drama

Resenha #271 Dear Aaron

Por Barbara em 29 maio • 2019
drama

Resenha #268 Bad Boy Brody

Por Barbara em 03 abr • 2019

Posts arquivados em: Tag: sobrenatural

27dez • 18 Amy Harmon, best book, drama, resenha, Romance

Resenha #241 The Song of David

Título: The Song of David
Autor: Amy Harmon

Série: The Law of Moses #2
Editora: Kindle Edition
Páginas: 285
Ano: 2015
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 5 est
relas

Compre o Livro

Sinopse: Você me esquecerá para sempre?
Por quanto tempo você esconderá seu rosto de mim?
Por quanto tempo devo lutar contra meus pensamentos e dia após dia ter sofrimento em meu coração?
Por quanto tempo o meu inimigo vai triunfar sobre mim?
Olhe para mim e responda.
Ilumine meus olhos, ou eu vou dormir na morte. 
E meu inimigo dirá “Eu o derrotei.”

Demorou mas chegou! O segundo livro da duologia The Law of Moses está no ar.

Chegou a hora de conhecer a história de David. Preparem os lencinhos porque vai ser intenso.

Acho que cheguei a comentar na resenha de The Law que eu comecei essa série pelo livro errado rs. Sim, a história de David foi a primeira que abri no kindle quando fui escolher o próximo livro da Amy que eu queria ler.

Lá pelos 15/20% da leitura, lembrei que a Amy tinha um livro com o nome de um personagem muito presente nesse livro, o Moses. Aí usei minha inteligência e fui no Goodreads checar a ordem dos livros. Sim, sou dessas pessoas aleatórias que as vezes não leem sinopse, compra o livro só por causa do autor e torce pra gostar rsrs.

Continue lendo
02nov • 18 Amy Harmon, best book, drama, Fantasia, literatura estrangeira, mistério, resenha, Romance, Suspense

Resenha #238 The Law of Moses

Título: The Law of Moses
Autor: Amy Harmon

Série: The Law of Moses #1
Editora: CreateSpace Independent Publishing Platform
Páginas: 332
Ano: 2014
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Se eu te contar logo de cara, desde o início, que eu o perdi, será mais fácil para você suportar. Você saberá o que está por vir, e irá doer. Mas você será capaz de se preparar.
Alguém o encontrou em um cesto de roupa suja de uma lavanderia, enrolado em uma toalha, com apenas algumas horas de vida e próximo da morte. Eles o chamavam de bebê Moses quando compartilharam sua história no noticiário das dez, o pequeno bebê deixado em um cesto, numa lavanderia suja, nascido de uma viciada em crack e destinado a ter todos os tipos de problemas. Imaginei esse filho do crack, Moses, com uma rachadura gigante percorrendo seu corpo, como alguém que fora quebrado no momento de seu nascimento. Eu sabia que não era o que o termo significava, mas a imagem ficou na minha mente. Talvez o fato de ele ser quebrado seja o me atraiu desde o início.
Tudo aconteceu antes de eu nascer, e quando eu conheci Moses minha mãe já havia me contado tudo sobre ele, a história já era notícia velha e ninguém queria qualquer ligação com ele. As pessoas adoram bebês, até mesmo bebês doentes. Inclusive bebês do crack. Mas bebês crescem e se tornam crianças, e as crianças crescem e viram adolescentes. Ninguém quer um adolescente confuso.
E Moses estava confuso. Ele fazia sua própria lei. Mas também era estranho, exótico e bonito. Estar com ele mudaria a minha vida de maneiras que eu nunca poderia ter imaginado. Talvez eu devesse ter ficado longe. Talvez eu devesse ter escutado. Minha mãe me avisou. Até Moses me avisou. Mas eu não queria ficar longe.
E assim começa uma história de sofrimento e promessa, de mágoa e cura, de vida e de morte. Uma história de antes e depois, de novos começos e sem final. Mas acima de tudo… uma história de amor.

 

Olá meu povo! Hoje é dia de Amy Harmon por aqui \o/

Quem acompanha o blog há um tempinho já sabe do meu amor pela autora, sim, sou super fã e estava bem ansiosa para ler mais um título dela. O escolhido da vez foi The Law of Moses, um livro que ainda não foi lançado no Brasil, mas oremos para que chegue logo, e é o primeiro da duologia homônima ao título.

Bom, a história é um tanto peculiar, diferente dos romance a que estava acostumada, em The Law, a Amy nos apresenta seu lado fantástico e nos faz caminhar pelo sobrenatural. Confesso que estranhei no início, mas adorei no final. Agora vou explicar os motivos.

Em The Law of Moses, nós conhecemos Moses, um jovem rapaz que tem uma habilidade especial. Ele consegue ver fantasmas e mais do que isso, eles só desaparecem após Moses pintar o que eles mostram pra ele. Sim, muito perturbador!

Imaginem viver sendo atormentado com visões de pessoas que se foram, mas que ainda tem uma mensagem a transmitir para seus entes queridos. É realmente um tormento para Moses, ainda mais por ele não conseguir controlar as visões e suas ações. Ele cresce e se torna um encrenqueiro rs, por isso ele é enviado para morar com a bisavó, a única que ainda tinha paciência e carinho para lidar com nosso menino problema rs.

Continue lendo

24nov • 15 Fantasia, lançamento, Rocco

Resenha #123 A Bela e a Adormecida

Título: A Bela e a Adormecida # The Sleeper and the Spindle
Autor: Neil Gaiman, Chris Riddell
Editora: Rocco
Ano: 2015
Páginas: 70
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: Em uma sombria e fascinante história, as mais queridas princesas dos contos de fadas são reinventadas de maneira brilhante pelo inglês Neil Gaiman e o ilustrador Chis Riddell. Em A Bela e a Adormecida, uma jovem rainha é informada, na véspera de seu casamento, sobre uma estranha praga que assola as fronteiras do seu reino, um sono mágico que se espalha pelo território vizinho e ameaça os seus domínios. Na companhia de três anões, a rainha abandona o fino vestido da festa, pega sua espada e armadura e parte pelos túneis dos anões para o reino adormecido. Uma viagem repleta de ação e suspense que leva a uma surpreendente descoberta. Misturando o conhecido e o novo com perfeita sintonia, Gaiman cria mais uma obra repleta de magia e aventura capaz de hipnotizar o mais exigente dos leitores.

No One Is Too Old For Fairytales.

Oi gente !!!
Quem gosta de Contos de Fadas? Pra quem ainda não sabe eu sou uma eterna apaixonada por eles. Os primeiros livros que ganhei além de O Pequeno Príncipe, foram os contos de Hans Christian Andersen, foi aí que nasceu meu amor por literatura e também pelos contos de fadas. Imagina então o quanto eu fiquei animada quando soube que dois dos contos mais conhecidos iriam se fundir e ganhar uma nova cara pelas mãos de Neil Gaiman e Chris Riddell. Passeando pela saraiva vi a linda edição que não esperava encontrar, aqui na minha cidade costuma demorar pra chegar os lançamentos e não estava nos meus planos levar esse livro agora, mas não pude resistir né.

“Era o reino mais próximo ao da rainha em linha reta como voa o corvo, mas nem os corvos voavam até lá.”

Continue lendo

02out • 15 Fantasia, Literatura Nacional, resenha

Resenha #114 Querubins – A Sentença da Espada + Entrevista

Título: Querubins – A Sentença da Espada
Autor: Martha Ricas
Editora: Novo Século 
Ano: 2015
Páginas: 239
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Uma guerreira do céu; Uma dama vitoriana; Uma guerra invisível.
Querubins, a sentença da espada é um relato em duas vozes: a da querubim Chaya, enviada a uma vila celta pré-cristã e que não vê no homem um ser especial, mas com um espírito guerreiro que não a deixa fugir de uma batalha, e a de Mary Grace, uma donzela da Inglaterra vitoriana atormentada por visões que não consegue desvendar.Ambas as tramas se desenlaçam por caminhos intrépidos e podem estar mais ligadas do que imaginam. Garota e querubim podem e precisam mudar o mundo em épocas diferentes. Seguindo os mesmos passos por cenários deslumbrantes e segredos cada vez mais profundos, elas o farão querer embarcar nas intrigas palacianas e nas batalhas angelicais.Recheada de paixão, mistério, ação e intrigas políticas, a trama é tão perturbadora quanto fascinante.

Uma Guerreira do Céu
Uma Dama Vitoriana
Uma Guerra Invisível

Com essas três frases, que estão no verso do livro, decidi começar a resenha de Querubins – A Sentença da Espada, porque elas definem muito bem como será essa trama.

“Querubins” chegou ao nosso conhecimento através de sua autora, Martha Ricas que nos contou sobre seu lançamento e assim acabamos por firmar a parceria. Desde o momento em que li a sinopse já me interessei, alguma coisa me dizia que eu iria gostar bastante da trama, até porque fantasia com mulheres fortes e guerreiras? É comigo mesmo! Eu amei o enredo e vou contar agora os motivos.

Continue lendo