DarkSide Books

Resenha #335 Hex

Por Raquel em 29 nov • 2020
adulto

Resenha #333 Method

Por Barbara em 10 nov • 2020

Posts arquivados em: Tag: Danilo Barbosa

23dez • 14 Literatura Nacional, resenha

Resenha #69 Arma de Vingança

Título: Arma de Vingança
Autor: Danilo Barbosa
Editora: Kindle Direct Publishing
Páginas: 205
Classificação: 4 estrelas

 Sinopse: Como uma deusa cruel e vingativa, destruirei todos que estiverem em meu caminho… O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair… Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.

 

“Aqui, diante de você, contarei, enfim, em detalhes minha história. 
Se em algum momento eu parecer cruel, insensível ou uma grande cachorra, 
peço que me desculpem, mas fui mesmo. Não estou aqui para ser 
julgada pelos meus atos. Diante do que fizeram comigo, eu fiz o que achava justo. 
E se errei, espero que Deus me perdoe…”

 

Não, esta não é mesmo uma história de amor. Eu me senti no meio de uma temporada de Revenge, mas em circunstâncias muuuito mais complicadas e sombrias. Ana era uma garota inocente, que sofreu consequências drásticas por ter se entregado sem reservas a dois homens que não mereciam nem um pingo de misericórdia.
É meio difícil falar desse livro, pois acredito que esta deve ser uma experiência vivida completamente no escuro. Qualquer spoiler pode acabar com todo o enredo. E que enredo! Ana narra os fatos de uma forma tão intensa, que você, por muitas vezes, nos sentimos em sua pele.

Continue lendo