drama

Resenha #271 Dear Aaron

Por Barbara em 29 maio • 2019
drama

Resenha #268 Bad Boy Brody

Por Barbara em 03 abr • 2019
08jul • 19 Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiros Beijos #18

Mais uma edição da SPB aqui no blog! #comemora! Aperta o play e vem se apaixonar comigo por esses casais. Não deixe de conferir as edições anteriores aqui e as resenhas dos livros nos links.

.

.

.

Ela é linda. Familiar e confortável, como uma lembrança que perdi uma vez. Eu abaixo minha cabeça, então estamos nos encarando e suavemente escovo seus lábios com os meus. É um beijo de amizade. De história. De conhecer alguém tão completamente que você assume que sabe o gosto dos lábios antes mesmo de tocá-los. Mas eu não sabia. Eu não tinha a mínima ideia. Um gemido suave viaja de sua garganta aos meus lábios ainda pressionados contra os dela. Isso acende uma luxúria dentro de mim que nunca senti antes. Desesperado por mais, passo minha língua pela sua boca e ela se abre para mim como uma flor desabrochando. Ela geme quando provo sua língua e ouvir sua voz me faz lembrar que estou beijando minha melhor amiga.

Poppy e Booker – Keeper

.

.

.

Sua respiração se espalhou pelos meus lábios enquanto ele esperava, perfeitamente à vontade me tendo presa no canto da sua piscina, nossas bocas um pedaço de ar distante. Seu aperto em meus pulsos relaxou antes de sua boca finalmente se conectar com a minha. Meu corpo congelou no instante em que ele me beijou, parecendo derreter uma peça de cada vez. Eu não percebi que estava afundando até o braço de Chase apertar em volta de mim, puxando meus ombros para trás acima da água, sua boca não perdendo uma batida. O último pedaço de mim para desamarrar era meus lábios, mas no momento em que eles fizeram, eles combinaram com sua urgência. Meus braços se enrolaram atrás do seu pescoço quando me aproximei, nossos corpos se emaranhando embaixo da água enquanto ele me beijava de uma maneira que eu não tinha sido beijada em anos; da maneira que fazia uma garota se sentir delicada e invencível ao mesmo tempo.

Emma e Chase – Fool me Once

.

.

.

.

Aperto os olhos, me preparo para a morte e em vez disso os seus lábios pressionam contra os meus. Ainda estou viva. Talvez mais do que nunca. Minhas mãos se aproximam para empurrá-lo pra longe. Após 28 anos, é instinto. Autopreservação. Para o seu crédito, minhas mãos chegam ao peito dele, mas minhas sinapses devem estar cruzadas, porque Lucas Thatcher está me beijando e não o estou empurrando. Lucas Thatcher, a maldição da minha vida e protagonista em meus pesadelos, está me beijando e minha mão boa está enrolada em torno da gola do seu jaleco branco e o puxando. Forte. Contra mim.

Dayse e Lucas – Anything You Can Do

.

.

.

.

Os lábios de Gavin são suaves, mas firmes e meu corpo reage, meus braços levantando automaticamente para envolver seu pescoço. Minhas mão estão instantaneamente em seu cabelo e minha boca se abre, ofegando por tê-lo tão perto e, oh, tão pessoal. Ele usa a breve abertura para roubar meus lábios suavemente com a língua. Conforme ele pressiona para mais perto, aperto minhas coxas em seus quadris. Agarrando meu cabelo com a mão, ele puxa a minha cabeça para trás e aprofunda mais, acariciando minha língua com a dele.

Clementine e Gavin – Dearest Clementine

.

.

.

.

Sua boca encontra a minha. Não é como qualquer coisa que eu senti. Um roçar de seu lábio sobre o meu. Um arrepio, espalha por mim e, antes que perceba, tenho sede por ele. Quero mais desse toque e de alguma forma, sei que depois desse primeiro beijo, sempre terei fome dele.

Morgan e Brody – Bad Boy Brody

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário