drama

Resenha #366 Blackmoore

Por Barbara em 19 jun • 2021
10abr • 21 12 livros para 2020, Autobiografia, Biografia, C S Lewis, literatura estrangeira, resenha, Resenhas de Livros, William Collins

Resenha #359 Surprised by Joy

Título: Suprised by Joy
Autor: C. S. Lewis
Editora: William Collins
Páginas: 304
Ano: 207
Gênero: Autobiografia/ Literatura Estrangeira
Classificação: 5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Surpreendido pela Alegria não é uma autobiografia comum. Não é uma confissão. No entanto, é certamente um dos mais belos e inteligentes relatos da caminhada de uma pessoa em direção à fé cristã.

C. S. Lewis, um dos pensadores e escritores mais influentes do século 20, foi ateu por muitos anos. Em Surpreendido pela Alegria, ele descreve de maneira fascinante sua jornada espiritual, com o foco na sua crise de fé, que determinaria o caráter de toda a sua vida e carreira. Um livro de memórias extremamente pessoal e arguto, no qual Lewis guia o leitor em direção à alegria e à surpresa que aguardam todo aquele que busca uma vida além do esperado.

Hey pessoal, tudo bom com vocês?
Hoje vim compartilhar a minha experiência lendo Surprised by Joy, a autobiografia do C. S. Lewis.

Em Surprised by Joy, Lewis vai nos contar sobre a sua jornada de fé, partindo do ateísmo até o cristianismo. Desde suas mais antigas lembranças, ainda na infância, seu período em internatos e depois na faculdade, sua relação turbulenta com o pai e os grandes amigos que fez ao longo da vida, tudo vai contribuir para transformá-lo no homem que era.

Ainda na infância Lewis perde a mãe, um marco na vida do jovem e que faz com sua fé seja minada, conforme vai crescendo e ao ir para a escola, ele enfrenta muitas dificuldades e ao mesmo tempo entra em contato com diversas situações e experiências até se auto declarar um ateu.

Em 15 capítulos vamos acompanhar marcos importantes da vida do Lewis, ele nos leva por essa jornada reflexiva sobre a própria vida e a busca por “Joy”, que no livro ele vai descrever como uma profunda alegria, satisfação, e que qualquer pessoa que uma vez a tivesse experimentado, iria querer sentir novamente.

Em paralelo, nós vamos conhecer muito dos gostos literários do Lewis, ele sempre foi apaixonado por leitura, um verdadeiro fominha de livros rsrs, e ele vai nos contar muito do que leu ao longo da vida e até como os amigos influenciaram nos seus gostos. Sim, tem muita dica de leitura e eu amei isso!

Foi legal também conhecer de onde vinha toda a criatividade dele, junto com o irmão ainda na infância, ele já criava novos mundos. Por viverem sem muita companhia infantil, os dois precisavam ativar a criatividade e nessa fase já vemos aspectos que tornariam o Lewis o criador do mundo fantástico que iria marcar a vida de milhares de leitores.

O livro no geral é muito bom, ele não entra em detalhes sobre muitas das experiências ruins que viveu, fala mais do que sentiu e ao final ele vai amarrar tudo e mostrar o caminho que o levou a acreditar no Cristianismo. Já na vida adulta, como professor em Oxford, com os amigos que fez por lá, ele começa a questionar o próprio ateísmo e é quando a virada de chave acontece, não contarei detalhes para vocês descobrirem quando lerem rs.

Para quem é fã do escritor, esse livro vai trazer muitas respostas na área da fé, mas não vai nos trazer muito conhecimento sobre detalhes da vida dele. O Lewis não se debruça tanto sobre suas experiências, se você estiver curioso sobre esse aspecto, indico a leitura de C. S. Lewis a life. Porém ainda indico a leitura de Surprised by Joy, a escrita é maravilhosa e só me tornou ainda mais fã do autor.

Como cristã, o livro tocou em diversos pontos importantes da minha fé e ao final eu fiquei muito emocionada e com o livro cheio de marcações de quotes e muitos ensinamentos que vou levar para a vida. Fica a dica, leiam!

Até breve!

Confira a resenha em vídeo

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário