adulto

Resenha #218 Big Rock

Por Barbara em 03 maio • 2018

Categoria: literatura estrangeira

18maio • 18 best book, desafio, Desafio das GeLs, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #219 A Garota que Perseguiu a Lua

Título: A Garota que Perseguiu a Lua
Autor: Sarah Addison Allen
Páginas: 243
Editora: Planeta do Brasil
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Como você pode achar seu caminho? Seguindo as nuvens ou a lua? Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida. Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo. Em Mullaby nada é o que parece.

 

Sabe aquelas pessoas que tem um abraço tão bom, mas tão bom que dá vontade de morar ali? Transfira esse sentimento para um livro e você vai entender quão bom é A Garota que Perseguiu a Lua.

Eu ganhei esse livro no natal de 2014 da Mi, como eu tinha gostado de O Pessegueiro, ela apostou que eu gostaria desse título que é da mesma autora. O tempo foi passando e o livro foi ficando na estante até que esse ano eu o escolhi como um dos livros para o desafio de 12 livros para 2018.

Agora em maio resolvi ler e não consegui parar.

Há uma promessa de felicidade por aí. Eu sei disso. Até sinto às vezes. Mas é como perseguir a lua: bem na hora em que você acha que a tem, ela some no horizonte.

Após a morte de sua mãe, Emily se muda para Mullaby, uma cidade da Carolina do Norte, para viver com o avô que até então não sabia que existia. Lá ela descobre que a cidade é cheia de peculiaridades, descobre ainda que sua mãe no passado, não era exatamente a melhor das pessoas.

Continue lendo

03maio • 18 adulto, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #218 Big Rock

Título: Big Rock
Série: Big Rock
Volume: 1
Autor: Lauren Blakely
Páginas: 224
Editora: Faro Editorial
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A maioria dos homens não entendem as mulheres Spencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam.

E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?”

Quer dizer, a vida ERA assim.

Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente – comprometedor… pelo menos durante esse processo.

Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado… até agora.

 

Tá precisando de um livro bem clichê, fofo, confortável e com uma dose sexy? Então leia Big Rock.

Eu fui tão inundada com fotos desse livro no Instagram nos últimos meses que não aguentei e tive que conferir. De cara tive uma surpresa, o livro é todo narrado por Spencer, o protagonista masculino e logo você percebe que ele é um playboy.

Um cara bem resolvido, rico, confiante, engraçado, bonito e pasmem, nada babaca! Isso aí galera, esse é um livro clichê, mas nem tanto assim rs. Ele tem um bar em sociedade com sua amiga Charlotte e os dois são uma ótima dupla, ambos muito bem confortáveis com a friendzone.

Mas não por muito tempo…

Continue lendo

30abr • 18 Cassandra Clare, Fantasia, jovem adulto, literatura estrangeira, resenha, Shadowhunters

Resenha #217 Senhor das Sombras (Os Artifícios das Trevas #2)

Título: Senhor das Sombras
Série: Os Artifícios das Trevas
Volume: 2
Autor: Cassandra Clare
Páginas: 602
Editora: Galera Record
Gênero: Jovem Adulto, Fantasia, Literatura Estrangeira
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A ensolarada Los Angeles pode ser um lugar sombrio na continuação de Dama da Meia-Noite, de Cassandra Clare. Emma Carstairs finalmente conseguiu vingar a morte dos pais e pensou que com isso estaria em paz. Mas se tem uma coisa que ela não encontrou foi tranquilidade. Dividida entre o amor que sente pelo seu parabatai Julian e a vontade de protegê-lo das graves consequências que um relacionamento entre os dois pode trazer, ela começa a namorar Mark Blackthorn, irmão de Julian. Mark, por sua vez, passou os últimos cinco anos preso no Reino das Fadas e não sabe se um dia voltará a ser o Caçador de Sombras que já foi. Como se não bastasse, as cortes das fadas estão em polvorosa. O Rei Unseelie está farto da Paz Fria e decidido a não mais ceder às exigências dos Nephlim. Presos entre as exigências das fadas e as leis da Clave, Emma, Julian e Mark devem encontrar um modo de proteger tudo aquilo que mais amam — juntos e antes que seja tarde.

Aviso: Contém spoiler do livro anterior.

Não pensei que fosse dizer isso em um futuro próximo, mas Cassandra Clare me decepcionou, e nessa resenha você vai conhecer os motivos.

Porém antes um breve resumo sobre a história.

Senhor das Sombras é a continuação de Dama da Meia-Noite, lá no primeiro livro começamos a acompanhar a saga do Blackthorne em Los Angeles e os eventos que culminaram na descoberta da traição do feiticeiro Malcolm Fade, e seus planos para trazer seu antigo amor de volta à vida.

Continue lendo

18abr • 18 adulto, book, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #215 Uma Esposa Confiável

Título: Uma Esposa Confiável
Autor: Robert Goolrick
Editora: Ponto de Leitura
Gênero: Romance
Páginas: 359
Ano: 2009
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Um amor capaz de superar as piores traições. Sucesso de crítica e vendas nos EUA – primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times, o romance Uma Esposa Confiável, estreia literária de Robert Goolrick, autor do aclamado livro de memórias The End of the World as We Know It, conta uma história de paixão, desejos proibidos e morte.

Já lançado em mais de dez países, o livro narra um caso amoroso que supera as piores traições e pecados da vida. Tudo começa em 1907, numa cidadezinha gelada no interior do Wisconsin. Ralph Truitt, o homem mais poderoso da região, aguarda o trem que trará Catherine Land, sua nova esposa. Em sua bagagem, ela traz mais do que roupas e poucos pertences: uma garrafa azul, cujo conteúdo servirá para cumprir uma antiga promessa de vingança. O que nenhum deles espera, no entanto, é que forças do desejo e do amor mudassem seus planos traçados com tanto cuidado.

Uma esposa confiável é inspirado nas memórias de infância do autor, que cresceu ouvindo de seus pais e amigos as histórias dramáticas do sul dos Estados Unidos.

 

Eu comprei esse livro numa promoção na Livraria Leitura, tinham vários livros de bolso por lá e esse, pela sinopse, foi o que me ganhou. No mesmo dia comecei a leitura e não parei mais. O livro tem uma pegada de mistério que vai te instigando a continuar lendo e te prende totalmente à história. Ao mesmo tempo, senti um tom erótico que confesso, não esperava.

O livro gira em torno de três pessoas. Ralph é um homem muito rico, lá nos seus 50 e tantos anos e muito entristecido pelas tragédias que ocorreram ao longo de sua vida. Após 20 anos viúvo, ele decide que é o momento de dar uma nova chance para a felicidade. Ele quer se redimir do passado e recomeçar, para isso ele coloca um anúncio no jornal em busca de uma esposa. Estamos nos EUA de 1907, numa cidadezinha do interior de Wisconsin. Essa era uma prática muito comum e não difere muito dos aplicativos de encontro atuais né rs.

“Às vezes havia uma bondade sussurrada porque havia algo em Ralph, mesmo imóvel e em silêncio, capaz de comover um coração compassivo.”

Através desse anúncio ele conhece Catherine, uma mulher misteriosa que em suas cartas afirmava ser uma pessoa tranquila e sem pretensões e ao primeiro encontro, Ralph percebe que não é.

Continue lendo

19fev • 18 Chick Lit, desafio, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Verus

Resenha #211 A Pequena Livraria dos Corações Solitários #1

Título: A Pequena Livraria dos Corações Solitários
Série: A Livraria dos Corações Solitários
Ordem: 1
Autor: Annie Darling
Editora: Verus
Gênero: Chick Lit/Romance
Páginas: 308
Ano: 2017
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

 

Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

 

Hey pessoal, como vocês estão?

Hoje a resenha é desse livro que só pela capa já dá pra perceber que é fofo né?!

A Pequena Livraria dos Corações Solitários, conta a história de Posy, uma jovem mulher que acabou de herdar uma livraria centenária, a Bookends. Essa livraria estava na família de sua antiga dona há muitos anos, mas seus tempos de glória se foram há tempos.

Em seu testamento, Lavinia – antiga dona, deixa para Posy, que era como uma neta para Lavinia, a missão de reformar a Bookends e fazer com que ela tivesse sucesso novamente. Em um prazo de dois anos, Posy deveria fazer a livraria gerar lucro ou então ela passaria para Sebastian, neto de Lavinia e ex-crush da nossa mocinha.

Continue lendo

15jan • 18 best, best book, Fantasia, jovem adulto, literatura estrangeira, mistério, new adult, Romance

O Melhores de 2017 #Top3

Chegou o momento de elegermos os melhores de 2017, então se liga aí no top 3 das nossas melhores leituras do ano!

 

 

1. Estrela da Manhã

Esse livro, essa trilogia… é simplesmente sensacional! Eu lia e surtava a cada página e novo acontecimento, é uma trilogia que você definitivamente precisa dar um chance. Quer emoção? Então leia a trilogia Red Rising. Ah, tem resenha dos três livros aqui no blog. Clica no link aí confere.

2. Uma Tocha na Escuridão

Esse livro está aqui por motivos de Helene Aquilla. Sério, eu lia os caps dela e só queria aplaudir de pé, amo com força! Também tem resenha e você precisa ler e conhecer a série Uma Chama Entre as Cinzas.

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
08jan • 18 jovem adulto, literatura estrangeira, Novo Século, resenha dupla, Resenhas de Livros

Resenha #208 Eleanor & Park

Título: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Páginas: 328
Ano: 2014
Classificação: Barbara 4 estrelas / Michelli 3 estrelas

Sinopse: Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivo caótico e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e, aos olhos de Eleanor, impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder. Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor e Park é chocante, engraçado, triste e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor.

Oi pessoal! 2018 chegou e o primeiro post é resenha dupla! Só para lembrar, cor roxa são palavras da Ba e vermelho de Mi. Enjoy!

Rainbow Rowell! Ainda não acredito que tenha um livro seu que eu não goste! rsrs. Sabe aquele livro que você abre e tem uma sensação estranha… tipo um desastre de trem e você está de fora sem poder fazer nada para impedir? Foi assim que me senti quando comecei a ler Eleanor e Park. – Barbara

Eleanor e Park me lembrou um pouco da música Eduardo e Monica de Legião Urbana kkk, dois opostos que se atraem. Um carinha que parece ter saído de uma banda de K-pop somando com uma gordinha cacheada e ruiva.
Quem aí se lembra do primeiro amor, aquele amor inocente e avassalador? É bem disso que se trata esse livro. Eu comecei a leitura com um pressentimento bem ruim em relação ao final, sorte que não foi a tragédia que eu esperava, mas também foi bem diferente do que eu tinha em mente. – Michelli

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
24nov • 17 jovem adulto, literatura estrangeira, Romance

Resenha #206 Mil Beijos de Garoto

Título: Mil Beijos de Garoto
Autor: Tillie Cole
Editora: Outro Planeta
Gênero: Romance, Jovem Adulto, Ficção
Páginas: 400
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse:  Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.

 

Atenção, preparem os lencinhos porque esse livro é de chorar rios…
Mil beijos de garoto da Tillie Cole foi um livro escolhido e comprado baseado apenas no tanto que as pessoas nas minhas redes sociais falavam sobre ele. Eu sabia que seria um livro emocionante e que provavelmente me levaria às lágrimas, mas eu não li a sinopse nem resenhas sobre, então foi realmente um salto no precipício literário.

E não me arrependi.

 

Continue lendo

07out • 17 jovem adulto, literatura estrangeira, resenha

Resenha #204 Without Merit

Título: Without Merit
Autor: Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Páginas: 384
Gênero: YA, Jovem Adulto
Ano: 2017
Idioma: Inglês
Classificação: 5 estrelas
Adquira: ebook / físico

 
Sinopse: “Nem todo erro merece uma consequência. Tudo que merecem, às vezes, é perdão.”
 
A família Voss é tudo, menos normal. Eles vivem em igreja adaptada, recentemente batizada como Dollar Voss. A mãe, que já teve câncer, vive no porão. O pai é casado com a antiga enfermeira da mãe. O irmão mais novo não pode comer ou fazer nada divertido, e os irmãos mais velhos são irritantemente perfeitos. E então, existe a Merit.
 
Merit Voss coleciona troféus que ela não ganhou e segredos que sua família a força a guardar. Enquanto procura por um novo troféu em uma loja de antiguidades, ela encontra Sagan. Sua esperteza e idealismo indesculpável a desarmam e acendem uma nova faísca de vida dentro dela – até que ela descobre que ele é completamente indisponível. Merit se retrai ainda mais, vendo sua família de longe, quando ela descobre um segredo que troféu nenhum no mundo poderia consertar.
 
Cansada das mentiras, Merit decide destruir a ilusão de família feliz da qual ele nunca fez parte antes de deixá-los de uma vez por todas. Quando seu plano de escape falha, Merit é forçada a lidar com as consequências de contar a verdade e perder o único garoto que ela ama.
 
 
“Suas emoções e reações são válidas, Merit. 
Não permita que te digam o contrário. 
Só você pode senti-las.”
Without Merit mexeu tanto comigo que, dias após a leitura, eu ainda estou sem palavras. É fato que amo todo os livros da Colleen, mas a preciosidade do que ela criou aqui e o fato de que, em um mundo tão imerso em caos, alguém investiria seu tempo em uma história deste tipo me encanta.
Esta é a história de Merit, uma garota de dezessete anos emocionalmente complexa. A verdade é que, apesar de parecer uma garota comum, ela esconde segredos e cicatrizes profundas. Conforme avançamos na leitura podemos ver que sua família tem sérios problemas de relacionamento, o que a faz sentir-se cada vez mais insignificante. O fato de ter uma irmã gêmea também mexe com Merit. É como se sua irmã tivesse tudo e a tornasse invisível. E é por causa de tal irmã que Sagan entra em sua vida. Bom, vocês conhecem os mocinhos da Colleen. São todos lindos, fofos e apaixonantes, que fazem com que você caia de amores por eles em um piscar de olhos e coisa e tal. Sim, vocês sabem do que estou falando. Sagan é tudo isso…  e um pouco mais, mas está fora dos limites se apaixonar por ele, porque …. AHA! TE PEGUEI. Acho melhor deixar que vocês mesmos descubram.

Continue lendo

02out • 17 Globo Alt, literatura estrangeira, new adult

Resenha #202 Mr. Romance

Título: Mr. Romance
Série: Masters of Love
Ordem: 1
Autor: Leisa Rayven
Editora: Globo Alt
Gênero: New Adult
Páginas: 358
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Max Riley é um homem incrível que pode fazer com que as fantasias mais fantásticas ganhem vida: sob o alter ego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro personagem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. 
Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando a identidade e as artimanhas de Max. Desesperado para proteger seu anonimato e de suas clientes, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história.
Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?
“Talvez sua conquista mais impressionante tenha sido me ajudar 
a finalmente entender que o romance é incrível – e qualquer um 
que tente te dizer o contrário está apenas enganando a si mesmo.”

 

Antes de tudo, aperte o play. Confie em mim…

Continue lendo

10ago • 17 literatura estrangeira, resenha

Resenha #198 Bad Mommy

Título: Bad Mommy
Autor: Tarryn Fisher
Editora: CreateSpace Independent Publishing Platform
Gênero: Thriller, Contemporary
Páginas: 231
Ano: 2016
Classificação: 4 estrelas

 

Sinopse: Quando Fig Coxburry compra uma casa na Rua Barett Street, não é porque ela gosta do bairro, nem porque gosta da casa. É porque tudo que ela deseja está na porta ao lado: o marido, a criança, e a vida que pertence à outra pessoa.
 
 
“Eu te vejo conquistando coisas que não merece, vivendo a vida. É uma tremenda merda. Fico ressentida porque sou mais merecedora do que você. Eu poderia ser uma melhor “você”. Fim da história. Eu sou cada mulher, estão todas em mim”. – Fig
Por onde começar? Todo mundo sabe que a Tarryn é louca, mas este livro foi o mais maluco ever. Superou Mud Vein (na insanidade apenas, na genialidade MV ainda é o THE BEST EVER!). Aqui temos três pontos de vista diferentes. O primeiro deles é da Fig. Como posso começar a falar desta mulher? Sabe aquelas pessoas para quem não existem limites no que diz respeito a conseguirem exatamente TUDO que elas querem? Pois é, não há limites para a Fig.

Continue lendo

08ago • 17 lançamento, literatura estrangeira, new adult

Resenha #197 Atheists Who Kneel and Pray

Título: Atheists Who Kneel And Pray
Autor: Tarryn Fisher
Editora: Publicação Independente 
Gênero: New Adult
Páginas: 250
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Yara Phillips é uma musa errante. Sai com homens que precisam dela, mas sempre vai em direção a algo novo, nunca ficando no mesmo lugar por muito tempo.
David Lisey precisa de uma musa. Um músico talentoso em falta de inspiração lírica. Quando a vê pela primeira vez, sabe que encontrou o que procurava.
Yara acredita que pode dar a David exatamente o que ele precisa para atingir o ápice de seu potencial: um coração partido.
A religião de David é o amor, a de Yara é a tristeza.
Nenhum está disposto a se render, mas a religião sempre requer sacrifícios.
“O amor não é parte de algo. É a única coisa.”

 

Quando fiquei sabendo deste lançamento, fiquei empolgada, mas não fazia ideia da maravilha que Tarryn havia criado. Já estou acostumada com suas loucuras, e anseio por elas de certo modo, pois sei que cada livro será único e brilhante a seu modo. Porém, meu amigo, neste livro ela se superou de uma maneira fantástica. WOW! Então se prepare porque você está prestes a testemunhar uma resenha apaixonada.
Esta é a história de Yara, uma mulher que ainda não encontrou seu lugar no mundo e que esconde cicatrizes profundas de seu passado. Também a história de David, um músico com um coração de ouro. Quando os dois se encontram, é inevitável o clichê de ficarem juntos. Ela é o tipo dele, ele o dela, mas nada nos prepara para todas as emoções e loucuras que o relacionamento destes dois trazem à existência.

Continue lendo

1 2 3