adulto

Resenha #324 Drive

Por Barbara em 28 jul • 2020
18jun • 20 Christina Lauren, comédia romantica, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #319 The Unhoneymooners

Título: The Unhoneymooners
Autor: Christina Lauren
Editora: Gallery Books
Gênero: Romance/ Literatura Estrangeira/ Comédia Romântica
Páginas: 432
Ano: 2019
Classificação: 3 estrelas
Compre o Livro
Sinopse: Olive é sempre foi azarada: em sua carreira, na vida amorosa, em… bem, tudo. Sua irmã gêmea idêntica Ami, por outro lado, é provavelmente a pessoa mais sortuda do mundo. Seu encontro fofo com o noivo é algo de uma comédia romântica (mordaça) e ela conseguiu financiar todo o seu casamento vencendo uma série de concursos na Internet (mordaça dupla). O pior de tudo é que ela está forçando Olive a passar o dia com seu inimigo jurado, Ethan, que por acaso é o padrinho.

Olive se prepara para passar 24 horas no inferno antes de poder voltar à sua vida confortável e infeliz. Mas quando toda a festa de casamento passa mal por comer mariscos ruins, as únicas pessoas que não são afetadas são Olive e Ethan. E agora há uma lua de mel com todas as despesas pagas no Havaí.

Deixando de lado seu ódio mútuo por férias grátis, Olive e Ethan seguem para o paraíso, determinados a evitar um ao outro a todo custo. Mas quando Olive encontra seu futuro chefe, a pequena mentirunha que ela diz a ele repentinamente corre o risco de se tornar muito maior. Ela e Ethan agora têm que fingir estar amando a vida de recém-casados, e sua sorte parece pior do que nunca. Mas o mais estranho é que ela não se importa de fingir. Na verdade, ela se sente meio… sortuda.

E uma das duplas de maior sucesso da literatura estão de volta com esse livro clichê (adoooro) e muito gostosinho.

A premissa é clássica. Casal que se odeia, mas são forçados a conviverem por algum motivo importante. No caso, Olive e Ethan são o casal, a irmã gêmea dela e o irmão mais novo dele estão se casando, como família é óbvio que ambos os apoiam, mas quando todo mundo passa mal na festa de casamento, incluindo os noivos, e uma lua de mel totalmente gratuita no Hawaii fica dando sopa, nosso casal cão e gato não dariam esse mole de perder né rs.

Depois já dá pra entender para onde as coisas se encaminham certo? O clichê nos diz que existe uma atração e que dividir um quarto com certeza os levariam a outras coisas… Sim, poderia ser muito simples e esse ser mais um livro que te lembra outro livro e que lembra aquele filme e assim por diante. Não, The Unhoneymooners tem suas peculiaridades e personagens muito bem construídos, e claro, um drama pra lá de interessante que não deve em nada às novelas mexicanas rs, e vou explicar o porquê.

Olive e Amy são gêmea idênticas, mas com personalidades completamente diferentes. Enquanto uma é a sortuda da família (Amy), a outra é a azarada. Sério, é cada confusão que a Olive se mete que fica difícil não acreditar em azar na vida dessa mulher rsrs.

Desde o momento em que conheceu Ethan, por causa do romance de Amy com o irmão dele, as coisas não deram muito certo e três anos depois, eles não se suportam. As coisas não ficam muito claras no início, mas percebemos logo a tensão entre eles e a constante troca de farpas (seriam preliminares? kkk).

Mas é na lua de mel de seus irmãos que eles vão entender que as coisas não são bem assim… Olive assume a identidade de Amy para poder aproveitar as férias e um encontro inesperado com o futuro chefe dela e a ex de Ethan, os força a fingir que estão casados. Sério, tem como essa confusão ficar melhor? Tem! Mas aí vou deixar para vocês lerem e descobrirem rsrsrs.

Eu gostei muito do livro, achei que as autoras foram bem criativas dentro do clichê, elas melhoram cada vez mais na criação de seus personagens e isso é muito bom. Porém nem tudo é perfeito, achei que o final deixou a desejar na ligação de tudo. A Olive se vê em conflito sobre sua percepção da própria vida, o que é tenso, mas fiquei com a sensação de que faltava algo.

Outra coisa que faria o livro melhor seria o ponto de vista do Ethan, nesse tipo de livro eu acho que é bem mais interessante ter os dois personagens, fica mais claro para entender como ambos estão se sentindo, como elas fizeram em Josh and Hazel’s Guide to Not Dating. O PoV do Ethan só aparece no epílogo e esse gostinho da mente dele me fez querer mais.

Bom, ainda assim indico o livro para vocês que são fãs das autoras e para quem gosta desse tipo de clichê bem cão e gato. É gostosinho, vale a pena e ao final você ficará com um sorriso no rosto como eu estou ao relembrar a história e escrever essa resenha.

Fica a dica e até breve.

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

6 Comentários

  • lais
    11 jul 2020

    esse livro é perfeito ameiii um dos meus favoritos

  • Thati
    30 jun 2020

    aí gente venho no mínimo uma duas vezes por semana por aqui e esse foi a primeira vítima dessa semana! Nunca comento mas vou comentar sempre pra ressaltar o meu vício! KKKK Mana, esse livro é perrrrfeitooooo!!!! E esse blog ainda mais aff

  • Lis
    23 jun 2020

    Nossa, adorei essa história!
    Incrível a resenha!!

    E Parabéns pelo blog!

    Beijo

    http://estanteflordelis.blogspot.com