Categoria: drama

18jun • 18 adulto, drama, internacional, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #224 Esta Noite é Nossa

Título: Esta Noite é Nossa
Autor: Corinne Michaels
Editora: The Gift Box
Páginas: 310
Ano: 2018
Gênero: Romance, Drama, Literatura Estrangeira
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Da autora best-seller do New York Times, Corinne Michaels surge com um novo romance repleto de sensualidade.

“Não sou mulher de uma noite só. E, principalmente, não sou como aquelas mulheres que tomam uns drinks em um show e acabam na cama com o meu crush celebridade de infância, Eli Walsh.
No entanto, é exatamente nela em que me encontro.

O que uma garota deve fazer depois de cometer um erro por conta da bebida? Correr? Eu pego as minhas roupas e fujo do superstar poderoso e irresistível, melhor sexo da minha vida, o mais rápido que consigo. Seus lindos olhos verdes, seu corpo duro como rocha e seu sorriso metido não têm espaço no meu mundo. A minha vida já é complicada o suficiente.
Alguém se esqueceu de dizer isso a ele.

Eli é persistente. Abrindo caminho até o meu coração, me ganhando pelo cansaço, provando ser diferente daquilo que eu tinha imaginado e tudo que preciso. Mas quando o meu mundo é estraçalhado, ele mantém juntos os pedaços. Relutante, eu me apaixono desesperadamente por ele.

Ele me fez pensar que teríamos a eternidade… Eu deveria ter dado ouvidos a ele quando me disse que poderíamos ter apenas aquela noite.”

 

Quem nunca sonhou em casar com aquele cantor/ator famoso que fazia seu coração acelerar, que atire a primeira pedra! Pois é galera, Esta Noite é Nossa é a personificação literária dos sonhos de todas as garotas que já suspiraram por um artista.

Heather é uma mulher que tem uma vida nada fácil, ela perdeu os pais muito cedo, cuida da irmã que sofre de uma doença degenerativa, trabalha como policial patrulhando a cidade, luta para sobreviver com a pouca grana do salário e ainda tem que aturar o ex marido como chefe!

Seu único escape é um tempo de qualidade e diversão que ela se permite ter com as amigas as vezes. Em um desses dias, elas vão para o show da boyband favorita de todas. Essa era a noite de voltar aos tempos de adolescência, gritar bastante e se deslumbrar com seus cantores favoritos. Só que Heather não imaginava que a noite seria muito mais surpreendente do que seus sonhos mais loucos poderiam criar rs.

Continue lendo

05jun • 18 Atria Books, drama, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #222 Before We Were Strangers

Título: Before We Were Strangers
Autor: Renée Carlino
Editora: Atria Books
Páginas: 320
Ano: 2015
Gênero: Romance, Drama, New Adult
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Para LovebirdGreen-eyed. Nos conhecemos há quinze anos, quase no mesmo dia que mudei minhas coisas do dormitório da NYU para perto do seu, na Senior House.Você nos chamou de amigos. Gosto de pensar que era mais.Não tivemos nada, mas a emoção de encontrar-nos através da música (você estava obcecada com Jeff Buckley), fotografia (não conseguia parar de tirar fotos suas), sair em Washington Square Park e todas as coisas estranhas que fizemos para ganhar dinheiro. Aprendi mais sobre mim nesse ano, do que em qualquer outro. No entanto, de alguma forma, tudo se desfez. Perdemos contato no verão depois da formatura, fui para a América do Sul trabalhar na National Geographic. Quando voltei, você não estava mais lá. Uma parte de mim ainda se pergunta se eu empurrei muito duro após o casamento… Eu não a vi novamente até um mês atrás. Era uma quarta-feira, você estava balançando para trás em seus saltos, equilibrando-se na faixa amarela da plataforma do metrô, esperando o trem. Não sabia quem era, até que fosse tarde demais, e, em seguida, você se foi. Mais uma vez. Você disse o meu nome,o vi em seus lábios. Eu quis fazer o trem parar, apenas para que pudesse dizer olá. Depois de vê-la, todos os sentimentos da juventude e memórias vieram à tona para mim, e agora depois de um mês, tenho me perguntado a maior parte do tempo, como está a sua vida. Posso estar totalmente fora da sua mente, mas você gostaria de ter uma bebida comigo e falar da última década e meia?

 

Era uma vez um eu e você.
Fomos amantes.
Nós éramos amigos.
Antes de a vida mudar.
Antes de nos tornarmos estranhos.
Você ainda pensa em mim?

Se preparem porque tá vindo resenha apaixonada pela frente kkk

Sim galera, esse livro me fez suspirar e terminar completamente apaixonada pela história, seus protagonistas e a autora com uma nova fã!

Eu descobri sobre Before… em um grupo no facebook. Uma garota tentava encontrar um livro só que não lembrava o nome nem autor, só sabia um pouco do enredo. Na mesma hora o pouco que ela descreveu já chamou minha atenção e acompanhei o post esperando que alguém descobrisse o tal do livro. Descobriram, mas minha maior surpresa foi ver que ele estava no meu kindle há séculos e eu nunca tinha parado para ler!

Sério, foi um choque enorme rs.

Continue lendo

05out • 17 adulto, drama

Resenha #203 Sorrisos Quebrados (Quebrados #1)

Título: Sorrisos Quebrados
Série: Quebrados
Ordem: 1
Autor: Sofia Silva
Editora: Valentina
Gênero: Romance, drama
Páginas: 240
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas
Compre o livro

Sinopse: Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.



And I see your true colors
Shining through
I see your true colors
And that’s why I love you
So don’t be afraid to let them show
Your true colors
True colors are beautiful
Like a rainbow*

True Colors, não poderia começar essa resenha sem essa música. Ela me acompanhou durante toda a leitura e é a trilha sonora perfeita, então dá play aí e vem comigo nessa resenha o/

Eu conheci esse livro através das propagandas de outros leitores no facebook. Em vários grupos as pessoas falavam tão bem que me instigou, coloquei na lista e comprei na Bienal 2017. Também foi o primeiro livro que escolhi ler dos tantos que comprei esse ano por lá e que ótima escolha!

Continue lendo

19ago • 16 drama, resenha

Resenha #165 O Ano em que Te Conheci

Título: O Ano em que Te Conheci
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 336
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro
Sinopse: Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.

Hey pessoal, como estão?
Hoje a resenha é de mais um livro em parceria com a Novo Conceito.
Muito obrigada NC pelo livro!

Cecelia Ahern está de volta com um livro que enaltece uma das melhores coisas da vida: a amizade.

O Ano em que Te Conheci conta a história de Jasmine, uma mulher que acabou de ser demitida e se vê forçada a ficar um ano de licença por motivos contratuais. Ela é viciada em trabalho, muito bem-sucedida em seu ramo, então quando é obrigada a ficar um ano parada ela quase chega a loucura.

“Não sei se é por causa dele ou do jeito que ele era, mas sempre acreditei esperançosamente que as pessoas quietas tivessem uma mágica e um conhecimento que pessoas menos contidas não têm; que o fato de não dizerem alguma coisa significa que pensamentos mais importantes estão passando pela cabeça delas. Talvez aquela simplicidade aparente contivesse um mosaico escondido de pensamentos fantásticos e, entre ele, meu avô Adalbert querendo que eu me chamasse Jasmine.”

Continue lendo

25jul • 16 drama, Globo Alt, jovem adulto

Resenha #160 Redoma

Título: Redoma
Autor: Meg Wolitzer
Editora: Globo Alt
Páginas: 287
Classificação: 3,5 estrelas


Sinopse: Considerado o melhor livro jovem de 2014 pela Time se inspira no clássico autobiográfico de Sylvia Plath para falar sobre a dor da perda e a busca pela aceitação na adolescência
Se a vida fosse justa, Jam Gallahue estaria vivendo sua vida tranquila em Nova Jersey, assistindo a séries de comédia e abraçando seu namorado, Reeve Maxfield. Ela não estaria infeliz e sem vontade de se levantar da cama, nem estaria em um internato para adolescentes “emocionalmente frágeis”, com uma colega de quarto esquisita. Mas a vida não é justa, Jam perdeu seu primeiro amor e está completamente perdida.
A mudança de escola parece a única possibilidade de recuperação para a garota, que passou quase um ano mergulhada em tristeza. No entanto, ela odeia a nova rotina e decide levar tudo com o menor esforço possível. Por isso, Jam fica bastante surpresa quando descobre que foi selecionada para a exclusiva e lendária aula de “Tópicos Especiais em Inglês”, da misteriosa Sra. Quenell. A turma tem mais quatro estudantes, todos com histórico de traumas ainda piores que os de Jam. Mesmo assim, a professora parece não se importar com a fragilidade de seus alunos quando escolhe o livro que trabalhará durante o semestre: A redoma de vidro, de Sylvia Plath. O romance, que narra a série de eventos que levariam a estudante Esther Greenwood a um colapso nervoso, parece a opção mais improvável, e talvez inadequada, para adolescentes que ainda estão superando experiências difíceis.Além das discussões sobre o livro, cada aluno tem a tarefa de escrever em um diário entregue pela professora. E é esse trabalho que leva Jam e seus amigos desajustados à Redoma, um lugar misterioso onde o passado pode ser revivido, e cada um dos alunos pode rever sua vida antes do momento traumático que levou ao internato. Repleto de referências ao clássico de Sylvia Plath, Redoma é um romance sobre o primeiro amor, o sofrimento profundo, o amadurecimento e os problemas de aceitação na adolescência. É também uma história sobre como a amizade pode ajudar a superar os piores traumas da vida.

Olá galera, eu disse que tinha voltado a ser a frenética dos livros rsrs e hoje já estou de volta com mais uma resenha! Sim, esse segundo semestre promete ser bem produtivo em relação ao atraso com as leituras rs.

Hoje vou falar sobre Redoma, um jovem adulto escrito pela Meg Wolitzer e que causou muito burburinho em 2015. Logo quando vi a Globo Alt anunciando, fiquei bastante curiosa e acabei ganhando de presente no amigo secreto (aqueles de fim de ano rs), mas só agora tive a oportunidade de me dedicar a leitura, e foi uma experiência bem interessante.

Primeiro de tudo, Redoma não era nada do que eu imaginava. Já tinha lido a sinopse e sabia que a personagem principal tinha passado por um trauma etc. Mas o livro é mais do que isso.

Continue lendo

06jun • 16 adulto, drama, Erótico, resenha

Resenha #151 Epilogue (The Dark Duet #3)

Título: Epilogue
Autor: C.J. Roberts
Editora: Neurotica Books
Páginas: 209
Gênero: Adulto, Erotica, Dark, Romance
Classificação: 4 estrelas

Sinopse: Estou escrevendo porque você implorou. Você sabe como eu amo quando me imploram. Aliás, você, provavelmente, sabe de muitas coisas e as conhecem de cor e salteado. Quem sou eu? Bom, isso é o que eu estou tentando descobrir. Eu fui uma prostituta ainda muito jovem, um assassino desde a adolescência, e um monstro desde quando me tornei um homem. Eu sou o homem que raptou Livvie. Eu sou o homem que manteve cativa em um quarto escuro por semanas. Mas, mais importante, eu sou o homem que ela ama. Ela me ama. É perturbador, não é? Claro que há muito em nossa história para explicar em poucas palavras, mas eu não tenho como justificar meu comportamento naquela época. Acredito que, se você está lendo isso, eu não preciso me justificar. Você já encontrou suas próprias justificativas. Você está lendo isto, porque quer saber o resto da história. Você quer saber o que aconteceu naquela noite de verão em Setembro de 2010, a noite em que eu encontrei Livvie no The Paseo. Foi a noite em que minha vida mudou novamente. Não aconteceu exatamente como Livvie disse. Ela foi muito bondosa comigo ao recontar nossa história. A verdade é muito mais … complicada.


“Sobrevivência é a mais importante das coisas. 
Ela nos dá a chance de viver e encontrar todas as coisas 
que fazem a vida valer a pena. Eu encontrei redenção. 
Eu encontrei perdão. Eu encontrei amor.”
 

 

AVISO: Esta resenha pode conter SPOILERS. Se você ainda não leu a resenha dos dois primeiros livros, leia aqui.
Caleb e Livvie estão de volta e preciso confessar que, mesmo com toda a estranheza destes dois, eu senti falta deles. Então, só para situar todo mundo, a série tinha terminado naquele segundo livro, quando Caleb está lendo o livro de Livvie, onde ela conta o que aconteceu com ela quando ele a raptou. Óbvio que ela fez tudo parecer melhor do que realmente aconteceu, se é que podemos usar a palavra “melhor” nesse caso.

 

Continue lendo

27fev • 16 book, drama, intrínseca, resenha, resenha dupla

Resenha #137 Como Eu Era Antes de Você

Título: Como Eu Era Antes de Você
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Gênero: Romance
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

Resenha dupla na área galera! Roxo são palavras da Barbara e Pink da Raquel. Enjoy!

Hey folks, um aviso antes de você começar a ler… pegue uma caixa de lenços de papel. Você vai precisar! Aproveita e dá play e entre na vibe. – Barbara

Loving can heal
Loving can mend your soul

É verdade, eu demorei a ler esse livro por um simples motivo: Todos diziam que eu ia chorar, muito! E eu não estava com vontade de chorar com nenhum livro, não importando o quão perfeito ele fosse… mas aí começou a sair notícias do filme, as pessoas só sabiam falar de Lou com suas roupas diferentes e Will rabugento. Como se já não fosse o suficiente, Raquel resolveu ler rsrsrs. Eu tomei vergonha na cara e fizemos um BR (Buddy Read) e essa resenha é o resultado. – Barbara

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
07jul • 15 drama, lançamento, mistério, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #97 A Lista

Título: A Lista
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 384
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.



Hey pessoal!

Hoje estou de volta com a resenha de “A Lista” da Cecelia Ahern. Quando a Novo Conceito falou sobre o lançamento desse livro eu fiquei muito animada porque sou fã da Cecelia, sempre quando me perguntam qual foi o livro que mais me fez chorar eu digo sem pensar duas vezes “P.S. Eu te amo.”. Eu gosto muito da forma como ela escreve, dos assuntos, dos problemas reais que ela traz em suas obras, então quando os livros de parceria chegaram na mesma hora comecei a ler seu mais recente lançamento.

“ – E sobre o quê é a matéria?
– Sobre as pessoas que estão na lista.
– E quantas pessoas há nessa lista?
– Cem no total.
– E qual será o tamanho dessa história?
– Qual é o tamanho da sua história?”

Continue lendo

12mar • 15 drama, lançamento, resenha

Resenha #83 A Mais Pura Verdade

Título: A Mais Pura Verdade
Autor: Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Gênero: YA
Classificação: 5 estrelas
Compre o livro
 
Sinopse: A Mais Pura Verdade – Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.
“A Mais Pura Verdade” foi o primeiro livro que recebemos de parceria aqui no blog, primeiro a prova e depois a edição completa. Eu fiquei bastante animada com a história e ao mesmo tempo receosa para descobrir qual aventura iria se desenrolar…
Nós conhecemos Mark, uma criança como outra qualquer que tem um cachorrinho extremamente fiel, uma melhor amiga atenciosa e pais amorosos… mas essa vida aparentemente perfeita não é tão perfeita assim. Nós descobrimos no primeiro capítulo que Mark está fugindo de casa, os motivos ainda não são muito certos, porém fortes o suficiente para fazê-lo abandonar todos, menos o seu cãozinho Beau.
“A montanha estava me chamando. Eu tinha que fugir. E como tinha…”

Continue lendo

07mar • 15 Balada Literária, drama, literatura estrangeira, new adult, Verus

#3 Balada Literária

Hey, voltamos com a coluna mais badalada no meio literário o/ tunts tunts tunts…

Ta atoa no fim de semana? Sem vontade nenhuma de badalar? Que tal aproveitar e adiantar algumas leituras? Nessa coluna as GeL’s dão dicas de livros que podem ser lidos durante o fim de semana, então se liga aí porque você pode ter um desses parado na estante. 😉

A primeira indicação é para os fãs de New Adult. Easy é um romance maravilhoso, sensível e que vai fazer você se apaixonar pelo mocinho super hot! Quem não conhece o gênero, nada melhor do que começar com esse.

Sinopse: Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor.

Continue lendo

22fev • 15 drama, mistério

Resenha #79 Mar da Tranquilidade

Título: Mar da Tranquilidade
Autor: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 368
Classificação: 4,5 estrelas
Sinopse: Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.

Esse foi um livro comprado pelo impulso. Eu vi e simplesmente levei, não li resenhas e nem a sinopse rs fazia tempo que eu não lia um livro completamente no escuro. Não posso dizer que tinha uma expectativa, apenas achava ser algo bem diferente do que se revelou.
Nastya Kashnikov passou por um acontecimento terrível que mudou completamente sua vida, destruindo quem ela era e como era conhecida e então calou-se para o mundo. Alguns anos após o ocorrido Nastya vai morar com a tia em outra cidade, longe de tudo e de todos que a lembravam constantemente da pessoa que ela deixou de ser. Ao adotar um visual meio “pirigótica” e junto com seu silêncio ela tem o propósito de se manter o mais longe possível das pessoas e evitar ao máximo que elas se sintam tentadas a se aproximarem dela.

“As pessoas que nunca passaram por merda nenhuma sempre acham que sabem como você deve reagir ao fato de sua vida ter sido destruída. E aquelas que passaram por situações complicadas acreditam que você deveria lidar com as dificuldades do mesmo jeito que elas. Como se existisse um roteiro preestabelecido para sobreviver ao inferno.”

Continue lendo

12abr • 14 best, drama, mistério, resenha, Suspense, Tarryn Fisher

Resenha #17 Mud Vein

Título: Mud Vein
Autor: Tarryn Fisher
Editora: Kindle Edition
Páginas: 283

Classificação: 5 estrelas 

Compre: http://amzn.to/2nmjvGH

Sinopse: Quando a isolada romancista Senna Richards acorda, em seu trigésimo terceiro aniversário, tudo está diferente. Presa atrás de uma cerca elétrica, trancada em uma casa no meio da neve, Senna é deixada para decodificar pistas que a farão descobrir o porquê de ter sido raptada. Se ela quer sua liberdade, ela deve olhar para seu passado com atenção. Mas seu passado tem um pulso… e seu raptor não está em lugar algum. Com sua sobrevivência na corda bamba, Senna logo percebe que isso é um jogo. Um jogo perigoso. Apenas a verdade poderá libertá-la.

“A vida não é aleatória.”
 
“É doloroso olhar para dentro de si mesmo e ver os por quês e como você funciona. Você é muito mais feio do que pensa; muito mais egoísta do que gostaria de admitir. Então, você ignora o que está dentro de você, pensando que se você não fizer um reconhecimento, não existe realmente.”
 
“Isto é um jogo, e se eu quero escapar, preciso descobrir a verdade.”

 

WOW!
Não acredito ser possível explicar, em uma simples resenha, o que esse livro fez comigo. Este é um dos poucos livros que eu mergulhei de cabeça sem ler a sinopse ou qualquer resenha. A única coisa que eu sabia, era que a Colleen Hoover, uma de minhas escritoras favoritas, recomendou esse livro dizendo que era sensacional.

Continue lendo