drama

Resenha #271 Dear Aaron

Por Barbara em 29 maio • 2019

Categoria: Novo Conceito

28out • 15 jovem adulto, literatura estrangeira, Novo Conceito, resenha, Romance

Resenha #118 Apenas Um Ano (Apenas Um Dia #2)

Título: Apenas Um Ano
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito 
Ano: 2015
Páginas: 352
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro.
Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi, Apenas um Ano reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.

Oi Gente! Hoje vou falar um pouquinho de Apenas um Ano, continuação de Apenas um Dia.

Quando comprei Apenas um Dia eu não esperava me apaixonar pela história de Allyson e Willem, então quando terminei de ler eu surtei com aquele final. Como que essa mulher me termina o livro bem naquela parte, sim ela foi bem esperta e terminou no momento que todos esperavam e me deixou com gostinho de quero mais. Fiquei super feliz quando chegou Apenas um Ano, bem ansiosa pra saber o que diabos aconteceu com Willem e ter a chance de conhece-lo já que pouco sabemos sobre ele.

Continue lendo

17set • 15 mistério, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #111 Neve na Primavera


Título: Neve na Primavera
Autor: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 336
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.
Na manhã seguinte, o dia 2 de Maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.
Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.
Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de Maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,
Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.

De inicio tanto a capa quanto o título não chamaram muito minha atenção. Se o título tivesse ficado igual ao original Blackberry Winter eu teria corrido direto pra ele rs, adoro amoras. Lendo a sinopse acabei gostando por ser narrado em duas épocas diferentes, esse tipo de história também sempre tem algo que conecta os personagens e o interessante é descobrir o que é e como isso acontece.

Deixo aqui um clipe da musica que inspirou a autora a escrever esse livro.

Continue lendo

07ago • 15 lançamento, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #105 Mentiras que Confortam

Título: Mentiras que Confortam
Autor: Randy Susan Meyers
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 368
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: Cinco anos atrás…
Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção.
Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe.
Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele.
Hoje…
Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.

Quando a Novo Conceito anunciou o lançamento desse livro eu logo me interessei, gosto de filmes sobre dramas familiares mas quase nunca leio livros com esse tipo de abordagem.

Em Mentiras que Confortam conhecemos Tia que aos 24 anos se apaixonou por Nathan, um professor universitário casado de 36 anos. Tia o admirava a ponto de quase acha-lo perfeito e desde o início da relação sempre quis ir além. Mas ao contar sobre a gravidez viu que ele jamais abandonaria a família, ela se recusa a fazer um aborto e ele a abandona. Tia decide pela adoção por não encontrar coragem pra criar a criança de um homem que ainda ama. Passados 5 anos, a cada aniversário de sua filha, ela recebe algumas fotos da menina que em seu íntimo chama de Honor, mas seus pais adotivos lhe deram o nome de Savannah. Varias questões se passam na cabeça de Tia, bate o arrependimento, o desejo de ser uma mãe para Honor, de realizar simples tarefas da maternidade, se um dia ela seria procurada pela filha, se teria vontade de saber de onde veio. Com isso na cabeça Tia resolve então mandar umas fotos para Nathan que precisava saber que tinha tido uma filha.

Continue lendo

24jul • 15 jovem adulto, lançamento, Novo Conceito, parceria

Resenha #102 Tocando as Estrelas (Famous in Love #1)

Título: Tocando as Estrelas
Autor: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 224
Classificação: 2 estrelas
Sinopse: Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

Recebi Tocando as Estrelas de parceria com a Novo Conceito e escolhi esse em especial no escuro. Tenho me surpreendido no bom sentido, quando leio livros assim sem conhecer ou sem ter lido a sinopse, pena que esse não foi o caso. De cara achei que era sobre música, isso quando eu não sabia quase nada sobre o livro e gostei da surpresa quando descobri que tem a ver com cinema. E mais, com algo que muitos leitores adoram.

Paige Townsen é uma garota de 17 anos que desde criança sonha em ser atriz. Ela gosta de ler roteiros de cinema e está sempre participando de peças escolares. Todo mundo tem seus talentos natos e o dela é o teatro. Sendo a caçula de 4 irmãos ela se sente um pouco a margem e a família não leva a sério essa ambição dela de ser atriz. Paige tem dois amigos próximos, Cassandra e Jake. Cassandra é aquela amiga que eu acho que todo mundo tem, antenada na vida dos artistas e bem humorada. Jake é um ativista, inteligente, o bom amigo.

A vida de Paige muda quando ela vê um anuncio de testes para a adaptação cinematográfica do livro Locked, um dos favoritos de sua amiga Cassandra. Uma trilogia de sucesso internacional sobre a adolescente August que se vê envolvida em um triangulo amoroso com seu namorado Ed e sua grande paixão Noah, após um acidente de avião que a deixa em uma ilha misteriosa. Ela se faz de desinteressada mas lê o livro e acaba fazendo o teste com Rainer primeiro contratado que é filho do produtor do filme e desde criança atua em grandes produções.

Logo ela está no Havaí.

Continue lendo

18jul • 15 lançamento, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #100 Eu te darei o Sol

Título: Eu te darei o Sol
Autor: Jandy Nelson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Gênero: YA
Classificação: 3 estrelas

Compre o livro

Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia.
Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém.
Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

Hey pessoal! Como estão?

Hoje a resenha é sobre um dos lançamento mais esperados por essa que vos escreve rsrs.

Quando chegou a notícia que a Novo Conceito iria trazer o mais recente lançamento da Jandy Nelson eu fiquei muito empolgada porque amei “O céu está em todo lugar”, sua primeira obra e é um livro que volta e meia releio porque amei demais, então ‘Eu te darei o sol’ me encheu de esperanças de que iria se tornar o meu mais novo queridinho…

A história tem uma premissa muito interessante, nós conhecemos os gêmeos Noah e Jude que são extremamente ligados e ao mesmo tempo não são. Os irmãos se amam e se sabotam na mesma medida, é uma relação complicada e que não gerou muita simpatia em mim.
O livro é contado na visão dos gêmeos em duas épocas diferentes, entre os 13 e 14 anos pelo Noah e aos 16 pela Jude. Um evento muito importante entre essa época é o que marca a mudança na interação entre eles.

Continue lendo

10jul • 15 lançamento, Novo Conceito, parceria

Resenha #98 A Playlist de Hayden

Título: A Playlist de Hayden
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Páginas: 283
Gênero: Young Adult
Classificação: 3 estrelas

Sinopse: A Playlist de Hayden – Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente.

Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.

 
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.
“Pensei por um minuto sobre a crescente lista de pessoas que se sentiam 
responsáveis pela morte de Hayden. Todos nós estávamos certos e todos 
estávamos errados ao mesmo tempo. E, por fim, foi Hayden quem tomou 
aquela decisão. Foi ele quem deixou todos nós ali, tentando descobrir 
o que havia acontecido, impossibilitados de falar que sentíamos muito, 
para fazer a coisa certa. Eu jamais entenderia o quanto ele se sentiu ferido, 
confuso e desesperançado a ponto de decidir que não valia mais a pena tentar, 
e não estava irritado com ele por ele ter decidido fazer aquilo, 
mas jamais gostaria de sentir o mesmo. E também jamais gostaria 
de fazer outra pessoa se sentir assim.”
A Playlist de Hayden foi uma surpresa um tanto quanto desagradável para mim. Sabe aquele livro que você, ao terminar a leitura, não faz a menor idéia de como se sentir sobre tudo o que aconteceu na história? Esta sou eu neste exato momento. Por isso, peço que tenham paciência comigo, enquanto tento entender como realmente estou me sentindo.

Continue lendo

07jul • 15 drama, lançamento, mistério, Novo Conceito, parceria, resenha

Resenha #97 A Lista

Título: A Lista
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 384
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.



Hey pessoal!

Hoje estou de volta com a resenha de “A Lista” da Cecelia Ahern. Quando a Novo Conceito falou sobre o lançamento desse livro eu fiquei muito animada porque sou fã da Cecelia, sempre quando me perguntam qual foi o livro que mais me fez chorar eu digo sem pensar duas vezes “P.S. Eu te amo.”. Eu gosto muito da forma como ela escreve, dos assuntos, dos problemas reais que ela traz em suas obras, então quando os livros de parceria chegaram na mesma hora comecei a ler seu mais recente lançamento.

“ – E sobre o quê é a matéria?
– Sobre as pessoas que estão na lista.
– E quantas pessoas há nessa lista?
– Cem no total.
– E qual será o tamanho dessa história?
– Qual é o tamanho da sua história?”

Continue lendo

05dez • 14 jovem adulto, literatura estrangeira, Novo Conceito, resenha

Resenha #67 Os Adoráveis

Título:Os Adoráveis
Autor: Sarra Manning
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Classificação: 5 estrelas

Compre o livro

Sinopse: “Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo The Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ficaram pela primeira vez.”

CARACA! Que livro legal!

Não poderia começar essa resenha sem antes expressar minha total alegria com esse achado. Já faz um tempo que um livro não despertava esse desejo absurdo de compartilhar minha opinião (positiva) com o mundo. Mas (porém, todavia), um dia achei os Adoráveis e a sinopse me conquistou pelos seguintes motivos:

1) não leio muito sobre adolescentes do Reino Unido,
2) Eu gosto desse lance de amor e ódio, não conseguir evitar estar perto e etc,
3) Jeane é uma blogueira!

Continue lendo