drama

Resenha #271 Dear Aaron

Por Barbara em 29 maio • 2019
drama

Resenha #268 Bad Boy Brody

Por Barbara em 03 abr • 2019

Posts arquivados em: Tag: romance

19set • 14 mistério, new adult, resenha, Suspense

Resenha #57 Get Bent (Hard Rock Roots #2)

Título: Get Bent (Hard Rock Roots #2)
Autor: C. M. Stunich
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro
Sinopse: Naomi Knox está sumida.
E eu nem p*rra sei se ela está viva.
O que eu sei é que ela é o ar que eu preciso respirar.
Ela é a minha redenção, um fogo que consome e que arde em meu sangue.
E eu vou fazer de tudo para encontrá-la. Qualquer coisa. Mesmo que isso signifique o fim para mim.

***
Turner Campbell está me procurando.
Mas ele não tem a p*rra de ideia o que é que ele está procurando.
Há escuridão ao redor e segredos suficientes para sufocar.
Há anjos e há demônios. É impossível destingui – los .
Luz precisa brilhar sobre a verdade, mas não há ninguém para segurar a tocha. A linha entre a vida e a morte é turva e os jogadores estão completamente enraizados no jogo. A pergunta é: eu ainda sou um deles?

Galera, que final foi aquele do primeiro livro?! Eu fiquei alucinada! A pergunta era: Naomi morreu? O que aconteceu naquele ônibus? Que loucura é essa que ta acontecendo?!

Muitas perguntas e eu ansiosa por respostas, comecei imediatamente o segundo livro.

Continue lendo

17set • 14 mistério, new adult, resenha

Resenha #56 Real Ugly (Hard Rock Roots #1)

Título: Real Ugly
Autor: C. M. Stunich
Classificação: 4 estrelas

Compre o Livro
Sinopse: Turner Campbell é um cretino. Eu o odeio. Mas eu não posso ter o suficiente dele. Ele canta como um anjo e f*de como um demônio. Se pudesse, eu ia fugir e nunca olhar para trás, porque, para dizer a verdade, eu acho que este homem poderia ser a minha morte.
***
Naomi Knox é uma cadela. Eu não posso suportá-la merda. Mas eu não consigo parar de pensar nela também. Ela se parece com um anjo e joga como um demônio. Se pudesse, eu teria uma boa f*da e esquecer tudo sobre ela, mas para dizer a verdade, eu acho que essa mulher poderia ser minha última graça salvadora.




Real Ugly foi uma grata surpresa!

Nesses últimos dias, eu tenho lido uma variedade enorme de New Adults e confesso estar um pouco enjoada daquela fórmulazinha básica de: cara mulherengo + garota inocente = felizes para sempre. Não estou dizendo que essa forma clichê de escrever é ruim (eu gosto do clichê), mas nem todo clichê dá certo, principalmente quando se fecha um livro, começa outro e o novo parece uma repetição do primeiro. Sim, tá rolando um momento desabafo #sorry.

Mas vamos falar de Real Ugly que é o motivo de vocês terem clicado nessa resenha.

Continue lendo

17ago • 14 especial, Sobre Primeiros Beijos

#1 Sobre Primeiros Beijos…

Hey galera, olha a coluna nova chegando no GeL o/

A Sobre Primeiros Beijos surgiu inicialmente com a proposta de ser um mega post especial aqui no blog sobre primeiros beijos (por isso o nome e por falta de criatividade, sorry rs). Então comecei a montar uma coletânea de primeiros beijos literários – independente da beleza da cena, só precisava ser o primeiro beijo, porém estava ficando MUITO grande e a Michelli deu a ideia de criar essa coluna, então voilà, aqui estamos com a primeira edição da SPB o/

Muitos podem se perguntar porque escolhi falar/separar/catar primeiros beijos pelos meus livros. A resposta é simples, eu acredito que não haja nada semelhante ao primeiro beijo de um casal – independente deles ficarem juntos no final ou não… por isso resolvi reunir essas cenas porque elas merecem ser destacadas!

A cada post vou colocar cinco quotes de primeiros beijos e espero que vocês apreciem 😉

play na música e entre no clima de romance…

.
.
.

“E Alexander não aguentava mais. Curvou-se perto de seu rosto e a beijou. Como ele imaginara, os lábios de Tatiana eram macios, jovens e cheios. Tremia o corpo inteiro de Tatiana enquanto ela o beijava com tamanha ternura, tamanha paixão, tamanha carência, que Alexander, sem querer, deu um pequeno gemido. Ele estava aturdido pelas mãos de Tatiana, que puxavam sua cabeça e não a soltavam.”



Tatiana e Alexander – O Cavaleiro de Bronze

Continue lendo

11ago • 14 Atria Books, book, Colleen Hoover, internacional, lançamento, new adult

Resenha #48 Ugly Love

Título: Ugly Love
Autor: Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Estrelas: 5
Compre: EN – http://amzn.to/2nmi9vM / PT – http://amzn.to/2nmlpY1

Sinopse: Quando Tate Collins conhece o piloto Miles Archer, ela sabe que não é amor à primeira vista. Eles nem iriam tão longe para dizer que eram amigos. A única coisa que Tate e Miles têm em comum, é essa inegável atração. Uma vez que seus desejos são descobertos, eles percebem que eles têm um arranjo perfeito. Esse arranjo pode ser surpreendentemente simples, contanto que Tate se atenha às duas únicas regras de Miles.


Nunca pergunte sobre o passado.
Não espere um futuro.

Eles acreditam que podem lidar com isso, mas percebem, quase imediatamente, que isso não será possível.

Corações são infiltrados.
Promessas são quebradas.
Regras são despedaçadas.
O amor se torna feio.

 

“O amor nem sempre é belo, Tate. Às vezes, você passa todo o seu tempo 
esperando que ele será, eventualmente, algo diferente. Algo melhor. 
Então, antes que você se dê conta, você está de volta ao ponto de partida, 
e você perdeu seu coração em algum lugar pelo caminho.”
Não sei como ela consegue, meus amigos, mas Colleen Hoover conseguiu outra vez. Este livro é completamente diferente de todos que eu já li dela, e acredite, ela realmente sabe inovar. Eu li, em uma resenha, que talvez ela fique o tempo toda trancada em seu esconderijo, planejando como despedaçar seu coração e fazer você ser completamente vulnerável a cada palavrinha escrita em seus livros. Pois bem, acredito nessa teoria, pois ela me fez ficar agarrada ao kindle em várias partes.

Continue lendo

09ago • 14 intrínseca, lançamento, resenha

Resenha #47 Não Se Apega, Não

Título: Não se Apega, não.
Autor: Isabela Freitas
Editora: Intrínseca 
Ano: 2014
Páginas: 256
Classificação: 1,5 estrelas

Sinopse: “Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.
Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.”
“O desapego não é a indiferença, covardia ou desinteresse.
O desapego é se libertar de tudo aquilo que faz mal e causa sofrimento. 
Desapegar é sinônimo de se libertar. Soltar as algemas. 
Colocar asas. Se permitir voar novamente. 
O desapego é aceitação, é o desprendimento.”
Pág 221
A agitação da noite de autógrafos da autora somando-se à pressão do vendedor naquele dia do lançamento do livro, fez com que eu o comprasse.
Quando eu cheguei à livraria, com aquela algazarra sem saber exatamente o que estava acontecendo, vi um livro rosa fofo com as pessoas da fila mas não sabia do que se tratava, ao chegar no caixa, vi ali a pilha de livros e perguntei sobre o que era, o vendedor vendo a chance de faturar, vendeu seu peixe e eu fui lá e comprei.

Continue lendo

03ago • 14 resenha, Rocco

Resenha #45 Duas Vezes Amor

Título: Duas Vezes Amor
Autor: Karie Cotugno
Editora: Rocco
Classificação: 4 estrelas

Sinopse: “É possível se apaixonar duas vezes pela mesma pessoa? Em Duas vezes amor, elogiado romance de estreia da norte-americana Katie Cotugno, a jovem Reena descobre que sim. Aos 16 anos, ela vê seus sonhos interrompidos por uma inesperada gravidez, ao mesmo tempo em que enfrenta a ausência da mãe, que morreu quando Reena era criança, a indiferença do pai e o sumiço do namorado, Sawyer. Mas quando ele retorna à cidade, dois anos depois, e fica sabendo que é pai de uma menina, Reena tem a chance de tentar entender o que levou o garoto a desaparecer. E desse reencontro, os dois descobrem o amor pela segunda vez.” 

 

Falamos desse livro em uma das nossas edições de “Waiting For…” e de cara a sinopse me atraiu. Esses relacionamentos mal resolvidos sempre chamam a minha atenção, e foi impossível resistir a Duas Vezes Amor.
A história é narrada em dois períodos, o Antes e o Depois. Em um primeiro momento, confesso, fiquei confusa por causa da linha cronológica. Os eventos se misturaram um pouco, mas ao longo dos capítulos a compreensão foi ficando mais clara. Essa forma de escrita me deixou curiosa quanto à forma, se a autora escreveu cada parte separada e depois foi interligando os capítulos ou se foi na ordem em que o livro está formatado… gostaria muito MESMO de perguntar a Katie como foi a mecânica desse livro, enfim… vamos à história.

Continue lendo

21jul • 14 resenha

Resenha #42 O Duque e Eu (Os Bridgertons #1)

Título: O Duque e Eu
Série: Os Bridgertons (#1)

Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Classificação: 5/5 estrelas

Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
 
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
 
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.
“… acabei descobrindo, contra minha vontade, 
que é impossível não amar você.”


 
Julia Quinn entrou para a lista de autores favoritos e com muitos méritos; a autora escreve de uma forma tão leve e gostosa, fazendo com que seja impossível desgrudar do livro, mesmo que por um segundo.

Continue lendo

15jul • 14 literatura estrangeira, resenha

Resenha #41 O Pessegueiro

Título: O Pessegueiro
Autor: Sarah Addison Allen
Editora: Planeta do Brasil
Páginas: 256
Ano: 2013
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: “Bem Vindo a Walls Of Water. Essa é a cidade onde vive Willa Jackson, uma jovem descendente de uma família falida que luta para esquecer a imagem da garota inconsequente que já foi um dia. Quando sua ex-companheira de colégio e socialite perfeita Paxton Osgood a convida para a festa de 75 anos do Clube Social Feminino, ela fica receosa em comparecer por sentir que não faz parte daquele mundo… 
No entanto, a ocasião acabará se revelando uma excelente oportunidade para Willa desenterrar fatos surpreendentes que reverberam até hoje em sua própria história.Qual é o segredo que une famílias Jackson e Osgood? Será que a verdadeira amizade consegue transpor as barreiras do tempo?”
” A felicidade é um risco. Se você não sentir um pouquinho de medo,
não está fazendo a coisa certa.”
A um bom tempo vinha querendo ler esse livro, sempre que ia à livraria esse livro cruzava meu caminho. Depois de uma blogueira que eu acompanho recomendar O Pessegueiro no seu canal, fui atrás logo na mesma semana.

Continue lendo

12jun • 14 lançamento, resenha

Resenha #32 Esta é uma história de amor

Título:  Esta é uma história de amor
Autor: Jessica Thompson
Editora: Novo Conceito
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: “Um rapaz conhece uma menina e a menina se apaixona pelo rapaz – até aí, nenhuma novidade. Mas, com Sienna e Nick, as coisas não acontecem do jeito que costumam acontecer nas histórias de amor. Tudo bem que ela o achou superparecido com o Jake Gyllenhaal, seu ator preferido. E ele teve o maior frio na barriga quando viu aqueles lindos olhos azuis-escuros no metrô. Nada disso importa quando a gente está fechado para balanço. Ela é frágil… Tem tantos segredos. E ele não está a fim de nada sério. Engraçada e ao mesmo tempo triste, esta é a história de duas pessoas destinadas a não ficarem juntas… mesmo sendo a coisa que elas mais querem no mundo.” 
Melhor título não poderia haver para esse livro. Sim, é uma história de amor, nem um pouco perfeita, porém mágica. 
Sabe aquele livro que você lê com um sorriso idiota no rosto do começo ao fim? “Esta é…” é esse tipo de livro! Os personagens são encantadores, apaixonantes e muito especiais em sua normalidade.
Jessica Thompson nos apresenta nesse romance à Nick e Sienna, de cara nós percebemos que são ‘almas gêmeas’. A primeira vez que eles se vêem é coisa de cinema, acho que é a forma como toda garota gostaria de encontrar o amor da sua vida… uma troca de olhares e perceber que É ELE. Lindo não? Mas a vida não é perfeita e as histórias de amor menos ainda.

Continue lendo

03maio • 14 Cassandra Clare, resenha

Resenha #23 Anjo Mecânico (Série Peças Infernais #1)

Título: Anjo Mecânico
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 391
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro
Sinopse: Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo. 

Olá! Como estão? Hoje estou trazendo uma resenha fresquinha do primeiro livro dessa trilogia maravilhosa que a Cassandra Clare escreveu! Sim, como o título diz vou falar sobre Anjo Mecânico (redundância #modeon).

Esse é um ano que tirei para as releituras e finalizações de séries, comprei Anjo Mecânico ano passado e li imediatamente, depois fiquei um pouco desesperada porque não tinha os dois últimos – drama de todo leitor – enfim, quando tive os outros na estante eu não li imediatamente não me pergunte por que… A questão é que os livros começaram a me chamar e chamar e chamar – quem já passou por isso sabe como é – E resolvi tirar todos da estante e começar a ler, aproveitando para resenhar aqui no blog!

Passada toda essa explicação vamos ao que interessa: O Livro!

Continue lendo

14abr • 14 resenha

Resenha #18 O Projeto Rosie

Título: O Projeto Rosie
Autor: Graeme Simsion
Editora: Record
Número de páginas: 319
Classificação: 4 estrelas 
Sinopse: Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.
Exceto as mulheres.
Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva.
Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.
O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.

Comprei esse livro num impulso, tinha ouvido muitos comentários, mas não tinha ideia de como a história iria se desenvolver nem como era a personalidade dos personagens. Então foi uma compra “as cegas”, a capa muito bonita, o tamanho e outras coisinhas me atraíram completamente (risos). Então fui ler…

De inicio eu não estava gostando, achei o protagonista muito chato, metódico, um pouco ranzinza, cheguei até comentar no facebook e muitos amigos que já tinham lido me incentivaram a continuar… Assim fiz e bom, vocês vão saber agora minha opinião 😉

Continue lendo

12abr • 14 best, drama, mistério, resenha, Suspense, Tarryn Fisher

Resenha #17 Mud Vein

Título: Mud Vein
Autor: Tarryn Fisher
Editora: Kindle Edition
Páginas: 283

Classificação: 5 estrelas 

Compre: http://amzn.to/2nmjvGH

Sinopse: Quando a isolada romancista Senna Richards acorda, em seu trigésimo terceiro aniversário, tudo está diferente. Presa atrás de uma cerca elétrica, trancada em uma casa no meio da neve, Senna é deixada para decodificar pistas que a farão descobrir o porquê de ter sido raptada. Se ela quer sua liberdade, ela deve olhar para seu passado com atenção. Mas seu passado tem um pulso… e seu raptor não está em lugar algum. Com sua sobrevivência na corda bamba, Senna logo percebe que isso é um jogo. Um jogo perigoso. Apenas a verdade poderá libertá-la.

“A vida não é aleatória.”
 
“É doloroso olhar para dentro de si mesmo e ver os por quês e como você funciona. Você é muito mais feio do que pensa; muito mais egoísta do que gostaria de admitir. Então, você ignora o que está dentro de você, pensando que se você não fizer um reconhecimento, não existe realmente.”
 
“Isto é um jogo, e se eu quero escapar, preciso descobrir a verdade.”

 

WOW!
Não acredito ser possível explicar, em uma simples resenha, o que esse livro fez comigo. Este é um dos poucos livros que eu mergulhei de cabeça sem ler a sinopse ou qualquer resenha. A única coisa que eu sabia, era que a Colleen Hoover, uma de minhas escritoras favoritas, recomendou esse livro dizendo que era sensacional.

Continue lendo

1 11 12 13 14