distopia

Resenha #250 Scythe

Por Raquel em 13 fev • 2019
Charme

Resenha #247 Egomaníaco

Por Barbara em 06 fev • 2019
best book

Os Melhores de 2018 #Top3

Por GeL em 17 jan • 2019
07out • 17 jovem adulto, literatura estrangeira, resenha

Resenha #204 Without Merit

Título: Without Merit
Autor: Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Páginas: 384
Gênero: YA, Jovem Adulto
Ano: 2017
Idioma: Inglês
Classificação: 5 estrelas
Adquira: ebook / físico

 
Sinopse: “Nem todo erro merece uma consequência. Tudo que merecem, às vezes, é perdão.”
 
A família Voss é tudo, menos normal. Eles vivem em igreja adaptada, recentemente batizada como Dollar Voss. A mãe, que já teve câncer, vive no porão. O pai é casado com a antiga enfermeira da mãe. O irmão mais novo não pode comer ou fazer nada divertido, e os irmãos mais velhos são irritantemente perfeitos. E então, existe a Merit.
 
Merit Voss coleciona troféus que ela não ganhou e segredos que sua família a força a guardar. Enquanto procura por um novo troféu em uma loja de antiguidades, ela encontra Sagan. Sua esperteza e idealismo indesculpável a desarmam e acendem uma nova faísca de vida dentro dela – até que ela descobre que ele é completamente indisponível. Merit se retrai ainda mais, vendo sua família de longe, quando ela descobre um segredo que troféu nenhum no mundo poderia consertar.
 
Cansada das mentiras, Merit decide destruir a ilusão de família feliz da qual ele nunca fez parte antes de deixá-los de uma vez por todas. Quando seu plano de escape falha, Merit é forçada a lidar com as consequências de contar a verdade e perder o único garoto que ela ama.
 
 
“Suas emoções e reações são válidas, Merit. 
Não permita que te digam o contrário. 
Só você pode senti-las.”
Without Merit mexeu tanto comigo que, dias após a leitura, eu ainda estou sem palavras. É fato que amo todo os livros da Colleen, mas a preciosidade do que ela criou aqui e o fato de que, em um mundo tão imerso em caos, alguém investiria seu tempo em uma história deste tipo me encanta.
Esta é a história de Merit, uma garota de dezessete anos emocionalmente complexa. A verdade é que, apesar de parecer uma garota comum, ela esconde segredos e cicatrizes profundas. Conforme avançamos na leitura podemos ver que sua família tem sérios problemas de relacionamento, o que a faz sentir-se cada vez mais insignificante. O fato de ter uma irmã gêmea também mexe com Merit. É como se sua irmã tivesse tudo e a tornasse invisível. E é por causa de tal irmã que Sagan entra em sua vida. Bom, vocês conhecem os mocinhos da Colleen. São todos lindos, fofos e apaixonantes, que fazem com que você caia de amores por eles em um piscar de olhos e coisa e tal. Sim, vocês sabem do que estou falando. Sagan é tudo isso…  e um pouco mais, mas está fora dos limites se apaixonar por ele, porque …. AHA! TE PEGUEI. Acho melhor deixar que vocês mesmos descubram.

Bem, o que posso dizer é que o caminho de Sagan e Merit colide de uma forma bem louca. Ele está sempre presente em sua vida, o que dificulta a parte de não se apaixonar, mas que é essencial para o todo o desenvolvimento do livro. Sagan é o único que parece enxergar o que realmente se passa dentro dela. E ele mostra que ela está longe de ser invisível. Ao decorrer da narrativa, vemos a complexidade dos sentimentos de Merit e o quando ela sente que, se desaparecesse, ninguém notaria. A vida continuaria com ou sem sua presença. É assim que ela resolve confessar tudo que sente e revelar todos os segredos que vem guardando durante anos em uma carta. Era apenas um meio de se livrar de todo aquele peso que vinha consumindo seus pensamentos, e jamais passou por sua cabeça entregar tal carta a ninguém, mas… AHA! TE PEGUEI NOVAMENTE.
As ações de Merit acabam criando um ponto de mudança. É como um alerta para todos, e faz com que as coisas comecem a, finalmente, caminhar na direção certa. Quer saber como termina, se o romance se desenrola e se o final é feliz? Só digo que você precisa descobrir isso sozinho.
Este livro é totalmente diferente de tudo que Colleen escreveu, o que é exatamente o que a autora propõe em cada nova história publicada. Apesar do clima entre Merit e Sagan, o romance não é o foco. O foco é Merit. Vi várias pessoas reclamando sobre isso, e me espanta perceber que, realmente, o mundo fica cada vez mais insensível em relação ao próximo.
Eu amei os detalhes, os assuntos abordados, a mensagem por trás de tudo, e o desenvolvimento de cada personagem, que são extremamente fundamentais. Sim, cada um deles tinha um papel aqui. Meu coração derreteu, sabe? E não foi pelo mocinho, foi pelo quadro todo que ela pintou com cada palavra. Foi uma experiência única e que prova o quanto autores como Colleen, e histórias como as que ela cria, são essenciais para o mundo em que vivemos hoje.
Colleen, amamos suas palavras… cada uma delas. Não pare. Está fazendo um ótimo trabalho e impactando o mundo com seus livros.
 
“Não consigo pensar em momento algum em que alguém 
já tenha olhado para mim do jeito que ele está olhando agora, 
como se o fascinasse.”
Obs.: Este livro ainda está fazendo coisas engraçadas dentro do meu peito.

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário