adulto

Resenha #324 Drive

Por Barbara em 28 jul • 2020
17jan • 15 Sobre Primeiros Beijos

Sobre Primeiros Beijos #3

Olá! Chegamos a mais uma edição do SPB! Uma das colunas mais apaixonantes e fofas do blog, então aperte o play e curta alguns dos Primeiros Beijos de alguns dos nossos casais literários favoritos e não esqueça de comentar se você quiser que algum casal apareça aqui na coluna 😉
Ah, e eles não precisam ficar juntos no final, basta apenas se beijarem :p

.

.

.

“Sua boca encontra a minha. Ele me beija, suave e carinhoso, e diz baixinho
– Isso também ajuda? – e me beija novamente. – Sonho com isso há semanas, desde que conversamos on-line – seus lábios acariciam e consolam como as mãos fizeram há pouco tempo – Você lançou uma espécie de feitiço em mim.” Beth e Derek – Cante para eu dormir

.
.
.
.
.
“Seus olhares se cruzaram e os dois sorriram.Como se por consentimento mútuo, Colin se inclinou para a frente e ela o encontrou no meio do caminho, os lábios ressecados e aquecidos pelo sol se tocaram suavemente. Não demorou para que o beijo se tornasse faminto e persistente. Ela se inclinou para trás e ele acompanhou o movimento. Willa nunca se sentira assim com um homem. Ele fazia seu peito parecer prestes a explodir. Deus, sentir isso sem infringir a lei era incrível. Certo, tecnicamente eles tinham infringido a lei ao deslizar pela rocha, mas se beijar ali na margem era simplesmente viver o momento e não havia lei contra isso.” Willa e Colin – O Pessegueiro
.
.
.
.
.
“Eu o puxo para baixo e colo meus lábios nos dele, lábios que, surpresos e em choque, ficam entreabertos. E eu beijo Cricket Bell com tudo o que vem se formando dentro de mim desde que ele voltou, desde aquele verão, desde nossa infância. Beijo-o como se nunca tivesse beijado ninguém antes.”
Lola e Cricket – Lola e o Garoto da Casa ao Lado
.
.
.
.
.
“Ária ficou na ponta dos pés, passou os braços em volta do pescoço dele e o beijou. O calor macio e aquecido da boca de Perry provocou uma onda de calor no corpo dela. Ele ficou paralisado, depois seus braços se apertaram em volta das costelas dela, quando ele aprofundou o beijo. Eles se fundiram, encaixados um ao outro com uma perfeição impressionante. Ária nunca tinha sentido como se sentia agora, explorando o gosto dele. Sentindo a força dos braços à sua volta. Inalando o cheiro de suor, couro e fumaça de lenha. Os cheiros dele. Ela se sentiu como se tivesse encontrado um momento de eternidade. Como se eles devessem ter sido sempre assim.” Ária e Perry – Never Sky – Sob o céu do nunca.
.
.
.
.
.
“Eu me inclinei para trás e olhei nos olhos dele, tocando cada lado do seu rosto com as mãos. Fiz carinho no queixo dele com o polegar. Sua expressão era de partir o coração. Fechei os olhos e me inclinei para beijar o canto de sua boca, mas ele se virou e beijei mais do que tinha pretendido.” Travis e Abby – Belo Desastre
.
.
.
.
Espero que tenham gostado e até a próxima!
Xoxo

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Lara Vieira
    19 jan 2015

    Olá! Indiquei seu blog para participar de uma tag, espero que participe!

    Beijos!
    http://escritoraporumacaso.blogspot.com.br/2015/01/tag-liebster-award.html