adulto

Resenha #240 O Jogador

Por Barbara em 05 dez • 2018
11abr • 18 resenha, Resenhas de Livros, Romance de Época, romance histórico

Resenha #214 A Condessa de Camus

Título: A Condessa de Camus
Autor: Claire Phillips
Editora: Kindle Edition
Gênero: Romance de Época
Páginas: 346
Ano: 2016
Classificação: 3 estrelas

Compre o Livro

Sinopse: Lady Madeleine não conseguia entender como se perder na mata em uma noite de tempestade, perto da casa onde passou alguns dias com a sua família, acabaria por levá-la a casar-se com um dos maiores libertinos contumazes das Ilhas.
O Conde de Camus conhecido como um libertino, desejado pelas mulheres e invejado e odiado também por muitos de seus companheiros, foi forçado a um casamento que não esperava e nem desejava. Como havia terminado naquela situação?
Poderia um libertino reformar-se quando não desejava ser reformado? Ela poderia perdoá-lo e acreditar que eles poderiam chegar a ter um casamento real?

 

Às vezes, tudo o que a gente precisa é de um bom romance de época… né verdade?

Eu estava aleatoriamente passeando pelo meu kindle e resolvi que precisava ler esse livro, o título me atraiu, a sinopse também e então me joguei.

A história é sobre um casal que é forçado a se casar para evitar um escândalo. Nossa mocinha, Lady Madeleine é pega em uma situação um tanto quanto suspeita com um dos maiores libertinos da época – O Conde de Camus. Como ele é um cavalheiro, para proteger a jovem, propõe um casamento de conveniência.

A verdade é que Robert, o conde, não estava nem aí para sua esposa e na primeira oportunidade volta para sua vida de libertino como se nada tivesse acontecido ou que seu estado civil tivesse mudado. Até que um acidente deixa nosso mocinho de cama, o que leva Maddy até ele para cuidar de sua saúde. É quando Robert percebe que a vida de casado pode ser muito mais interessante e proveitosa que a de libertino… o problema agora é convencer sua humilhada esposa, que precisou engolir a seco seus vários escândalos e amantes, de que ele a queria para ser a the only and one.

Vocês acreditariam nele?

 

Pois é, a Maddy faz Robert passar por maus bocados antes de convencê-la de que valeria a pena ficarem juntos novamente. Mas esse não é o único problema, pior ainda é ter que lidar com a mãe de Robert. A mulher é a definição de bruxa! Aquela mãe e sogra megera que faz de tudo para não perder a posição. #Tenso

Esse é um livro clichê, como vários do gênero o final feliz é esperado. Mas o que mais gosto neles é acompanhar os conflitos e ver como os protagonistas os resolvem. E o que não falta aqui é conflito… tanta treta gente! Mas nem tudo são flores, teve um momento em que o livro ficou cansativo, com uma sucessão de cenas repetitivas.

O casal se acertou e eles pareciam coelhos, um respirava e ambos estavam na cama… pensei que o gênero tinha mudado pra erótico e me peguei revirando os olhos porque estava sem graça e absurdamente repetitivo. Parecia que a história iria travar na eterna lua de mel dos dois!

Mas não desisti e por fim o final foi aceitável.

A Condessa de Camus é um livro até extenso para o gênero, a autora mostra outros casais, mas ao contrário de outras autoras, ela não está preparando o terreno para um novo livro naquele universo. Suas histórias e personagens se concluem e se resolvem nesse mesmo livro e nos seus outros títulos ela aborda outras histórias. Eu até fiquei bem curiosa e desejando um livro ou outro de algum personagem, mas não achei #chateada rsrs.

Enfim, esse é um livro para ler sem muita pretensão, me distraiu o suficiente, não considero espetacular, mas também não é ruim. Por sua conta e risco se jogar na leitura.

Até breve!

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário