Clichê

Resenha 459 Lugar Feliz

Por Barbara em 16 maio • 2024
16maio • 24 Clichê, drama, Emily Henry, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Verus

Resenha 459 Lugar Feliz

Compre aqui

Lugar feliz, mas não tanto assim…

Hey meus amores, tudo bem com vocês? Hoje vim comentar um pouco sobre a minha leitura de Lugar Feliz, bora para um resuminho?

O livro vai nos contar a história de Harriet, ela está indo encontrar os amigos de longa data em uma casa de praia onde tradicionalmente eles passavam as férias. A casa será vendida e essa é a última oportunidade de todos passarem um tempo juntos no lugar onde viveram tantos momentos bons, porém a vida mudou e eles já não são os jovens que se conheceram na faculdade, cada um tem suas vidas e responsabilidades, mas ainda sim estão se esforçando para se verem.

Entre o grupo de amigos está Wyn, ex-noivo de Harriet, mas ninguém sabe que eles terminaram a pelo menos cinco meses – eu disse que as coisas mudavam rs -, todos ainda acreditam que eles são o casal perfeito e eles vão precisar fingir que ainda estão juntos em favor da harmonia do grupo e para que todos tivessem lembranças positivas de seus últimos momentos na casa.

Bom, como você fica numa boa com uma pessoa que você terminou, mas não exatamente? Ainda existem muitos sentimentos envolvidos, palavras não ditas e mágoas não perdoadas e nem resolvidas. Eis aí a chance de Harriet e Wyn colocarem os pingos no Is de vez e seguirem seus caminhos, se juntos ou separados aí só lendo para descobrir.

Gente eu achei o livro bem fraquinho, eu gosto muito da autora e amei os outros títulos dela, mas esse não funcionou. Não conseguia ver muito sentido em muitas atitudes dos personagens, até entendo eles não revelarem aos amigos o status atual do relacionamento de ambos, o término de uma relação tão longa quanto a deles é difícil mesmo de superar, mas a interação deles deixa bem claro que ainda tinha muito a acontecer ali e eu sou do time de que quem quer resolve… Entendedores entenderão rs. Por isso o livro perdeu estrelas para mim.

Achei também bem chato o recurso de volta no tempo, a autora fica alternando entre os bons momentos – “Lugares Felizes”, com o tempo atual onde nada está tão feliz assim rs. Chega uma hora que fica cansativo e eu só queria o presente e que as coisas se desenvolvessem rs.

Mas nem tudo foi ruim, acho que as questões relacionadas a Harriet como o excesso de agrados, de ser a mediadora entre os amigos e família, suas inseguranças quanto ao relacionamento trazem uma reflexão muito bacana para nós como leitores e isso foi positivo, me fez refletir e por isso mantive o livro em 3 estrelas. É bom, mas nada além disso.

Indico a leitura só se você estiver curioso o suficiente para a experiência rs. Beijinhos e até breve!

Confira a resenha em vídeo

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário