drama

Resenha #366 Blackmoore

Por Barbara em 19 jun • 2021
Clichê

Resenha #360 Bossman

Por Barbara em 01 maio • 2021
28jan • 21 comédia romantica, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance, Sara Ney

Resenha #348 The Studying Hours

Título: The Studying Hours
Série: How To Date a Douchebag
Ordem: 1
Autor: Sara Ney
Editora: Independente
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 360
Ano: 2016
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Grosseiro. Arrogante. Pé no Saco
Sem dúvidas, Sebastian “Oz” Osborne é o atleta mais famoso da universidade, e provavelmente o maior imbecil. Ele é um clichê ambulante, tem uma boca suja, um corpo fantástico e não liga para o que os outros pensam.
Inteligente. Elegante. Reservada
Não se engane: Jameson Clarke pode ser a estudante mais aplicada, mas não é dissimulada. Ela passa a maior parte do seu tempo nos corredores sagrados da biblioteca e é cautelosa com os pervertidos, atletas e pé no saco, e Oz Osborne é tudo isso.
Ela é inteligente, sarcástica… E nem um pouco como ele esperava.
…CADA IMBECIL TEM SUA FRAQUEZA.
Ele quer sua amizade.
Passar um tempo com ela. Deixá-la louca.
Ele quer…Ela.

Para galera que vive me pedindo dicas de New Adult, olha ele aqui!!! Rsrsrs

É o seguinte meu povo, eu comecei a ler esse livro por uma indicação, confesso que a sinopse não tinha me conquistado, mas quando começaram a falar que valia a pena a leitura, eu resolvi apostar e realmente foi uma boa leitura.

O livro conta a história de Sebastian ou “Oz” e Jameson ou “James”. Ambos são estudantes da Universidade de Iowa, ele um esportista, lutador de luta livre e beeeeeem popular na universidade. Sim, o Oz é um astro rs. Já a James é uma garota focada nos estudos, bem rata de biblioteca mesmo, e foge aos padrões das garotas festeiras da faculdade.

Eles se conhecem na biblioteca quando os amigos de Oz apostam que ele não conseguiria beijar a James, ele consegue e desse beijo nasce uma amizade rsrs. A verdade é que o Oz só queria entrar nas calças da James, mas nossa mocinha é dura na queda e faz ele lutar pra conseguir alguma coisa com ela.

A James sabe muito bem o que quer e definitivamente não é se tornar mais uma na lista enorme de conquistas do Oz, ela deixa isso bem claro e acaba também se tornando um desafio para o nosso rapaz, que nunca foi rejeitado e nem precisou correr atrás de ninguém kkk. A amizade é inicialmente baseada em muita provocação sexual. Sério, o Oz não pensa em outra coisa e faz questão de deixar claro o que ele quer com a James, um verdadeiro babaca.

Quanto mais provocações ele faz, menos nossa mocinha leva ele a sério, até que as coisas começam a mudar e ele percebe que não vai ser do jeito babacão, idiota e sem filtro que vai conseguir conquistar essa mulher. Ah, nada como um libertino dos tempos modernos sendo corrigido kkk #adooooro.

Eu me diverti com esse livro gente, eu diminuiria o excesso de provocações sexuais e inseriria um pouco mais de conversa sobre outros assuntos. Acho que a autora abusou nesse quesito e isso deixa os personagens superficiais, como se eles não fizessem ou pensassem nada além disso. Minha outra crítica é a respeito do final, achei muito abrupto, quando virei a página já estava no epílogo (que por sinal foi bem engraçado), mas fiquei com a sensação de que teria outro livro sobre a história deles, o que não acontece, a série segue com outros personagens.

No geral é um livro mediano e divertido. O Oz, apesar de toda a babaquice, consegue nos conquistar da mesma forma que fez com a James, eu fiquei apaixonada por ele e só fico triste porque a história e os personagens tinham bem mais potencial.

Ainda assim indico, a leitura é fluida e leve, em dois tempos você finaliza e termina com um sorriso no rosto. Leiam e me contem com que acharam.

Até breve!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Débora
    14 maio 2021

    Aonde você conseguiu ter acesso a esse livro? Você leu em uma versão em inglês?

    • Barbara Lima
      Barbara Lima
      15 maio 2021

      Oi Débora, ele ainda não foi publicado aqui, mas você pode tentar encontrar alguma tradução de fã caso não haja a possibilidade de ler em inglês.
      Beijos e obrigada por comentar.