drama

Resenha #380 Pachinko

Por Barbara em 25 set • 2021

Categoria: Melanie Harlow

29jan • 21 comédia romantica, Literatura Americana, literatura estrangeira, Melanie Harlow, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #349 Only You

Título: Only You
Série: One and Only
Ordem: 1
Autor: Melanie Harlow
Editora: Mh Publishing LLC
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 316
Ano: 2018
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Nate Pearson é ridiculamente bonito, veste terno e gravata, mas eu vi o desfile de mulheres bonitas saindo de seu apartamento do outro lado do corredor – a cada dia uma diferente – e não quero fazer parte disso. Quando se trata de romance, estou procurando algo real, algo que dure: o feliz para sempre.
Como advogado de divórcio, ele adora me dizer que não existe tal coisa.
Como organizadora de casamentos, optei por discordar.
Nós discordamos de quase tudo, na verdade. Tudo, exceto James Bond. As únicas vezes que realmente nos damos bem é quando estamos assistindo a 007 juntos, e eu admito, ele me resgatou de um desastre ou vários. Então, quando uma de suas mulheres deixa uma bebê em sua porta com uma nota que diz: “Eu vou voltar para ela” e ele implora por ajuda, eu não posso rejeitá-lo.
Mas é um erro.
Porque olhando para ele com sua filha, eu começo a ver o outro lado de Nate, um lado que deixa minha respiração ofegante, meu corpo ansiando por ele, meu coração desejando que ele mude de ideia sobre o amor e me diga que há uma chance para nós.
Eu não quero ser apenas mais uma garota saindo de seu apartamento pela manhã.
Eu quero ser aquela que ele pede para ficar.

Hoje trago para vocês uma história sobre amizade e romance #amo

Nate e Emme são vizinhos de porta e completamente diferentes. Ela é um pouco atrapalhada, bem ocupada e trabalha planejando casamentos e outras festas, nossa Emme é uma romântica. Já Nate é um solteiro convicto, trabalha como advogado de divórcios e definitivamente não acredita em relacionamentos duradouros rsrsrs.

A amizade desses dois é bem bonita e confortável, se ajudam como bons vizinhos, passam um bom tempo se divertindo e obviamente negando a atração mutua que sentem. Jovens e bonitos? Como não se sentirem atraídos?!?! E é durante uma noite de filmes e pipocas que um clima surge e quando eles estão prestes a elevar essa amizade ao status de “colorida”, a campainha toca e Nate encontra uma bebezinha em sua porta com um bilhete afirmando que era filha dele.

Continue lendo