drama

Resenha #366 Blackmoore

Por Barbara em 19 jun • 2021

Posts arquivados em: Tag: resenha

22jul • 21 Ficção, LaVyrle Spencer, Literatura Americana, literatura estrangeira, Pedrazul, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance histórico

Resenha #369 Glória da Manhã

Título: Glória da Manhã
Autor: LaVyrle Spencer
Editora: Pedrazul
Páginas: 416
Ano: 2021
Gênero: Romance / Ficção Histórica/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Na cidade de Whitney, na Georgia, eles a chamavam de “a louca viúva”. Eleanor era mãe de dois meninos e estava grávida do terceiro. Sem ter como cuidar do sítio, dos animais, e de rachar lenha para o rigoroso inverno que se aproximava, desesperada, colocou um anúncio no jornal da cidade: PROCURA-SE UM MARIDO. Precisa-se de um homem saudável, de qualquer idade, disposto a trabalhar bastante e compartilhar o lugar”.
Will Parker tinha passado os cinco últimos anos na prisão por ter matado uma prostituta para defender seu único amigo da morte, mas a justiça não encarou seu ato como uma boa ação. Sem ter onde morar, comer, e usando uma calça e uma camisa que ele havia acabado de “pegar emprestado” num varal da cidade, candidata-se a marido de Eleanor.

Hey galera, como vocês estão?

Hoje vim comentar com vocês as minhas impressões sobre Glória da Manhã, um livro emocionante da Lavyrle Spencer.

O livro conta a história de Eleanor e Will. Ela é uma jovem viúva, mãe de dois meninos e grávida do terceiro, morando em uma fazenda e sem condições de mantê-la sozinha, ela coloca um anúncio no jornal local em busca de um marido. Sim, você leu certo, ela estava atrás de um marido. O ano é 1941, e Will é um andarilho que foi recém demitido de seu emprego na serraria da pequena cidade de Whitney. Ele é um ex presidiário e está numa fase desoladora da vida, quando lê o anúncio de Eleanor se candidata ao posto de possível marido.

A fazenda está em estado deplorável, a casa com várias partes apodrecidas, o celeiro precisando de reformas, os animais completamente soltos… por sorte Will é homem que não tem medo do trabalho duro. Eles logo caem numa rotina onde através do convívio um ganha a confiança do outro até evoluir para o casamento de fato.

Continue lendo
14jun • 21 Clichê, comédia romantica, L J Shen, Literatura Americana, literatura estrangeira, Montlake, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #365 The Devil Wears Black

Título: The Devil Wears Black
Autor: L. J. Shen
Editora: Monlake
Páginas: 363
Ano: 2021
Gênero: Romance/ Comédia Romântica/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 2 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Maddie Goldbloom elaborou um plano para garantir que tudo em sua vida fosse perfeito – desde uma carreira na moda até um apartamento chique em NYC e um namorado pediatra.
Quando seu ex, Chase Black, volta à sua vida com um pedido ultrajante, sua reação imediata é rejeitá-lo. Mas ele só quer satisfazer o último desejo de seu pai. Portanto, mesmo sendo ele o homem que lhe partiu o coração, não deve ser difícil interpretar sua noiva, especialmente se isso significa que ela pode ver o diabo arrogante se contorcer um pouco.
O que se segue é uma cadeia de eventos que detona a vida de Maddie e quando as paredes de Chase caem, ambos são forçados a enfrentar a realidade.
Dizem para manter seus inimigos por perto. Mas e se seu inimigo também for o homem que você ama?

Gente!!! Esse livro… ai ai, acho que fui com muita sede ao pote e acabei me frustrando rs.

Quando comecei a ler eu estava atrás de um romance fofo, um clichê gostosinho de ler, e a proposta desse livro unida a escrita gostosa, inteligente e divertida da L.J. Shen me animou de cara. Claramente eu fui com os burros n’água.

Um breve resumo para vocês entenderem melhor o enredo.

Tudo começa com Maddie reencontrando seu ex-namorado na porta de seu apartamento, ela tinha certeza que Chase Black estava ali para se desculpar pela traição que tinha cometido seis meses antes, ledo engano. Chase na verdade precisava de um favor, nossa mocinha estava disposta a chutar o boy com vontade, mas a história que ele contou a convenceu e logo Maddie está novamente no mundo de Chase.

A proposta era simples, fingir ser noiva dele para juntos posarem de casal apaixonado para a família do rapaz, mas por quê todo esse engano? Qual a necessidade de ser justamente a Maddie? Muito simples, o pai de Chase foi diagnosticado com câncer e tem pouco tempo de vida, nada melhor do que saber que o filho está bem encaminhado na área sentimental e com uma boa moça como Maddie, de quem a família toda de já gostava e que por um simples acaso ele não tinha contado que já fazia 6 meses que o namoro tinha acabado. Surreal, eu sei kkk.

Continue lendo
05jun • 21 12 livros para 2021, Arqueiro, Julia Quinn, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance de Época

Resenha #364 História de Um Grande Amor

Título: História de Um Grande Amor
Série: Trilogia Bevelstoke
Ordem: 1
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época/Literatura Estrangeira/Romance
Páginas: 288
Ano: 2020
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Aos 10 anos, Miranda Cheever já dava sinais claros de que não seria nenhuma bela dama. E já nessa idade, aprendeu a aceitar o destino de solteirona que a sociedade lhe reservava.
Até que, numa tarde qualquer, Nigel Bevelstoke, o belo e atraente visconde de Turner, beijou solenemente sua mãozinha e lhe prometeu que, quando ela crescesse, seria tão bonita quanto já era inteligente. Nesse momento, Miranda não só se apaixonou, como teve certeza de que amaria aquele homem para sempre.
Os anos que se seguiram foram implacáveis com Nigel e generosos com Miranda. Ela se tornou a mulher linda e interessante que o visconde previu naquela tarde memorável, enquanto ele virou um homem solitário e amargo, como consequência de um acontecimento devastador.
Mas Miranda nunca esqueceu a verdade que anotou em seu diário tantos anos antes. E agora ela fará de tudo para salvar Nigel da pessoa que ele se tornou e impedir que seu grande amor lhe escape por entre os dedos.

Romance de época na área!
É Julia Quinn, mas não é da família Bridgerton que estamos falando, sim da Bevelstoke. História de um grande amor é o primeiro livro dessa recente trilogia da autora, e aqui conhecemos a história de lady Miranda e Lord Tunner.

Miranda é vizinha da família Bevelstoke e melhor amiga de Olivia, irmã mais nova de Turner. No prólogo do livro Miranda, ainda criança, se apaixona por Turner, um jovem 10 anos mais velho que que calhou de ser muito gentil com nossa mocinha. Ela sabia que o amaria para todo o sempre, e após incentivo dele, ela começa a escrever um diário.

Continue lendo
12maio • 21 Fantasia, Galera Record, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Sarah J. Maas

Resenha #361 Casa de Terra e Sangue

Título: Casa de Terra e Sangue
Série: Cidade da Lua Crescente
Ordem: 1
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 896
Ano: 2020
Classificação: 2 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Metade feérica e metade humana, Bryce Quinlan ama sua vida. Durante o dia, ela trabalha para um negociante de antiguidades, vendendo artefatos mágicos ilegais. À noite, ela se diverte com os amigos, saboreando todos os prazeres que Lunathion – também conhecida como Crescent City – tem a oferecer. Mas tudo desmorona, quando um assassino implacável abala as estruturas da cidade – e do mundo de Bryce.

Dois anos mais tarde, seu trabalho se tornou um beco sem saída, e ela agora busca o esquecimento nas casas noturnas mais famosas da cidade. Mas quando o assassino ataca novamente, Bryce se vê arrastada para uma investigação e juntamente com um infame anjo Caído, cujo próprio passado brutal assombra todos os seus passos.

Hunt Athalar, assassino pessoal dos Arcanjos, não quer ter nada a ver com Bryce Quinlan, apesar de ter recebido ordens para protegê-la. Ela defende tudo o que ele, uma vez, se rebelou contra e parece mais interessada em se divertir do que resolver o assassinato. Não importa o quão perto de casa ela possa estar. Mas Hunt logo percebe de que há muito mais em Bryce do que aparenta, e que ele vai ter que encontrar uma maneira de trabalhar com ela, se quiser resolver o caso.

Enquanto Bryce e Hunt correm para desvendar o mistério, eles não têm como saber das ameaças que envolvem a cidade através do submundo, através dos continentes em guerra, até os níveis mais escuros do inferno, onde as coisas que estão dormindo durante milênios começam a despertar…

Com suspense e personagens inesquecíveis, essa nova série de fantasia ricamente criativa de Sarah J. Maas, explora a dor da perda, o preço da liberdade e o poder do amor.

Hey galera, finalmente vamos conversar sobre esse livro. A hype da Sarah está nas nuvens, a capa desse livro é linda e a promessa de uma fantasia mais madura me convenceram a iniciar a leitura de Casa de Terra e Sangue.

Vou fazer um breve resumo da história.

O livro vai nos apresentar a Bryce, uma semifeérica que trabalha em uma galeria de arte bem peculiar, na verdade, toda a vida da Bryce é bem peculiar rs. Ela é a melhor amiga de Danika, a alfa da matilha de lobos que patrulha a cidade em que vivem. Aí você me pergunta, que mundo é esse que mistura lobos, fadas e muito mais? É um mundo bem diverso e eu vou tentar explicar um pouco.

Bom, há muito tempo atrás os Asteri invadiram esse universo e passaram a dominá-lo. Como consequência, os humanos que lá existiam, em grande parte se tornaram escravos e ainda lutam pela libertação de seu universo. Junto com os Asteri chegaram os Vanir, que são toda a classe de seres sobrenaturais como Anjos, Feéricos, Bruxas, Lobos, Metamorfos, Sereias e muito mais.

Continue lendo
23mar • 21 12 livros para 2021, Faro Editorial, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Suspense, Tarryn Fisher, thriller

Resenha #357 Stalker

Título: Stalker
Autor: Tarryn Fisher
Editora: Faro Editorial
Páginas: 256
Ano: 2018
Gênero: Suspense/ Mistério/ Literatura Americana
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Ela não quer ser igual a você. Ela quer a sua vida. Quando Fig Coxbury compra uma casa na West Barrett Street, sua maior motivação não é o amor pelo bairro, ou ter se apaixonado pelo imóvel. É para ficar mais próxima de tudo o que ela deseja: o marido, a criança e a vida que pertence a outra pessoa. Com os olhos fixos na família Avery, Fig se insere gradualmente na rotina de Jolene, Darius e sua filha, Mercy. E não para por aí… Fig invade a privacidade familiar, e logo acredita que pode assumir, definitivamente, o lugar de Jolene. Ela persegue. Copia. Manipula. Cobiça. Usa táticas e cenas a cada momento. Toda stalker tem um objetivo. Para Fig, nada deve ficar em seu caminho.

Terceiro livro do desafio #12livrospara2021 finalizado com sucesso. Hoje trago para vocês a minha opinião sobre esse thriller da Tarryn Fisher, eu sou muito fã da autora como pessoa, mas já vou logo avisando que o livro não é tudo isso. É bom, mas…

Vamos a um resumo da história.

O livro começa nos apresentando à Fig, uma jovem mulher que sofreu um aborto espontâneo e ainda sofre com esse trauma. Um dia passeando no parque, ela vê uma garotinha e tem certeza de que ela é a reencarnação da criança que perdeu, é então que ela passa a perseguir a menina e sua família. O auge é quando a casa vizinha a da família entra em venda e a Fig compra, ela se torna vizinha à família e logo conquista a amizade de Jo, mãe da pequena Mercy.

Continue lendo
13mar • 21 It, It: A Coisa, literatura estrangeira, Outros, palhaço, Pennywise, resenha, Resenhas de Livros, Stephen King, Suma de Letras, Terror, thriller, you'll fly too

Resenha #355 It: A Coisa

Título: It: A Coisa
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 1.103
Ano: 2014
Gênero: Suspense e Mistério; Terror, Horror
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em ‘It – A Coisa’, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

“Vá embora e tente continuar a sorrir. Ouça um pouco de rock-and-roll no rádio e vá em direção a toda vida que existe com toda a coragem que você consegue reunir e toda a crença que tem. Seja verdadeiro, seja corajoso, enfrente. Todo o resto é escuridão.”

Já faz um tempinho que li It, mas desde então venho tentando contar um pouco do que este livro significa para mim. Então se segure porque, por mais estranho que pareça, esta será, provavelmente, uma declaração de amor a esta história do King.

Este livro me leu em Agosto de 2019 (é isso mesmo que eu quis dizer). Eu estava passando por um período meio sombrio na minha vida e precisava enfrentar meu próprio Pennywise, por assim dizer. Foi então que, junto com duas de minhas melhores amigas, resolvi me jogar de cabeça no mundo das bizarrices de Stephen King.

Continue lendo
11mar • 21 Audrey Bell, Clichê, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #353 Love Show

Título: Love Show
Autor: Audrey Bell
Editora: Create Space
Páginas: 323
Ano: 2014
Gênero: New Adult/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Hadley Arrington é a editora chefe do prestigiado jornal sua universidade. Jack Diamond é um aluno descontraído cujos bons olhares tornaram as coisas ainda mais fáceis do que precisam. Ela é a garota que saiu do nada e o beijou na chuva. Ele é o garoto que a fez fazer uma loucura.
Quando as apostas parecem altas demais, eles precisam decidir revelar seu amor ou abandoná-lo para sempre.

Olha mais um New Adult aqui no blog…

Love Show foi mais um achado das minhas buscas aleatórias por livros rs, gostei da sinopse e ele foi muito melhor do que o esperado. O livro conta a história de Hadley, uma estudante de jornalismo bem focada, editora do jornal da faculdade, está em seu último ano e fazendo várias entrevistas para uma posição em um grande jornal, de preferência em uma área de conflito. Sim, Hadley quer estar no foco da história e registra-la. Por isso ela se empenha tanto para ser a melhor.

Ela não é festeira, mas um dia, após receber uma notícia nada agradável, resolve se soltar e ir em uma festa. Em um momento bem cinematográfico, no meio de uma chuva torrencial, ela põe os olhos em um garoto, ele sorri e ela se lança tascando um beijão nele. Sim, eu disse que era um momento Hollywoodiano. Após o beijo a polícia do campus chega e todos se dispersam e nossa mocinha não descobre nem o nome do boy #chateada.

Continue lendo
20fev • 21 12 livros para 2021, Clichê, comédia romantica, Desafio das GeLs, Faro Editorial, Lauren Blakely, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #351 Melhor que a Encomenda

Título: Melhor que a Encomenda
Autor: Lauren Blakely
Editora: Faro Editorial
Páginas: 320
Ano: 2019
Gênero: Comédia Romântica / Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: QUAL SERIA O ÚLTIMO LUGAR PARA VOCÊ ENCONTRAR O AMOR? Depois de várias desilusões, April desiste de buscar relacionamentos e passa a focar toda a energia no trabalho, até que surge uma daquelas reuniões familiares. Ela sente-se feliz solteira… mas encarar os interrogatórios de seus pais, da irmã e de todas suas tias casamenteiras durante um fim de semana prolongado é uma ideia desesperadora.

Então, ela pensa numa solução prática: contratar um acompanhante. Parece uma tarefa simples: levar um namorado que deve servir tanto para impressionar a família quanto para afastar pretendentes indesejáveis. Theo é o candidato ideal. Lindo, simpático, atencioso e o principal: depois do fim de semana, ele recebe o pagamento e cada um segue sua vida. Esse era o plano… Só que dividir momentos engraçados e inventar histórias pode ter o efeito oposto…

Primeiro livro do desafio 12 livros para 2021 finalizado com sucesso! Vamos às minhas impressões.

Bom, eu creio que fui com muita sede ao pote quando comecei a leitura desse livro, me animei com a sinopse, já abri com um sorriso no rosto crente que iria me encantar com mais esse romance clichê de namoro fake, mas não foi bem assim.

O livro conta a história de April e Théo, ambos são moradores de Nova York e vivem vidas bem distintas. Ela é uma artista, vive de fazer pinturas em corpo humano e está ficando bem famosa em seu nicho. Théo é barman, luta para pagar as contas e oferece em serviço de acompanhante bem fora do convencional… ele cria personagens de acordo com os pedidos de suas clientes e pode ter certeza que a satisfação é garantida.

Continue lendo
23jan • 21 Colleen Hoover, internacional, lançamento, literatura estrangeira, Montlake, Paranormal, Suspense, thriller

Resenha #344 Layla

Título: Layla
Autor: Colleen Hoover
Editora:Montlake
Páginas: 299
Ano: 2020
Gênero: Thriller, Paranormal
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Quando Leeds conhece Layla, acredita que passará o resto de sua vida com ela… até que um ataque inesperado a deixa entre a vida e a morte. Após semanas internada, Layla se recupera fisicamente, mas as cicatrizes emocionais e mentais transformaram a mulher por quem Leeds se apaixonou. Para recuperar seu relacionamento, ele a leva até o hotel onde se conheceram. Quando chegam, o comportamento de Layla se torna bizarro. E essa é apenas uma dos vários acontecimentos inexplicáveis.

Sentindo-se distante de Layla, Leeds logo encontra conforto em Willow – outra hóspede do hotel com quem ele sente uma conexão através das preocupações compartilhadas. Com o aumento de sua curiosidade por Willow, sua decisão de ajudá-la a encontrar respostas cria um conflito direto com o bem-estar de Layla. Ele logo percebe que precisa fazer uma escolha, pois não pode ajudar ambas. Porém, se fizer a escolha errada, será prejudicial para todos.

“Este é o momento em que, verdadeiramente, questiono quem sou como namorado, cuidador, ser humano. Não sei porque me importo tanto em ficar, ou porque acredito que  devo manter Layla comigo. Meu comportamento neste exato momento vai contra qualquer moral que tenho, mas nunca senti tamanha certeza em meu coração.”

Continue lendo
16jan • 21 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, José de Alencar, L&PM, Literatura Nacional, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #342 Senhora

Título: Senhora
Autor: José de Alencar
Editora: L&PM
Gênero: Romance/ Literatura Brasileira
Páginas: 272
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: José de Alencar publicou Senhora em 1875, quando o Romantismo vivia já seus últimos anos de glória. Ao lado de Diva e Lucíola, Alencar completa com Senhoraa trilogia com que se propôs a traçar “perfis” de mulher. São perfis marcados pela romântica passionalidade de mulheres que movem os romances urbanos de Alencar, ambientados no Rio de Janeiro do Segundo Império.

Em Senhora, Alencar tematiza o casamento por interesse, envolvendo Aurélia e Fernando num desgaste emocional que instigará o leitor até a situação final dos acontecimentos em nível da paixão humana.

É dia de clássico da literatura nacional por aqui. Senhora foi um dos livros que escolhi para o desafio de 12 livros para 2020, confesso que sempre quis ler essa história, mas acabei enrolado por N motivos, seu eu soubesse que iria gostar tanto com certeza teria lido mais cedo.

O livro vai nos contar a história de Aurélia, uma jovem que acabou de debutar na sociedade fluminense e é cercada de mistérios. De uma beleza ímpar, a jovem era órfã e ninguém sabia muito a seu respeito, mas logo fica claro que além da beleza ela era dotada de muita inteligência e uma fortuna enorme.

Continue lendo
22dez • 20 Amy Harmon, Fantasia, Ficção, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #339 The Bird and The Sword

Título: The Bird and The Sword
Série: The Bird and The Sword Chronicles
Ordem: 1
Autor: Amy Harmon
Editora: Independente
Gênero: Fantasia/ Literatura Estrangeira/ Romance
Páginas: 338
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Engula, Filha, coloque para dentro essas palavras que paíram em
seus lábios. Tranque-as profundamente dentro de sua alma,
esconda-as até elas terem tempo para crescer. Feche sua boca
sobre o poder, não amaldiçoe, não cure, até chegar a hora. Você
não falará e não cantará, você clamará pelo céu ou o inferno.
Você aprenderá e você prosperará. Silêncio, filha. Mantenha-se
viva.
O dia em que minha mãe foi morta, ela disse ao meu pai que eu não falaria novamente, e ela lhe disse que se eu morresse, ele morreria também. Em seguida, ela previu que o rei trocaria sua alma e perderia seu único filho para o céu.
Meu pai deseja o trono, e ele está esperando nas sombras que todas as palavras de minha mãe venham a acontecer. Ele quer
desesperadamente ser rei, e eu só quero ser livre.
Mas a liberdade exigirá uma fuga, e eu sou uma prisioneira da maldição de minha mãe e da ganância de meu pai. Eu não posso falar ou emitir um som, e eu não posso empunhar uma espada ou enganar um rei. Em uma terra repleta de encantamento, o amor pode ser a única mágica que resta, e quem poderia amar… um pássaro?

Hey pessoal! É dia de Amy Harmon no blog, e Amy Harmon escrevendo fantasia, então preparem-se, porque essa história merece sua atenção e ser sua próxima leitura! Vamos lá?

The Bird and The Sword é o primeiro livro da série The Bird and The Sword Chronicles. Aqui nós vamos conhecer o reino de Jeru, inicialmente ele é governado por Zoltev, um rei muito cruel e poderoso, que fez com que seu maior objetivo de vida fosse destruir todas as pessoas que tivessem habilidades especiais.

“O medo faz de nós todos fracos”

No universo que Amy Harmon criou, existem quatro habilidades especiais com as quais as pessoas poderiam nascer dotadas, são elas: Os Tellers, aqueles que tem o dom de falar algo e isso acontecer futuramente, como profetas; Os Spinners, pessoas capazes de criar coisas valiosas com as mãos, como o mais puro ouro; Os Healers, os que possuíam o dom da cura; e os Changers, que eram os que conseguiam se transformar em outras coisas como animais.

Continue lendo
25nov • 20 12 livros para 2020, Desafio das GeLs, ficção científica, jovem adulto, literatura estrangeira, Neal Shusterman, resenha, Resenhas de Livros

Resenha #334 A Nuvem

Título: A Nuvem
Série: Scythe
Ordem: 2
Autor: Neal Shusterman
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção Científica/ Literatura Estrangeira/ Jovem Adulto
Páginas: 496
Ano: 2018
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: No segundo volume da série Scythe, a Ceifa está mais corrompida do que nunca, e cabe a Citra e Rowan descobrir como impedir que os ceifadores que não seguem os mandamentos da instituição acabem com o futuro da humanidade.

Em um mundo perfeito em que a humanidade venceu a morte, tudo é regulado pela incorruptível Nimbo Cúmulo, uma evolução da nuvem de dados. Mas a perfeição não se aplica aos ceifadores, os humanos responsáveis por controlar o crescimento populacional. Quem é morto por eles não pode ser revivido, e seus critérios para matar parecem cada vez mais imorais. Até a chegada do ceifador Lúcifer, que promete eliminar todos os que não seguem os mandamentos da Ceifa. E como a Nimbo Cúmulo não pode interferir nas questões dos ceifadores, resta a ela observar.

Enquanto isso, Citra e Rowan também estão preocupados com o destino da Ceifa. Um ano depois de terem sido escolhidos como aprendizes, os dois acreditam que podem melhorar a instituição de maneiras diferentes. Citra pretende inspirar jovens ceifadores ao matar com compaixão e piedade, enquanto Rowan assume uma nova identidade e passa a investigar ceifadores corruptos. Mas talvez as mudanças da Ceifa dependam mais da Nimbo Cúmulo do que deles. Será que a nuvem irá quebrar suas regras e intervir, ou apenas verá seu mundo perfeito desmoronar?

Após o final eletrizante de O Ceifador, finalmente chegou o momento de conversarmos sobre A Nuvem, segundo livro da série. A Nuvem é o livro 9 do desafio #12livrospara2020, confesso que enrolei um pouco com a leitura dele, mas chegou um momento em que foi impossível parar e o final…

Aqui nós vamos acompanhar o primeiro ano após Citra se tornar a ceifadora Anastassia e Rowan o justiceiro ceifador Lúcifer, aquele que eliminava a “banda podre” dos ceifadores. Nesse ano, ambos se tornam muito famosos, ela por sua influência positiva e convicções firmes entre a Ceifa, e ele por tocar o terror entre os ceifadores rs.

Continue lendo
1 2 3 6