best

O Melhores de 2017 #Top3

Por GeL em 15 jan • 2018

Posts arquivados em: Mês: dezembro 2014

26dez • 14 intrínseca, lançamento

Resenha #70 O Presente do Meu Grande Amor

Título: O Presente do Meu Grande Amor
Autor: Holly Black, Ally Carter, Matt De La Peña, Gayle Forman, Jenny Han, David Levithan, Kelly Link, Myra McEntire, Stephanie Perkins, Rainbow Rowell, Laini Taylor, Kiersten White.
Editora:Intrínseca
Páginas: 352
Classificação: 4 estrelas
Sinopse: “Se você gosta do clima de fim de ano e tudo o que ele envolve, presentes, árvores enfeitadas, luzes pisca-pisca, beijo à meia-noite, vai se apaixonar pelo livro. Nestas doze histórias escritas por alguns dos mais populares autores da atualidade, há um pouco de tudo, não importa se você comemora o Natal, o Ano Novo, o Chanucá ou o solstício de inverno. Casais de formam, famílias se reencontram, seres mágicos surgem e desejos impossíveis se realizam. O pessimismo não tem lugar neste livro, afinal o Natal é época de esperança.”

 

Então é natal… (continue a música)!

Olá, todos em clima natalino? Posso ouvir um sim?! SIM o/
Então para essa data tão especial – meu feriado favorito -, nada melhor do que a resenha de um livro com esse tema.

O Presente Do Meu Grande Amor é um livro que traz uma coleção com doze histórias relacionadas com as festas de fim de ano. A Stephanie Perkins reuniu uma gama de autores bem conhecidos dos leitores, dos doze eu já conhecia o trabalho de oito deles, que inclusive tem seus livros publicados no Brasil, e dessa união surgiu esse livro com contos encantadores.

Eu gostaria muito de falar sobre cada um com detalhes, mas não irei fazer isso porque a resenha ficaria enorme, então decidi escolher as minhas histórias favoritas e merecedoras de 5 estrelas.

Continue lendo

23dez • 14 Literatura Nacional, resenha

Resenha #69 Arma de Vingança

Título: Arma de Vingança
Autor: Danilo Barbosa
Editora: Kindle Direct Publishing
Páginas: 205
Classificação: 4 estrelas

 Sinopse: Como uma deusa cruel e vingativa, destruirei todos que estiverem em meu caminho… O que você seria capaz de fazer por vingança? Suportaria uma vida cercada de mentiras, traições, dores, crime e morte? Ana sobreviveu. Pagou o seu preço com marcas que o tempo nunca será capaz de apagar. Deixou para trás toda a inocência de criança para dar lugar a uma mulher fria e calculista, disposta a ser a perfeita arma de execução contra aqueles que tentaram destruí-la. Para conseguir os seus objetivos, não terá limites: irá mentir, enganar, seduzir e trair… Sem remorsos ou pena daquele que um dia julgou amar. Prepare-se para ouvir a história de Ana. Caminhe na tênue linha entre a paixão e a obsessão e veja como até os príncipes encantados tem o seu lado sombrio. Afinal, esta não é uma história de amor.

 

“Aqui, diante de você, contarei, enfim, em detalhes minha história. 
Se em algum momento eu parecer cruel, insensível ou uma grande cachorra, 
peço que me desculpem, mas fui mesmo. Não estou aqui para ser 
julgada pelos meus atos. Diante do que fizeram comigo, eu fiz o que achava justo. 
E se errei, espero que Deus me perdoe…”

 

Não, esta não é mesmo uma história de amor. Eu me senti no meio de uma temporada de Revenge, mas em circunstâncias muuuito mais complicadas e sombrias. Ana era uma garota inocente, que sofreu consequências drásticas por ter se entregado sem reservas a dois homens que não mereciam nem um pingo de misericórdia.
É meio difícil falar desse livro, pois acredito que esta deve ser uma experiência vivida completamente no escuro. Qualquer spoiler pode acabar com todo o enredo. E que enredo! Ana narra os fatos de uma forma tão intensa, que você, por muitas vezes, nos sentimos em sua pele.

Continue lendo

16dez • 14 literatura estrangeira, new adult

Resenha #68 Bright Side

Título: Bright Side
Autor: Kim Holden
Editora: Do Epic LLC
Páginas: 383
Classificação: 6 estrelas

Sinopse: Segredos.

Todo mundo tem um.
Alguns maiores que outros.
E quando eles são revelados,
Alguns irão curá-lo…
E alguns irão destruí-lo.
 
A vida de Kate Sedgwick’s não foi nada típica. Ela suportou dificuldades e tragédia, mas em meio a tudo isso ela permanece feliz e otimista (o motivo pelo qual seu melhor amigo Gus a chama de Bright Side – alguém que escolhe ver apenas o lado bom das coisas). Kate tem personalidade forte, é engraçada, esperta, e possui um dom musical. Ela também nunca acreditou no amor. Então quando ela deixa San Diego para frequentar a universidade da pequena cidade de Grant, no estado de Minessota, a última coisa que ela esperava era se apaixonar por Keller Banks. 
 
Os dois sentem isso.
Mas ambos possuem razões para lutar contra.
Ambos têm um segredo.
E quando eles são revelados,
Alguns irão curá-lo…
E alguns irão destruí-lo.

 

“Ela é o exemplo da positividade. Ela é um raio de sol. 
Ela não apenas olha o lado bom das coisas… ela vive lá.”

 

Eu sei que a maioria das minhas resenhas começa com “eu não sei o que falar”, mas eu realmente não sei o que falar de Bright Side. Sabe aquela história que te destrói e te deixa em caquinhos e ao mesmo tempo te reconstrói e faz tudo ficar bem? Assim é Bright Side.
O livro conta a história de Kate, uma personagem que irá te cativar sem dúvida nenhuma. Kate é uma mulher decidida, engraçada, linda, descolada, divertida, amiga pra todas as horas e apaixonada pela vida. Ela acredita que devemos viver no presente e que, apesar das dificuldades, a vida é muito bela e deve ser aproveitada.

Continue lendo

10dez • 14 lançamento, literatura estrangeira, new adult

Resenha #67 Nocte

Título: Nocte
Autor: Courtney Cole
Editora: Lakehouse Press, Inc.
Páginas: 277 páginas
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Salva-me e salvarei a ti… Meu nome é Calla Price. Tenho 18 anos, e sou a metade de um inteiro. Minha outra metade — meu irmão gêmeo, meu Finn – é louco. Eu o amo. Mais que a vida, mais que tudo. E mesmo estando apavorada por achar que ele me fará cair junto com ele, ninguém pode salvá-lo além de mim. Estou fazendo tudo que posso para ficar na superfície em um mar de insanidade, mas estou me afogando mais a cada dia. Então eu busco algo em que me segurar. Dare Dubray. Ele é meu salvador e meu anti-cristo. Seus braços é onde me sinto segura, onde tenho medo, onde eu pertenço, onde me sinto perdida. Ele irá me curar e me quebrar, me amar e me odiar. Ele tem o poder de me destruir. Talvez isso seja o certo. Porque eu não consigo salvar Finn e amar Dare sem que todos se machuquem. Por que? Por causa de um segredo. Um segredo que eu tenho tentado tanto descobrir que nem percebi quando ele já estava em minha frente. Você também não irá perceber.

 

“Serva me. Servabo te.
Save me and I will save you.
Salva-me e salvarei a ti.”
“De noite sou livre
Ninguém escuta meus monstros além de mim
Minha liberdade é frágil
Pois a cada manhã,
de novo e de novo,
A noite é interrompida
pelo sol.
É uma boa maneira para morrer.”
 
“Não há nada tão assustador 
como a descida da mente humana para a insanidade.”
 
“Segredos; todo mundo os tem.”

O MUNDO PRECISA LER ESSE LIVRO!

Já se passaram várias horas após o término deste livro, mas eu ainda não consigo encontrar as palavras certas para explicar essa história. De uma coisa tenho certeza: este livro irá te deixar completamente sem chão. Ele irá mexer com sua mente, com seus sentimentos. Irá lhe pregar peças, te oferecer pistas que não servem de nada, tudo para que você nunca descubra seu principal segredo.

Continue lendo

05dez • 14 resenha

Resenha #67 Os Adoráveis

Título:Os Adoráveis
Autor: Sarra Manning
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: “Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo The Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ficaram pela primeira vez.”

CARACA! Que livro legal!

Não poderia começar essa resenha sem antes expressar minha total alegria com esse achado. Já faz um tempo que um livro não despertava esse desejo absurdo de compartilhar minha opinião (positiva) com o mundo. Mas (porém, todavia), um dia achei os Adoráveis e a sinopse me conquistou pelos seguintes motivos:

1) não leio muito sobre adolescentes do Reino Unido,
2) Eu gosto desse lance de amor e ódio, não conseguir evitar estar perto e etc,
3) Jeane é uma blogueira!

Continue lendo