drama

Resenha #268 Bad Boy Brody

Por Barbara em 03 abr • 2019
Laura Ward

Resenha #264 Not Yet

Por Barbara em 22 mar • 2019
25fev • 19 Bertrand Brasil, Josie Silver, literatura estrangeira, resenha, Romance

Resenha #255 Um Dia em Dezembro

Título: Um dia em dezembro
Autor: Josie Silver
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 392
Ano: 2018
Gênero: Romance/Literatura Estrangeira/Drama
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Uma história de amor inesquecível, comovente e emocionante; para fãs de Jojo Moyes e David Nicholls. Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram… e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus.

No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?

Comentei no vídeo de dicas natalinas que esse seria um dos livros que estaria lendo nesse período de festas. A capa me atraiu, a sinopse nem tanto mas resolvi apostar. Bom, o resultado vocês vão descobrir ao longo dessa resenha rs.

O livro conta a história da vida de Laurie ao longo de 9 anos, tudo começa em um dia de dezembro em que de dentro do ônibus ela vê um cara maravilhoso e instantaneamente sente uma conexão com ele. Aquela troca de olhares, mas nenhum dos dois toma uma atitude, o tempo passa e nossa mocinha fica obcecada por esse carinha do ponto de ônibus e por um ano ela tenta encontra-lo com a ajuda de sua melhor amiga Sarah.

Ela está quase desistindo com a certeza de que não vai mais ver o cara, até que na festa anual de natal que ela e Sarah dão no apartamento que dividem, Sarah leva o novo namorado – o homem da vida dela e por quem está loucamente apaixonada… Adivinhem quem é? Sim, a sinopse já contou rsrs.

A reação da Laurie quando vê Jack pela primeira vez é de choque, o homem por quem ela estava obcecada há um ano simplesmente apareceu em sua casa, mas como namorado de sua melhor amiga!!!! Ela tinha duas decisões possíveis: contar tudo para Sarah ou não. Ela escolheu não contar e seguir o baile, pior decisão ever meus caros, pior decisão ever! Fora que ela nem sabia se Jack lembrava dela ou se tinha sentido o mesmo.

E o tempo passa, Jack e Laurie desenvolvem uma amizade, ela tenta suprimir de todas as formas possíveis o que sente por ele e segue a vida. Mas nós também temos a visão do Jack, então de cara sabemos que ele lembra da Laurie e sentiu algo no fatídico dia de dezembro, mas ele está com Sarah e o relacionamento é pra valer! Então o melhor é ignorar e esquecer tudo e seguir com a vida. Claro que nada é tão fácil assim e conforme ambos se aproximam, fica claro que existem sentimentos de ambas as partes que eles preferem ignorar. A fórmula pro desastre né rsrs (tô rindo mas é de nervoso).

Como eu disse, é um livro que tem um período extenso de tempo, são nove anos em que acompanhamos as vidas de Laurie, Jack e Sarah e tudo pelo que passam. Suas mudanças, outros personagens que entram em suas vidas, como eles vão amadurecendo e como tudo vai se transformando, é um estilo que gosto, mas que por vezes deixa a desejar por tornar tudo muito superficial.

Não vou contar se a Laurie fica com o Jack no final ou outra pessoa, se a Sarah descobre tudo ou não, mas posso dizer que não gostei de várias decisões que a autora tomou, principalmente um a respeito de como um dos relacionamentos da Laurie termina, quando vocês lerem vão entender de qual parte estou falando, senti que ela tratou tudo como se fosse algo descartável e acabou caindo no meu conceito…

O livro tem um final feliz, não entra em tantos detalhes como eu gostaria, muita, mas MUITA coisa acontece e o trunfo do livro não achei nem que fosse o triângulo amoroso que de alguma forma precisava ser resolvido, mas como o tempo nos transforma, nos faz crescer e nos dá a certeza de que no tempo certo tudo se encaixa. Não importa os caminhos, tudo dá certo no final.

Esse livro ganha 3 estrelas, uma leitura gostosinha e que fluiu bem no período de festas de fim de ano, espero que vocês tenham gostado e em breve volto com outras resenhas.
Até já!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Clayci
    26 fev 2019

    Estou com esse livro parado na estante já faz um tempo e até pretendo dar uma chance (mesmo com as ressalvas). No entanto, acredito que me incomodarei com as pessoas que vc citou – e não curto triângulos amorosos rs.. Terei que ir com menos expectativa <3

    • Barbara Lima
      Barbara Lima
      26 fev 2019

      Oi Clayci, acho que no seu caso vale a pena pensar se esse livro vale o seu tempo. Se pela minha resenha tu já sentiu que vai passar raiva, talvez seja melhor passar pra frente pra não acabar se frustrando…
      Obrigada por comentar 🙂