adulto

Resenha #299 Defy

Por Barbara em 21 jan • 2020

Categoria: L J Shen

21jan • 20 adulto, L J Shen, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #299 Defy

Título: Defy
Série: Sinners of Saint
Ordem: 1
Autor: L. J. Shen
Editora: Independente
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 165
Ano: 2017
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse:
Meu nome é Melody Greene, e tenho uma confissão a fazer. Eu dormi com meu aluno, um sênior no ensino médio.
Várias vezes.
Eu tive orgasmos múltiplos.
Em várias posições.
Eu dormi com meu aluno e gostei.
Dormi com meu aluno e faria tudo de novo se pudesse voltar no tempo.
Meu nome é Melody Greene, e fui expulsa da minha posição de professora e fiz meu passeio de vergonha à la Cersei Lannister do escritório do diretor, minutos depois de o diretor me ameaçar chamar os policiais de mim.
Meu nome é Melody Greene, e fiz algo ruim porque isso me fez sentir bem.
Por isso, valeu totalmente a pena.

Existem alguns temas em livros que eu evito, não gosto mesmo e por isso não leio, salvo algumas exceções dependendo do autor. Relação de professor com aluno não é um tema que me atraia, maaaaaaaaaas abri uma exceção por motivos de Pretty Reckless. Leiam a resenha e vocês vão entender melhor rs.

Defy é um conto da série Sinners of Saint, ele conta a história de Melody e Jaime. Eu gostei muito do casal quando os conheci em Pretty Reckless e, mesmo com todos os meus receios, resolvi dar uma chance. Aviso: o livro é merecia uma sinopse melhor.

Continue lendo
09jan • 20 L J Shen, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #297 Pretty Reckless

Título: Pretty Reckless
Série: All Saint High
Ordem: 1
Autor: L. J. Shen
Editora: Independente
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira
Páginas: 360
Ano: 2019
Classificação: 5 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Nós deveríamos ser melhores amigos.
Mas acabou por sermos piores inimigos…

Penn

Dizem que a vingança é um prato que se come frio.
Eu tive quatro anos para pensar no que Daria Followhill fez comigo e agora meu coração estava completamente gelado.
Eu roubei o primeiro beijo dela.
Ela pegou a única coisa que eu amava.
Eu era pobre.
Ela era rica.
A coisa boa das circunstâncias? Elas podem mudar. Rápido.
Agora, sou o mais recente projeto brilhante dos pais dela.
Seu companheiro de casa. Seu atormentador. O capitão do time de futebol rival que ela tanto odeia.
Sim, querida, diga isso, eu sou seu irmão adotivo.
Há um preço a pagar por arruinar a única coisa boa da minha vida e ela está prestes a soltar algumas lágrimas.
Daria Followhill acha que é a rainha. Estou prestes a provar a ela que ela não é nada além de uma princesa mimada.

Daria

Todo mundo ama um bom e velho punk sem remorso.
Mas sendo uma cadela? Oh, você é criticada por cada comentário sarcástico, rolar de olhos cínico e pés que você coloca no caminho de seus adversários.
A coisa sobre os saltos agulha é que eles fazem um estrago quando você anda por cima das pessoas que tentam te machucar.
No caso de Penn Scully, perfurei seu coração até sangrar, depois o deixei em uma lata de lixo em um dia claro de verão.
Quatro anos atrás, ele me pediu para guardar todas as minhas primeiras vezes para ele.
Agora ele mora do outro lado do corredor e eu não quero nada além de ser sua última em tudo.
Suas palavras de despedida quando ele me deu seu coração foram que nada neste mundo é livre.
Agora? Agora ele está me fazendo pagar.

Caros leitores,

Se a Regina George fosse protagonista de um livro, seria desse. E um aviso, ao final você iria amá-la!

Eu conheci Pretty Reckless através da votação dos melhores do ano do GoodReads, eu via o livro passando de rodada a rodada e fiquei curiosa. Na hora que eu li a sinopse senti que precisava ler, foi o que fiz e não me decepcionei.

Ele conta a história de Daria e Penn. Eles são de mundos completamente diferentes, e o livro começa com ambos aos 14 anos e com Penn roubando o primeiro beijo de Daria logo nas primeiras páginas, fofo né?

Continue lendo