Categoria: Resenhas de Livros

12jul • 18 Arqueiro, Desafio das GeLs, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance de época, Romance de Época

Resenha #227 A Caminho do Altar (Os Bridgertons #8)

Título: A Caminho do Altar
Autor: Julia Quinn
Série: Os Bridgertons #8
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Ano: 2016
Gênero: Romance de Época/ Romance/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.

O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.

Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?

A caminho do altar, oitavo livro da série Os Bridgertons, é uma história sobre encontros, desencontros e esperança no amor. De forma leve e revigorante, Julia Quinn nos mostra que tudo o que imaginamos sobre paixão à primeira vista é verdade – só precisamos saber onde buscá-la.

 

Hey galera! Temos amantes de romance de época por aqui. Eu sei que tem rsrs.

Como estamos?

Hoje vim trazer para vocês as minhas impressões do livro A Caminho do Altar, oitavo da série Os Bridgertons da Julia Quinn. Aqui conhecemos a história de Gregory e Lady Lucinda.

Gregory é o sétimo filho de Violet, depois de ver todos os seus irmãos casados e muito felizes, era impossível nosso mocinho não acreditar em amor ou até mesmo topar um casamento de conveniência. Se não for amor verdadeiro, pra ele não serve. E essa era a maior certeza da vida de Gregory, um dia ele encontraria sua alma gêmea e tudo mudaria para sempre.

Continue lendo

03jul • 18 Chick Lit, literatura estrangeira, Paralela, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #226 Mais que Amigos

Título: Mais que Amigos
Autor: Lauren Layne
Série: Love Unexpectedly #1
Editora: Paralela
Páginas: 224
Ano: 2018
Gênero: Romance/ Chick Lit/ Literatura Estrangeira
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível?

Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

 

Hey galera, tudo bom com vocês? Acho que nos últimos tempos tô numa vibe muito amizade colorida rsrs. Sim, mais um livro com essa temática aqui no blog e eu sei que vocês adoram! 😉

Em Mais que Amigos, nós conhecemos Parker e Ben. Eles são melhores amigos há seis anos, dividem um apartamento e nada, frisem bem a palavra NADA, nunca rolou entre eles. Ambos são basicamente a comprovação de que homem e mulher podem sim serem melhores amigos sem envolver qualquer tipo de drama romântico.

Será?

Continue lendo

21jun • 18 intrínseca, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Suspense

Resenha #225 Objetos Cortantes

Título: Objetos Cortantes
Autor: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Páginas: 254
Ano: 2015
Gênero: Suspense/Thriller/Literatura Estrangeira
Classificação: 2,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.

Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

 

Hey pessoas! Prontos para um suspense de leve?

Então vem comigo rs.

A leitura de Objetos Cortantes foi proposta pelo Jão, nosso Snow aqui do blog. Ele comentou sobre a série que vai estrear pela HBO e antes da estreia resolvemos fazer um Buddy Read do livro. Então eu, a Mi e o Jão começamos a leitura.

Eu confesso que não consegui respeitar o cronograma de leitura, comecei o livro de manhã e terminei a noite. Foi impossível parar! O que eu considero um ponto positivo quando uma história te prende dessa forma.

O livro traz Camille, uma jornalista mediana de um jornal mediano de Chicago, como protagonista. Quando o desaparecimento de uma adolescente acontece em sua cidade natal, o chefe de Camille acredita ser essa a chance que ela precisa para fazer a matéria investigativa de sua vida.

Continue lendo

18jun • 18 adulto, drama, internacional, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #224 Esta Noite é Nossa

Título: Esta Noite é Nossa
Autor: Corinne Michaels
Editora: The Gift Box
Páginas: 310
Ano: 2018
Gênero: Romance, Drama, Literatura Estrangeira
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Da autora best-seller do New York Times, Corinne Michaels surge com um novo romance repleto de sensualidade.

“Não sou mulher de uma noite só. E, principalmente, não sou como aquelas mulheres que tomam uns drinks em um show e acabam na cama com o meu crush celebridade de infância, Eli Walsh.
No entanto, é exatamente nela em que me encontro.

O que uma garota deve fazer depois de cometer um erro por conta da bebida? Correr? Eu pego as minhas roupas e fujo do superstar poderoso e irresistível, melhor sexo da minha vida, o mais rápido que consigo. Seus lindos olhos verdes, seu corpo duro como rocha e seu sorriso metido não têm espaço no meu mundo. A minha vida já é complicada o suficiente.
Alguém se esqueceu de dizer isso a ele.

Eli é persistente. Abrindo caminho até o meu coração, me ganhando pelo cansaço, provando ser diferente daquilo que eu tinha imaginado e tudo que preciso. Mas quando o meu mundo é estraçalhado, ele mantém juntos os pedaços. Relutante, eu me apaixono desesperadamente por ele.

Ele me fez pensar que teríamos a eternidade… Eu deveria ter dado ouvidos a ele quando me disse que poderíamos ter apenas aquela noite.”

 

Quem nunca sonhou em casar com aquele cantor/ator famoso que fazia seu coração acelerar, que atire a primeira pedra! Pois é galera, Esta Noite é Nossa é a personificação literária dos sonhos de todas as garotas que já suspiraram por um artista.

Heather é uma mulher que tem uma vida nada fácil, ela perdeu os pais muito cedo, cuida da irmã que sofre de uma doença degenerativa, trabalha como policial patrulhando a cidade, luta para sobreviver com a pouca grana do salário e ainda tem que aturar o ex marido como chefe!

Seu único escape é um tempo de qualidade e diversão que ela se permite ter com as amigas as vezes. Em um desses dias, elas vão para o show da boyband favorita de todas. Essa era a noite de voltar aos tempos de adolescência, gritar bastante e se deslumbrar com seus cantores favoritos. Só que Heather não imaginava que a noite seria muito mais surpreendente do que seus sonhos mais loucos poderiam criar rs.

Continue lendo

13jun • 18 adulto, internacional, lançamento, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance, universo dos livros

Resenha #223 Apenas Amigos

Título: Apenas Amigos
Autor: Christina Lauren
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 368
Ano: 2018
Gênero: Romance, New Adult
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Holland Bakker foi salva de um ataque no metrô pelo musicista irlandês Calvin McLoughlin. Como agradecimento, Holland o apresenta a um grande diretor de musicais e o que era uma tentativa despretensiosa se transforma numa chance inimaginável, pois, antes mesmo de perceber, Calvin foi escalado para um grande musical da Broadway! Ou quase… Até admitir que seu visto de estudante expirou e ele está no país ilegalmente. Sem titubear, e com uma paixão crescente pelo rapaz que só ele ainda não percebeu, Holland se oferece para casar com o irlandês a fim de mantê-lo em Nova York. Conforme a relação dos dois se desenrola de “apenas amigos” a ”casal apaixonado”, Calvin se torna o queridinho da Broadway. No meio de tanto teatro e do gostar-sem-se-envolver, o que fará esse casal perceber que há muito amor verdadeiro em cena?

 

Hoje a resenha é de um livro que tem um dos maiores clichês de todos os tempos e com certeza é um dos meus favoritos rs. Casamento de conveniência! Hey, tava pensando que só acontecia nos romances de época? A dupla Christina Lauren vem nos provar que dá pra acontecer nos tempos modernos também!

Mas vamos à história.

Holland é uma jovem mulher, aspirante a escritora, vivendo em Nova York. Tudo poderia ser perfeito se ela não estivesse em um período de bloqueio em sua escrita. No momento ela trabalha com seu tio que é o criador de uns dos musicais de maior sucesso da Broadway. Ela também desenvolveu uma paixonite por um músico de rua, com quem sinceramente nunca pensou em conversar. Até que ela sofre um ataque no metrô e é salva por Calvin, o tal músico de rua.

Continue lendo

05jun • 18 Atria Books, drama, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #222 Before We Were Strangers

Título: Before We Were Strangers
Autor: Renée Carlino
Editora: Atria Books
Páginas: 320
Ano: 2015
Gênero: Romance, Drama, New Adult
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Para LovebirdGreen-eyed. Nos conhecemos há quinze anos, quase no mesmo dia que mudei minhas coisas do dormitório da NYU para perto do seu, na Senior House.Você nos chamou de amigos. Gosto de pensar que era mais.Não tivemos nada, mas a emoção de encontrar-nos através da música (você estava obcecada com Jeff Buckley), fotografia (não conseguia parar de tirar fotos suas), sair em Washington Square Park e todas as coisas estranhas que fizemos para ganhar dinheiro. Aprendi mais sobre mim nesse ano, do que em qualquer outro. No entanto, de alguma forma, tudo se desfez. Perdemos contato no verão depois da formatura, fui para a América do Sul trabalhar na National Geographic. Quando voltei, você não estava mais lá. Uma parte de mim ainda se pergunta se eu empurrei muito duro após o casamento… Eu não a vi novamente até um mês atrás. Era uma quarta-feira, você estava balançando para trás em seus saltos, equilibrando-se na faixa amarela da plataforma do metrô, esperando o trem. Não sabia quem era, até que fosse tarde demais, e, em seguida, você se foi. Mais uma vez. Você disse o meu nome,o vi em seus lábios. Eu quis fazer o trem parar, apenas para que pudesse dizer olá. Depois de vê-la, todos os sentimentos da juventude e memórias vieram à tona para mim, e agora depois de um mês, tenho me perguntado a maior parte do tempo, como está a sua vida. Posso estar totalmente fora da sua mente, mas você gostaria de ter uma bebida comigo e falar da última década e meia?

 

Era uma vez um eu e você.
Fomos amantes.
Nós éramos amigos.
Antes de a vida mudar.
Antes de nos tornarmos estranhos.
Você ainda pensa em mim?

Se preparem porque tá vindo resenha apaixonada pela frente kkk

Sim galera, esse livro me fez suspirar e terminar completamente apaixonada pela história, seus protagonistas e a autora com uma nova fã!

Eu descobri sobre Before… em um grupo no facebook. Uma garota tentava encontrar um livro só que não lembrava o nome nem autor, só sabia um pouco do enredo. Na mesma hora o pouco que ela descreveu já chamou minha atenção e acompanhei o post esperando que alguém descobrisse o tal do livro. Descobriram, mas minha maior surpresa foi ver que ele estava no meu kindle há séculos e eu nunca tinha parado para ler!

Sério, foi um choque enorme rs.

Continue lendo

30maio • 18 Desafio das GeLs, Fantasia, Globo Alt, jovem adulto, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros

Resenha #221 A Rosa e a Adaga (A Fúria e a Aurora #2)

Título: A Rosa e a Adaga
Autor: Renée Ahdieh
Série: A Fúria e a Aurora #2
Editora: Globo Alt
Páginas: 364
Ano: 2017
Gênero: Fantasia, Jovem Adulto
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Inspirada nos clássicos contos do livro As mil e uma noites, produzidos entre os séculos XII e XVI, Renée Ahdieh criou uma história que conquistou leitores e chegou ao topo da lista de best-sellers do New York Times. A rosa e a adaga conclui o enredo de romantismo, traição, intrigas e mistério iniciado em A fúria e a aurora.

A jovem Sherazade chegou a acreditar que seu marido, Khalid, o califa de Khorasan, fosse um monstro. Mas por trás de seus segredos, ela descobriu um homem amável, atormentado pela culpa e por uma terrível maldição, que agora pode mantê-los separados para sempre. Refugiada no deserto com sua família e seu antigo amor, Tariq, ela concentra forças para quebrar a maldição e voltar a viver com seu verdadeiro amor.

Com uma narrativa envolvente e repleta de referências à cultura árabe, a autora desenvolve um universo de intriga política, magia negra e relações complexas. Os personagens, que em A fúria e a aurora já haviam conquistado o coração dos leitores, tornam-se ainda mais marcantes, profundos e sedutores.

 

Hey pessoal, chegou a hora de finalizar mais uma história… aaaahhhhh

Pois é, se você leu e amou A Fúria e a Aurora, com certeza vai se sentir muito satisfeito com o desfecho, mas prepare-se! Muitas tretas, mortes, revelações e novos personagens aparecem por aqui…

Então vamos para um breve resumo do enredo.

A sequência começa logo após os eventos finais de A Fúria com Khalid e Sherazade separados. Ele tentando reconstruir sua cidade que foi praticamente reduzida a pó após a tempestade, reorganizar seu exército e ainda lidar com tretas familiares. Já nossa mocinha está refugiada em um acampamento no deserto junto com sua família e o ex, Tariq. As situação está muito complicada para ambos. Uma guerra se aproxima e pode trazer fim ao reinado de Khalid, mas Sherazade não seria ela mesma se já não tivesse um plano em andamento rs.

Continue lendo

18maio • 18 best book, desafio, Desafio das GeLs, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #219 A Garota que Perseguiu a Lua

Título: A Garota que Perseguiu a Lua
Autor: Sarah Addison Allen
Páginas: 243
Editora: Planeta do Brasil
Gênero: Literatura Estrangeira, Romance
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Como você pode achar seu caminho? Seguindo as nuvens ou a lua? Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida. Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo. Em Mullaby nada é o que parece.

 

Sabe aquelas pessoas que tem um abraço tão bom, mas tão bom que dá vontade de morar ali? Transfira esse sentimento para um livro e você vai entender quão bom é A Garota que Perseguiu a Lua.

Eu ganhei esse livro no natal de 2014 da Mi, como eu tinha gostado de O Pessegueiro, ela apostou que eu gostaria desse título que é da mesma autora. O tempo foi passando e o livro foi ficando na estante até que esse ano eu o escolhi como um dos livros para o desafio de 12 livros para 2018.

Agora em maio resolvi ler e não consegui parar.

Há uma promessa de felicidade por aí. Eu sei disso. Até sinto às vezes. Mas é como perseguir a lua: bem na hora em que você acha que a tem, ela some no horizonte.

Após a morte de sua mãe, Emily se muda para Mullaby, uma cidade da Carolina do Norte, para viver com o avô que até então não sabia que existia. Lá ela descobre que a cidade é cheia de peculiaridades, descobre ainda que sua mãe no passado, não era exatamente a melhor das pessoas.

Continue lendo

11abr • 18 resenha, Resenhas de Livros, Romance de Época, romance histórico

Resenha #214 A Condessa de Camus

Título: A Condessa de Camus
Autor: Claire Phillips
Editora: Kindle Edition
Gênero: Romance de Época
Páginas: 346
Ano: 2016
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Lady Madeleine não conseguia entender como se perder na mata em uma noite de tempestade, perto da casa onde passou alguns dias com a sua família, acabaria por levá-la a casar-se com um dos maiores libertinos contumazes das Ilhas.
O Conde de Camus conhecido como um libertino, desejado pelas mulheres e invejado e odiado também por muitos de seus companheiros, foi forçado a um casamento que não esperava e nem desejava. Como havia terminado naquela situação?
Poderia um libertino reformar-se quando não desejava ser reformado? Ela poderia perdoá-lo e acreditar que eles poderiam chegar a ter um casamento real?

 

Às vezes, tudo o que a gente precisa é de um bom romance de época… né verdade?

Eu estava aleatoriamente passeando pelo meu kindle e resolvi que precisava ler esse livro, o título me atraiu, a sinopse também e então me joguei.

A história é sobre um casal que é forçado a se casar para evitar um escândalo. Nossa mocinha, Lady Madeleine é pega em uma situação um tanto quanto suspeita com um dos maiores libertinos da época – O Conde de Camus. Como ele é um cavalheiro, para proteger a jovem, propõe um casamento de conveniência.

Continue lendo

08jan • 18 jovem adulto, literatura estrangeira, Novo Século, resenha dupla, Resenhas de Livros

Resenha #208 Eleanor & Park

Título: Eleanor & Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Páginas: 328
Ano: 2014
Classificação: Barbara 4 estrelas / Michelli 3 estrelas

Sinopse: Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivo caótico e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e, aos olhos de Eleanor, impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder. Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor e Park é chocante, engraçado, triste e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor.

Oi pessoal! 2018 chegou e o primeiro post é resenha dupla! Só para lembrar, cor roxa são palavras da Ba e vermelho de Mi. Enjoy!

Rainbow Rowell! Ainda não acredito que tenha um livro seu que eu não goste! rsrs. Sabe aquele livro que você abre e tem uma sensação estranha… tipo um desastre de trem e você está de fora sem poder fazer nada para impedir? Foi assim que me senti quando comecei a ler Eleanor e Park. – Barbara

Eleanor e Park me lembrou um pouco da música Eduardo e Monica de Legião Urbana kkk, dois opostos que se atraem. Um carinha que parece ter saído de uma banda de K-pop somando com uma gordinha cacheada e ruiva.
Quem aí se lembra do primeiro amor, aquele amor inocente e avassalador? É bem disso que se trata esse livro. Eu comecei a leitura com um pressentimento bem ruim em relação ao final, sorte que não foi a tragédia que eu esperava, mas também foi bem diferente do que eu tinha em mente. – Michelli

Continue lendo

Garotas Livros
GeL
17fev • 17 resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #182 Felizes para Sempre (Quarteto de Noivas #IV)

Título: Felizes Para Sempre
Série: Quarteto de Noivas 4
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas:  293
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Em Felizes para sempre, último livro da série Quarteto de Noivas, você vai
descobrir que o amor não avisa que está a caminho e, quando chega, vira
seu mundo de cabeça para baixo.
Parker Brown sabe que subir ao altar é um dos momentos mais extraordinários na vida de um casal. Por isso ela administra a Votos a bem-sucedida empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas com pulso firme e muita dedicação.
Seu dia de trabalho começa cedo às vezes de madrugada, quando alguma noiva ansiosa lhe telefona aos prantos. Mas ela não se importa. Cada vez que ajuda uma mulher a escolher o vestido perfeito para o grande dia ou vê o sorriso nervoso e feliz de um noivo no altar, ela sente que está dando sua contribuição para uma história igual à de seus pais.
Porém a rica, linda e inteligente Parker também quer ser feliz no amor. Só que, em vez do intelectual sensível que sempre esteve em seus planos, parece que o destino lhe reservou uma surpresa.
Malcolm Kavanaugh é um mecânico de automóveis e ex-dublê de filmes de ação. Amigo do irmão de Parker, ele não tem vergonha de elogiar as belas pernas da moça e, com suas mãos ásperas, faz com que a empresária certinha e controladora simplesmente perca o chão.
Agora eles vão descobrir que, mesmo com suas diferenças, podem completar um ao outro. E quem disse que o príncipe encantado não pode chegar numa Harley-Davidson?

Hey pessoal! Como estamos?!

Hoje é dia de encerrar mais uma série de livros e Felizes para Sempre nos proporciona exatamente isso: Um final feliz.

Eu amo os livros da Nora Roberts, li muitos na adolescência, boa parte deles eram emprestados de uma amiga tão fã quanto eu da Nora, mas só anos depois que resolvi começar minha própria coleção de livros da diva do romance, O Quarteto de Noivas foram esses primeiros livros.

Quem já leu as resenhas anteriores foi percebendo minha decepção com a série. O primeiro livro é um amor e reuniu tudo o que gosto nos livros da Nora, mas os seguintes foram de um clichê tão chato… por sorte cheguei ao último que conseguiu encerrar bem a série.

Continue lendo

24fev • 14 best, book, intrínseca, literatura estrangeira, mistério, resenha, Resenhas de Livros, Suspense

Resenha #08 Garota Exemplar

Título: Garota Exemplar
Autor: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Classificação: 5 Estrelas 

Compre o livro

Sinopse: Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi.
Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?
No inicio de 2013 eu ganhei Garota Exemplar junto com um outro livro de uma amiga da família. Confesso que não esperava o presente e foi uma surpresa maravilhosa porque já tinha ouvido falar dele com comentários bastante positivos. Apesar de tudo isso, só comecei a lê-lo por causa do Buddy Read do Li e Indico – entre no grupo aqui -. Se soubesse o quão bom seria essa leitura, teria tirado o livro da estante bem antes!

Continue lendo