C. S. Lewis.

Em Surprised by Joy, Lewis vai nos contar sobre a sua jornada de fé, partindo do ateísmo até o cristianismo. Desde suas mais antigas lembranças, ainda na infância, seu período em internatos e depois na faculdade, sua relação turbulenta com o pai e os grandes amigos que fez ao longo da vida, tudo vai contribuir para transformá-lo no homem que era.

Ainda na infância Lewis perde a mãe, um marco na vida do jovem e que faz com sua fé seja minada, conforme vai crescendo e ao ir para a escola, ele enfrenta muitas dificuldades e ao mesmo tempo entra em contato com diversas situações e experiências até se auto declarar um ateu.

Continue lendo
08abr • 21 adulto, Anna Zaires, Erótico, ficção científica, Literatura Americana, literatura estrangeira, Mozaika Publications, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #358 Encontros Íntimos

Título: Encontros Íntimos
Série: As Crônicas dos Krinars
Ordem: 1
Autor: Anna Zaires
Editora: Mozaika Publications
Gênero: Ficção Científica/ Romance Erótico/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 386
Ano: 2015
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um romance sombrio e intrigante que atrairá fãs de relacionamentos eróticos e turbulentos…

No futuro próximo, os krinars governam a Terra. Uma raça avançada de outra galáxia, eles ainda são um mistério para nós e estamos completamente à mercê deles.

Tímida e inocente, Mia Stalis é uma universitária na cidade de Nova Iorque que sempre teve uma vida muito comum. Como a maioria das pessoas, ela nunca teve qualquer interação com os invasores. Até que um dia no parque muda tudo. Tendo atraído o olhar de Korum, ela agora deve lidar com um krinar poderoso e perigosamente sedutor que quer possuí-la e nada o impedirá de tê-la para si.

Até onde você iria para recuperar a liberdade? Quando sacrificaria para ajudar seu povo? O que escolheria ao começar a se apaixonar pelo inimigo?

Olha eu me jogando no mundo dos aliens novamente! Kkk

Gente, há algum tempo eu pedi em um dos vídeo do canal que me indicassem livros dentro desse gênero que eu tinha acabado de conhecer, umas das inscritas do canal, a Adriana, me fez uma lista com várias indicações e Encontros Íntimos foi o que me chamou mais a atenção. Alguns de vocês já leram minha experiência nada positiva com Ice Planet Barbarians, então comecei a leitura desse com dois pés atrás rs.

Bom, pela avaliação já deu pra notar que a experiência foi muito melhor nesse né! Rs. Mas deixa eu fazer um resumo sobre a história.

O livro começa com Mia, nossa protagonista, estudando no Central Park em um dia ensolarado. Ela é uma universitária e vive uma vida comum. O mundo mudou, há alguns anos o planeta Terra foi invadido por seres de outro planeta, mas nesse atual momento, as pessoas já se “acostumaram” com a presença deles.

Continue lendo
23mar • 21 12 livros para 2021, Faro Editorial, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Suspense, Tarryn Fisher, thriller

Resenha #357 Stalker

Título: Stalker
Autor: Tarryn Fisher
Editora: Faro Editorial
Páginas: 256
Ano: 2018
Gênero: Suspense/ Mistério/ Literatura Americana
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Ela não quer ser igual a você. Ela quer a sua vida. Quando Fig Coxbury compra uma casa na West Barrett Street, sua maior motivação não é o amor pelo bairro, ou ter se apaixonado pelo imóvel. É para ficar mais próxima de tudo o que ela deseja: o marido, a criança e a vida que pertence a outra pessoa. Com os olhos fixos na família Avery, Fig se insere gradualmente na rotina de Jolene, Darius e sua filha, Mercy. E não para por aí… Fig invade a privacidade familiar, e logo acredita que pode assumir, definitivamente, o lugar de Jolene. Ela persegue. Copia. Manipula. Cobiça. Usa táticas e cenas a cada momento. Toda stalker tem um objetivo. Para Fig, nada deve ficar em seu caminho.

Terceiro livro do desafio #12livrospara2021 finalizado com sucesso. Hoje trago para vocês a minha opinião sobre esse thriller da Tarryn Fisher, eu sou muito fã da autora como pessoa, mas já vou logo avisando que o livro não é tudo isso. É bom, mas…

Vamos a um resumo da história.

O livro começa nos apresentando à Fig, uma jovem mulher que sofreu um aborto espontâneo e ainda sofre com esse trauma. Um dia passeando no parque, ela vê uma garotinha e tem certeza de que ela é a reencarnação da criança que perdeu, é então que ela passa a perseguir a menina e sua família. O auge é quando a casa vizinha a da família entra em venda e a Fig compra, ela se torna vizinha à família e logo conquista a amizade de Jo, mãe da pequena Mercy.

Continue lendo
18mar • 21 adulto, Clichê, Dicas da Ba, Elle Kennedy, lançamento, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, Paralela, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #356 The Dare

Título: The Dare
Série: Briar U
Ordem: 4
Autor: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 317
Ano: 2021
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A faculdade devia ser a chance de abandonar meu complexo de patinho feio e me tornar um lindo cisne. Em vez disso, fui parar em uma irmandade cheia de meninas malvadas. Já está sendo difícil me enturmar, então, quando minhas irmãs da Kappa Chi propõem um desafio, eu não posso dizer não.
A missão: seduzir o mais novo (e gato) jogador de hóquei da Briar.
Todo mundo conhece Conor Edwards. Ele está em todas as festas de fraternidade, e na cama de todas as meninas. É do tipo que você se apaixona antes de perceber que ele nunca olharia para você. Mas o sr. Popular me surpreende — em vez de rir de mim, ele me acompanha até o quarto e finge que estamos nos pegando.
Por incrível que pareça, agora ele quer continuar fingindo. Conor adora um joguinho e acha que vai ser divertido enganar as meninas da Kappa. Mas resistir ao seu charme de surfista é quase impossível, e estou começando a desconfiar que ele tem muito mais a oferecer do que seu fã-clube imagina.
O problema é que eu sou péssima nessas brincadeiras. E quanto mais tempo esse jogo bobo durar, maior o perigo de tudo isso explodir na minha cara.

CONTEÚDO ADULTO

Ai esses namoros fakes…

Preparados para mais um livro da série Briar U? É a vez de conhecermos a história de Taylor e Conor, ele já tinha me deixado com as orelhinhas em pé quando apareceu em The Play e agora me conquistou de vez rsrs.

Deixa eu contar um pouco sobre a história.

Taylor é uma garota de fraternidade, mas esqueça os clichês da gostosona peituda e sem cérebro. Ela é sim linda e gostosona, mas nossa mocinha é cheia de complexos e não é muito confiante em sua própria beleza. O ambiente da fraternidade também não é dos mais saudáveis e as perseguições e bullying velado só servem pra deixar Taylor ainda menos confiante.

Em uma festa organizada na casa de sua fraternidade, ela é desafiada a dar uns pegas em Conor, o californiano bonitão do time de hockey. Ele é recém chegado à Briar, mas conseguiu criar uma bela reputação de pegador, ele pega mas não se apega kkk. Quando Taylor pede ajuda no desafio, ele não consegue resistir… Mas o que era pra ser uma sessão de amassos em um quarto aleatório, se transforma em uma noite de altas risadas e diversão para esse par inesperado.

Continue lendo
13mar • 21 It, It: A Coisa, literatura estrangeira, Outros, palhaço, Pennywise, resenha, Resenhas de Livros, Stephen King, Suma de Letras, Terror, thriller, you'll fly too

Resenha #355 It: A Coisa

Título: It: A Coisa
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 1.103
Ano: 2014
Gênero: Suspense e Mistério; Terror, Horror
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em ‘It – A Coisa’, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

“Vá embora e tente continuar a sorrir. Ouça um pouco de rock-and-roll no rádio e vá em direção a toda vida que existe com toda a coragem que você consegue reunir e toda a crença que tem. Seja verdadeiro, seja corajoso, enfrente. Todo o resto é escuridão.”

Já faz um tempinho que li It, mas desde então venho tentando contar um pouco do que este livro significa para mim. Então se segure porque, por mais estranho que pareça, esta será, provavelmente, uma declaração de amor a esta história do King.

Este livro me leu em Agosto de 2019 (é isso mesmo que eu quis dizer). Eu estava passando por um período meio sombrio na minha vida e precisava enfrentar meu próprio Pennywise, por assim dizer. Foi então que, junto com duas de minhas melhores amigas, resolvi me jogar de cabeça no mundo das bizarrices de Stephen King.

Continue lendo
13mar • 21 Christina Lauren, Dicas da Ba, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, universo dos livros

Resenha #354 O Amor e outras coisas

Título: O Amor e outras coisas
Autor: Christina Lauren
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 344
Ano: 2020
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Macy Sorensen se acomodou em uma rotina ambiciosa e pouco emocionante: trabalha duro como residente em pediatria, planeja se casar um dia com um homem mais velho e financeiramente estável, mantém uma postura discreta e o coração resguardado.
No entanto, quando se encontra por acaso com Elliot Petropoulos – primeiro e único amor da sua vida –, a bolha cautelosa que criou para si começa a se dissolver. No passado, Elliot representou o mundo inteiro de Macy – transformando-se do amigo magrelo e amante de livros desajeitado no homem que a convenceu a abrir seu coração… até parti-lo na mesma noite em que declarou seu amor por ela.
Nesta narrativa alternada entre presente e passado, os adolescentes Elliot e Macy vão de amigos a muito além – passam horas a fio devorando livros juntos, partilhando suas palavras prediletas em meio a diálogos sobre sofrimentos e êxitos da vida. Na fase adulta, porém, eles permaneceram afastados até o reencontro inesperado.
Embora as lembranças estejam encobertas pela agonia dos acontecimentos do passado, caberá a Elliot compreender a verdade por trás da década de silêncio de Macy, tendo de superar o passado e a si mesmo a fim de reavivar a crença dela na possibilidade de um cálido amor.

Hey galera, prontos para conhecer um livro que vai te deixar com o coração na mão e completamente apaixonado? Então continua a leitura porque O Amor e outras coisas vai te conquistar.

O livro vai contar a história de Macy e Elliot, eles se conheceram quando eram adolescentes e viraram melhores amigos, porém eles só se encontravam por curtos períodos de tempo. Elliot era vizinho da casa de veraneio de Macy e nossa mocinha só ia para lá em feriados e fins de semana, porém mesmo não convivendo 100% do tempo isso não impediu que uma amizade verdadeira florescesse.

Elliot era um aficionado em livros, sempre amou a leitura e não era diferente com a Macy, tanto que o pai dela transforma o closet do quarto em uma biblioteca, e era lá que esses amigos passavam a maior parte do seu tempo. Os anos passam, eles crescem e a atração aparece, e logo fica claro que ser amigo não seria suficiente para ambos. Mas algo acontece, uma ruptura nessa amizade e 11 anos se passam sem Macy e Elliot se verem.

Continue lendo
11mar • 21 Audrey Bell, Clichê, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #353 Love Show

Título: Love Show
Autor: Audrey Bell
Editora: Create Space
Páginas: 323
Ano: 2014
Gênero: New Adult/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Hadley Arrington é a editora chefe do prestigiado jornal sua universidade. Jack Diamond é um aluno descontraído cujos bons olhares tornaram as coisas ainda mais fáceis do que precisam. Ela é a garota que saiu do nada e o beijou na chuva. Ele é o garoto que a fez fazer uma loucura.
Quando as apostas parecem altas demais, eles precisam decidir revelar seu amor ou abandoná-lo para sempre.

Olha mais um New Adult aqui no blog…

Love Show foi mais um achado das minhas buscas aleatórias por livros rs, gostei da sinopse e ele foi muito melhor do que o esperado. O livro conta a história de Hadley, uma estudante de jornalismo bem focada, editora do jornal da faculdade, está em seu último ano e fazendo várias entrevistas para uma posição em um grande jornal, de preferência em uma área de conflito. Sim, Hadley quer estar no foco da história e registra-la. Por isso ela se empenha tanto para ser a melhor.

Ela não é festeira, mas um dia, após receber uma notícia nada agradável, resolve se soltar e ir em uma festa. Em um momento bem cinematográfico, no meio de uma chuva torrencial, ela põe os olhos em um garoto, ele sorri e ela se lança tascando um beijão nele. Sim, eu disse que era um momento Hollywoodiano. Após o beijo a polícia do campus chega e todos se dispersam e nossa mocinha não descobre nem o nome do boy #chateada.

Continue lendo
23fev • 21 12 livros para 2021, Agatha Christie, Desafio das GeLs, Dicas da Ba, Harper Collins Brasi, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, romance policial, Suspense

Resenha #352 A Casa Torta

Título: A Casa Torta
Autor: Agatha Christie
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 207
Ano: 2017
Gênero: Mistério/ Suspense/ Romance Policial/ Literatura Estrangeira/ Literatura Inglesa
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Primeiro a guerra faz com que Charles Hayward adie seu pedido de casamento. Alguns anos depois, ele se vê obrigado a adiar o próprio matrimônio em razão de um mistério – Sophia Leonides, sua noiva, acaba de perder o avô Aristide de forma súbita e um tanto suspeita. Teria sido um assassinato?

O escândalo poderia arruinar o nome da família.

Instruido pelo pai e pelo inspeto-chefe Taverner – ambos da Scotland Yard -, Charles decide se hospedar na residência dos Leonides (A Casa Torta) para descobrir se, entre aqueles familiares tão únicos e motivados a matar seu patriarca, não estaria a prova do crime capaz de colocar o culpado atrás das grades. Porém, uma nova reviravolta promete abalar todas as suas certezas sobre o assunto.

Mais um Agatha Christie pra conta #comemora

Oi galera, hoje é dia de falarmos sobre A Casa Torta, segundo livro do desafio 12 livros para 2021.

Em A Casa Torta nós somos apresentados a Charles, um jovem que trabalha a serviço do governo inglês durante o pós segunda guerra mundial. Ele volta para Londres disposto a finalmente pedir sua namorada de longa data em casamento, porém ele logo descobre que a família dela está envolvida em um caso de assassinato.

Continue lendo
20fev • 21 12 livros para 2021, Clichê, comédia romantica, Desafio das GeLs, Faro Editorial, Lauren Blakely, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #351 Melhor que a Encomenda

Título: Melhor que a Encomenda
Autor: Lauren Blakely
Editora: Faro Editorial
Páginas: 320
Ano: 2019
Gênero: Comédia Romântica / Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: QUAL SERIA O ÚLTIMO LUGAR PARA VOCÊ ENCONTRAR O AMOR? Depois de várias desilusões, April desiste de buscar relacionamentos e passa a focar toda a energia no trabalho, até que surge uma daquelas reuniões familiares. Ela sente-se feliz solteira… mas encarar os interrogatórios de seus pais, da irmã e de todas suas tias casamenteiras durante um fim de semana prolongado é uma ideia desesperadora.

Então, ela pensa numa solução prática: contratar um acompanhante. Parece uma tarefa simples: levar um namorado que deve servir tanto para impressionar a família quanto para afastar pretendentes indesejáveis. Theo é o candidato ideal. Lindo, simpático, atencioso e o principal: depois do fim de semana, ele recebe o pagamento e cada um segue sua vida. Esse era o plano… Só que dividir momentos engraçados e inventar histórias pode ter o efeito oposto…

Primeiro livro do desafio 12 livros para 2021 finalizado com sucesso! Vamos às minhas impressões.

Bom, eu creio que fui com muita sede ao pote quando comecei a leitura desse livro, me animei com a sinopse, já abri com um sorriso no rosto crente que iria me encantar com mais esse romance clichê de namoro fake, mas não foi bem assim.

O livro conta a história de April e Théo, ambos são moradores de Nova York e vivem vidas bem distintas. Ela é uma artista, vive de fazer pinturas em corpo humano e está ficando bem famosa em seu nicho. Théo é barman, luta para pagar as contas e oferece em serviço de acompanhante bem fora do convencional… ele cria personagens de acordo com os pedidos de suas clientes e pode ter certeza que a satisfação é garantida.

Continue lendo
30jan • 21 adulto, Dicas da Ba, Elle Kennedy, Esportes, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, Paralela, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #350 The Play

Título: The Play
Série: Briar U
Ordem: 3
Autor: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 376
Ano: 2020
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: No terceiro spin-off da série Amores Improváveis, Elle Kennedy entrega o que tem de melhor: humor, um romance cativante e personagens viciantes e inesquecíveis.

O que eu aprendi depois de as distrações do ano passado terem custado ao meu time de hockey toda a temporada? Não ficar com mais ninguém. Como o novo capitão do time, eu precisei de uma nova filosofia: hockey e faculdade agora, mulheres depois. O que significa que eu, Hunter Davenport, estou oficialmente iniciando o celibato… não importa o quanto isso torne as coisas mais difíceis.

Mesmo assim, não há nada no livro de regras que me impeça de ser amigo das mulheres. E eu não vou mentir: minha nova amiga Demi Davis é uma garota legal. É inteligente e gostosa pra caramba, mas o fato de ela ter um namorado elimina a tentação de tocá-la. Exceto que, três meses depois de nos conhecermos, Demi está solteira e buscando carne fresca. E eu sou sua presa. Evitá-la é impossível. Nós fomos colocados para trabalhar em dupla durante o ano todo num projeto da faculdade, mas estou confiante de que posso resistir a ela. Ficar com ela é uma péssima ideia, eu só preciso convencer o meu corpo ― e o meu coração.

CONTEÚDO ADULTO

Chama os apaixonados por New Adult e corre aqui, porque chegou a hora de conhecermos a história de Hunter!

Lá no primeiro livro da série Briar U nós conhecemos o Hunter e a treta do triângulo amoroso que ele se envolveu com a Summer e o Fitz. No segundo livro ele estava mais solto que pipa avoada, tentando curar suas mágoas com todas as meninas da Briar e de qualquer outra universidade que estivesse disponível. Agora em seu livro o nosso mocinho amadureceu e decidiu mudar! Chega de ciscar por aí, agora o foco é totalmente no hockey e em ser um bom capitão para sua equipe, chegou a fase da abstinência.

Sim, você não leu errado, Hunter agora é oficialmente um monge rs.

Continue lendo
1 2 3 12