adulto

Resenha #356 The Dare

Por Barbara em 18 mar • 2021
It

Resenha #355 It: A Coisa

Por Raquel em 13 mar • 2021
18mar • 21 adulto, Clichê, Dicas da Ba, Elle Kennedy, lançamento, Literatura Americana, literatura estrangeira, new adult, Paralela, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #356 The Dare

Título: The Dare
Série: Briar U
Ordem: 4
Autor: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Estrangeira/ Literatura Americana
Páginas: 317
Ano: 2021
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: A faculdade devia ser a chance de abandonar meu complexo de patinho feio e me tornar um lindo cisne. Em vez disso, fui parar em uma irmandade cheia de meninas malvadas. Já está sendo difícil me enturmar, então, quando minhas irmãs da Kappa Chi propõem um desafio, eu não posso dizer não.
A missão: seduzir o mais novo (e gato) jogador de hóquei da Briar.
Todo mundo conhece Conor Edwards. Ele está em todas as festas de fraternidade, e na cama de todas as meninas. É do tipo que você se apaixona antes de perceber que ele nunca olharia para você. Mas o sr. Popular me surpreende — em vez de rir de mim, ele me acompanha até o quarto e finge que estamos nos pegando.
Por incrível que pareça, agora ele quer continuar fingindo. Conor adora um joguinho e acha que vai ser divertido enganar as meninas da Kappa. Mas resistir ao seu charme de surfista é quase impossível, e estou começando a desconfiar que ele tem muito mais a oferecer do que seu fã-clube imagina.
O problema é que eu sou péssima nessas brincadeiras. E quanto mais tempo esse jogo bobo durar, maior o perigo de tudo isso explodir na minha cara.

CONTEÚDO ADULTO

Ai esses namoros fakes…

Preparados para mais um livro da série Briar U? É a vez de conhecermos a história de Taylor e Conor, ele já tinha me deixado com as orelhinhas em pé quando apareceu em The Play e agora me conquistou de vez rsrs.

Deixa eu contar um pouco sobre a história.

Taylor é uma garota de fraternidade, mas esqueça os clichês da gostosona peituda e sem cérebro. Ela é sim linda e gostosona, mas nossa mocinha é cheia de complexos e não é muito confiante em sua própria beleza. O ambiente da fraternidade também não é dos mais saudáveis e as perseguições e bullying velado só servem pra deixar Taylor ainda menos confiante.

Em uma festa organizada na casa de sua fraternidade, ela é desafiada a dar uns pegas em Conor, o californiano bonitão do time de hockey. Ele é recém chegado à Briar, mas conseguiu criar uma bela reputação de pegador, ele pega mas não se apega kkk. Quando Taylor pede ajuda no desafio, ele não consegue resistir… Mas o que era pra ser uma sessão de amassos em um quarto aleatório, se transforma em uma noite de altas risadas e diversão para esse par inesperado.

A amizade é instantânea e verdadeira, até que Conor tem uma ideia nada original, mas para nós que amamos um clichê fez nosso coração acelerar rs. Ele propõe um namoro fake. Nosso mocinho estava cansado de ser tratado como um objeto, queria ser valorizado como pessoa e não como um corpo e rostinho bonito, e namorar Taylor, mesmo que de mentira, iria afastar as interesseiras e dar uma pausa pra ele. Em contrapartida, Taylor poderia tirar onda pois estaria namorando um dos caras mais desejados da Briar e assim parar com as piadinhas e bullying das supostas irmãs de fraternidade.

Estranho esses dois né? Mas dá certo.

Eles começam a namorar e o que era pra ser fake parece ser bem real, BEM REAL MESMO. O ideal seria transformar tudo em verdade né?! Mas as pessoas são complicadas e nós amamos um drama rsrs.

Conor e Taylor não são apenas personagens de um romance clichê que você já leu por aí, a Elle conseguiu colocar em ambos características e personalidades reais. Eles tem seus segredos e inseguranças que vão confrontá-los ao longo da história, esse livro nos mostra ambos saindo da zona de conforto e a gente aprende que os resultados finais podem ser muito positivos.

Temos drama, discussões importantes, superficialidades sim porque eles são jovens e não precisam ser altamente profundos o tempo todo, temos decisões ruins e mais drama ainda, porém é tudo isso que faz a história ser muito boa. 4, 5 estrelas porque teve detalhes que não me agradaram, sempre espero um encantamento na hora das confissões de amor e aqui não consegui sentir isso, mas mesmo assim o livro é maravilhoso e vale a leitura.

Fica a dica.

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário