Amy Daws

Resenha #257 Keeper

Por Barbara em 01 mar • 2019
drama

Resenha #254 Ryan’s Bed

Por Barbara em 22 fev • 2019
13mar • 19 12 livros para 2019, Literatura Nacional, M.S. Fayes, new adult, Pandorga, resenha, Romance

Resenha #261 DangeRock

Título: DangeRock
Autor: M.S. Fayes

Série: DangeRock #1
Editora: Pandorga
Páginas: 288
Ano: 2016
Gênero: New Adult/ Romance/ Literatura Nacional
Classificação: 2,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Eve McGannon lidera a banda DangeRock desde adolescente. Sua voz atrai multidões como um ímã, da mesma forma que sua timidez a impede de confessar seu amor eterno por Brandon Conwell, o guitarrista e amigo de infância que sempre esteve ao seu lado, mas sem nunca percebê-la como mulher. Quando a banda recebe uma proposta irrecusável, o grupo unido se vê imerso em um turbilhão de sucesso absoluto e suas complicações. Isso inclui um astro musical que desperta um poderoso sentimento de ciúmes em Brandon, ao mesmo tempo em que tenta fazer Eve abandonar suas desilusões e ir em busca de novos sonhos. Eles aprenderão que o coração comanda todos os atos dentro e fora do palco. Basta apenas que sigam os sentimentos através das melodias que eles mesmos entoam.

O que eu não queria aconteceu.
Me iludi com a capa de um livro.
A capa é mais bonita que a história.
Decepção me define.

E aí galera, acho que poderia deixar só essas quatro frases nessa resenha porque elas definem exatamente o que senti ao final desse livro. Decepção é a palavra-chave! E vou explicar tudinho.

DangeRock conta a história de Eve, ela é a líder da banda homônima ao título do livro. A banda foi criada quando ela e seus amigos – Brandon, Phil e Malcom ainda estavam na escola. Uns anos depois, eles ganharam sucesso e uma boa base de fãs, inclusive até uma indicação ao Grammy. Eram a banda promissora do momento e nada melhor para coroar o momento que uma proposta irrecusável. Mitchell Clay, astro e líder mega famoso da banda de rock FunBok, quer fazer um dueto com Eve e levar sua banda em uma turnê. Incrível certo?

O drama começa logo nas primeiras páginas do livro, Eve sempre foi apaixonada por Brandon, guitarrista da DangeRock e seu melhor amigo – alô friendzone! Eles se conhecem desde sempre, eram vizinhos e ela cansou de ver o entra e sai de meninas na casa dele, nas festas pós shows com ele, no ônibus de turnê deles… Sim, Brandon é um pegador e o coração de Eve sofre vendo as safadezas do boy.

As coisas começam a se transformar quando Eve decide que é hora de mudar de atitude. Se os rapazes podem aprontar todas, por que ela não?! Essa mudança somada ao interesse de Mitchell em nossa mocinha, deixa seus companheiros de banda com os cabelos em pé rsrs e aflora o lado protetor e ciumento de Brandon.

Sim, tudo o que precisava para ele enxergar nossa mocinha com outros olhos, era outro cara chegar e demonstrar interesse.

E daí pra frente não tem muito mais história galera, é um drama constante entre as péssimas escolhas de Eve e Brandon, um show de ciumeira braba do mocinho e um Mitchell que de encantador aos poucos vai mostrando a verdadeira face… Tudo envolto em uma má atitude que não me convenceu e algumas músicas.

Já ficou bem claro que eu esperava bem mais desse livro né?

A Eve é muito infantil, ela fica constantemente esperando que o Brandon a note e quando acontece, é decepcionante! O Bradon tem algumas das piores “qualidades” que um mocinho pode ter, não é corajoso, muito inseguro e sempre reage da pior forma quando confrontado com uma situação difícil. Foi complicado suportar.

Também não aguento quando o cara só percebe a garota quando outro demonstra interesse, se o Mitchell não fosse um idiota no final, estaria torcendo pra ele ficar com a Eve. Se alguém merece destaque nesse livro é o Malcom, o mais ‘são’ entre todos da banda e com as tiradas mais inteligentes.

Sinceramente, esperava algo mais adulto desse livro, ainda mais por se tratar de uma banda de rock, esperava pelo drama, mas não uma voz narrativa tão infantil como a que encontrei nessa história.

Infelizmente não indico a leitura, 2 estrelas para o enredo e meia estrela para a capa que é muito bonita e só.

Até breve.

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário