best

O Melhores de 2017 #Top3

Por GeL em 15 jan • 2018

Posts arquivados em: Mês: julho 2015

29jul • 15 distopia, lançamento, Seguinte

Resenha #103 A Rainha Vermelha (Red Queen #1)

Título: A Rainha Vermelha
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Gênero: Distopia
Classificação: 2 estrelas
Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

Se eu pudesse resumir essa resenha em uma música da Taylor Swift seria… Dá play e curte aí a resenha 😉

Bom, vou começar fazendo um breve resumo e falar dos pontos positivos!

Em A Rainha Vermelha conhecemos Mare Barrow, uma jovem que está com cerca de 16 ou 17 anos e vive em uma sociedade dividida entre Vermelhos e Prateados.

Os Vermelhos são a base da sociedade, praticamente escravos que vivem em uma situação muito ruim. Alimentos e energia racionados, necessidades básicas não atendidas além de serem forçados a lutar por seu país em uma guerra interminável.
Os Prateados são os que dominam a sociedade e pelo simples motivo de terem poderes especiais. Cada prateado tem uma habilidade especial, eles podem dominar a água, fogo, animais, metal e muitas outras coisas e por esse motivo são os que dominam e claro, são os Monarcas dessa sociedade.

Continue lendo

24jul • 15 jovem adulto, lançamento, Novo Conceito, parceria

Resenha #102 Tocando as Estrelas (Famous in Love #1)

Título: Tocando as Estrelas
Autor: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 224
Classificação: 2 estrelas
Sinopse: Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

Recebi Tocando as Estrelas de parceria com a Novo Conceito e escolhi esse em especial no escuro. Tenho me surpreendido no bom sentido, quando leio livros assim sem conhecer ou sem ter lido a sinopse, pena que esse não foi o caso. De cara achei que era sobre música, isso quando eu não sabia quase nada sobre o livro e gostei da surpresa quando descobri que tem a ver com cinema. E mais, com algo que muitos leitores adoram.

Paige Townsen é uma garota de 17 anos que desde criança sonha em ser atriz. Ela gosta de ler roteiros de cinema e está sempre participando de peças escolares. Todo mundo tem seus talentos natos e o dela é o teatro. Sendo a caçula de 4 irmãos ela se sente um pouco a margem e a família não leva a sério essa ambição dela de ser atriz. Paige tem dois amigos próximos, Cassandra e Jake. Cassandra é aquela amiga que eu acho que todo mundo tem, antenada na vida dos artistas e bem humorada. Jake é um ativista, inteligente, o bom amigo.

A vida de Paige muda quando ela vê um anuncio de testes para a adaptação cinematográfica do livro Locked, um dos favoritos de sua amiga Cassandra. Uma trilogia de sucesso internacional sobre a adolescente August que se vê envolvida em um triangulo amoroso com seu namorado Ed e sua grande paixão Noah, após um acidente de avião que a deixa em uma ilha misteriosa. Ela se faz de desinteressada mas lê o livro e acaba fazendo o teste com Rainer primeiro contratado que é filho do produtor do filme e desde criança atua em grandes produções.

Logo ela está no Havaí.

Continue lendo

21jul • 15 book, distopia, lançamento, resenha

Resenha #101 Fragmentados (Unwind Dystology #1)

Título: Fragmentados
Autor: Neal Shusterman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320
Gênero: Distopia
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .
Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.
O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.

Estou surtando!

Gente! Que livro incrível!!! Estou me perguntando até agora como não tinha lido ele antes!!!

30 segundos de surtos depois…

Hey pessoal, como estão?

Hoje eu estou muito empolgada e louca para escrever sobre esse livro para vocês. Sério, a minha mente ficou alucinada e eu ainda estou na ‘vibe’ do livro, que acabei de terminar de ler, então preparem-se para uma resenha apaixonada!

“Eu prefiro ser parcialmente grande a ser completamente imprestável.

Fragmentados é uma distopia que nos apresenta uma sociedade reformulada após a Guerra de Heartland, que nada mais foi que a população dividida entre os Pró-Vida, aqueles que eram contra o aborto, e os Pró-Escolha, que entendiam que era uma opção da mãe abortar ou não. Para chegar a paz, foi desenvolvido uma lei que agradou ambos os lados e enfim a paz foi restabelecida.

Essa lei foi chamada de A Lei da Vida, ela protegia o feto, a criança e o adolescente até a idade de 13 anos. Sua vida deveria ser mantida e protegida até essa idade, a partir de então os pais teriam a opção de “abortar” a criança retroativamente caso não quisessem mantê-la por qualquer motivo, ou seja, doar seus órgãos e partes do corpo para que assim ela fosse útil para a sociedade de alguma forma. Esse processo passou a ser chamado de Fragmentação e uma pratica muito comum naquela sociedade.

Continue lendo

18jul • 15 lançamento, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #100 Eu te darei o Sol

Título: Eu te darei o Sol
Autor: Jandy Nelson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Gênero: YA
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia.
Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém.
Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

Hey pessoal! Como estão?

Hoje a resenha é sobre um dos lançamento mais esperados por essa que vos escreve rsrs.

Quando chegou a notícia que a Novo Conceito iria trazer o mais recente lançamento da Jandy Nelson eu fiquei muito empolgada porque amei “O céu está em todo lugar”, sua primeira obra e é um livro que volta e meia releio porque amei demais, então ‘Eu te darei o sol’ me encheu de esperanças de que iria se tornar o meu mais novo queridinho…

A história tem uma premissa muito interessante, nós conhecemos os gêmeos Noah e Jude que são extremamente ligados e ao mesmo tempo não são. Os irmãos se amam e se sabotam na mesma medida, é uma relação complicada e que não gerou muita simpatia em mim.
O livro é contado na visão dos gêmeos em duas épocas diferentes, entre os 13 e 14 anos pelo Noah e aos 16 pela Jude. Um evento muito importante entre essa época é o que marca a mudança na interação entre eles.

Continue lendo

15jul • 15 distopia, resenha, Rocco

Resenha #99 Convergente (Trilogia Divergente #3)

Título: Convergente
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 528
Gênero: Distopia
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.

 

 

“Pessoas da Erudição que vão para a Audácia se tornam cruéis e brutais. Pessoas da Franqueza que vão para a Audácia costumam se tornar viciados em adrenalina, exaltados que gostam de arrumar briga. E pessoas da Abnegação que vão para a Audácia se tornam… não sei, acho que soldados. Revolucionários.”

Não sei nem como começar essa resenha, minha vontade é sentar, chorar e depois tacar fogo nesse livro, tamanha a minha revolta!

Antes de qualquer coisa, preciso avisar que essa resenha será um pouco ácida, então se você gostou do livro… sinta-se livre para discordar da minha opinião. Se você não gostou, aproveite esse espaço e destile seu veneno/raiva/ódio. Se você ainda não leu… é… leia e venha comentar sua opinião!

Continue lendo

13jul • 15 Adaptação, book, John Green

Promoção – Eu Quero o Meu Cidades de Papel!

Galera, tá rolando promoção na fanpage do GeL! Chegamos aos 1000 likes e para comemorar vamos sortear um exemplar de Cidades de Papel.
Quer participar também? Corre no Facebook, confira as regras e tente a sorte 😉

 

CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR
Garotas Livros
GeL
10jul • 15 lançamento, Novo Conceito, parceria

Resenha #98 A Playlist de Hayden

Título: A Playlist de Hayden
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Páginas: 283
Gênero: Young Adult
Classificação: 3 estrelas

Sinopse: A Playlist de Hayden – Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente.

Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.

 
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.
“Pensei por um minuto sobre a crescente lista de pessoas que se sentiam 
responsáveis pela morte de Hayden. Todos nós estávamos certos e todos 
estávamos errados ao mesmo tempo. E, por fim, foi Hayden quem tomou 
aquela decisão. Foi ele quem deixou todos nós ali, tentando descobrir 
o que havia acontecido, impossibilitados de falar que sentíamos muito, 
para fazer a coisa certa. Eu jamais entenderia o quanto ele se sentiu ferido, 
confuso e desesperançado a ponto de decidir que não valia mais a pena tentar, 
e não estava irritado com ele por ele ter decidido fazer aquilo, 
mas jamais gostaria de sentir o mesmo. E também jamais gostaria 
de fazer outra pessoa se sentir assim.”
A Playlist de Hayden foi uma surpresa um tanto quanto desagradável para mim. Sabe aquele livro que você, ao terminar a leitura, não faz a menor idéia de como se sentir sobre tudo o que aconteceu na história? Esta sou eu neste exato momento. Por isso, peço que tenham paciência comigo, enquanto tento entender como realmente estou me sentindo.

Continue lendo

08jul • 15 John Green, lançamento, Review

No Escurinho do Cinema #2 Cidades de Papel

Título Original: Paper Towns
Ano: 2015
Duração: 109 minutos
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: A história é centrada em Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e sua enigmática vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Ele nutre uma paixão platônica por ela. E não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro.

“Você vai para as cidades de papel. E nunca mais voltará.”
Olá pessoal!
Essa semana estamos super empolgadas com o lançamento de Cidades de Papel. Como boa fã de John Green, não poderia deixar de trazer a review do filme e deixa-los ainda mais animados para conferir nas telonas.
No dia 30 de junho, nós tivemos aqui no RJ a cabine de imprensa do filme e eu fui representando o Burn Book e o Garotas entre Livros, um evento promovido pela Fox Filmes e pela editora Intrínseca.
O filme é extremamente fiel ao livro, uma das melhores adaptações literárias que já vi, chegando a superar o livro e sim, eu sei que isso é polêmico, mas pode acontecer em alguns casos e nesse, aconteceu.
No inicio nós conhecemos Quentin e Margo ainda crianças e ele narrando de forma apaixonada o dia em que ele conheceu o seu “milagre” – Margo. Depois vemos como a vida de cada um toma rumos diferentes durante a adolescência até culminar em uma madrugada de aventuras que muda tudo e deixa Quentin cheio de esperanças… até o dia seguinte, quando Margo desaparece. É então que a verdadeira aventura começa…

Continue lendo

07jul • 15 drama, lançamento, mistério, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #97 A Lista

Título: A Lista
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 384
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.



Hey pessoal!

Hoje estou de volta com a resenha de “A Lista” da Cecelia Ahern. Quando a Novo Conceito falou sobre o lançamento desse livro eu fiquei muito animada porque sou fã da Cecelia, sempre quando me perguntam qual foi o livro que mais me fez chorar eu digo sem pensar duas vezes “P.S. Eu te amo.”. Eu gosto muito da forma como ela escreve, dos assuntos, dos problemas reais que ela traz em suas obras, então quando os livros de parceria chegaram na mesma hora comecei a ler seu mais recente lançamento.

“ – E sobre o quê é a matéria?
– Sobre as pessoas que estão na lista.
– E quantas pessoas há nessa lista?
– Cem no total.
– E qual será o tamanho dessa história?
– Qual é o tamanho da sua história?”

Continue lendo

06jul • 15 internacional

#1 BLOG TOUR: Insider – Olivia Cunning

E aí, pessoal? É com um enorme orgulho que anuncio nossa primeira parceria internacional! o/ #comemora #mortacomfarofa #sãotantasemoções
Bem-vindos à nossa primeira Blog Tour! Hoje, estamos divulgando esse livro super divertido e sexy que acabou de ser lançado. Ficou curioso? Então, CONFIRA NOSSA RESENHA e fique por dentro.
Outra coisa: VOCÊ GOSTA DE GANHAR LIVROS? Então não perca tempo e se inscreva no sorteio que a Southern Belle Promotions está fazendo! (Lembrando que os livros do sorteio estão em Inglês, pois ainda não foram lançados no Brasil por nenhuma editora). Você pode ganhar 10 livros da autora … AUTOGRAFADOS!
SE INSCREVA AQUI
SORTEIO: 22/07/2015



Título: Insider (Exodus End #1)
Autor: Olivia Cunning
Lançamento: 30 de Junho de 2015
Encontre no Skoob e no Goodreads
Garanta o seu exemplar: Amazon / Kobo


Não deixe de participar. Vejo vocês, no próximo Blog Tour. 😉




Garotas Livros
GeL
06jul • 15 Adaptação, Giro GeL, John Green

#5 Giro Gel – Coletiva de Imprensa com John Green e Nat Wolff

Olá pessoal! Essa semana foi uma loucura e quem acompanha as nossas redes sociais – facebook, instagram e twitter, acompanhou um pouco do que fui postando sobre a vinda do John Green ao Brasil e principalmente sobre a coletiva de imprensa que participei no dia 01-07.


Antes de contar todos os detalhes eu preciso expressar a minha eterna gratidão ao Guilherme Cepeda do Burn Book, que me confiou essa missão de estar fazendo a cobertura do evento representando o BB e o GeL. Obrigada mesmo Gui! <3

Mas vamos ao que interessa, detalhes de tudo o que rolou na coletiva de imprensa com John Green e Nat Wolff!

A coletiva estava marcada para começar às 10 da manhã no Copacabana Palace, hotel muito famoso por receber grandes artistas como Madonna, além de possuir uma tradição de abrigar grandes eventos como esse. Ah, não posso esquecer, fica localizado na praia mais famosa da Cidade Maravilhosa ;)!

 

A partir de 9 horas nós começamos a fazer o credenciamento para então nos dirigirmos ao salão onde a coletiva ocorreria. No espaço onde nos receberam tinha uma área para fotos, coffe break #comidaadoro e um espaço para relaxar enquanto a coletiva não começava. Tinham cerca de 150 pessoas entre blogueiros e jornalistas, todos aguardando ansiosos pela chegada do John e do Nat.

Continue lendo

03jul • 15 desafio

Maratona Literária de Inverno 2015

Oi Gente !!! Como andam as leituras nesse friozinho?
Hoje vim aqui contar pra vocês que resolvi participar da Maratona Literária de Inverno.

Não resolvi isso do nada, já faz um tempo que aceitei que sempre que entro em uma maratona eu nunca consigo cumprir a meta. Acabei não participando mais de nenhuma até que a Julia do blog Breaking Free deu uma forcinha e me incentivou um pouco. E como disse uma blogueira, sem medo de flopar então…

Continue lendo