Clichê

Resenha 459 Lugar Feliz

Por Barbara em 16 maio • 2024
30mar • 23 Carla Madeira, Ficção, Literatura Brasileira, Literatura Nacional, Record, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 435 Tudo é Rio

Título: Tudo é Rio
Autor: Carla Madeira
Editora: Record
Páginas: 210
Ano: 2021
Gênero: Romance/ Literatura Brasileira/ Literatura Nacional
/ Ficção
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Tudo é rio é o livro de estreia de Carla Madeira.

Com uma narrativa madura, precisa e ao mesmo tempo delicada e poética, o romance narra a história do casal Dalva e Venâncio, que tem a vida transformada após uma perda trágica, resultado do ciúme doentio do marido, e de Lucy, a prostituta mais depravada e cobiçada da cidade, que entra no caminho deles, formando um triângulo amoroso.

Na orelha do livro, Martha Medeiros escreve: “Tudo é rio é uma obra-prima, e não há exagero no que afirmo. É daqueles livros que, ao ser terminado, dá vontade de começar de novo, no mesmo instante, desta vez para se demorar em cada linha, saborear cada frase, deixar-se abraçar pela poesia da prosa. Na primeira leitura, essa entrega mais lenta é quase impossível, pois a correnteza dos acontecimentos nos leva até a última página sem nos dar chance para respirar. É preciso manter-se à tona ou a gente se afoga.”

A metáfora do rio se revela por meio da narrativa que flui – ora intensa, ora mais branda – de forma ininterrupta, mas também por meio do suor, da saliva, do sangue, das lágrimas, do sêmen, e Carla faz isso sem ser apelativa, sem sentimentalismo barato, com a habilidade que só os melhores escritores possuem.

Hey galera, dia de livro nacional aqui no blog e livro polêmico também! Vamos lá conversar sobre Tudo é Rio?

Comecei a leitura por indicação de amigos meus, já tinha visto esse livro aparecer lá no nosso instagram como indicação de melhor leitura de uma das nossas seguidoras. Quando o burburinho começou entre os meus amigos, eu naturalmente me interessei rs. O livro é curto e a leitura foi intensa.

A história nos apresenta três personagens principais, vamos acompanhar o enredo de amor e desamor de Lucy, Venâncio e Dalva. Conhecemos primeiro Lucy, ela é a prostituta mais cobiçada da cidade onde todos vivem, fica bem claro logo de cara que ela ama o que faz e sente prazer na profissão. Conforme conhecemos mais da Lucy, é fácil perceber que ela utiliza o sexo como forma de poder e manipulação. Venâncio era um dos frequentadores do bordel onde Lucy trabalha, é também o primeiro homem que rejeita Lucy e isso desperta nela um sentimento de obsessão.

Venâncio tem seus motivos para rejeitar Lucy, ele é casado com Dalva com quem viveu uma grande e apaixonante história de amor, mas tudo deu errado quando uma tragédia se abateu sobre a família. Ele vem de um histórico de violência familiar e quando começa a namorar com Dalva, experimenta um outro tipo de vida, cheia de amor e compreensão.

A Dalva é aquela mocinha/heroína de livros que cresceu em uma ótima família, cheia de irmãos e pais amorosos, ela reconhece o amor e sabe amar. O relacionamento dela com Venâncio inspirava até outras pessoas, até que acontece a cisão e tudo se acaba. Dalva se torna uma mulher amargurada, triste e silenciosa. A Lucy entra na vida deles quando ela se apaixona por Venâncio e vai fazer de tudo para conquistar esse homem, inclusive provocar Dalva.

O livro tem uma narrativa maravilhosa, a Carla consegue ser poética e contar uma boa história que não é linear. O tempo todo vamos visitar o passado e retornar ao presente, como também vamos conhecer uma introdução sobre a vida de outros personagens, como a dona Aurora – mãe da Dalva, que acabou se tornando uma das minhas favoritas.

Sei que o livro causou muitas polêmicas, muitas pessoas criticaram por considerarem o final irresponsável e o livro ter vários gatilhos, eu até concordo em alguns pontos, por exemplo, não apoio a decisão final. Entendo que o final é sobre perdão, vemos o perdão ser construído ao longo das páginas, mas ainda assim não tomaria a mesma decisão para o final.

Quanto às críticas, eu não acredito que um livro precise seguir uma cartilha. Ele precisa nos contar uma história e cabe a nós, como leitores, interpretarmos e daí tirar boas ou más lições, criticar e até dizer se nos é válido ou não, inclusive reconhecer o que é problemático dentro daquele enredo. Isso vale para todos os livros. Com isso dito, eu indico a leitura. Não espere um romance água com açúcar e se te ofende ler palavrões em livros, é melhor passar para outro. A Carla não poupa palavras, ela é bem escrachada principalmente quando estamos na visão da Lucy.

Eu gostei demais e não vejo a hora de ler outros livros da autora. Fica a dica e até breve!

Confira a resenha em vídeo!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário