adulto

Resenha #324 Drive

Por Barbara em 28 jul • 2020
24abr • 14 adulto, Erótico, resenha, universo dos livros

Resenha #22 Cretino Irresistível (Série Beautiful Bastard #1)

Título: Cretino Irresistível
Autor: Christina Lauren
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2013
Páginas: 254
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: Uma estagiária ambiciosa. Um executivo perfeccionista. E um relacionamento ardente e totalmente perigoso! Esperta, dedicada, prestes a cursar um MBA, Chloe Mills tem apenas um único problema: seu chefe, Bennett Ryan. Ele é exigente, insensível, sem consideração – e completamente irresistível. Um belo cretino. Bennett acaba de retornar da França para assumir um cargo importante na empresa de comunicações de sua família. Mas o que ele não poderia imaginar era que a pessoa que o ajudava enquanto ele estava no exterior era essa criatura linda, sensual e totalmente irritante que agora ele tem de ver todos os dias. Ele nunca foi do tipo que se envolve em relacionamentos no ambiente de trabalho, mas Chloe é tão tentadora que ele está disposto a flexibilizar essa regra – ou quebrá-la de uma vez – para tê-la. Por todo o escritório! Mas o desejo que um sente pelo outro cresce tanto que Bennett e Chloe terão de decidir o que estão dispostos a perder para ganhar um ao outro.

Hoje vou comentar sobre o livro Beautiful Bastard, ou como ficou para nós Cretino Irresistível.
Dessa vez estou pisando em terreno novo, antes eu só tinha lido livros eróticos misturados com a temática sobrenatural que por sinal são ótimos e estão entre meus favoritos. Fui então atrás dos eróticos mais próximos possível da nossa realidade rs.

Pedi umas indicações para minha colega de blog Barbara e encontrei o Cretino por um ótimo preço, pensei: – Será esse a me desvirginar no mundo dos eróticos depois do furor de 50 tons.

Quando esse livro saiu eu cheguei a dar risada por causa do título, achei um pouco brega, estranho e não me atraiu, pensei comigo que nunca iria lê-lo e muito menos comprá-lo. Paguei língua bonito kkkk o mundo da voltas, nunca se sabe o que você terá curiosidade de ler em um futuro próximo não é?

Já avisando, o livro é cheio de clichês ok e segue uma formula básica:
Casal que se odeia+melhor sexo de suas vidas+tara+preciso de você= final feliz

O livro alterna do ponto de vista de Chloe e Bennett. Tendo início com de Chloe e como ela enxerga seu chefe irresistível e também cretino, devido ao tratamento que ele lhe oferece no trabalho. O fato é que ela é uma das poucas pessoas que tem um certo jogo de cintura e sabe lidar com ele. Sabe aquele cara mandão, metido, irônico, um tremendo filha da p***? Esse é Bennett que não perde uma oportunidade de ser sarcástico e implicar com a nova assistente. Os dois se odeiam, tem personalidades fortes e juntos caminham assim desde que ele retornou da França e se conheceram.

Acredito que havia muita tensão sexual entre eles durante esses nove meses de convívio mas a autora já nos leva ao ponto em que Bennett está no limite e parte para o vamos ver.

“É melhor você estar pronto para terminar o que começou.” Pagina 16

Não sei como é com outras mulheres mas eu gosto de preliminares e lendo um livro erótico eu meio que esperava por isso também em minha leitura. Uma provocação, um joguinho da parte do casal antes que eles finalmente se entregassem a luxuria. A ação começa logo no primeiro capítulo e isso me surpreendeu e o modo como aconteceu, eu como leitora pensei, calma aí, ainda preciso me esquentar kkkk

Ele é o chefe e ela uma estagiária com bolsa que em pouco tempo precisará apresentar uma tese para completar seu MBA. Não é bem o ideal se envolver com o cara que está cuidando disso certo? Bem, mas então a partir daí não podem ficar sozinhos em lugar algum que simplesmente perdem o controle e se rendem um ao outro. Uma relação de ódio, irritação e tesão. Ambos se provocam inflando ainda mais o desejo deles e qualquer lugar é lugar pra esses dois. Me peguei desejando que fossem flagrados no ato e pensando se eles um dia iriam fazer sexo em uma cama. Depois da entrega ficam perturbados pensando nas consequências, aqueles conflitos todos, culpando a si mesmo pela falta de auto controle, cada vez mais irritados um com o outro e sempre provocando, tipico.

Uma das curiosidades do livro é a tara de Bennett que confesso me é bastante excitante apesar do prejuízo rs

“Deslizando minhas mãos por seu corpo, deixei meus dedos percorrerem o cós de sua calcinha. Um arrepio surgiu em sua pele e eu fechei os olhos ao segurar o tecido,tentando me convencer a parar.” Pagina 62

Lá pela pagina 200 eu já estava ficando um pouco entediada com o casal que mais pareciam dois coelhos incontroláveis. Sei que se trata de um erótico, talvez eu esteja mal acostumada e senti falta de um enredo mais substancial com ocasionais cenas de sexo bem estruturadas em que o leitor sente o envolvimento do casal além de todo aquele fogo. Acaba que essa tensão toda vai evoluindo para uma possessividade básica e que depois de alguma forma vira amor. Vai entender.

Então eles se apaixonam, não fique surpresa, eu avisei da formula básica, e eu me pergunto o porquê, da onde veio isso, apenas do sexo fantástico? Faltou aí algo mais entre eles, um comprometimento crescendo aos poucos. Acaba que depois de tantas escapadas passa um tempo e eles vão ficando frágeis, a relação os deixa dependentes um do outro que pra mim é apenas físico devido ao sexo espetacular kkkkkkk

Ao final do livro vem aquela frase famosa que estou tentando entender até agora. E o desfecho é tão abrupto quanto foi o início. Fiquei esperando alguma coisa, não me pergunte o que.

Esse é o primeiro de uma série, o livro é leve e me divertiu, não tiro esse mérito da autora que me fez dar umas boas gargalhadas. Se você gosta de eróticos não pode deixar de ler,as cenas de sexo são boas, o casal é carismático sem muito drama mas não há nenhuma grande reviravolta. Só acho que foi tudo muito rápido e sem profundidade, resumindo uma afobação danada kkkkkkkk

Mesmo não aparecendo direito fiquei curiosa pra conhecer um pouco mais do Henry, irmão do Bennett, talvez em um livro futuro?



Separei especialmente pra você Bennett, o que acha?

 

  • Meus Chloe e Bennett

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia aqui a resenha do terceiro livro Playboy Irresistível

confira também os Posts Relacionados

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário