Amy Daws

Resenha #257 Keeper

Por Barbara em 01 mar • 2019
drama

Resenha #254 Ryan’s Bed

Por Barbara em 22 fev • 2019
20fev • 19 Agir Now, Buddy Read, Fantasia, literatura estrangeira, Maggie Stiefvater, resenha, Romance

Resenha #253 Calafrio

Título: Calafrio
Autor: Maggie Stiefvater

Série: Os Lobos de Mercy Falls #1
Editora: Agir Now
Páginas: 344
Ano: 2015
Gênero: Fantasia/ Romance/ Literatura Estrangeira/ Sobrenatural
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: O frio. Grace passou anos observando os lobos no bosque próximo à sua casa. Um deles, um belo lobo de olhos amarelos, a observa também. Ele parece familiar, mas ela não sabe por quê.

O calor. Sam vive duas vidas. Como lobo, ele é um companheiro silencioso da garota que ama. E, por um curto período a cada ano, ele é humano, embora nunca tenha coragem suficiente para falar com Grace… até agora.

O calafrio. Para Grace e Sam, o amor sempre foi mantido a distância. Mas, uma vez revelado, não pode ser negado. Sam precisa lutar para continuar humano, e Grace precisa lutar para ficar ao seu lado — mesmo que isso signifique enfrentar os traumas do passado, a fragilidade do presente e as impossibilidades do futuro.

Maggie Stiefvater na área galera!!!

Quem me conhece sabe que sou fã da autora, que vivo indicando a leitura de A Corrida de Escorpião sempre que posso rsrs, amo a escrita dela e por convite da Mi, fizemos um Buddy Read e lemos Calafrio.

Calafrio é um romance fantástico que traz lobisomens para a cena. Tudo começa quando Grace, uma criança na época, é atacada por lobos que vivem na floresta próxima a sua casa, mas ao invés de morrer, ela é devolvida com alguns ferimentos, mas nada muito grave.

Os anos se passam e nossa mocinha acaba desenvolvendo uma pequena obsessão por esses lobos, um deles em particular que possui olhos dourados bem incomuns. Grace o transforma em “seu” lobo e todo o inverno ela torce para encontra-lo mesmo que de uma distância segura.

“Eu a vi, como jamais havia visto algo antes.”

As coisas se complicam quando um estudante é atacado pelos lobos e acaba morrendo, começa então uma caça aos lobos pois eles acabaram se tornando uma ameaça aos habitantes da região. Durante essa caçada, o lobo de Grace é atingido e acaba socorrido por ela, é quando ele se transforma em humano e nossa mocinha descobre que tem muito mais mistérios envolvendo os lobos do que ela imaginava.

O lobo de Grace é na verdade Sam, um jovem que há muito tempo foi mordido por lobos e assim adquiriu a capacidade de mudar de forma. Diferente de seus companheiros de bando, Sam resiste as transformações, ele quer ter uma vida normal porém sabe que as transformações são inevitáveis.

Tudo piora quando o corpo do tal estudante morto desaparece e sua irmã afirma ter visto ele se transformar em lobo, ela pede ajuda a Grace que junto com Sam vão atrás de Jack para controla-lo antes que algo pior aconteça. É através dessa busca e com o relacionamento de Grace e Sam se desenvolvendo, que descobrimos todo o misticismo envolvido na história dos lobos e lobisomens criados por Stiefvater.

Eles tem particularidades tais como, a transformação é ativada por causa do inverno, eles vivem mesmo uma vida como lobos e possuem um prazo de validade em suas transformações para humanos. Sim, vai chegar o dia em que Sam não será mais Sam e esse prazo parece estar mais perto do que o imaginado, então ele e Grace partem em busca de uma solução para assim ajudarem também a Jack e outros que não queiram essa vida.

Eu gostei bastante do livro, li boa parte no avião enquanto viajava e a escrita da Maggie é tão fluida que tu não vê o tempo passar, porém não é um livro perfeito. Muitas coisas ficam no ar e me incomodaram muito!

Os pais ausentes da Grace é um exemplo. Era absurdo o tanto que negligenciavam a filha, beirou o surreal a ponto de me irritar. Me pareceu mais uma desculpa que a autora usou para o excesso de liberdade da Grace e para que ela pudesse fazer várias coisas com o Sam sem a interferência que pais trariam para a narrativa. Seria melhor fazer a personagem mais velha e independente do que com esses pais surreais.

Senti falta de desenvolvimento de personagens secundários, alguns são bem superficiais quando não precisavam ser. Mas no geral é um bom livro e ainda assim indico. Não me deixou ansiosa para a continuação, mas lerei para descobrir a que fim vai chegar a história de Grace e Sam. Toda a série já foi publicada por aqui, então por sorte não precisarei aguardar lançamentos rsrs.

A Corrida de Escorpião ainda é meu livro favorito da autora, mas Calafrio foi uma boa experiência. Leiam.

Espero que tenham gostado e em breve volto com mais!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário