Kylie Scott

Resenha #391 Repeat

Por Barbara em 04 jan • 2022
Clichê

Resenha #389 The Favor

Por Barbara em 16 dez • 2021

Posts arquivados em: Tag: 5 estrelas

13jan • 22 adulto, AllBook Editora, drama, Jewel E. Ann, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #393 Perfeito para o Papel

Título: Perfeito para o Papel
Autor: Jewel E. Ann
Editora: AllBook Editora
Páginas: 324
Ano: 2020
Gênero: Romance/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Flint Hopkins encontra a inquilina perfeita para alugar o espaço sobre seu escritório de advocacia em Minneapolis.
Todos os requisitos foram preenchidos na proposta de Ellen. As referências dela são boas. E ela é bonita.
Até…
Flint descobrir que Ellen Rodgers, musicoterapeuta certificada, toca instrumentos musicais. Bongô, violão, canto – nada de Beethoven que se pudesse controlar com fones de ouvido com cancelamento de ruído.
O advogado implacável envia um aviso de despejo para a efervescente ruiva que cantarola eternamente, que é sexy demais para o próprio bem. Mas a sorte está do lado de Ellen, e Harrison, o filho autista de Flint, gosta dela à primeira vista. Um pai solteiro não pode competir com violões – e ratos. Sim, ela tem ratos de estimação.
Essa mulher…
Ela é irritantemente feliz e tem uma necessidade constante de tocá-lo – ajeitar sua gravata, abotoar sua camisa, invadir seu espaço e bagunçar sua cabeça.
Mesmo assim…
Ela precisa ir embora.

O relacionamento de desejo e ódio progride para algo bonito e trágico. Essa sexy comédia romântica explora as coisas que queremos, as coisas de que precisamos e as decisões impossíveis que pais e filhos tomam para sobreviver.

Hey meus amores, como vocês estão?

A resenha de hoje é de um livro que foi indicação da galera que segue o GeL no Instagram. Muitas pessoas ficavam falando que esse livro era maravilho, etc e tal e eu decidi dar uma chance. Confesso que a primeira tentativa de leitura não deu muito certo e eu deixei de lado, agora no final de 2021 dei mais uma chance e gente… que livro maravilhoso!

O livro vai contar a história de Flint e Ellen, ele é um advogado de divórcios que é dono de um prédio comercial onde aluga salas para outros empreendimentos. É por esse motivo que eles acabam se conhecendo. Ellen é uma musicoterapeuta e precisava de um espaço para montar seu consultório, Flint concorda e nossa mocinha logo começa a atender seus pacientes, porém Flint – em sua total ignorância quanto à profissão de Ellen – não imaginou que ela faria tanto barulho ao atender seus pacientes.

Alôooou Flint, musicoterapia precisa de música para acontecer kk

O excesso de barulho acaba causando um grande problema entre esses dois, e o que começou como uma relação bem amigável, logo se transformou em uma guerra de titãs rs. Flint querendo que ela saísse imediatamente do prédio, enquanto que Ellen batia o pé alegando que não sairia e que era direito de ela trabalhar ali por motivos contratuais. Ambos não contavam com a atração irresistível que brotaria entre eles e que as trocas de farpas, seria sinônimo de preliminares rs.

Continue lendo
18dez • 21 Crítica Social, É Realizações, literatura estrangeira, Literatura Inglesa, Não Ficção, resenha, Resenhas de Livros, Theodore Dalrymple

Resenha #390 Podres de Mimados

Título: Podres de Mimados – As Consequências do Sentimentalismo Tóxico
Autor: Theodore Dalrymple
Editora: É Realizações
Páginas: 208
Ano: 2015
Gênero: Não-Ficção/ Crítica Social/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Diferentemente de outras duas obras do autor, A vida na sarjeta e Nossa cultura… ou o que restou dela, que são coletâneas de artigos sobre temas diversos, Podres de mimados trata de um único tema: como o culto do sentimento “tem destruído nossa capacidade de pensar e até a consciência de que é necessário pensar”. Ou, em outras palavras, quais são as consequências sociais e políticas das ações de uma sociedade que se permite pautar predominantemente pelos sentimentos.

Hey galera, tudo bom por aí? Hoje apresento para vocês o livro Podres de Mimados – As Consequências do Sentimentalismo Tóxico, do autor Theodore Dalrymple. Um livro bem fora da minha zona de conforto e que eu amei ter lido e conhecido, vou contar um pouco sobre o que encontramos nele e espero que essa resenha te instigue a querer ler também.

Bom, o livro é uma análise psicológica sobre o perigo do sentimentalismo tóxico. O autor faz também uma crítica social e nos mostra com exemplos, como ele acontece na sociedade. O livro é dividido uma introdução e 6 artigos, onde aos poucos ele vai desenvolvendo seu pensamento sobre o tema.

Continue lendo
16dez • 21 Clichê, Literatura Inglesa, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Suzanne Wright

Resenha #389 The Favor

Título: The Favor
Autor: Suzanne Wright
Editora: Independente
Páginas: 388
Ano: 2020
Gênero: Romance/ Literatura Inglesa/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Vienna Stratton sabia que só poderia culpar a si mesma. Não ficaria em dívida com um homem como Dane Davenport, por mais que precisasse da ajuda dele.
Como sua assistente pessoal, ela estava muito consciente de que o CEO globalmente bem-sucedido era impiedoso e implacável.
Claro que, se ela soubesse que ele solicitaria que ela fosse sua esposa por doze meses, ela teria hesitado em aceitar sua ajuda.
Porque o que ela tinha aprendido com Dane, era que o diabo não era feio e aterrorizante.
Ele era sedutor e cativante.
Ele cantarolava com sussurros de tentação, a tentação de pecar e se render, de deixá-lo marcar e possuir você. Ele despertava todas as necessidades e fantasias que você tinha.
Ele podia até mesmo fazer você amá-lo.

Hey meu povo! Olha eu aqui pra falar de um livro com CEO kkk. Se você não aguenta mais esses caras, NÃO fuja dessa resenha! Sim, eu sei que muita gente já está de saco cheio desses caras super poderosos e muito clichês, mas essa história vale a pena e a galinha com os ovos. Sério, leiam até o final e depois trate de ir atrás do livro para ler também rs.

Bora lá, deixa eu contar qual é a dessa história.

O livro vai contar a história de Vienna e Dane, eles são chefe e assistente e Dane é o CEO da história kkk. Bom, sendo bem clichê, Dane é um cara muito rico, dono de uma empresa famosa e de sucesso, um workaholic e um homem um tanto difícil de lidar. A única que não tem receio das atitudes e mal humor de Dane é Vienna. Ela é assistente dele há 4 anos e o relacionamento de ambos é estritamente profissional, claro que ela tem uma quedinha pelo chefe, afinal ele é um gato, porém nossa mocinha sabe separar muito bem as coisas. Trabalho é trabalho, jogo é jogo kk.

Continue lendo
27nov • 21 12 livros para 2021, Fantasia, Ficção, Leya, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Robin Hobb

Resenha #385 O Navio Arcano

Título: O Navio Arcano
Série: Os Mercadores de Navios-Vivos
Ordem: 1
Autor: Robin Hobb
Editora: Leya
Gênero: Ficção /Fantasia /Literatura Americana
Páginas: 864
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: George R.R. Martin é um dos maiores fãs da literatura de Robin Hobb, que, no mundo todo, é uma das mais celebradas e cultuadas autoras contemporâneas de literatura fantástica. Em a “Saga do Assassino”, Robin Hobb retorna, numa nova trilogia, “Os Mercadores de Navios-Vivos”, ao universo ficcional conhecido como o Reino dos Antigos. Nesse primeiro volume, O Navio Arcano, Robb faz referências a clássicos como Moby Dick e Mestre dos Mares para conduzir o leitor por uma aventura marítima repleta de magia, contando a história de um orgulhoso grupo de famílias que navega por mares bravios repletos de piratas e serpentes, a bordo do seu protagonista: os seus navios-vivos – embarcações raríssimas e mágicas feitas de madeira-arcana, capazes de adquirir vida própria. Com personagens muito bem caracterizados, tanto física quanto psicologicamente, Robin Hobb tece uma trama envolvente e complexa, que seduz o leitor a cada página.

Hey pessoal, fantasia na área! Prepara que se esse é o seu gênero favorito, você com certeza vai adicionar esse livro à sua TBR.

O Navio Arcano era um livro que estava na minha lista de leituras há bastante tempo, porém ele estava muito caro e eu queria a edição física. Uma promoção na livraria e voilá, lá estava eu com o meu livro. Ele faz parte do desafio 12 livros para 2021, com mais de 800 páginas eu pensei que demoraria um tempinho para finalizar, mas não foi o que aconteceu. Em uma semana e meia eu devorei o livro, ele dominava meus dias, meus sonos kkkk e vou contar um pouco sobre o enredo para vocês agora.

O livro vai girar em torno da família Vestrit e seu navio-vivo Vivácia. Os Vestrit fazem parte das famílias que fundaram e colonizaram o litoral amaldiçoado. Seus antepassados enfrentaram muitos desafios para colonizar a região e como recompensa, receberam o monopólio do comércio dos produtos encontrados ali e o principal, os Navios-Vivos.

Os Navios são feitos de madeira arcana, são encantados e estão ligados à família que o encomendou. Para ganhar vida é necessário que três gerações da família morram dentro do navio. Vivácia está prestes a chegar nesse momento, Ephron Vestrit, o capitão do navio, está morrendo, e quando Vivácia chega em Vilamontes, todos se organizam para levar Ephron até seu navio, pois ele tinha ficado um ano em terra convalescendo e durante esse período, seu genro Kyle é quem estava no comando de Vivácia.

Continue lendo
23out • 21 Amy Harmon, Fantasia, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #383 The First Girl Child

Título: The First Girl Child
Série: The Chronicles of Saylok
Ordem: 1
Autor: Amy Harmon
Editora: 47 North
Gênero: Romance /Fantasia /Literatura Americana
Páginas: 400
Ano: 2019
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Bayr de Saylok, filho bastardo de um chefe poderoso e ciumento, é assombrado pela maldição uma vez lançada por sua mãe moribunda. Negociada, abandonada e raramente amada, ela atormentou a terra com suas palavras: Deste dia em diante, não haverá filhas em Saylok.
Criado entre os Guardiões em Temple Hill, Bayr é dotado de força desumana. Mas ele também é abençoado com um coração humano que bate com um propósito: proteger Alba, a primeira menina nascida em quase duas décadas e a salvação de um país em risco.
Agora o destino de Saylok está com Alba e Bayr, cujo vínculo fica mais profundo com cada sussurro do caos que se aproxima. Encarregado de lutar contra os inimigos de seu povo, tanto internos quanto externos, Bayr é alimentado ainda mais pelo amor de uma garota que desafiou o flagelo de Saylok.
O que Bayr e Alba não sabem é que cada um deles ameaça o rei, um homem ganancioso que construiu seu trono com base em mentiras, assassinato e traição. Só há uma maneira de defender sua terra da corrupção que se abateu sobre ela. Ao quebrar a maldição, eles poderiam derrotar o rei … mas também poderiam se destruir.

Amy Harmon na área!

Hey galera, tudo bom com vocês? Hoje trago as minhas impressões sobre o livro The First Girl Child, uma fantasia dessa autora que é uma das minhas queridinhas, e já vou logo avisando, se você ainda não leu, depois dessa resenha tenho certeza que ele vai entrar para a sua TBR.

Vamos lá?

O livro conta a história de Bayr e Alba. No dia do nascimento de Bayr, sua mãe amaldiçoou o país através de uma runa de sangue. Desdemona disse que não nasceriam mais meninas, os homens do país não honravam suas mulheres e por isso elas não mais nasceriam. Bayr então é criado por seu tio Dagmar, no templo onde ele vivia, uma espécie de mosteiro onde homens de diversos clãs estudavam o poder das runas e eram os protetores delas.

Os anos vão passando e Bayr cresce como uma criança muito forte e com um poder extraordinário, ao mesmo tempo em que a maldição vai causando grandes danos ao país. Não nascem mais filhas e aos poucos o país entra em uma seca de meninas, o que deixa o futuro da nação comprometido.

E então Alba nasce.

Continue lendo
09out • 21 Christina Lauren, comédia romantica, Gallery Books, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #381 The Soulmate Equation

Título: The Soulmate Equation
Autor: Christina Lauren
Editora: Gallery Books
Páginas: 368
Ano: 2022
Gênero: Romance / Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Uma empresa de namoro encontra matches ideais de acordo com o DNA dos usuários. Uma mãe solo cética sobre o amor descobre que tem 98% de compatibilidade com o insuportável fundador da empresa – mas será que na prática o relacionamento dos dois é compatível com as estatísticas?

Jessica Davis não está interessada em namorar. Sendo mãe solo, está sempre muito ocupada criando a amada filha, Juno, e para isso conta com a ajuda de seus avós (que também criaram Jess). Entre seu trabalho com estatística, ajudar Juno com projetos escolares e salvar a mãe adicta sempre que ela se mete em encrencas, a rotina de Jess já está bem atribulada.

Certo dia, porém, quando ela e sua melhor amiga Fizzy estão trabalhando num café, elas começam a conversar com um freguês habitual. Ele é o dr. River Peña, fundador de uma recém-aberta agência de namoros, a GeneticÀmente, que dá matches nos usuários com base no DNA de cada um. Ao ceder ante a insistência de Fizzy, entregando uma amostra de sua saliva para a empresa, Jess descobre que tem uma compatibilidade de 98% com River, um homem que ela já não suporta, e com quem não tem o menor interesse de explorar nada.

Mas, com problemas financeiros se acumulando, Jess vê na GeneticÀmente uma solução, pois a agência lhe oferece uma tentadora quantia de dinheiro caso dê uma chance ao match. E, à medida que Jess conhece o verdadeiro River, ela passa a imaginar que os dados talvez estejam mais corretos do que ela própria gostaria de admitir.

Alerta de livro amorzinhooooo

Hey galera, tudo bem com vocês? Hoje é dia de comentar a minha opinião sobre o livro The Soulmate Equation, e antes que vocês se desesperem, sim, tem ele em português e lançado aqui no Brasil. Só clicar no link no topo que vocês conseguem comprar A Equação Perfeita do Amor.

Mas bora pra história!

The Soulmate Equation vai contar a história de Jess e River. Eles são frequentadores da mesma cafeteria, Jess vai para lá todas as manhãs para trabalhar na companhia de sua melhor amiga. River passa na cafeteria todos as manhãs para buscar a sua dose diária de cafeína. Jess repara sempre nele, por ele ser obviamente muito bonito, mas também por ser um cara frio e que nunca dá boas gorjetas kkk.

Um dia as amigas estão comentando sobre o tal “Americano” quando o barista fala que ele é um cientista importante e que tem uma empresa que está lançando um aplicativo de namoro, para Jess isso é totalmente incoerente com a imagem que River passa, e ela o confronta sobre isso. Ele simplesmente a convida para ir a empresa e conhecer o projeto, e ela obviamente vai!

Continue lendo
25set • 21 drama, intrínseca, Literatura Coreana, literatura estrangeira, Min Jin Lee, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #380 Pachinko

Título: Pachinko
Autor: Min Jin Lee
Editora: Intrínseca
Páginas: 528
Ano: 2020
Gênero: Romance / Literatura Coreana/ Literatura Estrangeira/ Ficção Histórica
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: No início dos anos 1900, a adolescente Sunja, filha adorada de um pescador aleijado, apaixona-se perdidamente por um rico forasteiro na costa perto de sua casa, na Coreia. Esse homem promete o mundo a ela, mas, quando descobre que está grávida ― e que seu amado é casado ―, Sunja se recusa a ser comprada. Em vez disso, aceita o pedido de casamento de um homem gentil e doente, um pastor que está de passagem pelo vilarejo, rumo ao Japão. A decisão de abandonar o lar e rejeitar o poderoso pai de seu filho dá início a uma saga dramática que se desdobrará ao longo de gerações por quase cem anos.

Neste romance movido pelas batalhas enfrentadas por imigrantes, os salões de pachinko ― o jogo de caça-níqueis onipresente em todo o Japão ― são o ponto de convergência das preocupações centrais da história: identidade, pátria e pertencimento. Para a população coreana no Japão, discriminada e excluída — como Sunja e seus descendentes —, os salões são o principal meio de conseguir trabalho e tentar acumular algum dinheiro.

Uma grande história de amor, Pachinko é também um tributo aos sacrifícios, à ambição e à lealdade de milhares de estrangeiros desterrados. Das movimentadas ruas dos mercados aos corredores das mais prestigiadas universidades do Japão, passando pelos salões de aposta do submundo do crime, os personagens complexos e passionais deste livro sobrevivem e tentam prosperar, indiferentes ao grande arco da história.

Olá galera! Finalizei a leitura de Pachinko e agora é hora de contar as minhas impressões sobre o livro, espero que vocês gostem e se interessem pela história, pois já vou logo adiantando que é maravilhosa!

Como boa dorameira que sou, a cultura asiática invadiu a minha vida após começar a assistir essas séries/novelas produzidas no leste europeu. A curiosidade se aprofundou para além das linhas de fã de atores, cantores e grupos e kpop, passou também para a cultura e literatura. Pachinko foi o primeiro livro que li de uma autora coreana e eu não estava preparada para o que encontraria ali.

A história vai começar na Coréia, no inicio do século 20. Vamos acompanhar uma família e com o passar dos anos, suas próximas gerações. Sunja é a personagem principal, mas antes de entrar na história dela, conhecemos seus pais e avós. Os pais de Sunja se uniram através de um casamento arranjado, algo muito comum até hoje por lá e não tão distante assim da nossa realidade. Yangjin e Hoonie se casam e após vários abortos conseguem ter Sunja, a jovem que seria filha única do casal.

Continue lendo
31jul • 21 Literatura Americana, literatura estrangeira, Mariana Zapata, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #374 Hands Down

Título: Hands Down
Autor: Mariana Zapata
Editora: Independente
Páginas: 529
Ano: 2020
Gênero: Romance / Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: ANTES DE SER O BIG TEXAS, ELE ERA ZAC, O SNACK PACK. Bianca Brannen sabe que o tempo, na maior parte, cura todas as feridas. Incluindo as que seus entes queridos podem ter causado involuntariamente. (Essas demoram mais.) Ela acha que está pronta quando uma ligação a faz voltar para a vida do seu velho amigo. Ou pelo menos, o mais preparada possível para ver o quarterback titular da Organização Nacional de Futebol. Antes das luzes, dos fãs e dos milhões, ele era um garoto magro com um coração de ouro. Sair da vida de Zac Travis deveria ser fácil. Tão fácil quanto ele saiu da dela.

Fãs de Mariana Zapata, podem chegar por aqui!

Hey galera, tudo bom com vocês? É dia de comentar sobre essa minha leitura, quem amou The Wall of Winnipeg and Me, vai surtar com esse livro, já fica a dica rs.

Vou fazer um resumo.

O livro vai contar a história de Bianca e Zac, sim o mesmo Zac que era companheiro de quarto do Aiden rs. Bianca conhece Zac desde que literalmente era um bebê e apesar da diferença de 7 anos de idade, eles construíram uma bela amizade. A avó de Bianca tomava conta de Zac quando criança e ele se tornou o melhor amigo de Boogie, primo de Bianca.

Após estourar como quarterback da NFO, Zac começa a viver uma vida dos sonhos, mas ele não esquece suas origens, o problema é que agora, 10 anos depois, ele não está vivendo o melhor momento de sua vida e carreira. Com o contrato desfeito e sem previsão de conseguir um novo time, a aposentadoria parece mais próxima a cada dia.

Faz 10 anos que Bianca não troca uma palavra com Zac, algo no passado aconteceu e eles perderam o contato. Mesmo com Boogie ainda sendo melhor amigo de Zac e ela encontrando regularmente sua família, ambos não se falam.

Até que algo acontece.

Continue lendo
28jul • 21 adulto, K A Linde, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #373 Struck from the Record

Título: Struck from the Record
Série: Record
Ordem: 4
Autor: K. A. Linde
Editora: Independente
Gênero: Romance /Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 376
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Clay Maxwell é um homem elegante, sagaz, bonito e movido por sexo. Muitas mulheres têm compartilhado sua cama, mas apenas uma foi sempre constante, Andrea.
Suas regras eram simples. Quando eles estão juntos, é apenas o dois. Quando eles estão separados, tudo é jogo justo. E funcionou. Por dez anos.
Mas um deles mudou o jogo …
Clay deve decidir se o seu caminhos de jogador vale a pena e perder a única garota que sempre esteve lá.

18 anos +

Hey galera, prontos para conhecerem o Clay e sua história? Então continua lendo e vem comigo!

Um aviso, o livro faz parte da série Record e pode ser lido separadamente, mas recomendo a leitura após ler os três anteriores, o Clay e sua namorada Andrea aparecem na história de Liz e Brady e aqui encontramos referências do que aconteceu no passado, então para uma melhor compreensão, leia os anteriores.

Com isso dito, bora pra um breve resumo da história.

Clay é o irmão do meio de Brady, ele sempre se sentiu a sombra do irmão político e glamouroso, apesar das suas conquistas pessoais, ele nunca se sentiu suficiente quando se comparava a Brady, isso só serviu para que a relação de ambos fosse bem problemática até pouco tempo atrás quando ambos decidem agir com um pouco de maturidade rs. Essa relação tensa com o irmão e até com o pai serviu para ditar muitas decisões inconsequentes dele, seu único ponto de equilíbrio sempre foi Andrea.

Continue lendo
26jul • 21 K A Linde, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #372 For the Record

Título: For the Record
Série: Record
Ordem: 3
Autor: K. A. Linde
Editora: Independente
Gênero: Romance /Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 352
Ano: 2014
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Com o congressista Brady Maxwell se candidatando à reeleição e a jornalista Liz Dougherty prestes a se formar em uma carreira promissora, o futuro do casal ambicioso é mais brilhante do que nunca.
Eles compartilham uma paixão pelo seu trabalho… E um pelo outro. Mas quando Brady realiza uma coletiva de imprensa para apresentar oficialmente Liz como sua namorada, os jornalistas famintos por um escândalo começam a bombardeá-la. Agora, cada movimento dela está sob uma lupa viciosa, e sua vida parece estar caindo aos pedaços.
No caminho para a reeleição, o vínculo apaixonado entre o senador e a jornalista é testado em cada parada. Ameaçado pelo sensacionalismo da mídia sem vergonha e seus respectivos ex-ciumentos, Brady e Liz agora tem que aprender a confiar um no outro, apesar do que leem nos jornais. Liz e Brady podem estar soltando fogos de artifício ao longo da campanha eleitoral, mas o seu amor poderá transcender a política como de costume?

18 anos +

Chegamos ao terceiro livro da série Record e desfecho da história de Liz e Brady. O final de On The Record foi alucinante com toda o romance do passado entre Liz e Brady ganhando as páginas do jornal. Tudo piora quando a identidade dela é revelada e Liz precisa enfrentar os julgamentos de colegas, desconhecidos e ainda ser perseguida por repórteres no campus da faculdade. É seu último semestre ali, ela está prestes a se formar e a pressão das decisões futuras pesa sobre a vida de nossa mocinha. A vantagem é que Brady voltou para a jogada e está disposto a fazer tudo diferente dessa vez.

É ano de eleição, o senado americano tem um mandato de 6 anos, com um terço dele sendo renovado a cada dois anos. Brady está concorrendo novamente para manter sua cadeira no senado e um escândalo envolvendo seu passado amoroso com uma estudante universitária 7 anos mais jovem não é algo que ele precisa no momento, mas ficar sem Liz também não está nos planos.

Continue lendo
24jul • 21 adulto, K A Linde, Literatura Americana, literatura estrangeira, Montlake, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #370 Off the Record

Título: Off the Record
Série: Record
Ordem: 1
Autor: K. A. Linde
Editora: Montlake Romance
Gênero: Romance /Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 445
Ano: 2014
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Sua primeira missão, em uma conferência para o jornal da faculdade da Carolina do Norte, era fazer a cobertura improvisada na coletiva de imprensa de um senador estadual. Brady Maxwell pode ter tudo o que é preciso para ser um político, um pedigree vencedor, boa aparência devastadora, um corpo feito para usar ternos, mas sua política foi expressa de forma errada para Liz. Quando uma contundente pergunta de Liz pega o senador arrivista desprevenido, isso impressiona Hayden Lane, editor de Liz que sente que ela estava a caminho de uma promissora carreira como repórter.

Mas Liz encontra-se, também, em um romance secreto com Brady que poderia destruir as suas ambições. Embora ele seja um solteirão, potenciais eleitores poderiam desaprovar Brady se aproximando de uma repórter. E Liz não tinha certeza que se esconder seria o suficiente para ela, especialmente quando as coisas entre ela e Hayden poderiam ser menos platônicas do que ela pensava.

Oi galera, hoje quero apresentar uma nova série que me ganhou nas primeiras páginas do primeiro livro rs, nos próximos dias vou postar as resenhas dos seguintes, mas hoje vamos começar com o primeiro livro: Off The Record.

Tudo começa com Liz, uma estudante de jornalismo, indo participar da coletiva de imprensa de um político local. Brady Maxwell é um dos mais jovens senadores do seu estado, vem de uma família de políticos e tem como seu objetivo máximo, um dia se tornar presidente dos Estados Unidos, levemente pretensioso? Só um pouquinho rs.

A questão é que Brady sabe o caminho que precisa percorrer e está disposto a abrir mão de tudo para perseguir seus objetivos. Em um primeiro momento pode até parecer que ele só quer poder, porém esse jovem senador é o político ideal galera, aquele que todos sonhamos que seja nosso representante.

Bom, voltando à coletiva de imprensa…

Continue lendo
22jul • 21 Ficção, LaVyrle Spencer, Literatura Americana, literatura estrangeira, Pedrazul, resenha, Resenhas de Livros, Romance, romance histórico

Resenha #369 Glória da Manhã

Título: Glória da Manhã
Autor: LaVyrle Spencer
Editora: Pedrazul
Páginas: 416
Ano: 2021
Gênero: Romance / Ficção Histórica/ Literatura Americana/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Na cidade de Whitney, na Georgia, eles a chamavam de “a louca viúva”. Eleanor era mãe de dois meninos e estava grávida do terceiro. Sem ter como cuidar do sítio, dos animais, e de rachar lenha para o rigoroso inverno que se aproximava, desesperada, colocou um anúncio no jornal da cidade: PROCURA-SE UM MARIDO. Precisa-se de um homem saudável, de qualquer idade, disposto a trabalhar bastante e compartilhar o lugar”.
Will Parker tinha passado os cinco últimos anos na prisão por ter matado uma prostituta para defender seu único amigo da morte, mas a justiça não encarou seu ato como uma boa ação. Sem ter onde morar, comer, e usando uma calça e uma camisa que ele havia acabado de “pegar emprestado” num varal da cidade, candidata-se a marido de Eleanor.

Hey galera, como vocês estão?

Hoje vim comentar com vocês as minhas impressões sobre Glória da Manhã, um livro emocionante da Lavyrle Spencer.

O livro conta a história de Eleanor e Will. Ela é uma jovem viúva, mãe de dois meninos e grávida do terceiro, morando em uma fazenda e sem condições de mantê-la sozinha, ela coloca um anúncio no jornal local em busca de um marido. Sim, você leu certo, ela estava atrás de um marido. O ano é 1941, e Will é um andarilho que foi recém demitido de seu emprego na serraria da pequena cidade de Whitney. Ele é um ex presidiário e está numa fase desoladora da vida, quando lê o anúncio de Eleanor se candidata ao posto de possível marido.

A fazenda está em estado deplorável, a casa com várias partes apodrecidas, o celeiro precisando de reformas, os animais completamente soltos… por sorte Will é homem que não tem medo do trabalho duro. Eles logo caem numa rotina onde através do convívio um ganha a confiança do outro até evoluir para o casamento de fato.

Continue lendo
1 2 3 11