Categoria: drama

21abr • 22 A. S. Teague, adulto, drama, Esportes, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #409 The Hardest Hit

Título: The Hardest Hit
Autor: A. S. Teague
Editora: Independente
Páginas: 300
Ano: 2019
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Melanie Holstein é a mulher que deixei escorregar pelas pontas dos dedos.
Uma noite em Las Vegas, com a mulher apaixonante que dava o melhor de si, foi o suficiente para eu saber que ela é a única. Exceto por alguns pequenos problemas.
Sou Aiden Shaw, o quarterback estrela de um time que fica a quinhentas milhas de distância de sua casa em Atlanta. Ela não quer filhos e eu tenho três garotos barulhentos que ocupam todo o meu tempo livre.
O momento para nós nunca parece certo e, depois de tantas conexões perdidas, eu quase desisti de nós.
Até minha carreira dar uma guinada devastadora.
Mel é a primeira ao meu lado, determinada a me recompor. Ignorando minha amargura e dor, ela cura mais do que apenas minha perna machucada e, finalmente, parece haver um futuro para nós. Mas a senhora sorte nunca esteve do nosso lado.
E a próxima tragédia que nos persegue pode ser a mais dura de todas.

Alô galera fã de livros com esportistas, essa resenha é para vocês!

The Hardest Hit é o segundo livro da série The Hardest, o primeiro vocês podem conferir a resenha aqui. Eu amei o primeiro e naturalmente não poderia deixar de ler a sequência. Bom, nesse livro nós vamos acompanhar a história de Melanie e Aiden. Eles se conhecem na mesma noite que Griff e Brooke, mas diferente deles, a noite em Vegas não rendeu um bebê rsrs. A verdade é que eles tiveram uma noite muito divertida, mas pode ir parando com esses pensamentos impuros! Eles realmente se divertem apenas conversando e a noite só rende uma amizade.

Os anos passam e esses dois vivem em um eterno desencontro, a atração é forte e mútua, mas eles nunca estão na mesma página, por morarem em cidades diferentes e viverem suas vidas, era realmente difícil fazer um relacionamento real acontecer. Eles permanecem amigos e trocando mensagens, mas não evolui.

Continue lendo
18fev • 22 drama, jovem adulto, Kylie Scott, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #401 Trust

Título: Trust
Autor: Kylie Scott
Editora: Independente
Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance/ Drama/ Jovem Adulto/ Literatura Americana
Páginas: 300
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Ser jovem tem tudo a ver com experiências: a primeira vez que você mata a escola, a primeira vez que você se apaixona … a primeira vez que alguém aponta uma arma para sua cabeça.
Depois de ser mantida refém durante um assalto na loja de conveniência local, Edie, de dezessete anos, vê sua atitude em relação à vida abalada. Não querendo suportar o esnobismo e o bullying em sua escola particular, ela se matricula na escola pública local, cruzando com John. O menino que arriscou a vida para salvar a dela.
Enquanto Edie está começando a ficar selvagem, John está apenas começando a se acalmar. Depois de anos festejando e traficando drogas com seu irmão mais velho, ele está se endireitando… chegando para a aula na hora e pensando sobre o futuro.
Um vínculo improvável cresce entre os dois enquanto John mantém Edie longe de problemas e a ajuda a ampliar seus horizontes. Mas quando ele a ajuda com outro primeiro, perder a virgindade, a amizade deles se complica.
Enquanto isso, Edie e John são puxados de volta para o mundo perigoso do qual escaparam por pouco. Eles tiveram sorte de sobreviver da primeira vez, mas desta vez eles têm mais a perder… um ao outro.

Hey pessoal, tudo bem com vocês? Eu gostei muito da minha primeira experiência lendo um livro da Kylie e por isso obviamente fui atrás de mais.

Trust é um jovem adulto que vai nos apresentar a John e Edie, eles vão se conhecer por causa de uma situação de quase morte. Ambos estavam em uma loja de conveniência quando um assaltante entra e os faz de refém. Ao final eles sobrevivem, mas não sem antes toda a situação deixa-los marcados e com um vínculo entre si.

O tempo passa e Edie passa a estudar na mesma escola que John, lá ela percebe que ele não era um cara muito certinho, e ela ainda está traumatizada com tudo o que viveu, então ela está pouco se lixando para os problemas e as consequências de suas atitudes. Edie vai viver uma fase destrutiva, e é John quem vai estar por perto para segurar as pontas da nossa mocinha.

Continue lendo
06fev • 22 Colleen Hoover, drama, Literatura Americana, literatura estrangeira, Montlake, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #399 Reminders of Him

Título: Reminders of Him
Autor: Colleen Hoover
Editora: Montlake
Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance/ Drama/ Literatura Americana
Páginas: 335
Ano: 2022
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Uma jovem mãe problemática anseia por uma chance de redenção nesta história triste, mas esperançosa da autora bestseller número 1 do New York Times, Colleen Hoover.

Depois de passar cinco anos na prisão por causa de um erro trágico, Kenna Rowan retorna à cidade onde tudo deu errado, com a esperança de rever sua filha de quatro anos. Mas parece que as atitudes de Kenna fazem com que seja impossível que seus erros sejam reparados. Todos os que fazem parte da vida de sua filha estão determinados a rejeitá-la, não importa o quanto ela tente provar seu valor.

A única pessoa que não se fechou completamente para ela é Ledger Ward, o dono de um bar local e um dos poucos que mantém uma conexão com a filha de Kenna. Ambos estariam arriscando perder a confiança de todos aqueles que consideram importantes se alguém descobrisse como Ledger tem se tornado uma parte essencial na vida de Kenna.

Os dois criam uma conexão apesar da pressão que os rodeia e, à medida que o romance deles evolui, o risco também acaba surgindo. Kenna tem que encontrar um jeito de se eximir dos erros do passado para que possa construir um futuro de esperança e cura. (Tradução por: @uglylovebr)

Dear Scotty…

Ela conseguiu novamente. Colleen Hoover tem um dom para nos emocionar com suas histórias, e com Reminders of Him não poderia ser diferente…

O livro vai contar a história de Kenna, uma mulher que ficou presa por cinco anos por um homicídio culposo (quando não há intensão de matar), ela dirigia alcoolizada e sofreu um acidente, nesse acidente o namorado dela acabou falecendo e ela foi responsabilizada por isso.

Já na prisão, ela descobre que estava grávida e sua filha, após nascer, é imediatamente entregue para os avós paternos. Kenna termina sua sentença e finalmente é o momento de conhecer sua filha, mas para isso ela precisa enfrentar muitos desafios, o primeiro é coragem para se aproximar dos pais de Scotty. Ela convive com a culpa do acidente e tem certeza de jamais será perdoada, mas o desejo de conhecer a própria filha é mais forte e o que a motiva a vencer seus próprios medos.

Continue lendo
26jan • 22 Brittainy C. Cherry, drama, Literatura Americana, literatura estrangeira, Record, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #396 Vergonha

Título: Vergonha
Autor: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance/ Drama/ Literatura Americana
Páginas: 420
Ano: 2019
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão.

Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infância o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira.

Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.

Hey galera, finalmente a resenha desse livro aqui no blog!

Muitas pessoas fizeram propaganda dele para mim lá no instagram e eu obviamente fui ler rs. Não é a minha primeira experiência com a autora e por esse motivo eu já previa uma certa sofrência, já que esse é o estilo dela. Sim, o drama tá ON nessa história, xô fazer um resumo aqui.

O livro vai contar a história de Grace e Jackson, ambos cresceram em uma cidade pequena, aquelas em que todo mundo se conhece e se mete na vida alheia rs, porém ambos são de círculos completamente diferentes. Grace é a filha perfeita do pastor local, ela é casada, bonita, graciosa e encantadora. Perfeita. Já Jackson é o “monstro” da cidade, filho do maluco bêbado local, um babaca com 99,9% das pessoas e o sonho de consumo das mulheres da cidade, mas xiu, não conte para ninguém, é um segredo que elas desejam o bad boy rs.

Continue lendo
13jan • 22 adulto, AllBook Editora, drama, Jewel E. Ann, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #393 Perfeito para o Papel

Título: Perfeito para o Papel
Autor: Jewel E. Ann
Editora: AllBook Editora
Páginas: 324
Ano: 2020
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Flint Hopkins encontra a inquilina perfeita para alugar o espaço sobre seu escritório de advocacia em Minneapolis.
Todos os requisitos foram preenchidos na proposta de Ellen. As referências dela são boas. E ela é bonita.
Até…
Flint descobrir que Ellen Rodgers, musicoterapeuta certificada, toca instrumentos musicais. Bongô, violão, canto – nada de Beethoven que se pudesse controlar com fones de ouvido com cancelamento de ruído.
O advogado implacável envia um aviso de despejo para a efervescente ruiva que cantarola eternamente, que é sexy demais para o próprio bem. Mas a sorte está do lado de Ellen, e Harrison, o filho autista de Flint, gosta dela à primeira vista. Um pai solteiro não pode competir com violões – e ratos. Sim, ela tem ratos de estimação.
Essa mulher…
Ela é irritantemente feliz e tem uma necessidade constante de tocá-lo – ajeitar sua gravata, abotoar sua camisa, invadir seu espaço e bagunçar sua cabeça.
Mesmo assim…
Ela precisa ir embora.

O relacionamento de desejo e ódio progride para algo bonito e trágico. Essa sexy comédia romântica explora as coisas que queremos, as coisas de que precisamos e as decisões impossíveis que pais e filhos tomam para sobreviver.

Hey meus amores, como vocês estão?

A resenha de hoje é de um livro que foi indicação da galera que segue o GeL no Instagram. Muitas pessoas ficavam falando que esse livro era maravilho, etc e tal e eu decidi dar uma chance. Confesso que a primeira tentativa de leitura não deu muito certo e eu deixei de lado, agora no final de 2021 dei mais uma chance e gente… que livro maravilhoso!

O livro vai contar a história de Flint e Ellen, ele é um advogado de divórcios que é dono de um prédio comercial onde aluga salas para outros empreendimentos. É por esse motivo que eles acabam se conhecendo. Ellen é uma musicoterapeuta e precisava de um espaço para montar seu consultório, Flint concorda e nossa mocinha logo começa a atender seus pacientes, porém Flint – em sua total ignorância quanto à profissão de Ellen – não imaginou que ela faria tanto barulho ao atender seus pacientes.

Alôooou Flint, musicoterapia precisa de música para acontecer kk

O excesso de barulho acaba causando um grande problema entre esses dois, e o que começou como uma relação bem amigável, logo se transformou em uma guerra de titãs rs. Flint querendo que ela saísse imediatamente do prédio, enquanto que Ellen batia o pé alegando que não sairia e que era direito de ela trabalhar ali por motivos contratuais. Ambos não contavam com a atração irresistível que brotaria entre eles e que as trocas de farpas, seria sinônimo de preliminares rs.

Continue lendo
25set • 21 drama, intrínseca, Literatura Coreana, literatura estrangeira, Min Jin Lee, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #380 Pachinko

Título: Pachinko
Autor: Min Jin Lee
Editora: Intrínseca
Páginas: 528
Ano: 2020
Gênero: Romance / Literatura Coreana/ Literatura Estrangeira/ Ficção Histórica
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: No início dos anos 1900, a adolescente Sunja, filha adorada de um pescador aleijado, apaixona-se perdidamente por um rico forasteiro na costa perto de sua casa, na Coreia. Esse homem promete o mundo a ela, mas, quando descobre que está grávida ― e que seu amado é casado ―, Sunja se recusa a ser comprada. Em vez disso, aceita o pedido de casamento de um homem gentil e doente, um pastor que está de passagem pelo vilarejo, rumo ao Japão. A decisão de abandonar o lar e rejeitar o poderoso pai de seu filho dá início a uma saga dramática que se desdobrará ao longo de gerações por quase cem anos.

Neste romance movido pelas batalhas enfrentadas por imigrantes, os salões de pachinko ― o jogo de caça-níqueis onipresente em todo o Japão ― são o ponto de convergência das preocupações centrais da história: identidade, pátria e pertencimento. Para a população coreana no Japão, discriminada e excluída — como Sunja e seus descendentes —, os salões são o principal meio de conseguir trabalho e tentar acumular algum dinheiro.

Uma grande história de amor, Pachinko é também um tributo aos sacrifícios, à ambição e à lealdade de milhares de estrangeiros desterrados. Das movimentadas ruas dos mercados aos corredores das mais prestigiadas universidades do Japão, passando pelos salões de aposta do submundo do crime, os personagens complexos e passionais deste livro sobrevivem e tentam prosperar, indiferentes ao grande arco da história.

Olá galera! Finalizei a leitura de Pachinko e agora é hora de contar as minhas impressões sobre o livro, espero que vocês gostem e se interessem pela história, pois já vou logo adiantando que é maravilhosa!

Como boa dorameira que sou, a cultura asiática invadiu a minha vida após começar a assistir essas séries/novelas produzidas no leste europeu. A curiosidade se aprofundou para além das linhas de fã de atores, cantores e grupos e kpop, passou também para a cultura e literatura. Pachinko foi o primeiro livro que li de uma autora coreana e eu não estava preparada para o que encontraria ali.

A história vai começar na Coréia, no inicio do século 20. Vamos acompanhar uma família e com o passar dos anos, suas próximas gerações. Sunja é a personagem principal, mas antes de entrar na história dela, conhecemos seus pais e avós. Os pais de Sunja se uniram através de um casamento arranjado, algo muito comum até hoje por lá e não tão distante assim da nossa realidade. Yangjin e Hoonie se casam e após vários abortos conseguem ter Sunja, a jovem que seria filha única do casal.

Continue lendo
19jun • 21 drama, Julianne Donaldson, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance de Época, universo dos livros

Resenha #366 Blackmoore

Título: Blackmoore
Autor: Julianne Donaldson
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 384
Ano: 2021
Gênero: Romance de Época/ Literatura Inglesa/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Kate Worthington conhece seu coração e sabe que nunca vai se casar. Em vez disso, seu plano é viajar para a Índia – ao menos com o intuito de encontrar paz para seu espírito irrequieto e fugir da família que ela abomina. Mas a mãe de Kate tem outros planos e faz um pacto com a filha: Índia, sim, mas só depois que a moça tiver recebido – e rejeitado – três pedidos de casamento.
Kate parte em uma viagem para a imponente mansão Blackmoore, determinada a cumprir sua parte no acordo. Lá, ela pede a ajuda de seu querido amigo de infância, Henry Delafield. Contudo, quando se trata de assuntos do coração, os pactos são insignificantes e os planos são passíveis de mudanças. Nas terras selvagens que integram Blackmoore, Kate deve enfrentar a verdade que manteve seu coração cativo. Será que o pedido que ela está determinada a rejeitar pode ser, na verdade, aquele que libertará seu coração?

Romance de época por aqui!!!

Blackmoore é um lançamento agora de 2021 que eu estava muito animada para ler, li e agora chegou o momento de compartilhar as minhas impressões sobre essa história.

Bom, tudo começa com Kate, ela tem uma grande família e a maioria são mulheres. Seguindo a tradição das mães de romances de época, a da Kate quer que ela se case, de preferência com um bom partido e se tiver um título vale ser até um idoso… rs, pois é. Porém a nossa mocinha não quer se casar, ela já bateu o pé e disse que não vai se casar, para o desespero da mãe kkk.

Tudo o que Kate quer é conhecer Blackmoore e ir para Índia. What? Como assim Barbara, explica isso melhor! Vou explicar tudo em detalhes, começando por Blackmoore.

Continue lendo
25maio • 21 drama, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Tara Sivec, Verus

Resenha #363 O Farol de Fisher

Título: O Farol de Fisher
Autor: Tara Sivec
Editora: Verus
Páginas: 294
Ano: 2020
Gênero: Romance/Drama/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Para conseguir o fim que desejam, Lucy e Fisher terão de voltar ao início… Lucy e Fisher se conheceram no último ano do ensino médio, no mesmo dia em que ele se juntou aos fuzileiros navais. As únicas certezas na vida de Fisher são o serviço ao seu país e o amor por Lucy. Após o casamento, eles vão viver em uma pequena ilha na costa Leste. Lucy já aceitou a profissão do marido, apoiando-o e tentando tolerar seu comportamento errático toda vez que ele volta de uma missão. Fisher, no entanto, é profundamente afetado pela experiência em zonas de guerra. Um dia, Fisher conclui que está se tornando um perigo para aqueles ao redor, especialmente para sua mulher, e deixa a ilha em busca de curar suas feridas. Mas agora ele está de volta, determinado a convencer Lucy de que nunca deixou de amá-la. Por meio das memórias ― boas e ruins ― de seu relacionamento, Lucy e Fisher vão precisar lembrar por que sempre conseguiram voltar um para o outro. E por que, não importa o que aconteça, esta pode ser a última vez.

Olá pessoal, aqui estou para falar de um dos meus temas favoritos em livros: segundas chances nos relacionamentos. O Farol de Fisher vai nos apresentar um casal que passou por altos e baixos e precisam decidir como seguir em frente, juntos ou não.

O livro conta a história de Lucy e Fisher, eles são moradores da Ilha Fisher – sim, a família do Fisher foi quem fundou a ilha e é dona dos maiores empreendimentos locais. Ainda adolescente, Lucy se muda para a ilha junto com seus pais para cuidarem da pousada que os avós dela administravam, é quando ela conhece Fisher na escola. Eles se apaixonam e logo se tornam namorados e inseparáveis. Porém Fisher tinha um compromisso patriótico, a época é pouco depois do 11 de setembro de 2001, e os EUA estavam em guerra e Fisher se voluntariou para ser um dos soldados.

Muitos anos se passam e sabemos que Fisher e Lucy estão divorciados há um ano. Ele não está mais morando na ilha, ela está tentando reconstruir a própria vida e investindo em um novo relacionamento. O tempo passou, a vida mudou e o casal que parecia perfeito não está mais junto.

Continue lendo
26jan • 21 Beth O'Leary, Chick Lit, drama, intrínseca, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #346 A Troca

Título: A Troca
Autor: Beth O’Leary
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2020
Gênero: Chick Lit / Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Leena Cotton tem 29 anos e sente que já não é mais a mesma. Eileen Cotton tem 79 e está em busca de um novo amor. Tudo de que neta e avó precisam no momento é pôr em prática uma mudança radical. Então, para colocar suas respectivas vidas de volta nos trilhos, as duas têm uma ideia inusitada: trocar de lugar uma com a outra.

Leena sabe que precisa descansar, mas imagina que a parte mais difícil será se adaptar à calmaria da cidadezinha onde a avó mora. Cadastrada em um site de relacionamentos, Eileen por sua vez embarca na aventura com a qual sonha desde a juventude. Dividindo o apartamento com dois amigos da neta, ela logo percebe que na cidade grande suas ideias mirabolantes não são tão complicadas assim.

Ao trocar não só de casas, mas de celulares e computadores, de amigos e rotinas, Leena e Eileen vão descobrir muito mais sobre si mesmas do que imaginam. E se tudo der certo, talvez destrocar não seja a melhor solução.

A Beth O’Leary conquistou nossos corações em Teto Para Dois, então quando um novo livro da autora foi anunciado as expectativas estavam na lua, e essa é a hora de vocês descobrirem o que achei de A Troca.

A premissa do livro é bem interessante e me fisgou de cara, começa assim: Leena é uma jovem mulher de sucesso, ela é uma das melhores do seu ramo e conquistou tudo em uma idade bem jovem, uma verdadeira workaholic. Ela mora em Londres, divide o apartamento com bons amigos, tem um namorado bacana e pretende abrir a própria empresa em breve.

Do outro lado dessa moeda nós temos Eileen, a avó de Lena que também se chama Eileen rs, bom ela vive em uma cidade mais pacata no interior da Inglaterra. Uma vida bem diferente da Eileen de Londres rs. Além do nome, sangue e amor mútuo que compartilham, essas duas mulheres estão em momentos delicados da vida e uma ideia surge, a de trocar de lugar.

Continue lendo
29dez • 20 Devney Perry, drama, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #340 Letters to Molly

Título: Letters to Molly
Série: Maysen Jar
Ordem: 2
Autor: Devney Perry
Editora: Independente
Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance
Páginas: 300
Ano: 2019
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Molly Alcott não esperava abrir sua caixa de correio em uma manhã de verão e encontrar uma velha carta enfiada entre as contas e um panfleto de supermercado. Escrita com letra familiar, datada de mais de quinze anos, a carta foi escrita para Molly depois de seu primeiro encontro com o homem que ela nunca esquecerá.
Semana após semana, novas cartas apareceram. Cada uma delas marca um evento na história de seu épico caso de amor. Cada uma cura uma ferida. Cada uma detém a confissão do homem que ainda possui o coração de Molly.
As cartas estão cheias de promessas, esperança e amor, mas, verdade seja dita, Molly deseja poder não ler todas elas.
Porque o homem que escreveu estas cartas não é quem as envia.

Eu amo um livro com drama entre casais e com segundas chances para o amor. Amo com força! Letters to Molly é exatamente assim.

Finn e Molly estão divorciados a seis anos, são pais dedicados de duas crianças e vivem suas vidas com muita tranquilidade. Finalmente eles encontraram aquele equilíbrio para fazer a família e o relacionamento com os filhos funcionar de maneira saudável. Molly parece que finalmente está pronta para um novo relacionamento, decidida a investir no vizinho simpático, trocou de carro, já aceita o fato de Finn ter uma namorada fixa e todos estão bem com o momento atual.

Continue lendo
12dez • 20 adulto, Barbara Elsborg, Cherish Book Br, drama, literatura estrangeira, Resenhas de Livros

Resenha #337 Desconhecidos

Título: Desconhecidos
Autor: Barbara Elsborg
Editora: Cherish Books Br
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Drama
Páginas: 482
Ano: 2020
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Kate Snow já está cansada de bad boys, até que um mergulho no oceano a coloca em rota de colisão com um homem ao qual ela não pode resistir. Charlie Storm transforma o conceito de bad boy em uma arte. Ele é um famoso astro do cinema cujos demônios interiores o enviam direto para o mar, em uma tentativa de suicídio. A última coisa que ele espera fazer antes de morrer é esbarrar em uma mulher com o mesmo propósito. Quando os mundos desses dois estranhos se encontram, suas vidas são reviradas. Ao sobreviver às ondas, eles descobrem que não conseguem ficar separados, dentro ou fora da cama. Kate aproveita a chance de felicidade, vendo em Charlie um homem em quem finalmente pode confiar para amá-la. Charlie não pode deixar Kate porque ela é a única mulher capaz de ver o homem que ele quer ser. Mas o preço da fama é alto e o mundo inteiro parece disposto a tentar separá-los.

Indicado para 18+

Eu comecei a ler esse livro pura e simplesmente pela autora ser minha xará rsrs. Sempre pesquisei autoras com o mesmo nome que o meu, mas acho que nunca resenhei aqui. Gostei muito da premissa de Desconhecidos e não pude deixar passar.

O livro conta a história de Kate e Charlie, eles se conhecem em um momento de puro desespero. Kate tinha sido abandonada por seu noivo no dia do casamento e descobriu que tudo não tinha passado de uma aposta tramada entre o noivo e seus amigos, pura maldade galera. Em um momento de desespero e juntando tudo o que ela já tinha sofrido ao longo da vida, ela percebe que prefere não estar mais viva e se lança nas ondas do mar. Imaginem sua surpresa ao se deparar com Charlie na mesma situação que a sua…

Continue lendo
10nov • 20 adulto, drama, Kate Stewart, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #333 Method

Título: Method
Autor: Kate Stewart
Editora: KLS Press
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Drama
Páginas: 410
Ano: 2019
Classificação: 4 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Hollywood é uma sedutora, uma trapaceira, um demônio que rouba almas. Casei com um ator de sucesso consciente que eu viria depois do seu ofício. Mas Lucas e eu somos um casal de ouro, um conto de fadas moderno.
Eu nunca duvidei do que nós construímos… Até a morte repentina do melhor amigo de Lucas provocar um escândalo e abalar a base do nosso relacionamento.
Eu escolhi Lucas como meu porto seguro… ele escolheu o papel de uma vida.
Nos próximos três meses, vou compartilhar minhas noites com um estranho, observando enquanto ele enterra sua dor, imerso em seu papel e vivendo como outra pessoa.
Já fizemos isso antes. Eu digo a mim mesma que é apenas outro filme, e ele vai voltar para mim.
Eu deveria saber que desta vez seria diferente.
Para ter meu marido de volta, vou precisar da força de dez homens. Acontece que vou ter que passar dois.

Depois que li meu primeiro livro da Kate Stewart, sabia que iria querer muito mais dela rsrs. Dito e feito! Cá estou eu para contar minha opinião sobre Method.

Comecei a leitura após conversar com as GeLs sobre esse estilo de atuação. O Método nada mais é que um estilo que muitos atores adotam quando vão compor seus personagens. Eles literalmente passam a viver como se fossem aquelas pessoas e por um período de tempo, abandonam suas personalidades para assumir a de seus personagens. Quando ouvi falar a primeira vez sobre o tema, achei bem interessante e muito louco, e após a conversa com as meninas, decidi investir e conhecer na “prática” como acontecia.

Lucas e Mila são casados há alguns anos, eles tem um relacionamento sólido, tranquilo e apaixonado. Lucas é uma estrela de Hollywood, já está entre os mais requisitados atores de sua geração e é considerado um grande artista. Já Mila não veio do mundo artístico, mesmo tendo crescido em LA, ela nunca se envolveu com esse lado glamoroso da cidade, até conhecer Lucas.

Continue lendo
1 2 3 4