Amy Daws

Resenha #257 Keeper

Por Barbara em 01 mar • 2019
drama

Resenha #254 Ryan’s Bed

Por Barbara em 22 fev • 2019

Posts arquivados em: Tag: clássico

15mar • 19 12 livros para 2019, Aventura, Bertrand Brasil, Desafio das GeLs, Ernest Hemingway, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #262 O Velho e o Mar

Título: O Velho e o Mar
Autor: Ernest Hemingway
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 126
Ano: 2013
Gênero: Ficção/ Aventura/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Best-seller em todo o mundo e também no Brasil, “O Velho e o Mar” conta a história de um pescador que, depois de 84 dias sem apanhar um só peixe, acaba fisgando um de tamanho descomunal, que lhe oferece inusitada resistências e contra cuja força tem de opor a de seus braços, a de seu corpo, e, mais do que tudo, a de seu espírito.
Um homem só, no mar alto, com seus sonhos e pensamentos, suas fundas tristezas e ingênuas alegrias, amando com certa ternura o peixe com que trava ingente luta até levá-lo a uma derrota leal e honesta.
Uma obra-prima da literatura contemporânea, dotada de profunda mensagem de fé no homem e em sua capacidade de superar as limitações a que a vida o submete.

O Velho e o Mar… não sei nem direito como começar essa resenha, mas vou tentar explicando que aqui não existirá uma resenha como normalmente faço, vou contar a minha experiência com esse livro e eu espero que você aprecie a leitura, como eu estou apreciando escrever sobre.

Ganhei esse livro como presente de aniversário, já queria ler Hemingway há um bom tempo, mas ainda não tinha tido a oportunidade de comprar meu primeiro exemplar físico. Bom, com o livro em mãos, o coloquei na meta de leitura dos #12livrospara2019 e que bom que fiz isso!

Continue lendo
19ago • 15 Outros

#2 Capas, capas e + capas – O Sol é para Todos

Demorou mas chegou!
Hoje na coluna Capas, capas e + capas, vamos mostrar as diferentes edições de O Sol é para Todos da Harper Lee, ao redor do mundo. Confere aí e não deixe de comentar qual é a sua preferida.
Para começar, escolhi essa capa da edição brasileira de 1963. Linda, linda ela pode até não ser, mas eu amo essa montagem com os rostos, a forma como o título está escrito. Bom, eu acho essa capa muito bonita e se eu achar por aí em algum sebo é certeza que compro na hora! rs – Barbara

 

Mais uma edição brasileira. Essa foi lançada recentemente pela Record, através do selo José Olympio, e está linda! Achei bem legal eles colocarem o título original na capa e ao contrário da capa de 63, agora temos o Mockinbird como “protagonista”. Eu acho ela linda, e vocês? Alguém tem essa edição? – Barbara
Adorei a nova capa nacional, adoro esse jeito emborrachado mas tenho que concordar com a Tati Feltrin que para uma edição definitiva faltou uma mini biografia da autora e/ou algum comentário crítico sobre a obra. – Michelli

Continue lendo

Garotas Livros
GeL