drama

Resenha #380 Pachinko

Por Barbara em 25 set • 2021

Categoria: Amy Harmon

23out • 21 Amy Harmon, Fantasia, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #383 The First Girl Child

Título: The First Girl Child
Série: The Chronicles of Saylok
Ordem: 1
Autor: Amy Harmon
Editora: 47 North
Gênero: Romance /Fantasia /Literatura Americana
Páginas: 400
Ano: 2019
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Bayr de Saylok, filho bastardo de um chefe poderoso e ciumento, é assombrado pela maldição uma vez lançada por sua mãe moribunda. Negociada, abandonada e raramente amada, ela atormentou a terra com suas palavras: Deste dia em diante, não haverá filhas em Saylok.
Criado entre os Guardiões em Temple Hill, Bayr é dotado de força desumana. Mas ele também é abençoado com um coração humano que bate com um propósito: proteger Alba, a primeira menina nascida em quase duas décadas e a salvação de um país em risco.
Agora o destino de Saylok está com Alba e Bayr, cujo vínculo fica mais profundo com cada sussurro do caos que se aproxima. Encarregado de lutar contra os inimigos de seu povo, tanto internos quanto externos, Bayr é alimentado ainda mais pelo amor de uma garota que desafiou o flagelo de Saylok.
O que Bayr e Alba não sabem é que cada um deles ameaça o rei, um homem ganancioso que construiu seu trono com base em mentiras, assassinato e traição. Só há uma maneira de defender sua terra da corrupção que se abateu sobre ela. Ao quebrar a maldição, eles poderiam derrotar o rei … mas também poderiam se destruir.

Amy Harmon na área!

Hey galera, tudo bom com vocês? Hoje trago as minhas impressões sobre o livro The First Girl Child, uma fantasia dessa autora que é uma das minhas queridinhas, e já vou logo avisando, se você ainda não leu, depois dessa resenha tenho certeza que ele vai entrar para a sua TBR.

Vamos lá?

O livro conta a história de Bayr e Alba. No dia do nascimento de Bayr, sua mãe amaldiçoou o país através de uma runa de sangue. Desdemona disse que não nasceriam mais meninas, os homens do país não honravam suas mulheres e por isso elas não mais nasceriam. Bayr então é criado por seu tio Dagmar, no templo onde ele vivia, uma espécie de mosteiro onde homens de diversos clãs estudavam o poder das runas e eram os protetores delas.

Os anos vão passando e Bayr cresce como uma criança muito forte e com um poder extraordinário, ao mesmo tempo em que a maldição vai causando grandes danos ao país. Não nascem mais filhas e aos poucos o país entra em uma seca de meninas, o que deixa o futuro da nação comprometido.

E então Alba nasce.

Continue lendo
22dez • 20 Amy Harmon, Fantasia, Ficção, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #339 The Bird and The Sword

Título: The Bird and The Sword
Série: The Bird and The Sword Chronicles
Ordem: 1
Autor: Amy Harmon
Editora: Independente
Gênero: Fantasia/ Literatura Estrangeira/ Romance
Páginas: 338
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Engula, Filha, coloque para dentro essas palavras que paíram em
seus lábios. Tranque-as profundamente dentro de sua alma,
esconda-as até elas terem tempo para crescer. Feche sua boca
sobre o poder, não amaldiçoe, não cure, até chegar a hora. Você
não falará e não cantará, você clamará pelo céu ou o inferno.
Você aprenderá e você prosperará. Silêncio, filha. Mantenha-se
viva.
O dia em que minha mãe foi morta, ela disse ao meu pai que eu não falaria novamente, e ela lhe disse que se eu morresse, ele morreria também. Em seguida, ela previu que o rei trocaria sua alma e perderia seu único filho para o céu.
Meu pai deseja o trono, e ele está esperando nas sombras que todas as palavras de minha mãe venham a acontecer. Ele quer
desesperadamente ser rei, e eu só quero ser livre.
Mas a liberdade exigirá uma fuga, e eu sou uma prisioneira da maldição de minha mãe e da ganância de meu pai. Eu não posso falar ou emitir um som, e eu não posso empunhar uma espada ou enganar um rei. Em uma terra repleta de encantamento, o amor pode ser a única mágica que resta, e quem poderia amar… um pássaro?

Hey pessoal! É dia de Amy Harmon no blog, e Amy Harmon escrevendo fantasia, então preparem-se, porque essa história merece sua atenção e ser sua próxima leitura! Vamos lá?

The Bird and The Sword é o primeiro livro da série The Bird and The Sword Chronicles. Aqui nós vamos conhecer o reino de Jeru, inicialmente ele é governado por Zoltev, um rei muito cruel e poderoso, que fez com que seu maior objetivo de vida fosse destruir todas as pessoas que tivessem habilidades especiais.

“O medo faz de nós todos fracos”

No universo que Amy Harmon criou, existem quatro habilidades especiais com as quais as pessoas poderiam nascer dotadas, são elas: Os Tellers, aqueles que tem o dom de falar algo e isso acontecer futuramente, como profetas; Os Spinners, pessoas capazes de criar coisas valiosas com as mãos, como o mais puro ouro; Os Healers, os que possuíam o dom da cura; e os Changers, que eram os que conseguiam se transformar em outras coisas como animais.

Continue lendo
09ago • 19 Amy Harmon, drama, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance histórico

Resenha #275 From Sand and Ash

Título: From Sand and Ash
Autor: Amy Harmon
Editora: Lake Union Publishing
Páginas: 386
Ano: 2016
Gênero: Romance/ Romance Histórico/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Itália, 1943 – A Alemanha ocupa grande parte do país, colocando a população judaica em sério perigo durante a Segunda Guerra Mundial.

Quando crianças, Eva Rosseli e Angelo Bianco foram criados como família, mas divididos por circunstâncias e religião. Com o passar dos anos, os dois encontram-se apaixonados. Mas a igreja chama Angelo e, apesar de seus sentimentos profundos por Eva, ele escolhe o sacerdócio.

Agora, mais de uma década depois, Angelo é um padre católico e Eva é uma mulher sem lugar para voltar. Com a chegada da Gestapo, Angelo esconde Eva dentro das paredes de um convento, onde Eva descobre que ela é apenas um dos muitos judeus que estão sendo abrigados pela Igreja Católica.

Mas Eva não pode se esconder silenciosamente, esperando pela libertação, enquanto Angelo arrisca tudo para mantê-la segura. Com o mundo em guerra e tantos necessitados, Angelo e Eva enfrentam julgamento após julgamento, escolha após escolha agonizante, até que o destino e sorte finalmente colidem, deixando-os com a decisão mais difícil de todas.

Sinceramente, acho que ainda não sei como colocar em palavras tudo o que senti durante a leitura desse livro. Essa, provavelmente, será uma resenha bem emocional, então me perdoem os excessos rs.

Sintam-se avisados!

Ainda estou esperando por um livro da Amy em que eu me decepcione um pouco com a história. From Sand and Ash é o sétimo título da autora que leio e o sétimo que ganha cinco estrelas.

O livro se passa durante o período da Segunda Guerra Mundial na Itália, como boa fã de história que sou, confesso gostar muito de ler romances que se passem nesse período.

Continue lendo
15fev • 19 Amy Harmon, best book, drama, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #251 The Smallest Part

Título: The Smallest Part
Autor: Amy Harmon
Editora: Kindle Edition
Páginas: 300
Ano: 2018
Gênero: Romance/Literatura Estrangeira/Drama
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Foi uma grande mentira. A maior mentira que já contou. Ela reverberava em sua cabeça enquanto falava, soando muito estranha, e a menina por trás de seus olhos — a menina que conhecia a verdade — gritou, e seu grito ecoou junto com a mentira.
“Você está apaixonada por Noah, Mercedes?”, Cora perguntou. “Quero dizer… sei que gosta dele. Vocês são amigos há tanto tempo. Todos somos. Mas você está apaixonada por ele?”
Se tivesse sido qualquer outra pessoa — qualquer pessoa — Mercedes teria estufado o peito, cruzado os braços finos e revelado seus sentimentos. Ela o teria reivindicado. Mas era Cora. Cora, corajosa, bela e danificada. Cora, que também amava Noah.
Então, Mercedes mentiu.
E com essa mentira, ela perdeu. Com essa mentira, selou seu destino.
Ela era a melhor amiga, a dama de honra, a madrinha, o vínculo. Ela estava lá nos tempos bons e ruins, nos altos e baixos, nos momentos mais importantes e nos insignificantes. E ela estava lá quando tudo desabou.
Esta é a história da garota que não conseguiu ficar com o cara.

“ – No final, apenas três coisas importam,
Abuela disse: – Quem Ele é. – Ela apontou para o céu. – Quem você é e quem são seus amigos.”

Sim, mais Amy Harmon chegando por aqui. Já deu pra notar o quanto amo essa autora né?! Haha.

Bom, hoje é a vez de falar de The Smallest Part. Eu estava louca para ler esse livro desde que vi a Amy postando quotes dele em seu Instagram, o que eu nunca poderia imaginar é que esse livro fosse ambientado no mesmo universo de Josie, Moses e David!!!!! Sim, minha surpresa foi enorme ao descobrir que o personagem principal é o Dr. Andelin, o médico que atendeu o Moses e o David quando eles ficaram internados no hospital psiquiátrico quando eram mais jovens.

O Dr. Andelin já tinha chamado minha atenção desde um certo episódio que aconteceu entre ele e o Moses, mas conhecer sua história foi ainda melhor! Obrigada Amy!

Bom, o livro começa nos mostrando um vislumbre da infância do Noah e suas amigas, eles eram um trio muito unido e permaneceram assim por anos e anos. Noah e Mercedes se conheceram bem jovens por ambos morarem no mesmo condomínio, logo em seguida Cora também se muda para lá e o trio infantil está formado.

Continue lendo
27dez • 18 Amy Harmon, best book, drama, resenha, Romance

Resenha #241 The Song of David

Título: The Song of David
Autor: Amy Harmon

Série: The Law of Moses #2
Editora: Kindle Edition
Páginas: 285
Ano: 2015
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 5 est
relas

Compre o Livro

Sinopse: Você me esquecerá para sempre?
Por quanto tempo você esconderá seu rosto de mim?
Por quanto tempo devo lutar contra meus pensamentos e dia após dia ter sofrimento em meu coração?
Por quanto tempo o meu inimigo vai triunfar sobre mim?
Olhe para mim e responda.
Ilumine meus olhos, ou eu vou dormir na morte. 
E meu inimigo dirá “Eu o derrotei.”

Demorou mas chegou! O segundo livro da duologia The Law of Moses está no ar.

Chegou a hora de conhecer a história de David. Preparem os lencinhos porque vai ser intenso.

Acho que cheguei a comentar na resenha de The Law que eu comecei essa série pelo livro errado rs. Sim, a história de David foi a primeira que abri no kindle quando fui escolher o próximo livro da Amy que eu queria ler.

Lá pelos 15/20% da leitura, lembrei que a Amy tinha um livro com o nome de um personagem muito presente nesse livro, o Moses. Aí usei minha inteligência e fui no Goodreads checar a ordem dos livros. Sim, sou dessas pessoas aleatórias que as vezes não leem sinopse, compra o livro só por causa do autor e torce pra gostar rsrs.

Continue lendo
02nov • 18 Amy Harmon, best book, drama, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #238 The Law of Moses

Título: The Law of Moses
Autor: Amy Harmon

Série: The Law of Moses #1
Editora: CreateSpace Independent Publishing Platform
Páginas: 332
Ano: 2014
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Se eu te contar logo de cara, desde o início, que eu o perdi, será mais fácil para você suportar. Você saberá o que está por vir, e irá doer. Mas você será capaz de se preparar.
Alguém o encontrou em um cesto de roupa suja de uma lavanderia, enrolado em uma toalha, com apenas algumas horas de vida e próximo da morte. Eles o chamavam de bebê Moses quando compartilharam sua história no noticiário das dez, o pequeno bebê deixado em um cesto, numa lavanderia suja, nascido de uma viciada em crack e destinado a ter todos os tipos de problemas. Imaginei esse filho do crack, Moses, com uma rachadura gigante percorrendo seu corpo, como alguém que fora quebrado no momento de seu nascimento. Eu sabia que não era o que o termo significava, mas a imagem ficou na minha mente. Talvez o fato de ele ser quebrado seja o me atraiu desde o início.
Tudo aconteceu antes de eu nascer, e quando eu conheci Moses minha mãe já havia me contado tudo sobre ele, a história já era notícia velha e ninguém queria qualquer ligação com ele. As pessoas adoram bebês, até mesmo bebês doentes. Inclusive bebês do crack. Mas bebês crescem e se tornam crianças, e as crianças crescem e viram adolescentes. Ninguém quer um adolescente confuso.
E Moses estava confuso. Ele fazia sua própria lei. Mas também era estranho, exótico e bonito. Estar com ele mudaria a minha vida de maneiras que eu nunca poderia ter imaginado. Talvez eu devesse ter ficado longe. Talvez eu devesse ter escutado. Minha mãe me avisou. Até Moses me avisou. Mas eu não queria ficar longe.
E assim começa uma história de sofrimento e promessa, de mágoa e cura, de vida e de morte. Uma história de antes e depois, de novos começos e sem final. Mas acima de tudo… uma história de amor.

 

Olá meu povo! Hoje é dia de Amy Harmon por aqui \o/

Quem acompanha o blog há um tempinho já sabe do meu amor pela autora, sim, sou super fã e estava bem ansiosa para ler mais um título dela. O escolhido da vez foi The Law of Moses, um livro que ainda não foi lançado no Brasil, mas oremos para que chegue logo, e é o primeiro da duologia homônima ao título.

Bom, a história é um tanto peculiar, diferente dos romance a que estava acostumada, em The Law, a Amy nos apresenta seu lado fantástico e nos faz caminhar pelo sobrenatural. Confesso que estranhei no início, mas adorei no final. Agora vou explicar os motivos.

Em The Law of Moses, nós conhecemos Moses, um jovem rapaz que tem uma habilidade especial. Ele consegue ver fantasmas e mais do que isso, eles só desaparecem após Moses pintar o que eles mostram pra ele. Sim, muito perturbador!

Imaginem viver sendo atormentado com visões de pessoas que se foram, mas que ainda tem uma mensagem a transmitir para seus entes queridos. É realmente um tormento para Moses, ainda mais por ele não conseguir controlar as visões e suas ações. Ele cresce e se torna um encrenqueiro rs, por isso ele é enviado para morar com a bisavó, a única que ainda tinha paciência e carinho para lidar com nosso menino problema rs.

Continue lendo

24jul • 17 Amy Harmon, drama, new adult, resenha

Resenha #196 A Different Blue

Título: A Different Blue
Autor: Amy Harmon
Editora: Spencer Hill Press
Gênero: Romance, Nem Adult
Páginas: 454
Ano: 2013
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro

Sinopse: Blue Echohawk não sabe quem é. Ela não sabe seu nome verdadeiro ou quando nasceu. Abandonada aos dois anos de idade foi criada por um vagabundo, ela não frequentou a escola até que tivesse dez anos de idade. Aos dezenove anos, quando a maioria das pessoas de sua idade está frequentando a faculdade ou seguindo em frente com a vida, ela está apenas no último ano do ensino médio. Sem mãe, nem pai, nem fé, nem futuro, Blue Echohawk é uma aluna difícil, para dizer o mínimo. Resistente, dura e abertamente sexy, ela é o oposto completo do jovem professor britânico que decide que está pronto para o desafio, e coloca a encrenqueira sob sua asa. Esta é a história de um joão-ninguém que se torna alguém. É a história de uma amizade improvável, onde promove a esperança de cura e a redenção se torna amor. Mas se apaixonar pode ser difícil quando você não sabe quem é. Apaixonar-se por pessoas que sabem exatamente quem são, é o que torna impossível de retribuir.

Se você está numa maré de leituras ruins e precisa dar um up ou se quer continuar lendo ótimos livros um atrás do outro, então leia qualquer coisa da Amy Harmon! Após meu terceiro livro dela, posso afirmar que ela entrou no meu top 10 de melhores escritoras! Até o momento ela não me decepcionou e tenho fé de que vai continuar assim rsrs.

Mas vamos falar de A Different Blue, o motivo de vocês estarem lendo essa resenha! Pela sinopse eu tinha um pouco de receio de ler esse livro, não estava com vontade de ler sobre relações aluna/professor por ser um tema que não me atrai. Funcionou com Métrica, mas não com Loving Mr. Daniels, desde então evitei livros com essa premissa. Mas como era um livro da Amy, resolvi dar um chance e acertei!

Continue lendo