Clichê

Resenha 459 Lugar Feliz

Por Barbara em 16 maio • 2024
30mar • 24 12 livros para 2023, Bertrand Brasil, clássico, desafio, Ernest Hemingway, Ficção, Literatura Americana, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha 457 O Sol Também Se Levanta

Compre o Livro

Olá! Tudo bem com vocês?

Meu segundo Hemingway e como eu estava animada para ler esse livro, mas confesso que dei com os burros n’água rsrs. Eu gostei tanto da minha primeira experiência com o autor e imaginei que essa seria tão boa quanto, mas não foi bem assim.

Em seu livro de estreia, Hemingway nos apresenta o mundo das touradas. Jake é o personagem principal, um jornalista que vivia na Europa depois do período da segunda guerra onde ele sofreu um ferimento de guerra e isso o deixou com uma deficiência física não visível. A princípio ele está vivendo ali com seus amigos na França como um bon vivant, preso entre as confusões deles, muitas festas e bebida em excesso, até que chega o período das touradas e ele vai para a Espanha na companhia de alguns amigos e de Lady Brett, a mulher por quem ele nutre uma paixão e apesar da reciprocidade, a deficiência de Jake o impede de viver esse amor, fora que ela era uma mulher comprometida, não que isso fosse um grande impedimento para ela rs.

Além de Lady Brett, temos os outros amigos de Jake que estão na viagem, Bill, Robert Cohn e Mike, o homem com quem Brett está comprometida atualmente. Na Espanha eles vão se envolver em tudo relacionado a grande Fiesta das touradas. É fascinante e o momento mais interessante do livro. Durante esse período lá, muitas confusões vão acontecer principalmente as amorosas e Jake no centro de tudo como o grande mediador que ele é.

O livro é todo muito regado ao álcool, como essa galera sobrevivia a contínuas noites de bebedeira é um mistério rs. Eu não gostei muito do livro, foi bem difícil dar continuidade porque a sensação que eu tinha é que nada estava se desenvolvendo. Jake está lá na França vendo e vivendo as confusões de seus amigos e essa parte é tão chata, não tem outra palavra para definir. O pseudo romance com a Brett é de revirar os olhos, ela era uma mulher que finalmente estava vivendo uma certa liberdade emocional e apesar de nutrir sentimentos por Jake, a impressão que tive era de que ela era uma mulher de sentimentos levianos e irresponsáveis. Não, não gostei dela rs.

A Espanha foi o auge do livro, apesar de desgostar de tudo relacionado as touradas, não nego que foi fascinante ler e perceber a paixão que Jake e outros como ele nutriam pelo esporte. É onde nós também somos apresentados a Pedro Romero, um toureiro que vai trazer mais emoção ao livro. Infelizmente a Espanha e as touradas só aparecem ao final do livro, foi cansativo e persisti na leitura por pura força de vontade e não foi uma experiência legal, ainda assim, não vejo a hora de ler mais um livro do Hemingway e descobrir se amo ou odeio o autor kkk.

O livro é curto e eu indico a leitura para os fãs do autor. Se você não conhece nada sobre o autor, pule esse aqui e leia o do peixe em Cuba rs. Vou ficando por aqui e muito obrigada a todos vocês que leram até o final dessa resenha. Beijinhos e até breve!

Confira a resenha em vídeo

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário