08jan • 22 Eliah Greenwood, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #392 Dear Love, I Hate You

Título: Dear Love, I Hate You
Série: Easton Boys
Ordem: 1
Autor: Eliah Greenwood
Editora: Independente
Gênero: Literatura Estrangeira/ New Adult/ Romance/ Literatura Americana
Páginas: 424
Ano: 2021
Classificação: 3,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Tudo começou com uma carta anônima.
Ele não deveria ter encontrado – ninguém deveria.
E ele definitivamente não deveria responder.
Acabamos conversando por meio de cartas e post-its em um livro.
Um post-it. Dois post-its. Dez post-its.
Todos revelando nossos segredos mais sombrios e profundos.
É tudo diversão e jogos até eu descobrir quem é meu amigo de correspondência…
Xavier Emery.
Rei da minha cidade obcecada por basquete, meu valentão de infância e o cara por quem estou em grave perigo de me apaixonar.
Mas as regras eram claras: nunca podemos saber com quem estamos falando e as confissões nunca, jamais serão divulgadas.
Sério. Isso destruiria vidas.
Por mim tudo bem. Mesmo que o Sr. Popular descubra que seu confidente sou eu, não é como se ele fosse me amar de volta…
Certo?

Galera que ama um hate to lovers, chega aí! Essa resenha é para vocês rs.

Dear Love me conquistou logo na sinopse, eu gostei da ideia de eles serem “amigos” por correspondência e não me decepcionei. Xavier e Aveena se conhecem desde sempre, eram amigos na infância e estudavam na mesma escola, mas na adolescência acabaram seguindo caminhos distintos, ele bem popular e ela a “invisível”.

Eles entram novamente no radar um do outro quando a melhor amiga de Aveena começa a ficar com o melhor amigo do Xavier. Eles estão no mesmo grupo, mas não são amigos e pouco se suportam. Nossa mocinha tem a vida um tanto complicada em casa e por conta de excesso de estresse e trabalhos, ela acaba ficando sobrecarregada. Isso resulta em uma carta de ódio para uma de suas professoras, que ela acaba colocando em um livro e esquecendo na biblioteca. Ela só não contava que essa carta seria encontrada e respondida por outra pessoa.

A resposta gera mais uma resposta e assim começa uma longa correspondência entre Aveena e esse cara que não fazia ideia de quem era. Bom, o que começa de modo inocente vai evoluindo para confissões de segredos bem tensos e que se fossem descobertos, poderiam causar consequências muito negativas.

Longe das trocas de cartas, Aveena e Xavier aos poucos vão se aproximando. Nosso mocinho está em uma fase bem complicada em sua vida particular, ela também, somando dois e dois… eles acabam encontrando um ponto em comum e muita atração. Tudo fica ainda mais complicado quando os sentimentos pelo amigo de correspondência e o crush da vida real se confundem, mas e se o crush e o das cartas forem a mesma pessoa? Aí dá bom, né? Rsrs

Leiam!

Esse livro é sensacional, o estilo me lembrou os livros da L. J. Shen, principalmente Pretty Reckless. Os personagens são cheios de falhas, são jovens e aprontam todas, mas no final do dia as coisas dão certo rs. O relacionamento é bem construído e é gostoso de ler as interações entre eles que começam cheias trocas de farpas tensas, mas que vai evoluindo para algo intenso e beeeeem quente.

O único problema que senti é que o livro precisava amadurecer um pouco mais. Os personagens vivem como se fossem bem mais velhos e com muito mais independência do que adolescentes deveriam ter, isso não foi crível para mim e por isso perdeu estrelas. Outro aviso, aqui nós temos abuso de drogas e álcool, tentativa de abuso e outros temas tensos, então se você é sensível a qualquer um desses assuntos, é melhor passar.

No demais, é um livro muito bom e eu estou curiosa para ler a sequência, tenho a sensação de que ela vai ser melhor ainda. Fica a dica e até breve!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário