adulto

Resenha #299 Defy

Por Barbara em 21 jan • 2020
22out • 19 Astral Cultural, Literatura Nacional, Marina Carvalho, resenha, Resenhas de Livros, Romance

Resenha #283 Um Dorama Para Chamar de Meu

Título: Um Dorama Para Chamar de Meu
Autor: Marina Carvalho
Editora: Astral Cultural
Páginas: 320
Ano: 2019
Gênero: Romance/ Literatura Nacional
Classificação: 4,5 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Mariana Pena orgulha-se de seu trabalho como assessora de comunicação. É tão dedicada que foi transferida para a sede da agência, a Comunicarte, em São Paulo, onde acaba recebendo maior reconhecimento profissional. Não poupa esforços para realizar suas tarefas com competência e dedicação, característica adquirida durante os anos em que treinou boxe com o pai, com quem aprendeu a ter disciplina e muita força de vontade. Não é qualquer pancada da vida que a derruba.

Nem mesmo a nova missão à que foi designada: assessorar o fotógrafo sul-coreano, radicado no Brasil desde a infância, autor de coletâneas de fotografias que registram o ser humano inserido em suas rotinas, durante a turnê do último lançamento, Retratos. Além de talentoso, Joaquim Matos – ou Yoo Hwa-In – é uma personalidade bastante reconhecida por seu trabalho artístico. Um tanto introspectivo e cheio de mistério no que diz respeito a sua cultura, a missão de Mariana acaba se apresentando mais trabalhosa do que ela imaginava.

E tudo complica mais um pouco quando, de repente, mensagens anônimas surgem, destinadas ao fotógrafo, todas com ameaças explícitas à vida dele. No começo Joaquim e Mariana acreditam que se trata de algum hater, do tipo que late sem morder. Porém, à medida que as abordagens vão se tornando mais concretas, surgem novas hipóteses e uma possibilidade vinda do passado, lá da Coreia do Sul ainda.

Em meio a eventos literários, autógrafos, estadias em inúmeros hotéis, voos cancelados, coquetéis, discussões, nasce um vínculo entre artista e assessora que vai evoluindo para uma relação cada vez mais forte e intensa, incontrolável até. Mariana usa suas habilidades esportivas para garantir a segurança de Joaquim, mesmo que viva se colocando em risco por isso.
Nessa história ainda há espaço para referências culturais coreanas, amizades fiéis, uma família para lá de eclética e um romance de tirar o fôlego.

Alô, alô dorameiras de plantão? Temos alguma por esse blog? Rsrs

A onda asiática aos poucos tem dominado o mundo ocidental, começou com os desenhos, agora as músicas estão muito em alta, as séries estão se tornando cada vez mais populares e na literatura não poderia ser diferente né!

Como toda criança, eu tive a minha fase com os desenhos japoneses, já adulta não revisitei esse mundo até em meados de 2016/2017 quando uma amiga me apresentou ao mundo dos doramas. Foi um caminho sem volta, já até perdi as contas de quantas séries já assisti. Quando o Kpop (música pop sul coreana) começou a bombar aqui no Brasil, muitos livros foram lançados sobre os artistas e guias para entender essa cultura tão diferente, cheguei a ver o lançamento de um romance dentro desse mundo, mas não senti confiança de ler, até descobrir que a Marina Carvalho lançaria um livro com esse tema. No dia 7 de setembro, estive no lançamento do livro na Bienal do Livro Rio, poucos dias depois não aguentei de curiosidade e comecei a leitura.

Tudo começa quando Mariana Pena, uma assessora de comunicação, é contratada para assessorar um fotografo famoso, que estaria lançando um novo livro, durante sua turnê pelo país. Joaquim Matos ou Yoo Hwa-In ganhou fama com seu trabalho, mas ele tem uma personalidade mais fechada, um tanto taciturno, tipo um Mr. Darcy da vida rs. Nascido na Coreia do Sul, ele veio muito jovem com a família para o Brasil, então ele tem raízes fortes em sua cultura, mas também é aberto ao estilo brasileiro.

Os dois começam sua viagem ao redor do país e apesar da atração inegável, ambos não resistem a uma troca de alfinetadas. A Mariana é persistente, é o tipo de mocinha corajosa, pratica boxe e não está disposta a se dobrar as implicâncias de Joaquim. O mesmo vale para ele, então é uma interação bem divertida entre esses dois. As coisas se complicam quando acidentes misteriosos começam a acontecer, o que levantam a suspeita de que Joaquim pode estar correndo um grave perigo.

Como tudo vai se resolver e se o romance vai deslanchar apesar de todas as diferenças culturais? Aí vou deixar para vocês descobrirem quando lerem o livro rsrs.

Confesso que não esperava gostar tanto desse livro, me senti sim em um dorama porque tem todos os elementos de um. Aqui falo de um dos gêneros mais populares e clichês com a mocinha fofa e corajosa, o mocinho mais fechado porém com um grande coração, a sogra má, o mistério, aquelas cenas que dão tanta vergonha alheia… sério, me senti lendo um dorama e acredito que esse era o objetivo da Marina.

Foi bom também a introdução da Mariana ao mundo asiático, como muitas dorameiras, ela foi conhecendo através dos doramas e se interessou pela cultura a ponto de ir pesquisar e desejar conhecer mais, uma realidade de quase todos os fãs que iniciaram nesse mundo através das séries. Então rolou uma identificação forte! Gostei da sutileza com que o mistério foi inserido na história e da homenagens a alguns atores ao utilizar seus nomes em alguns personagens. Sério, esse livro é sensacional.

Aí você me pergunta o motivos de 4,5 estrelas e não 5? Sim, eu amei o livro, mas faltou algo. Faltou um certo encantamento que sinto quando vejo um bom dorama. Não sei se as expectativas estavam muito altas, mas faltou isso. Ainda assim indico muito esse livro, acredito que ele irá agradar e muito as dorameiras e até quem não conhece nada desse mundo. Leiam e não deixem de me contar o que acharam.

Até breve!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário